terça-feira, novembro 30, 2021

Gripen para o Brasil

Fumaça 60 anos: the show must go on!

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Nem a chuva, que atrapalhou o início das comemorações dos 60 anos da Esquadrilha da Fumaça, foi suficiente para atrapalhar o evento

 

Como diz o título, “o show deve continuar”. Mas a chuva persistente que caía na região desde a madrugada de sábado deixava dúvidas sobre o tipo de show que poderia ser visto, enquanto nos preparávamos para chegar à Academia da Força Aérea (AFA), em Pirassununga (SP), que comemorou no último final de semana os 60 anos do Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA), a famosa “Esquadrilha da Fumaça”. Será que haveria público e, principalmente, será que veríamos algum voo?

No fim das contas, anteontem, domingo (13/5), soubemos que a AFA recebeu um público estimado em quase 60 mil pessoas para o segundo e último dia das comemorações. Embora seja um número respeitável, ainda é inferior ao constatado em outros eventos que ali já ocorreram. Certamente culpa da chuva forte de toda a manhã de sábado e das dúvidas sobre o tempo realmente se firmar no domingo.

Esperava-se um público superior a 70 mil pessoas em cada um dos dois dias do evento. Mas grande parte delas acabou não se animando muito em função das condições meteorológicas ruins. Mesmo assim, fãs incondicionais da aviação em geral, principalmente aviação militar, marcaram presença no local. E o mais importante: quem persistiu não saiu decepcionado. Ao contrário, viu atrações que raramente aparecem no Brasil (o caso dos Halcones chilenos), outras que nunca estiveram por estas bandas (demonstrações de Hornet e Super Hornet) e novidades da FAB (o P-3 foi uma delas).

Como adiantamos acima, boa parte do período da manhã do sábado foi perdido em função da intensa chuva que caiu em toda a região. O dia amanheceu com chuva leve, mas por volta das 7h30, quando já estávamos na AFA, o céu escureceu ainda mais e a chuva ficou realmente forte: até as luzes dos hangaretes foram acessas (ver imagem logo acima) e as apresentações ficaram aguardando a melhoria do tempo.

Mesmo assim, a AFA recebeu algumas aeronaves como um C-99 e um Super Tucano debaixo de chuva torrencial, e ainda pudemos ver a decolagem do C-130J canadense. Mas a chuva tornava difícil até mesmo focar nas aeronaves em movimento, e o fundo cinza também não ajudava em nada a tarefa de trazer boas imagens a nossos leitores – elas apenas mostravam a realidade frustrante para nós quatro que havíamos acordado cedo para não perder nada: os editores Poggio e Nunão do Poder Aéreo, acompanhados dos amigos Padilha e Wiltgen, que recentemente partiram das nossas Forças de Defesa para abrirem o site Defesa Aérea & Naval.

 

 

Andamos pelo pátio e fomos conhecer os melhores pontos para fotografias (dentro e fora da área restrita para o público em geral) desviando das poças. Como naquelas primeiras horas de evento o tempo não melhorava, voltamos para os hangares, para nos abrigarmos um pouco. E lá de dentro, por volta das 11h, enquanto estávamos conversávamos com pilotos, pudemos ver que a chuva diminuía um pouco, gradativamente. Nossos colegas da Defesa Aérea & Naval, no pátio, avisaram que os pneus de um Super Hornet estavam sendo trocados. Bons indícios.

Já era quase meio dia quando ouvimos o acionamento do motor de um dos “Hornets” (um som característico que não dá para confundir), que atraiu uma série de pessoas para a área de exibição externa. Era um Super Hornet que preparava-se para se apresentar e dar início às demonstrações aéreas daquele dia.

Ainda chovia e tudo era feito para não molhar as lentes das câmeras, ali na área central reservada à imprensa, entre guarda-chuvas e uma barraca de uma equipe de TV que, minutos depois, foi virada pelo jato das turbinas do Super Hornet que já taxiava de volta daquele primeiro voo. E assim, com muita água e emoção, começou em grande estilo um dos mais memoráveis eventos aeronáuticos do Brasil nos últimos anos.

 

Mas será que todas as fotos estavam destinadas ao fundo cinza escuro das que vemos aqui, com dificuldades com o foco e cheias de riscos que denunciavam a chuva que caía? Será que não conseguiríamos transmitir aos leitores, com as imagens, as cenas de tirar o fôlego que víamos, ao som daqueles motores roncando tão forte sobre a Academia?

Os minutos e as horas seguintes, com o céu tornando-se mais branco do que cinzento e o teto subindo, mostraram que havia esperança. E as matérias seguintes também vão mostrar que essa esperança não foi em vão.

 

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

18 Comments

Subscribe
Notify of
guest
18 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
carlosserrat

Parabéns à Academia da Força Aérea e à Esquadrilha da Fumaça pela magnífica festa organizada em comemoração aos 60 anos da Esquadrilha. Foi uma estupenda demonstração de planejamento, organização , profissionalismo e competência por tudo que foi apresentado e dado a ver.
Alguém já falou que toda comparação é odiosa. Entretanto, vendo a incrível manobrabilidade do Super- Hornet não da para fugir a uma comparação com o nosso F-5M. A sexta maior economia do mundo, em termos de defesa, já chegou a guerra do Vietnã.

