Home Divulgação Rolls-Royce abre novo escritório no Rio de Janeiro

Rolls-Royce abre novo escritório no Rio de Janeiro

1096
0

A Rolls-Royce, empresa global de sistemas de energia, presente no Brasil há mais de 50 anos, inaugurou seu segundo escritório no Rio de Janeiro. Localizado na Barra da Tijuca, Zona Oeste da cidade, o espaço atenderá às demandas comerciais geradas pela construção da nova fábrica da Rolls-Royce em Santa Cruz, também na Zona Oeste carioca. A empresa investiu cerca de R$ 1 milhão no novo imóvel, onde já estão trabalhando 25 funcionários.

No novo espaço, funcionarão os departamentos de compras, supply chain e projetos. Lá, serão negociados todos os contratos com fornecedores envolvidos nas obras da unidade fabril de Santa Cruz, onde os 32 turbogeradores já contratados pela Petrobras em novembro de 2011 serão montados. As primeiras entregas acontecerão no primeiro semestre de 2013 e as últimas, no início de 2016. Grupos específicos de profissionais da área de projetos da Rolls-Royce serão destacados para atender exclusivamente cada plataforma da estatal, num total de oito.

Francisco Itzaina, presidente da Rolls-Royce para a América do Sul, explicou que essa estratégia será fundamental para garantir a entrega de excelência na execução do projeto, reduzindo custos de deslocamento e atrasos na logística. “Já antecipamos também nosso compromisso de contribuir com a geração de empregos e de conteúdo local de nossos equipamentos e sistemas”, afirmou o executivo. Após a conclusão das obras, todos os funcionários desse escritório serão realocados na fábrica, que demandará ainda a contratação de novos profissionais.

Os investimentos em Santa Cruz, conforme anunciou recentemente a Rolls-Royce, serão de cerca de R$ 189 milhões*. A fábrica será construída num terreno de 100 mil metros quadrados. O investimento da companhia no projeto pode dobrar, caso seja aprovada a instalação de uma planta dedicada à montagem de propulsores e um Centro de Treinamento – o quarto da Rolls-Royce no mundo. Ao todo, serão cerca de 20 mil metros quadrados de área construída.

Notas para Editores:

1. A Rolls-Royce é um dos maiores fornecedores mundiais de sistemas e serviços de energia para uso em terra, mar e ar e estabeleceu uma posição forte em mercados globais – aeroespacial civil, aeroespacial militar, marítimo e de energia.

2. Como resultado dessa estratégia, a empresa tem atualmente uma ampla base de clientes que inclui mais de 500 companhias aéreas, 4.000 operadores corporativos e governamentais de aviões e helicópteros, 160 forças armadas, mais de 4.000 clientes marítimos, incluindo 70 marinhas de guerra, e clientes de energia em aproximadamente 80 países.

3. A receita anual foi de cerca de R$ 34,5 bilhões* em 2011, dos quais mais da metade é proveniente do fornecimento de serviços. A carteira de encomendas firmes e anunciadas estava em R$ 189,7 bilhões* em 31 de dezembro de 2011, resultando em boas perspectivas para os futuros níveis de atividade.

Informações adicionais das operações da Rolls-Royce no Brasil

4. A Rolls-Royce tem uma longa e bem sucedida trajetória no Brasil, com atuação há mais de 50 anos no país. A primeira instalação foi construída em 1959, em São Bernardo do Campo, no estado de São Paulo.

5. A empresa tem exercido um papel importante no desenvolvimento da nação, estabelecendo profícuo relacionamento com grandes empresas brasileiras (como, por exemplo, Embraer, Petrobras, TAM, Ocean Air), além das Forças Armadas.

6. Atualmente, a empresa tem uma forte presença no Brasil, empregando mais de 500 pessoas em operações em São Bernardo do Campo, Rio de Janeiro, Niterói e Macaé. O investimento em instalações no país tem como objetivo servir sua crescente base de clientes nos quatro setores de negócios em que atua. E a Rolls-Royce continuará a expandir suas operações de modo a aumentar o conteúdo local em seus produtos e serviços, particularmente nas divisões de Energia e Marítimo.

7. A organização também apoia as ambições do Brasil de aumentar o conteúdo local de seus equipamentos e serviços e está estabelecendo uma equipe administrativa no país para implementar essa iniciativa (mais de R$ 2,8 bilhões*) em substituição de importações ao longo da próxima década).

* Taxa de câmbio presumida: £1.00 = R$3.05 / US$1.00 = R$1.89 – segundo o Banco Central

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of