Recorde na ‘Fumaça’

    206
    1

    A chuva que caia na cidade de Barbacena deixou um clima de expectativa e apreensão: a Esquadrilha da Fumaça realizaria sua última apresentação do ano? Mas ao final da formatura do alunos do 3º Esquadrão da Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR), os aviões T-27 sugiram no céu, fazendo o público vibrar com a manobras. Essa foi demonstração de número 122 em 2011 e marcou a quebra de recorde, sendo o maior número de apresentações realizadas em um único ano.

    As atividades do Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA), popularmente conhecido como Esquadrilha da Fumaça, começaram no mês de março e encerraram em Barbabcena no dia 16 de dezembro. A agenda contou com solicitações de norte a sul do Brasil, além dos países vizinhos Uruguai e Paraguai. Com as 122 demonstrações, a Fumaça contabilizou uma demonstração a cada três dias.

    Segundo o Comandante do EDA, Tenente Coronel Wagner de Almeida Esteves, o recorde anterior foi de 117 demonstrações. “Apesar do recorde, a nossa preocupação é com a qualidade e a segurança das demonstração”.

    Completando sua avaliação sobre o ano, ele afirma que a missão da Esquadrilha da Fumaça foi cumprida com sucesso. “Difundimos o trabalho da Força Aérea Brasileira e despertamos naqueles sorrisos, naqueles olhares cheios de lágrimas, o interesse e a vocação pela atividade aeronáutica. Quem sabe muitos daqueles que tiveram oportunidade de assistir a nossa demonstração estarão fazendo parte da mesma Força Aérea que nós”.

    Em 59 anos de existência, a Fumaça realizou 3.545 demonstrações. Em maio de 2012, a Esquadrilha completa seis décadas.

    FONTE: FAB

    NOTA DO EDITOR: os aviões Tucano da FAB já estão perto da marca dos 30 anos de atividade. No caso das aeronaves voadas pela ‘Fumaça’, elas são bastante solicitadas estruturalmente e um rodízio com outros T-27 de treinamento da AFA já começou. Um estudo sobre o possível substituto do Tucano na ‘Fumaça’ está em andamento e um dos candidatos seria o Super Tucano. Porém, este último não é uma aeronave acrobática como o seu irmão mais novo e neste caso a Embraer deverá apresentar uma série de mudanças na aeronave para torná-la tão manobrável como o Tucano.

    1
    Deixe um comentário

    avatar
    1 Comment threads
    0 Thread replies
    0 Followers
     
    Most reacted comment
    Hottest comment thread
    1 Comment authors
    Clésio Luiz Recent comment authors
      Subscribe  
    newest oldest most voted
    Notify of
    Clésio Luiz
    Visitante
    Active Member
    Clésio Luiz

    Basicamente é remover a blindagem e adicionar reforços estruturais nas asas, como foi feito no EMB-312, além é claro de adicionar o tanque de óleo extra para gerar fumaça.

    Não existe outra opção, a não ser que queiram usar o futuro substituto do T-25.