sábado, setembro 25, 2021

Gripen para o Brasil

MMRCA: Eurofighter aposta na mesma reviravolta que ocorreu no LCA

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

O consórcio europeu Eurofighter, cujo caça Typhoon perdeu o contrato multibilionário do MMRCA para o francês Rafale da Dassault, não parece que vai desistir da Índia tão cedo, mesmo tendo expressado desapontamento com a decisão do governo. É o que diz matéria do jornal The Times of India desta quinta-feira, 2 de fevereiro.

O Eurofighter planeja acompanhar de perto as negociações da Dassault com o Ministério da Defesa, e espera que o ofertante de menor valor (L1) não seja capaz de atender às demandas das negociações. De acordo com uma autoridade próxima ao consórcio, se o L1 (Rafale) não for capaz de cumprir a essas demandas, então o L2 (Typhoon) terá uma chance. “É o que foi acertado no procedimento”, disse ele.

Isso porque o consórcio Eurofighter já foi bem-sucedido em contratos em que não foi o L1. Por exemplo, Eurofighter foi L2 no contrato para consultoria de projeto para o LCA (Light Combat Aircraft – aeronave leve de combate, o Tejas), mas no final ganhou o contrato, pois o L1 não pôde atender às demandas Indianas. “Assim, temos precedentes, e estamos esperançosos. É uma interessante mudança de eventos, mas não o final do processo”, disse a fonte.

FONTE: The Times of India (tradução, adaptação e edição: Poder Aéreo)

FOTO: Eurofighter

- Advertisement -

3 Comments

Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
DrCockroach

O Typhoon tampouco eh competitivo. Os Franceses realmente teriam que esculhambar a negociacao p/ que fossem desclassificados (eh possivel… ) ; estah cada vez mais claro que o MMRCA foi conduzido p/ dar Rafale. Um fator menor eh seria a rodade de negociacoes de Doha p/ reducao de tarifas (emergentes) e subsidios (desenvolvidos). Por incrivel que pareca, na ultima rodada (com o Amorim lah) nao foi o Brasil que quebrou os pratos mas… India e Franca eh que radicalizaram. Mas nao acho que os indianos irao se importar muito com isto, mesmo que o Ministro da Agricultura frances diga que… Read more »

Vader

Se der zica no contrato da Dassault, cai no colo do Typhoon. É justo.

Mas duvido que a Dassault irá fazer porcaria justamente no seu único contrato.

E se fizer, temos que dar uma orelha de burro pros franceses… 🙂

uitinaxavier

Se ficarmos só nessa lenga lenga por que na Índia tem tantos milhões de pobres não pode comprar o Rafale, isso não cola pobreza não é significado de falta de dinheiro, acredito que a própria população da Índia seja acomodada com isso e inacreditável a olhos ocidentais é e claro que é mas querem impor o sonho americano aos outros países isso já passou faz tempo. Aí eu pergunto se na índia tem tantos pobres cercado de inimigos loucos pra ver a caveira indiana, podem adquirir armamento de ponta. E aqui na Bananalandia onde também tem pobreza não conseguimos comprar… Read more »

Últimas Notícias

USAF seleciona o turbofan F130 da Rolls-Royce para o programa de remotorização do bombardeiro B-52

A Força Aérea dos EUA anunciou em 24 de setembro que deu à Rolls-Royce um contrato de US$ 500...
- Advertisement -
- Advertisement -