Home Noticiário Internacional Caças Rafale, Mirage 2000-9 e F-16 Block60 se exercitam nos Emirados

Caças Rafale, Mirage 2000-9 e F-16 Block60 se exercitam nos Emirados

372
2

As fotos são do exercício conjunto “Gulf 2012” realizado nos Emirados Árabes Unidos (EAU), com a participação da França.

Segundo o jornal The National, dos Emirados, o exercício envolveu um assalto diurno englobando um completo ataque aéreo, naval e terrestre, com um total combinado de 4.500 tropas dos EAU e da França. As manobras foram realizadas no dia 2 de maio na colina Umdaddi, na costa oeste de Abu Dhabi.

Nos combates simulados, as forças combinadas que formavam o exército “amigo”, deixaram as bem armadas tropas encarregadas do papel de “inimigos” completamente batidas no campo de batalha, segundo o jornal. O ataque começou após aeronaves de vigilância SAT-8 localizarem o inimigo no topo da colina, informando ao comando central. Uma chuva de mísseis foi lançada por caças Mirage 2000-9 dos EAU e Rafale da França, atacando em mergulho. Após esse ataque, relatórios de reconhecimento em terra sobre as defesas aéreas foram repassados aos caças Rafale, que usaram mísseis guiados para eliminar as ameaças.

Em seguida, os carros de combate Leclerc dos EAU dispararam sobre as posições inimigas, destruindo mais três alvos. Após o ataque de artilharia que durou 15 minutos, helicópteros Apache dos Emirados deram cobertura para que equipes de engenharia liberassem obstáculos na área para permitir mais avanços dos carros de combate.

Enquanto isso, blindados de transporte de tropas Dhibyani que levavam soldados dos EAU e da França desembarcaram na praia e avançaram junto com os Leclerc, ao mesmo tempo em que cinco peças rebocadas de obuseiros G6 de 155 milímetros formavam uma bateria de artilharia disparando bem dentro do território inimigo, seguida de dúzias de foguetes disparados por lançadores rápidos, que varreram a área.

Todo esse ataque coordenado, descrito acima pelo jornal The National, durou 90 minutos, e foi assistido por autoridades de defesa dos EAU e da França, que insistiram em afirmar que não há relação entre o exercício e a atual cena política na região, dado que o “Gulf 2012” (exercício do qual a ação descrita foi apenas uma das operações realizadas) faz parte de uma agenda regular de treinamento entre os dois países.

De qualquer forma, a operação serve para aumentar a prontidão das Forças Armadas dos Emirados. Esses exercícios conjuntos são realizados a cada quatro anos, e começaram em 1996, um ano após a França e os EAU assinarem um acordo de defesa. Esta edição de 2012 foi a maior de todas já conduzidas, e a primeira a abranger forças áereas, navais e terrestres de uma só vez.

Para saber mais sobre o exercício, clique no primeiro link da lista abaixo. Para assuntos relacionados, clique nos demais links.

FONTE: The National (tradução, adaptação e edição: Poder Aéreo)

FOTOS: France Presse (K. Sahib) e Reuters (B. Job), via Folha de São Paulo

Colaborou: Tiago

VEJA TAMBÉM:

2
Deixe um comentário

avatar
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
VaderGrifo Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Grifo
Visitante
Grifo

Senhores, olha só quem também está por ali:

http://www.thenational.ae/news/world/middle-east/iran-complains-at-us-f-22-fighter-jets-in-uae

Acho que o Irã não tem razões para reclamar. Só porque os EUA colocaram dois porta-aviões e agora os F-22 ali do lado deles… Isto não quer dizer absolutamente nada, são apenas manobras completamente normais.

Vader
Visitante
Member

Hehehe, Rafales, F-16, M-2000, F-22 e cinco ou seis esquadrões de F/A-18.

Nada de mais. O Irã pode ficar descansado.

Tic, tac, tic, tac, tic, tac… 🙂