sábado, setembro 25, 2021

Gripen para o Brasil

Audiência Pública do F-X2 na TV Senado

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A primeira empresa a participar do Ciclo de Audiências Públicas da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado é a SAAB, que oferece seu caça Gripen NG. A audiência visa debater o processo de seleção para aquisição de aviões de combate FX-2, da Força Aérea Brasileira.

- Advertisement -

53 Comments

Subscribe
Notify of
guest
53 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
DrCockroach

Nao assisti a exposicao, apenas parte dos comentarios e perguntas:

– 23 anos p/ pagto (8 carencia + 15 de pgtos) com juros menores de 4.5% !!!!!!!!!! Qual eh o risco se o pgto serah depois da entrega.

Escutou Mantega!! &(*!#%@!(&*%#))!(*_&!***
Bate o martelo Dilma!!!!!!!

36? nao, nao encomenda 72 mais uns Naval! e passa a regua.

[]s!
P.S.: Mas claro que a forma de pgto pode ser negociada, o Brasil pode optar por menor carencia/prazo com valores diferentes.

Guilherme Poggio

Também escutei e confirmo os dados apresentados e passados pelo DrBarata:

menos de 4,5%/ano e 8+15 anos

Os pontos negativos ficam por conta da fraca presença de senadores (acho que não foi nem meia dúzia) e o curto tempo para um assunto tão importante e que envolve quantias significativas.

Isso mostra que precisamos caminhar muito até Defesa ser um assunto de todos neste país. (nós do PA estamos dando a nossa contribuição)

Nick

Realmente a forma de financiamento mataria alguns riscos, e acaba com a justificativa de que a compra de caças oneraria os orçamentos de 2011 e 2012.

Pelo menos no caso da opção Sueca, só começariamos a pagar em… 2020?

E no geral, como proposta, continua sem igual.

[]’s

Antonio M

E se fosse o Gripen, que fosse somente a versão naval, como é oferecido o F18. Provavelmente insignificantes os custos adicionais dessa versão e masi uma doutrina a ser incorporada à FAB, pouso e decolagens em pistas curtas e estradas. Mais a parceria com a emrpesas sueca a mais de 70 anos no Baasil e a TT que deve nos habilitar daqui a algum tempo para participar de algum projeto de 5ª geração, Vants. Mas quem tinha a obrigação de ir por serem nossos representantes não foram, ou seja, com certeza negociatas mais importante$$$$$$$ para eles são a prioridade. Que… Read more »

DrCockroach

Quando primeiro saiu que a carencia seria de 8 anos e juros de 4,21% (na revista ABCDmaior) no incicio do ano passado, ateh achei que poderia ser um erro de digitacao, realmente 8 anos eh muito, mas faz sentido p/ Suecia: – Eles tb tem reservas internacionais nos EUA recebendo juros quase nulos (apenas 20bi, comparado com os 211 nossos); – Pagto p/ depois da entrega reduz, ou anula, o fator risco; – Inicio do primeiro modesto pgto p/ o Presidente que vir depois do presidente que vir depois da Dilma… elimina muito do risco politico. Faz sentido p/ Suecia… Read more »

Ivan

Deixa ver se entendi bem…

Os suecos vão nos financiar a compra de 36 (trinta e seis) Gripen NG, com direito a linha de montagem para todos os futuros Gripen produzidos no Brasil (inclusive aqueles encomendados para a Flygvapnet), fabricação de grande parte da fuselagem produzida no Brasil, copropriedade dos códigos fonte e do projeto da aeronave…

8 (oito) anos de carência…

15 (quinze) anos para pagar…

Taxa menor que o BNDES…

Ainda mais é o menor preço de aquisição e pelo que soubemos a aeronave com menor custo operacional.

Ohh!

asbueno

DrCockroach disse:
11 de agosto de 2011 às 15:39

Sei que a pergunta é retórica, mas respondo mesmo assim.
Aparentemente [e tragicamente] é por falta de interesse e receio político. Mas os argumentos apresentados derrubam o segundo ponto.
O assunto é importante porque envolve a área de defesa e a indústria. Nos tornaria mais capazes na defesa [e ataque] de nosso país e ampliaria e fortaleceria nossa indústria.

E agora José?

Almeida

Como eu sempre digo, o que falta é vontade política.

asbueno

E vergonha na cra.

asbueno

cra = cara

asbueno

Na verdade falta um projeto sério, concreto, definido.
Se não querem tal coisa, que o digam e façam cumprir, mas que fique claro que isso foi debatido por quem conhece e se interessa.
Acabem com a aviação de caça! Mas que fiquem bem claros os motivos para isto!
O que não pode é “dar migué” e ficar empurrando com a barriga.

