Home Indústria Aeroespacial Entregue a 50ª seção central de fuselagem do F-35

Entregue a 50ª seção central de fuselagem do F-35

124
8

Northrop Grumman divulga foto de cerimônia realizada no mês passado, que marcou a entrega da seção de fuselagem

Na última quarta-feira, 17 de agosto, a Northrop Grumman divulgou nota e foto sobre a entrega da 50ª seção central de fuselagem do F-35. A cerimônia de entrega foi realizada no centro de fabricação da empresa em Palmdale (Califórnia, EUA), en 20 de julho. 

Falando aos empregados da Northop Grumman, o vice presidente e gerente de programa do F-35 para o setor de Sistemas Aeroespaciais da empresa, Mark Tucker, ressaltou o orgulho por atingir esse marco, mas que está “ainda mais orgulhoso de como conseguimos isso. Essa equipe está sempre identificando formas para fazer um trabalho ainda melhor na construção do mais sofisticado caça multitarefa do mundo.”

A Northrop Grumman, um dos principais membros do time industrial do F-35, liderado pela Lockheed Martin, é responsável pelo projeto e produção de seções centrais de fuselagem de todas as três variantes da aeronave: de pouso e decolagem convencionais (conventional takeoff and landing – CTOL); decolagem curta e pouso vertical (short takeoff, vertical landing STOVL); e versão de operação em navios-aeródromo (carrier variant).

As seções são completadas nas instalações de Palmdale, sendo então despachadas para a Lockheed Martin (em Fort Worth, no estado do Texas) para integração ao resto da aeronave. A empresa também projeta e produz o radar e outros aviônicos fundamentais do F-35, o que inclui subsistemas eletro-ópticos e de comunicações, entre outros produtos e serviços associados ao caça.

Em março deste ano, a empresa já tinha lançado sua linha de montagem integrada (Integrated Assembly Line), um sistema inovador que incorpora automação no processo de produção da seção central de fuselagem.

FONTE / FOTO: Northrop Grumman

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
8 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
LuppusFurius
LuppusFurius
8 anos atrás

50ª !!!! OOHHH LOKÔ !!!!
Logo, Logo, chega aos 2.000 ou 3.000…

DrCockroach
DrCockroach
8 anos atrás

O %@W%*^#%W*@ do Collor abriu a secao com a Boeing na TV senado.

[]s!

DrCockroach
DrCockroach
8 anos atrás
DrCockroach
DrCockroach
8 anos atrás

Chadwick, da Boeing, iniciou a apresentacao. Coincidentemente ele eh o mesmo que disse varias vezes que as informacoes de valores do F-35 (da foto acima) sao “fundamentalmente falsas” … 🙂

[]s!

Vader
8 anos atrás

Já já o F-35 passa o Rafale… 🙂

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
8 anos atrás

Americano nao brinca em servico. Claro que foi preciso uma pressao do Robert Gates (DoD), para desenrolar o meio de campo na Lockheed.

Uma vez dado o ultimatum, a galera da Lockheed, Grumman e BAE arracaram a linha de producao.

E olha que estamos na fase LIRP (Low Initial Rate Production). Ja pensaram quando o F-35 passar por todas as provas na USAF e os fabricantes acelerarem a linha de producao. ???

DrCockroach
DrCockroach
8 anos atrás

Os numeros falam por si: O programa jah estah em desenvolvimento por 10 anos, e varios atras do planejado, jah devriam ter saido do LIRP faz muito tempo. Jah foram liberados 55 bilhoes de dolares p/ 113 F-35 mas apenas 13 foram produzidos. Em dolares ajustados p/ inflacao, o F-35 deveria custar 69 milhoes cada, mas hoje estah avaliado em 133 milhoes e subindo. Quando, e se cair, fica p/ ser visto. Aqui pode acontecer algo semelhante com o F-22: porque os valores sao altos, corta-se a producao p/ economizar no total mas perde-se com aumento do valor por unidade… Read more »

DrCockroach
DrCockroach
8 anos atrás

Do mais caro ao mais barato agora: este aqui eh pequeninho, baratinho, cabe na mochila e jah deve ter salvado muitos, mas muitos soldados americanos no campo de batalha. Com 10 km de alcance eh suficiente p/ olhar sobre “aquele” morro e marcar o alvo. Os proximos deverao (ou jah sao) ser suicidas, ou seja, apos identificado o alvo, o proprio drone poderah ou marca-lo com um laser ou funcionar como uma bomba. “Joining the drones club” http://www.economist.com/blogs/babbage/2011/08/technology-monitor Financeiramente falando, nao sei dizer se foi um sucesso tb pois nao sei como os 56 mil dolares por unidade foram distribuidos.… Read more »