Home Aviação de Transporte Está vazando!

Está vazando!

140
5

Nova aeronave de reabastecimento aéreo da RAF mostrou problemas de compatibilidade com os Tornados

 

O jornal britânico ‘The Sun’ informou na semana passada que testes realizados com o futuro avião de reabastecimento aéreo ‘Voyager’ (versão da RAF do Airbus A330 MRTT), indicaram a não compatibilidade com os caças Tornado porque no contato com a cesta, ocorreram vazamentos de combustível.

O caso tornou-se uma grande dor de cabeça para o ministro da Defesa do Reino Unido, Philip Hammond, cuja pasta assinou um contrato de 10 bilhões de libras esterlinas para a aquisição de 14 aeronaves de reabastecimento. O mais embaraçoso é que com aeronaves produzidas nos EUA os testes foram positivos.

O Voyager é a maior aeronave que a RAF já teve. Além de transportar até 100.000 litros de combustível, o avião pode ser convertido em transporte de tropas para até 400 soldados.

O problema de compatibilidade com os Tornados pode causar um atraso nas entregas. Nove Voyager deveriam entrar em serviço até 2014.

FONTE/FOTO The Sun/Airbus

TRADUÇÃO E ADAPTAÇÃO: Poder Aéreo

NOTA DO EDITOR:após a publicação da matéria original do jornal inglês, o Ministério da Defesa do Reino Unido divulgou a seguinte nota (clique aqui para ver o texto original, em inglês):

“O jornal ‘The Sun’ noticiou que a nova frota de aviões de reabastecimento e de transporte da RAF foi atingida por um revés após ser descoberto que o avião, chamado Voyager, encontrou problemas durante testes de reabastecimento aéreo. O Voyager deverá entrar em serviço na RAF nas funções de transporte e aeromédicas nos próximos meses. O avião já reabasteceu Tornados e, uma vez que os testes sejam completados com sucesso, será iniciado o treinamento completo de reabastecimento aéreo na RAF.”

“Nove aeronaves totalmente operacionais deverão entrar em servi;co nos próximos dois anos, com a meta para data de entrada em meados de 2014. Não haverá nenhuma lacuna na capacidade como resultado disso. Se a indústria falhar em atender suas obrigações, o Ministério da Defesa espera recuperar quaisquer custos adicionais.”

5
Deixe um comentário

avatar
4 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
4 Comment authors
Fernando "Nunão" De MartiniIvanGilberto RezendeMauricio R. Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.
Gilberto Rezende
Visitante
Member
Gilberto Rezende

Parece coisa de amador… Os britânicos mandam outra bola fora… Bastava ANTES de comprar/receber o reabastecedor enviar para os EADS um bico de reabastecimento do Tornado e TESTÁ-LO em terra com o receptáculo fabricado para a aeronave Voyager, POMBAS !!! Parece que aqui temos um caso de tolerância de engenharia (ou melhor INTOLERÂNCIA) pois o sistema é padrão OTAN e isto não deveria ter acontecido. Ou um dos equipamentos (o bico de reabastecimento do Tornado ou a cesta receptora do Voyager) está fora do padrão em alguma medida. Se os dois estão DENTRO do padrão do sistema os equipamentos estão… Read more »

Ivan
Visitante
Member
Ivan

Gilberto,

Mellhor aguardar o resultado da análise da RAF, pois pode ser apenas um problema de regulagem da pressão do combustível na mangueira.

Observe que os Airbus A330 MRTT do Esquadrão Nº. 33 da Royal Australian Air Force (RAAF) também usam os mesmos pods do Voyager inglês, o Cobham 905E. Até onde ficamos sabendo não houve problema em reabastecer os F-18 australianos.

Observe também que os Tornados alemães são reabastecidos pelos menores A310 MRTT da sua Luftwaffe, sendo que estes usam pods de reabastecimento aéreo Flight Refuelling Ltd Mk 32B.

O problema pode ser mais simples do imaginamos.

Sds,
Ivan.

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

Os esclarecimentos do MOD britânico, em inglês:

(http://www.defense-aerospace.com/article-view/release/134258/mod-responds-to-tanker-issue-as-voyager-makes-first-sortie.html)

Perguntinha que não quer calar…

Pq será que os americanos, correram prá longe deste avião???

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Maurício, esse link que vc passou tem o mesmo texto que está no link original traduzido na nota do editor (onde também há um “clique aqui” para o texto em inglês, no MoD UK).

Saudações!