Home Indústria Aeroespacial ACAB da Suécia desenvolverá radomes furtivos para o KFX da Coreia do...

ACAB da Suécia desenvolverá radomes furtivos para o KFX da Coreia do Sul

439
9

Segundo notícia da United Press International (UPI), a empresa sueca Applied Composites AB (ACAB) foi selecionada para desenvolver um protótipo de radome furtivo para o programa do caça KFX da Coreia do Sul.

O contrato foi concedido à ACAB pela LIG Nex1, empresa sul-coreana que desenvolve sistemas de armas, de vigilância e radares. Segundo o presidente da ACAB, Torgny Stenholm, o contrato consolida a posição da empresa como líder mundial em radomes. Ele acrescentou que “o contrato é considerado estrategicamente importante para a ACAB já que a companhia tem planos de se expandir nos segmentos aeroespaciais comerciais e militares”.

A notícia também está no site da ACAB, onde é destacado o reconhecimento da empresa como uma das líderes europeias no fornecimento de componentes em material composto para aplicações militares. Entre outros produtos, como tubos de lançamento, componentes de mísseis e de granadas e tubos de exaustão para mísseis embarcados, a ACAB é especializada em tecnologia avançada de radomes, o que inclui a tecnologia de última geração em furtividade e baixa assinatura.

A ACAB faz parte da Volvo Aero, e fornece componentes avançado de materiais compostos para aplicações militares. A empresa vem fornecendo radomes para caças suecos, incluindo o Gripen (na foto abaixo, detalhe da parte anterior do demonstrador do Gripen de nova geração, destacando o radome).

O valor do contrato e seus itens não foram informados, mas a ACAB afirmou que ele inclui a produção de protótipos. O KFX deverá substituir a frota de caças F-4 Phantom II e F-5 Tiger II da Coreia do Sul e, segundo a ACAB, a total a ser produzido é estimado em 250 unidades.

FONTES: UPI e ACAB (foto do alto)

FOTO MAIOR: Saab

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
9 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcelo
Marcelo
8 anos atrás

muito legal! esse Kfx tem tudo para ser um avião muito interessante. Vou acompanhar tudo sobre o Kfx com grande interesse. As notícias sobre ele são raras. Parabéns ao PA por trazê -las aos leitores brasileiros.

Mauricio R.
Mauricio R.
8 anos atrás

Reflexo da virada de cara de franceses e ingleses, aos seus parceiros europeus, de outros programas (Eurofighter e Neuron)???

Mauricio R.
Mauricio R.
8 anos atrás

Calma que eu explico, é um tanto OFF TOPIC, mas pertinente…

(http://www.defense-aerospace.com/articles-view/feature/5/132885/anglo_french-uav-plan-long-on-ambition%2C-short-on-funds.html)

Como a repercussão não foi das melhores…

(http://www.flightglobal.com/news/articles/paris-open-to-offers-to-expand-anglo-french-uav-project-368661/)

…deram uma atenuada.
Sabe como é, nada como uma xícara daquele chá chinês, o “xi-man-cou”!!!

Groo
Groo
8 anos atrás

Também estou interessado nesse avião.

off-topic sobre o PAK-FA T-50 russo.

“Fabricantes russos devem desenvolver pelo menos dois protótipos competitivos de um caça de quinta geração, disse nesta quinta-feira (16/02) o vice-primeiro-ministro Dmitry Rogozin.”

“Duas variantes do futuro avião de caça devem ser desenvolvidas para incentivar a concorrência”, disse Rogozin em uma reunião com parlamentares russos.”

http://en.ria.ru/mlitary_news/20120216/171344471.html

ricardo_recife
ricardo_recife
8 anos atrás

Suecos e Coreanos desenvolvendo tecnologia furtiva, interessante. Fico imaginando o FBS 2025 nesta história. Projetos deste tipo são muito, muito caros. Os coreanos vão precisar de parceiros para o projeto. A Indonesia não é um parceiro com carteira a altura.

Abs,

Ricardo

Marcos
Marcos
8 anos atrás

E nóis oiando!!!

Ó!!!! Que maravilha esse vião franceis!
Os franceis vão trasferí tudinho para nóis e dai nóis vai ser primeiro mundo. Vamo podê infrentá ozamericanu.

Esse povo daqui é atordoado da cabeça. Só pode!!!

Antonio M
Antonio M
8 anos atrás

E o Brasil,não poderia estar participando, via FX2, escolhendo o Gripen NG ?!?!?

Talvez a África do Sul também.

Mas creio que o GF e outros estarão mais ocupados com os lucros da Copa e Olimpíadas …..

Almeida
Almeida
8 anos atrás

Sem sombra de duvidas, com a decadencia financeira da Europa e ascensao dos emergentes, um projeto Coreia do Sul, Suecia, Indonesia (maior pais muculmano do Mundo), Turquia e Brasil, alem de quem sabe Africa do Sul e outros, poderia ser a opcao de quem nao quiser se alinhar politicamente com EUA, Russia ou China.

Know-how e dinheiro pra isso essas nacoes tem. Falta saber se terao a vontade politica para tal.