Roberto F Santana

Prezados Guilherme e Nunão,

Que lentes vocês levaram?
Quem sabe uma de 300mm ou 200mm poderia ser útil em um clima desses.

Fernando "Nunão" De Martini

Roberto, Com chuva enchendo de chuviscos a linha de visada até a aeronave em voo, acho que não tem lente que resolva… Clique para ampliar e você vai ver, nas partes escuras das fotos, os pingos caindo em diagonal. Isso quando não acontecia de apontarmos para o céu e cair um pingo enorme bem no meio da lente, desfocando tudo, obrigando a secar e esperar outra chance de bons cliques. Eu e o Poggio estamos longe de nos destacarmos como fotógrafos, mas o Padilha e o Wiltgen, que estavam com a gente e que fotografam muito melhor, também estavam sofrendo… Read more »

Roberto F Santana

Prezados Nunão e Guilherme, É não tem jeito, fora a água o que mais atrapalha é a falta de luz. Já tive uma 300mm, e consegui “trazer” aviões de lugares de acesso proibido, a foto do C-130 decolando iria ficar boa com uma zoom. Não é o caso de vocês, que tem livre acesso nesses eventos, mas nunca se sabe quando se vai precisar de uma. Gostei da foto do tirada de atrás do Guilherme (suponho que seja ele) aparecendo o colete com o logo do PA. Tente verificar na sua máquina, ela provavelmente tem a opção para ajuste de… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini

“Roberto F Santana em 15/05/2012 as 13:53 Já tive uma 300mm, e consegui “trazer” aviões de lugares de acesso proibido, a foto do C-130 decolando iria ficar boa com uma zoom.” De fato, Roberto. Essa do C-130 coloquei mais para dar o contexto. Estava em deslocamento perto dos hangares, sob a chuva e com guarda-chuva na mão, longe de qualquer ponto mais adequado para a foto, quando ouvi o avião decolando. Só deu tempo de apontar, dar um pouquinho de zoom e clicar. Já outras fotos puderam ser feitas com um pouco mais cuidado. As que tirei do CF-18 Hornet… Read more »

Nick

Belas fotos, à despeito das condições meteorológicas.

Vai ter filme também??

[]’s

Fernando "Nunão" De Martini

“Nick em 15/05/2012 as 14:08
Vai ter filme também??”

Creio que vai ter sim, Nick, do Super Hornet. Mas vai ficar para as últimas matérias depois de uma análise técnica, porque precisa de tempo para editar todas as partes em que o avião entrava nas nuvens e o “cinegrafista” aqui perdia o rastro. Nuvem é a velha amiga para a “furtividade” dos caças pintados de cinza nos dogfights com as câmeras…

wallace

Enquanto o F-19 desfila por aqui:

F-35 to replace most US combat aircraft by 2020
http://www.defencetalk.com/f-35-to-replace-most-us-combat-aircraft-by-2020-42557/

Vader

Putz, e eu procurei vocês lá no sábado e não achei nenhum.

Gila

Belas fotos… mas tem mais né, que eu vi algumas outras heehehhe…
vou ver se consigo te mandar aquela foto q pediu….
Pessoal quem conseguiu ir lá tenho certeza q aproveitou os F-18 foram mto maneirose lógico a fumaça como sempre é show.
Além, disso foi um prazer conhecer o Poggio e o Nunão, agora esta faltando o Joker e meu caro Samuca “Jaguar”.

Fernando "Nunão" De Martini

Vader,

No sábado passamos boa parte do tempo nas áreas mais próximas da pista, fora dos limites do público em geral. Mas demos umas boas passeadas na área do público também.

No domingo, passamos mais tempo na área do público, e encontramos mais leitores do Poder Aéreo.

Eu procurei bastante pelo capacete do Vader entre o público ou por uma perturbação na força que indicasse a tua presença, mas não te achei! Acho que a força não estava comigo no sábado!

Saudações!

Fernando "Nunão" De Martini

Gila, o prazer é todo meu em vê-lo por aqui!

Hoje mesmo vou colocar fotos dos voos do CF-18 Hornet. Amanhã será dia do Super Hornet e outras matérias mais específicas, incluindo nos próximos dias, obviamente, o belíssimo P-3 que pudemos conhecer tão bem.

Saudações!

alexandre.bagatini

Pessoal, não lhes parecem que há muito F/A 18 por aí. Seria possível um caça tampão CF – 18 até a chegada dos Super Hornet? Eles estão estocados no Candá>

Últimas Notícias

Embraer e Pratt & Whitney firmam parceria para o programa de demonstração de voo de combustível de aviação 100% sustentável

São José dos Campos - SP, 30 de novembro de 2021 – A Embraer anunciou hoje a assinatura de...
- Advertisement -
- Advertisement -