domingo, maio 16, 2021

Gripen para o Brasil

Na semana que vem, será lançado o RFP do F-X3

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Obviamente, estamos falando da Coreia do Sul, não do Brasil

Segundo matéria do correspondente da Flightglobal em Cingapura,  Greg Waldron, publicada nesta terça-feira 10 de janeiro, a Coreia do Sul poderia lançar na semana que vem o pedido de propostas  (RFP – request for proposal) para sua competição F-X III, que visa a aquisição de 62 caças a jato.

O RFP poderia ser lançado em 16 de fevereiro, segundo uma fonte da indústrica, embora a Administração de Programas de Aquisição de Defesa do país não tenha divulgado uma data específica.

Quatro aeronaves deverão competir no F-X III da Coreia do Sul: o Boeing F-15 Silent Eagle, o Lockheed Martin F-35, o Eurofighter Typhoon e o Sukhoi PAK FA. O RFP poderia também incluir uma seção que trate das várias ofertas de offset (compensações) dos competidores, no sentido de ajudar o país com seu programa KF-X.

Observadores da indústria disseram que os favoritos a ganhar a disputa para substituir os F-4 Phantom do país são o F-15SE e o F-35. A relação histórica da Coreia do Sul com os Estados Unidos, segundo eles, favorecerá os dois caças norte-americanos. O Tyhpoon é visto como um “outsider” (fora do páreo), enquanto que o  PAK FA não teria virtualmente qualquer chance de vencer.

Um fator que poderia influenciar a decisão da Coreia do Sul é a escolha recente do F-35 pelo Japão, em detrimento aos concorrentes Boeing F/A-18 E/F Super Hornet e Eurofighter Typhoon, para o requerimento F-X de 42 aeronaves. Alguns observadores da indústria disseram que a Coreia do Sul será influenciada fortemente pela decisão japonesa. Já outros dizem que o impacto será negligenciável.

No Seoul Air Show do final de 2011, a Boeing e a Lockheed Martin destacaram diferentes missões para o F-X III. A Boeing disse que seu F-15SE oferece características furtivas suficientes para operações do início de um conflito e, podem, logo que a furtividade não seja mais necessária nos combates, ser configurado para levar uma carga mais pesada de armas de ataque ar-solo à distância. A Lockheed destacou que as características furtivas do F-35 seriam de grande utilidade em missões de baixa altitude sobre território inimigo.

A Korea Aerospace Industries (KAI) está no segundo ano da fase de desenvolvimento tecnológico do KF-X, uma aeronave que vem sendo desenvolvida para substituir o F-4 e o F-5. O KF-X seria um caça de médio porte, na “classe do KF-16”, segundo a KAI. A Coreia do Sul já assinou com a Indonésia um acordo para que esta seja parceira do programa em 20%. O envolvimento da Indonésia no projeto poderia afetar a transferência de tecnologia por parte dos concorrentes do F-X III para o programa KF-X.

FONTE: Flightglobal (tradução, adaptação e edição: Poder Aéreo)

FOTOS: Boeing, Lockheed Martin, Eurofighter e Sukhoi (na ordem de aparição no texto original)

- Advertisement -

11 Comments

Subscribe
Notify of
guest
11 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcos

E o Brasil continua emapacado.
São quinze anos agurdando a coisa ser decidida; inicialmente eram 36 aeronaves para repor os 12 Mirage III e mais algumas coisa nova para compor com os F-5. Entretanto, hoje, além da substituição dos agora M.2000, há também a desativação próxima dos F-5. Agora não servem mais os 36, precisamos de 12 mais 60, ou seja, 72 aeronaves. Sem contar a aquisiçõ de subtitudos pra os T-25 Universal (45 anos), T-27 Tucano (30 anos) e AT-26 Xavantes (já desativados e sem subtitutos).

Vader

Barbada pro F-35 ou F-15SE.

Corsario137

F-35.

joseboscojr

Eu já apostaria minhas fichas no F-15SE.

Latino dark

Bem como o Japão vai de f-35 a Coreia do Sul tambem deve seguir o mesmo caminho .

Agora se no Japão tivesse dado F/A-18 E/F Super Hornet ai o F-15SE levava facil ..
Bem na minha modesta opinião ..

sds

jacubao

O F-15SE já seria um sonho numa noite de verão para nós. 😉

Marine

A CS vai de de F-35.

A geoestrategia de cercar a China com aeronaves furtivas de 5th geracao falara mais alto. A pressao de Washington sera grande para baratear o F-35 e reforcar o foco americano na Asia nas proximas decadas.

Sds!

Almeida

Pela questão logística e industrial deveria dar F-15SE. Poderiam produzi-lo localmente, modernizar os atuais F-15K para o mesmo padrão, etc. Além disso, eles seguram muito bem a barra enquanto a Coréia do Sul desenvolve seu próprio caça de quinta geração, um plano traçado há mais de 20 anos atrás e que gerou o KF-16, o KT-1 e os TA/AT/FA-50.

Mas como bem disse o Marine e já sinalizado pelo Japão, a nova estratégia norte americana na Ásia deverá falar mais alto.

DrCockroach

Off-topic:

A Hungria renovou o leasing dos Gripens, e com muitos elogios:

http://www.hungariandefence.com/cikk/29766/hungary-to-extend-gripen-lease-by-ten-years

Mais uma bola fora do troller aquele, travestido de jornalista, que jah “sabia”, com anos de antecedencia, que os Gripens seriam devolvidos…

[]s!

Vader

DrCockroach disse:
11 de janeiro de 2012 às 2:59

Aquele sujeito é o trolleiro-mor, a soldo de gente que não presta.

Fabio ASC

Mas quem é este troller????? rsrsrs

Reportagens especiais

Mectron lança livro dos seus primeiros 20 anos e revela detalhes de seus programas

Alexandre Galante A Mectron apresentou com exclusividade ao Poder Aéreo/Forças de Defesa na terça-feira (10.12.13), em São José dos Campos-SP,...
- Advertisement -
- Advertisement -