quarta-feira, outubro 20, 2021

Gripen para o Brasil

China eleva orçamento de defesa em 11,2 por cento

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Por Chris Buckley

PEQUIM, 4 Mar (Reuters) – A China vai aumentar seu gasto militar em 11,2 por cento neste ano, afirmou neste domingo o governo, revelando o primeiro orçamento da Defesa do país desde que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, lançou uma política “pivô” para reforçar a influência norte-americana na Ásia e no Pacífico.

A elevação anunciada pelo porta-voz do Parlamento, Li Zhaoxing, vai levar os gastos oficiais com o Exército a 670,3 bilhões de iuans (110 bilhões de dólares) em 2012, após um aumento de 12,7 por cento no ano passado e uma série quase perfeita de crescimentos de dois dígitos nos últimos 20 anos.

Especialistas internacionais apostam que o orçamento público de Pequim é menor do que o gasto real em modernização militar, o que enervou os vizinhos asiáticos e causou repetidos apelos de Washington para que a China compartilhe mais sobre as suas intenções.

Li afirmou que o mundo não tem nada a temer, e que os recursos gastos são baixos em relação ao Pentágono.

“Você pode ver que temos 1,3 bilhão de pessoas, um grande território e uma longa costa, mas nossos gastos de Defesa são pequenos se comparados aos de outros grandes países”, afirmou Li em coletiva de imprensa antes da sessão anual do Congresso Nacional do Povo, a legislatura controlada pelo Partido Comunista e que vai aprovar o orçamento.

“O limitado poder militar da China tem o fim de preservar a soberania nacional, a segurança e a integridade do território”, afirmou Li, ex-ministro das Relações Exteriores. “Fundamentalmente, não há ameaças para outros países.”

Os vizinhos asiáticos, contudo, estão apreensivos com a expansão militar de Pequim, e esse novo aumento de dois dígitos pode reforçar as preocupações no Japão, na Índia, no Sudeste Asiático e em Taiwan, que tem sua própria administração, mas que a China considera parte do seu território.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, procurou assegurar aos seus aliados asiáticos que os Estados Unidos continuarão sendo importantes na região, e o Pentágono afirmou que vai “rebalancear a região da Ásia-Pacífico”.

“Onze por cento para o orçamento de defesa da China é o que eu caracterizaria como um aumento relativamente considerável”, disse C. Uday Bhaskar, ex-diretor do Instituto Indiano para Estudos de Defesa e Análises, em Nova Délhi.

O orçamento norte-americano proposto por Obama para o ano fiscal de 2013 prevê ao Pentágono de 525,4 bilhões de dólares, cerca de 5,1 bilhões de dólares a menos do que o aprovado para 2012.

FONTE: Reuters

- Advertisement -

23 Comments

Subscribe
Notify of
guest
23 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mauricio R.

Os gastos são proporcionais a influência, a dos americanos é global , a dos chineses apesnas isto; chinesa.

Nick

“Fundamentalmente, não há ameaças para outros países.”

A Índia não concorda com essa frase. 🙂

[]’s

LuppusFurius

Perguntem aos Tibetanos o que eles acham dos fundamentalmente inofencivos chineses!!!!

alphasr71a

Dragão chinês começando a mostrar suas garras

uitinaxavier

Que isso a china não ameaça ninguém não quanto o tio Sam ameaça, só especulação simplista ocidental de achar um bode expiatório pra justificar mais gastos militares, como sempre pura especulação ocidental de querer achar um novo judas pra malhar, americanos não querem ninguém nem como rival comercial é militar mesma tática romana a 1500 anos trazer os antigos povos a quem tanto humilhou por seculos pro seu lado pra se defender se assim pode se dizer de outros bárbaros que só queriam fazer parte do império. Mas como todo mundo sabe o final que roma teve ao não querer… Read more »

tplayer

A China tem muito a perder com um conflito com seus vizinhos. O mundo veria a China como o “vilão” da história e isso certamente seria desastroso para a economia que “cresce nos dois dígitos”.

Corsario137

Notícia interessante. Como se fala muito por aqui, vamos as “contas de padaria”. 1. A China não tem o aparato de bases no exterior – nesse caso podemos mesmo falar, Globalmente – como os EUA, ou seja, uma grande despesa a menos no seu orçamento de defesa. 2. Apesar do número fixo de militares ser maior, posso quase garantir que os sei lá quantos milhões de membros das FA’s chinesas “pesam muito menos na folha” do que os milhares de militares americanos. Sendo assim, a China gasta muito menos com “pessoal”, outro ralo importante nos recursos destinados a Defesa. 3.… Read more »

Marcos

Se derem um orçamento desses ao Brasil, ou mesmo o dobro, ainda assim não vamos para frente. Há algo de errado com esse país e eu ainda descobri o quê.

Alexandre Galante

Uma interessante pesquisa da percepção da sociedade sobre as Forças Armadas, feita pelo IPEA:
http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/SIPS/120229_sips_defesanacional_3.pdf

Marcos

As FFAA armadas nada mais são de que um reflexo da economia do país. Se de um lado a China não para de investir em suas FFAA, ou seja, sua economia não para de crescer, de outro lado os nossos investimentos em FFAA são nenhum, isto é, a grande potência Brasil simplesmente não existe, é um egodo. O Brasil simplesmente não fabrica mais nada. Deixamos de fabricar, e portanto estamos importando da China, desde panelas, talhares, roupas, eletrodomesticos, até materias de construção e peças de automóveis, absolutamente de tudo. Evidente que se de um lado importamos todas essas bagulhadas, estamos… Read more »

Giordani RS

Marcos disse:
4 de março de 2012 às 17:39
Se derem um orçamento desses ao Brasil, ou mesmo o dobro, ainda assim não vamos para frente…

