domingo, dezembro 5, 2021

Gripen para o Brasil

Concorrências de caças deste final de ano: placar de derrotas até o momento

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Eurofighter Typhoon: 2 derrotas

(uma no Japão e uma na Suíça)

Boeing F-18 Super Hornet: 1 derrota no Japão

Dassault Rafale: 1 derrota na Suíça

A ordem, de cima para baixo, foi decidida pela importância relativa das concorrências, seja no aspecto financeiro ou em relação ao número de aeronaves que se estima serem encomendadas: duas oportunidade perdidas pelo Typhoon, uma de 42 caças no Japão e outra de 22 caças na Suíça, uma oportunidade perdida pelo F-18 no Japão, relativa a 42 caças, e uma oportunidade de 22 caças perdida pelo Rafale na Suíça.

Não estamos levando em conta outras derrotas acumuladas por algum caça em concorrências do passado ou em cortes para ‘shortlists’, pois o número de derrotados seria por demais elevado. Estamos considerando apenas as acirradas decisões finais de disputas (algumas delas bem longas) que estão sendo anunciadas neste final do ano.

A expectativa, agora, é pelo resultado da concorrência indiana, onde restam dois caças que estão no placar acima, o Typhoon e o Rafale. Um deles poderá terminar o ano com uma contagem bem mais favorável e assumir a liderança no placar da matéria mais acima, referente aos vitoriosos do fim de ano, caso a decisão da Índia não demore ainda mais.

- Advertisement -

12 Comments

Subscribe
Notify of
guest
12 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Observador

E as derrotas do Gripen e do F-18 no MMRCA não contam? A menos que a concorrência seja cancelada, deveriam contar desde já como derrotas.

Embora eu seja torcedor pela vitória de um dos dois no nosso FX-2 (mais pelo Gripen), creio que devemos ser justos: não é apenas o Rafale que perde concorrências.

Vader

Mas o MMRCA ainda não terminou Observador…

Vader

O Rafale é o maior derrotado de todos os tempos. Não conheço um caça que tenha perdido tantas concorrências.

Sua tábua de salvação será o MMRCA. Perder ali será o dobre de morte para ele.

Giordani RS

Interessante que hoje pela manhã, Eu estava relendo(pela enésima vez) um dos fascículos que compõem a coleção Guerra Nos Céus e lá estava uma curiosa informação a respeito dos custos do Mirage 2000…hehehehehe…é Ra-fail…que herança hein?

Observador

Caro Vader:

Exatamente por isto que falei que, a menos que o MMRCA seja cancelado, já é uma derrota para o Gripen e o F-18.

Claro, a Índia pode mandar tudo para o vinagre, mas duvido. Eles realmente precisam do avião, qualquer que seja ele.

Justin Case

Bem observado, Observador.

Abraço,

Justin

DrCockroach

Ok, ok, mas tb devemos fazer uma analise “qualitativa” alem da quantitativa.

Qualitativa: a “concorrencia” na India teve parametros/criterios completamente revertidos, incluindo a exclusao do fator custo. Assim, por ter criterios revertidos, que foi p/ final, na verdade perdeu, que foi eliminado ganhou… Eh logica!!!!

De volta ao aspecto quantitativo: observando a analise qualitativa acima, entao teriamos o Gripen, o SH, e o F-16 com mais uma vitoria, e o Rafale agora com 2 derrotas e o Typhoon com 3.

🙂

[]s!

P.S.: E os emirados conta, ou ainda nao?

Vader

Caro Observador, no caso indiano eu não contaria com o ovo antes da galina botar. Lá pode dar de tudo, inclusive nada. Alias, o atraso na escolha já e preocupante.

Observador

Caro Nunão: Por favor, não entenda os meus comentários como uma crítica. Apenas quis chamar a atenção para o fato de que os critérios são subjetivos,a escolha do freguês. Por exemplo, poderiamos considerar como derrotas para o Gripen,o Rafale e o Typhoon as compras de F-35 e F-18 pelas US Navy e USAF, mesmo sabendo que os americanos nunca comprariam um avião de caça estrangeiro. Acho que todos estes vetores foram preteridos em uma ou outra destas concorrências que estavam e estão em trâmite. O importante mesmo é analisar o porquê das derrotas. O grande balisador tem sido o PREÇO.… Read more »

Últimas Notícias

Finlândia deve escolher jatos F-35 na concorrência de US$ 11 bilhões

A Finlândia deve escolher os caças F-35 da Lockheed Martin Corp. em sua licitação de 10 bilhões de euros...
- Advertisement -
- Advertisement -