segunda-feira, dezembro 6, 2021

Gripen para o Brasil

George Lucas ficou reticente em transformar ‘Star Wars’ em filmes 3D, diz site

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A decisão de transformar a saga Guerra nas Estrelas (Star Wars) em filmes 3D não foi fácil para o criador da franquia, George Lucas. Em entrevista ao site Hollywood Reporter, ele contou que levou o projeto adiante porque queria dar a oportunidade às novas gerações de ver os filmes na tela de cinema.

“Guerra nas Estrelas é um desses filmes que foram criados para o cinema. Faz uma grande diferença vê-lo na telona, com som e imagem fantásticos e, agora, em 3D. Nós tivemos duas gerações que puderam ver os filmes no cinema. Agora, as crianças, que não tinham ideia do quão potente isso era no cinema, porque só tinham o DVD, vão ter essa oportunidade”, argumentou o diretor.

O plano, de acordo com Lucas, é lançar um filme 3D da franquia a cada ano, pelos próximos cinco anos.

O primeiro filme da saga, Episódio 1: A Ameaça Fantasma, originalmente gravado em 1999, estreou em 3D em cinemas brasileiros no dia 10 de fevereiro.

DIVULGAÇÃO: www.virgula.uol.com.br

- Advertisement -

7 Comments

Subscribe
Notify of
guest
7 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Diegolatm

Embora eu seja fã de carteirinha não pago um tostão do meu bolso para ver um filme da franquia que ja foi lançado só por causa de meros efeitos 3D, se fizessem um novo filme certamente estaria la, mas rever o que já foi feito jamais!

alphasr71a

Por que isso tá no Poder Aéreo? o.O

Giordani RS

??????

Corsario137

Entrei no site certo?

Guilherme Poggio

Clesio

O seu raciocínio segue na linha correta. No ano passado nós reproduzimos aqui um estudo sobre o custo da operação dos aviões da Usaf. existiam variações que seguiam mais ou menos nessa linha. Aeronaves antigas com custos mais elevados, períodos de modernização com custos mais elevados, etc.

Eu não acredito que exista um caça hoje em dia, em operação, independentemente da quantidade ou da simplicidade, que custe menos se dez mil dólares a hora de vôo. Se você considerar somente o combustível, verá que o valor nunca é inferior a 3500,00 dólares por hora.

Corsario137

Daqui a pouco o Zé Wilker vai ter um login pra comentar aqui tbm kkkkk.
Foi mal gente mas não entendi mesmo.
Agora deixa eu sair do Poder Aéreo antes que a minha namorada me mande dormir na sala.

RA5_Vigilante

Pérola:

Documentário, P-47 Thunderbolt (1945):

*ttp://www.youtube.com/watch?v=OhN5NsuEDOQ

Não sei se já foi postado aqui, mas é beem interessante.

Saudações

Últimas Notícias

Finlândia deve escolher jatos F-35 na concorrência de US$ 11 bilhões

A Finlândia deve escolher os caças F-35 da Lockheed Martin Corp. em sua licitação de 10 bilhões de euros...
- Advertisement -
- Advertisement -