Se derem um orçamento deste para o braZil, eles constrõem um estádio de futebol e o resto se perde pelos ralos e bolsos dos mesmos de sempre…braZil “putênfia”…

Queria saber se o Orçamento também engloba a conquista do Espaço. Não parece, mas este é um dado relevante. Ali é tecnologia de ponta…

Corsario137

Caro Galante, Ontem estava vendo o programa da Globo News sobre o Rubens Paiva e o General da Reserva citou também o dado de que as FA’s eram uma das instituições mais bem avaliadas pela sociedade. A visão que eu tenho sobre como a população brasileira encara as FAs é bastante parecida com o que o relatório nos traz. O povo vê as FAs muito mais como uma coisa interna do que externa. O Exército é aquele que defende a instituconalidade da república democrática, é a medida final e definitiva de força caso as polícias (militar, civil e federal) falhem… Read more »

Guilherme Poggio

“Você pode ver que temos 1,3 bilhão de pessoas, um grande território e uma longa costa, mas nossos gastos de Defesa são pequenos se comparados aos de outros grandes países”,

Mudando um pouco o dado populacional, essa frase serviria perfeitamente para um país que eu conheço.

Control

Senhores

A China tem um planejamento para retornar a condição que teve durante a maior parte de sua história, onde se intitulava o Império do Meio. Daí os investimentos na pesquisa espacial (planejam ir a Lua e construir uma estação espacial), o investimento nas suas FA´s e a compra de terras na America do Sul e Africa bem como no estabelecimento de dependência econômica de outros países (vide um tal de Brasil).
Diferente dos EUA que, desorganizadamente, quase estabeleceram um império mercantil, a China caminha de forma planejada para estabelecer o primeiro império a nível global do século XXI.

Sds

Observador

Eu já falei demais neste Blog sobre as futuras (más) intenções chinesas. É só ver o que os seus vizinhos (russos, japoneses, sul-coreanos, indianos, vietnamitas…) acham deles.

Sentiremos falta da “Pax Americana”, quando as botas chinesas começarem a marchar sobre o Mundo.

E para quem acha que a China não será ameaçadora, basta olhar o J-20 da foto.

Para uma imitação barata do F-22 feita de fibra de vidro, até que voa muito bem, né?

Vader

“Sinêiz bonzinho né? 哎呀

Num qué invadi ninguém né? Só si plotegê 西猪…”

Giordani RS

A China caminha a passos largos para retomar o seu papel na história do mundo. Enquanto os europeus evitavam o banho por achar que seres mágicos agiam nela, a medicina chinesa já sabia que a falta de banho era uma forma de transmissão de doenças…enquanto os europeus faziam-se ao mar com caravelas, os chineses já possuiam verdadeiros porta-aviões… A China caminha a passos largos para retomar o seu papel na história do mundo. Pena que aqueles que defendem os regimes totalitários não estarão mais vivos para ver…mas seus filhos ouvirão falar de uma época em que as Garras da Águia… Read more »

Control

Senhores A China vem pacientemente retomando a posição que ocupou no passado, porém com um acréscimo: pela sua população, ela precisa se tornar uma potência global, pois a necessidade de recursos para manter a população chinesa de daqui a 20 anos com condições de vida razoáveis (digamos de um europeu classe média baixa). Para tanto a China precisa de fontes seguras de alimentos e de matérias primas básicas (minérios, combustíveis, etc). Em conseqüência, a expansão é inevitável. Pelo encaminhamento dado até o momento, a China tem buscado se tornar o principal país industrializado do mundo, senão o único, o que… Read more »

Marcos

Giordani

Brasil de fato não tem Embaixada em Taiwan, mas tem em Tuvalu, importante ilha em lugar nenhum, na qual não há brasileiros, não há comércio, não há turismo, não há nada. Vai se saber o que há na cabeça do Itamaraty.

Corsario137

Sobre a China, recomendo a leitura: “Adam Smith em Pequim”, de Giovanni Arrighi. Melhor interpretação que já li sobre o que é a China e para onde ela se encaminha.

DrCockroach

Os EUA tem cerca de 55 000 militares na Asia, com bases ao redor da China. Como os EUA se sentiriam se os chineses tivessem bases em Cuba, Venezuela, etc? Sem falar em encostar alguns porta-avioes na costa americana? Mapa das bases americanas: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/f/ff/US_military_bases_in_the_world.svg Os chineses terao agora a primeira base overseas, serah em Seychelles (esperto eles); tudo pago com os juros da divida americana, digo, com os juros que serao pagos apenas pelo ultimo rombo proposto pelo Obama de 1 trilhao (total de 15 trilhoes agora). Se os EUA nao cortarem com os gastos militares irao cortar a onde?… Read more »

DrCockroach
ricardo_recife

Duvido que alguém saiba realmente quanto a China gasta com defesa, oficialmente está em torno de 2% do PIB. Mas lembro que URSS dizia que gastava coisa de 5% do PIB mas na realidade torrava mais de 15% O que se sabe é que o segundo orçamento do mundo, depois vem França, Reino Unido e Rússia. Pelo dados de 2010 o Brasil é o 12º país que, formalmente, mais gasta com defesa (pelos valores de 2010, 28 bilhões de dólares, ou seja, 1,6% do PIB. Valor abaixo da média mundial que é de 2.5%). Nosso gasto com defesa, como frisei,… Read more »

Últimas Notícias

Acompanhe a estreia do 1º episódio da websérie Colaboração Real 4 no YouTube

Em 21 de outubro, às 11h, estreia o primeiro episódio da quarta temporada da websérie Colaboração Real no canal...
- Advertisement -
- Advertisement -