quarta-feira, julho 6, 2022

Gripen para o Brasil

JH-7 Down

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

NOTA DO EDITOR: Pelo menos o assento ejetável funciona bem!

- Advertisement -

14 Comments

Subscribe
Notify of
guest
14 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Roberto F Santana

Taí uma cópia chinesa que funciona bem, o assento ejetável!

Giordani RS

E a bruxa anda solta por aquelas bandas…a Índia e Bangladesh que o digam…

Guilherme Poggio

solta pecinha, né!

Roberto F Santana

Olhando melhor, ampliado e em 00:25, foi o cara de trás que ejetou, infelizmente e ao que tudoindica o piloto lutou até o fim para recuperar.
Sem altitude,sem chance.

Mauricio R.

Nenhuma aeronave é imune a quedas e acidentes, nem aquela que ainda está na cabeça do aerodinamicista, pois ele pode se esquecer dela qndo a loirinha da recepção passa próximo, fazendo charminho.
Aí, poof…
Como era mesmo, aquela junção de asa???
Esse Mirage F-1 “anabolizado”/Tornado “de asa fixa”, é somente mais uma vítima de uma série de pequenos infortuníos, que combinados produziram tão triste evento.
Como lembrado lá prá cima, ainda bem que o assento ejetor, funciona!!!

Tadeu Mendes

Pelo menos um dos assentos ejetores funcionou. Nao acho que o pilot foi heroi. Penso que ele nao teve como escapar.

Para mim, ou o piloto teve uma parada cardiaca ou desmaiou e o RIO ejetou pois estava muito perto do solo e nao conseguiu controlar a aeronave.

Corsario137

Pois é Tadeu, acho que concordo contigo.

Pode ter sido qualquer coisa mas foi estranha a maneira que o avião “imbicou” pro chão que nem uma bala, como se o piloto estivesse fora de ação.

Tadeu Mendes

Corsario137,

Assisti o video varias vezes, e tenho a imprensao de que o piloto apagou, nao acho que foi uma pane na aeronave.

Observador

Caro Tadeu:

Em casos assim, fico lembrando daquela frase de autor anônimo:

“Herói é o covarde que não teve tempo de fugir”.

Roberto F Santana

Amigos, Dá para ver que a aeronave estola, gira sob a asa direita e inicia um parafuso, sai do parafuso por comando do piloto ou mesmo por si só. Com quase 90º de angulo, naquela altitude é impossível recuperar, o piloto quando conseguiu tirar o avião do mergulho naturalmente foi induzido à pretensão de que poderia também ter êxito na recuperação do mergulho, o que foi fatal. Geralmente quando se escalam pilotos militares para exibições públicas acaba-se os tirando de seus ambientes naturais, pois não são treinados para demostrações a baixa velocidade e em manobras em tráfego curto, à isso… Read more »

Observador

Em tempo e antes de ser mal-interpretado.

Covardes todos somos. Afinal, gostamos de viver.

Não faz sentido o piloto se sacrificar para salvar um avião obsoleto e alguns acres de pasto.

Ou o assento não funcionou, ou não deu tempo mesmo.

Mas, mesmo sem intenção, virou herói.

Roberto F Santana

Correção onde “mau feita” para “mal feita”…foi mal feito.

Tadeu Mendes

Caro Observador, Para completar sua maxima filosifca, quero acrescentar que; e melhor ser um covarde vivo do que um heroi morto. rsrsrsrsrs. Roberto Santana, Sua tese tambem tem fundamento, e alem do mais, la na China, uma vergonha acrobatica seria motivo para fuzilamento. Rsrsrsrs. Mas devo acrescentar que o instinto de sobrevivencia e mais forte do que atos de heroismo. Um heroi em combate ,e aquele cara que ja esta tao puto com a situacao ao redor, que ele parte para a porrada mesmo sabendo que suas chances de sobreviver sao quase que inexistentes. Se a condicao fisica do piloto… Read more »

Observador

Senhores,

Falamos, falamos em falha do assento, que o piloto morreu, etc., etc., etc.

Mas realmente havia dois tripulantes a bordo? No JH-7, os tripulantes são o piloto e o operador de armas. Em uma exibição aérea, por que haveria a presença do operador de armas?

Pela reação do público, ou melhor, pela falta dela, ou os chineses são muito, muito frios, ou só havia o piloto a bordo.

Últimas Notícias

Base Aérea de Anápolis inaugura prédio do Primeiro Grupo de Defesa Aérea

O prédio simboliza um marco na operação do novo vetor da FAB, o F-39 Gripen A Base Aérea de Anápolis...
- Advertisement -
- Advertisement -