Definam, equacionem e façam cumprir!

Grifo

Senhores, com a carência de 8 anos, o Brasil somente começará a desembolsar o pagamento após o recebimento de todos os 36 Gripen NG encomendados.

Nada mal para um programa com “riscos”, não?

Vale lembrar que tanto no caso dos submarinos como no EC-725 o Brasil teve que fazer downpayments significativos quando da assinatura do contrato (em torno de 15% do valor total), como é de praxe em se tratando de contratos com a França.

LuppusFurius

Agora esperemos a proposta “Muí Amigo” da DA$$ALT,e o
Rolô-Compressor da Boing…..

edcreek

Ola,

Deixem o defunto descansar, o NG não sairá do papel…..

Se o alinha de Plutão, Venus, Mercurio, Terra e Eta Carina aconteçer e sair seremos os unicos operadores do mundo.

É só para deixar os pro-caça que no-ecsiste animados, kkkkkkk.

Abraços,

LuppusFurius

Ei, Edcreek.Mas o Lê Jaká também não têm só um operador?

edcreek

Olá,

LuppuFurius, até a saida da concorrencia Indiana sim, de toda forma mesmo se entrar agua na champagne e não tenha nenhum comprador só a França já tem 180 encomendados proximo de 100 produzidos, e a necessidade é de 280-290 unidades. Por si só a França gerará a cadeia de manutenção necessaria, essa é a diferença.

Por outro lado o NG no-ecsiste e no vai ecsistir…

Abraços,
Abraços,

LuppusFurius

Ótimo então deixemos a Jaká com os franceses …..
E vamos de F-35…….Sai da Frente….Jobin…TÚ Danço…..
Viva a FAB e o Saito…….

edcreek

Olá, Luppus

Com Amorim, ai que o F-35 não passa nem perto… Mas seria um aquisição e tanto, proporcional ao devaneio de acreditar nessa hipotese.

Abraços,

Justin Case

Amigos, bom dia. Algumas considerações de leigo sobre assuntos comerciais, econômicos e financeiros e de propriedade intelectual. Segundo as práticas de mercado: 1.PRAZO DE CARÊNCIA: – Visa permitir que algo produtivo seja financiado, e que o pagamento seja iniciado a partir do momento em que o investimento comece a dar retorno. – Exemplo: construção de uma fábrica, quando se começa a amortização ao iniciarem as vendas dos produtos. – A compra de aviões de combate nunca vai dar retorno financeiro. Não há motivo para contratar financiamento com carência. Não estamos em crise. O nosso orçamento não será tão maior daqui… Read more »

Celso

Prezado Justin,

Antes de mais nada, parabenizo teu raciocinio logico, afinal nao existe fada madrinha e nem papai noel rsrsrsrsr.
Em seu comentario nao existem erros conceituais, pelo contrario, estao eivados de logica financeira e comerciais.
Eu tbm tenho serias duvidas a respeito, afinal nao existe almoço gratis.
Coa a palavra as autoridades constituidas deste Pais, tipo Min Fazenda, Planejamento, Fab, Fiesp…..etc………. afinal de tudo muita entidade pra pra dar opiniao isenta (dificil).
Em tempo, eu tbm preferiria o Grippen porem………….

Sds

Grifo

Fiquem à vontade para criticar ou responder aos meus comentários. Deve haver muitos erros conceituais, pois, como disse no início, sou leigo no assunto (mas ainda tento usar raciocínio lógico). Caro Justin Case, agradeço você ter colocado todos os “talking points” da Dassault. Me dá a oportunidade de respondê-los, mesmo sendo um exercício de certa forma inútil já que o Rafale já foi descartado pelo governo brasileiro. Primeiro, o prazo de carência não tem relação com retorno financeiro, e sim com fluxo de caixa. E como se sabe, o governo brasileiro está em um momento onde está se restringindo a… Read more »

Grifo

Só para constar:

Qual é o preço que a Dassault está cobrando?

Qual é a taxa de juros?

Qual é o prazo de carência?

Existe taxa de escalação para o câmbio?

Nick

Caro Justin,

A SAAB e o Governo Sueco, foram bem claros em relação à forma de pagamento. 8 anos de carência, mais 15 anos de prazo. Juros de 4,5%. Vamos ver se a Dassault/Governo Francês terá a capacidade de fazer uma exposição transparente na mesma comissão sobre a forma que eles vão financiar o Rafale.

[]’s

DrCockroach

Prezado Justin Case, “Além de todos os riscos do Projeto Gripen NG, agora temos mais um enorme risco: O RISCO FINANCEIRO” Sensacional esta, em maiuscula ainda por cima! De quem eh o risco financeiro? De quem nao irah colocar um centavo no negocio antes da entrega? Isto serah financiado primariamente atraves do governo Sueco. O risco serah deles e de quem quer que eles emprestem o dinheiro e os parceiros de risco. O risco eh inteiramente do outro lado do balcao. Alias, nao acho que o Brasil precise do financiamento embora possa usa-lo. No ultimo mes o Brasil acumulou cerca… Read more »

Justin Case

DrCockroach, amigos, Acho que consegui agitar o blog… Dois aspectos do meu comentário: 1. Se lerem com atenção, as minhas observações são relativas às práticas de mercado em geral. Essa práticas são duráveis. Não entrei em detalhes sobre a estabilidade financeira, prognósticos futuros de países, empresas ou bancos. 2. É requisito, para o sucesso de um projeto, que ele seja bom tanto para o cliente quanto para o fornecedor. Na mesma linha de raciocínio, se existe alto risco envolvido, podemos dizer que HÁ RISCO PARA O PROJETO em si. Há risco tanto para a FAB como para a SAAB. Quanto… Read more »

Grifo

Lamento que o Justin Case não tenha autorização de nos dizer quanto custa a oferta da Dassault, qual é a taxa de juros e quanto é o downpayment (já que não existe carência).

Quem sabe ele possa nos contar sobre a propriedade intelectual do Rafale, do seu radar e do seu motor. A França vai transferir isto para o Brasil?

tplayer

Caro Justin Case, foi a própria comissão que perguntou para SAAB sobre as formas de pagamento. Aliás, queriam até saber o preço unitário por aeronave.

Aposta que nas semanas seguintes a Dessault e a Boeing farão o mesmo, afinal é de interesse da comissão ter acesso a essa informação.

Mas confesso que fiquei preocupado com a proposta da SAAB, está tudo muito bom para ser verdade. Alguma coisa tem ai, pode ser algo pequeno ou até mesmo uma boma.

antonio

O anti-americanismo e a parceria estrategica com a França : A Dassault foi acusada de subornar politicos em concorrências internacionais para a venda do caça Rafale que participou. Mesmo assim o caça Rafale por mais de 10 anos perdeu todas as concorrências. Só a França utiliza o vetor. O Rafale esta para ser o grande fracasso da industria aeronautica militar, a mais de 10 anos, ninguem quer comprar a Jaca Rafale. E segundo o governo frances, caso o Rafale não ganhe no Brasil a Dassault pode falir. Rafale um caça que ninguem quer comprar, que tem tecnologia inferior, custos de… Read more »

Justin Case

Grifo, A oferta do Rafale só é do conhecimento de quem tem direito. Não houve vazamentos até agora. Eu não conheço. Quanto à propriedade intelectual, ela pertence a quem pagou o desenvolvimento. No Rafale, há um sharing entre Governo (~70%) e empresas Dassault/Thales/Snecma. Creio que ocorre o mesmo com relação à propriedade do Gripen. Avião, motor e radar já têm dono. Se alguém vai transferir essa propriedade para o Brasil, sem qualquer contrapartida ou pagamento, é realmente algo, por enquanto, inusitado e até incrível. No F-X2, certamente o Governo brasileiro terá a propriedade intelectual relativa a todas as soluções que… Read more »

matheus

Alguém tem um link no qual se possa assistir a comissão?

Guilherme Poggio

Caro matheus

A TV Senado costuma repetir estas matérias, mas você também pode procurar no site do Senado.

Abraços

DrCockroach

Prezado Justin Case, Vc, escrevendo com tranquilidade, e com a maior cara de pastel (apesar do avatar 8) ) tenta achar uma conexao entre alhos e bugalhos para “mostrar” p/ os colegas leitores o enorme “RISCO FINANCEIRO” da proposta da SAAB de 8 anos de carencia, juros de 4.25% e mais 15 de pgto. Vc sabe que nao eh assim e que a patata quente estah eh no colo da Dassault. Vc escreveu no primeiro comentario, em em letras maiusculas “risco financeiro”. Soh que vc descreve uma das praticas de financiamento que poderia haver entre a SAAB e os parceiros… Read more »

Grifo

A oferta do Rafale só é do conhecimento de quem tem direito

Caro Justin Case, é uma pena que eu, você e demais contribuintes brasileiros não tenhamos direito de conhecer a oferta do Rafale.

Se alguém vai transferir essa propriedade para o Brasil, sem qualquer contrapartida ou pagamento, é realmente algo, por enquanto, inusitado e até incrível.

Obrigado por dizer que a oferta da SAAB é tão boa que parece ser incrível.

Como você deve saber, a COPAC acaba de pedir uma atualização das ofertas dos concorrentes. Quem sabe não dá tempo da Dassault nos oferecer também a propriedade intelectual?

Justin Case

Grifo, Existem assuntos protegidos por sigilo. Essas aquisições militares são classificadas, confidenciais. Tornar públicos os seus detalhes pode comprometer resultado do futuro projeto. Além disso, conhecer o preço sem conhecer o conteúdo do pacote ou a real capacidade operacional oferecida não faz o menor sentido. Quanto ao direito de tomar conhecimento, esse é amplo e genérico. Para os assuntos sigilosos há também que considerar a NECESSIDADE de conhecer. Em qualquer licitação ou concorrência, pública ou privada, os detalhes das ofertas não são apresentados ao público em geral. Quem escolhe, usa os dados, mas não pode divulgar publicamente as ofertas, nem… Read more »

Grifo

Caro Justin Case,

Alguém acha que todos devem ter acesso a tudo?

Eu acho que devemos ter acesso ao preço, à taxa de juros e às condições de financiamento das ofertas. Por que a Dassault não faz como a SAAB e divulga isso?

Edcreek

Olá,

Como Justin informou a Dassault não vem vazando informações para tumultuar o processo.

Esse foi o merito da SAAB, embaralhou o processo e melou 15 anos de concorrencia.

Tentaram fazer isso na India e levaram um pé…… No fim o projeto deles acabou e o Brasil ficou sem nada. Piada….

Abraços,

Livre-Pensador

Porque a Dassault não trata os negocios com a sinceridade da SAAB e da BOEING é porque eles são franceses,elementar meu caro Grifo, os dois em questão não dão propina,é a grande diferença.

Mauricio R.

“Esse foi o merito da SAAB, embaralhou o processo e melou 15 anos de concorrencia.”

Então, vivas á Saab!!!

DrCockroach

ingles misturado com portugues = DrCockroach maltratando a lingua.

No post das 14:43:

Involve = envolve
patata (potatoes) = batata

E pior eh que nao eh caipirinha, eh limonada na mesa. ^%$#(*&@#^@*^#^@)!!!!!!!

[]s!

Ivan, do Recife

Monsieur Ed, Em uma única frase vc comete 3 (três) graves enganos: “Como Justin informou a Dassault não vem vazando informações para tumultuar o processo.” Primeiro: O entendimento que expressa é seu e não de outro autor. Segundo: A SAAB respondeu uma questão em Audiência Pública da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado, portanto perante o poder legislativo nacional legalmente e legitamamente constituído, que tem o direito e o dever de perguntar e exigir respostas claras. Respondendo questionamento do Congresso é completamente diferente de “vazando informações”. Terceiro: Como pode afirmar que é para “tumultuar o processo” a… Read more »

Diniz

Gostaria de usar esse espaço que está aberto para comentários para um outro assunto, mas que é bastante pertinente. Sou entusiasta de aviação, acompanho esse site todos os dias e o processo F-X1/2 há anos e anos. Não tem como não comparar com um novelão interminável… São de alto nível os comentários, mas constantemente há um equívoco. Volta e meia alguém lembra de nossas reservas internacionais que poderiam ser hipoteticamente usadas na compra dos caças. As reservas internacionais NÃO SÃO uma espécie de poupança que podem ser usadas como o governo quiser. Não dá pra “passar um cheque” pra comprar… Read more »

Celso

DrCockroach, Permita-me contesta-lo em um aspecto : As pseudo reservas em U$ do Brasil, na verdade nao estao 100% disponiveis e nao sao integralmente nossas. Lembre-se q para te-las, nosso Pais eh obrigado monetariamente a constituir papel moeda (mais inflaçao e menor valor) ou LTNs (enxugamento de liquidez do meio circulante) ou dividas soberanas de outros paises atraves da aquisiçao desses papeis q no caso constituem pessimos investimentos (vide remuneraçao dos titulos americanos). Enfim o assunto eh bem mais complexo e exigiria um comentario mais elaborado. Espero ter sido comprendido e continuo nao acreditando nas propostas q a todo momento… Read more »

Capich

Celso diz: Brasil….País de tolos

Tolos todos…inclusive Celso, que não se acha tolo.

Ricardo_Recife

1. A apresentação da SAAB foi feita em Audiência Pública, a Dassault e a Boeing terão sua vez. Isto é algo importante. Uma proposta transparente e feita as claras, sem pernoite em castelo medieval. 2. As condições propostas pela SAAB são muito boas, e principalmente, são criveis! Tanto em termos financeiros como de desenvolvimento de tecnologia, sem malabarismos do tipo “Transferência Irrestrita de Tecnologia”. No free lunch! Ninguém tem controle total de tecnologia aeronáutica militar. Não adianta dizer “eu fabrico tudo”, quem são os donos das patentes? Está é uma pergunta importante. Não existe país que detenha o controle de… Read more »

Ivan

Ricardo,

Welcome back, conterrâneo.

Ivan, do Recife.

Ivan

“Não há almoço grátis” Frase de Milton Friedman, economista americano de grande envergadura e prêmio Nobel de 1976, é de uma simplicidade contundente, uma verdade inquestionável. Um negociador competente precisa ter sempre em mente esta idéia e se perguntar sempre onde o parceiro do negócio está ganhando. O negócio que a SAAB e a Suécia propõe para o F-X2 é muito interessante, algumas condições espetaculares como reconhecem respeitáveis rafalistas e francófilos. – O financiamento é bastante elástico; – As taxas são menores do que se esperava; – O ganho de homens/hora de projeto e produção no Brasil é a além… Read more »

DrCockroach

Prezados colegas, Inicialmente: Ivan, fantastico seu comentario. Poderia ser colocado em destaque e ficar p/ referencia. Desculpem pelo longo email e tangencialmente relacionado com os cacas, mas talvez alguem se interesse. Prometo que nao volto mais assunto, e a promessa fica valendo ateh a proxima vez que voltar… 🙂 As reservas internacionais em julho de 2001 eram 35.5 bilhoes de dolares; hoje, exatamente 10 anos depois eh de 350 bilhoes de dolares, em 10 anos as reservas foram multiplicadas por 10 (coincidencia). Divida externa menos reservas , 10 anos atras, eram de cerca de 18% do PIB, hoje eh menos… Read more »

DrCockroach

Por falar em Mantega: O ministro da Fazenda, Guido Mantega, fez hoje uma grande ironia às críticas do presidente da BM&FBovespa, Edemir Pinto, que ontem disse que a equipe econômica do governo estava fazendo “cara de paisagem” para as preocupações do mercado financeiro em relação às medidas cambiais voltadas ao segmento de derivativos. Ao chegar hoje ao Ministério da Fazenda, Mantega fez declarações sobre a América Latina e, quando foi perguntado pela Agência Estado sobre as críticas feitas pela BM&FBovespa, o ministro entrou no elevador. Mas, logo em seguida, saiu do elevador, chamou os repórteres, colocou o óculos escuro no… Read more »

Livre-Pensador

Parabéns IVAN e Dr COCK mentes lucidas e brilhantes.

antonio

Estrategia do NIÓBIO Apesar de não ser um tema inerente a defesa, desejo salientar a importância do Nióbio na industria aeronautica e aeroespacial. O Nióbio serve para o domínio e a qualidade tecnológica. Sem Nióbio não existiriam aços especiais, supercondutores, ligas para os programas espaciais, talvez nem aviões a jato (caças) e satelites. As reservas nacionais de Nióbio estão concentradas nos Estados de Minas Gerais (33,94%), Amazonas (64,45%) e Goiás (1,61%). Das reservas mundiais de mais de 4,3 bilhões de toneladas, o Brasil possui 4,2 bilhões de toneladas, ou seja 98 % das reservas mundiais desse mineral raro e estrategico.… Read more »

ivanildotavares

A proposta sueca é imbatível! Ou alguém, em sã consciência, acha que a Dassault ou mesmo a Boeing, vão oferecer mais vantagens do que a SAAB?
Nesse caso, vitória do Gripen NG com enormes vantagens financeiras, não seria interessante nos envolvermos imediatamente com o desenvolvimento da versão naval? Poderíamos assim, satisfazer também as necessidades da Marinha.

Ops: Excelentes comentários neste post. Nunca imaginei desejar um “QI de Barata”, hehehe. O DrCockrpach e os conterrâneos estão Pho…

Abraços
GUPPY

Últimas Notícias

USAF seleciona o turbofan F130 da Rolls-Royce para o programa de remotorização do bombardeiro B-52

A Força Aérea dos EUA anunciou em 24 de setembro que deu à Rolls-Royce um contrato de US$ 500...
- Advertisement -
- Advertisement -