Home Aeromodelismo AFA 2011: céu congestionado e muitas surpresas

AFA 2011: céu congestionado e muitas surpresas

363
7

A 33ª edição do Domingo Aéreo na AFA foi movimentada e diversificada

A edição de 2011 do Domingo Aéreo da Academia da Força Aérea (AFA) foi uma grata surpresa. O tempo mais uma vez colaborou bastante e o céu azul reinou quase o dia todo. Esta foi a 33ª edição do evento, que cresce a cada ano, atraindo grande público do interior de São Paulo e outras regiões.

E devido ao crescimento do evento, a rodovia SP-225 apresentou grande lentidão na chegada à academia. Para evitar que essa lentidão se tornasse um congestionamento generalizado (como o da edição do ano passado), os portões foram abertos às 6h da manhã, uma iniciativa louvável dos organizadores e que facilitou bastante a chegada.

A movimentação de aeronaves foi constante durante todo o tempo, mantendo a atenção do público no céu. Os organizadores montaram um cronograma para que as chegadas e partidas de aeronaves fossem espalhadas durante a maior parte do dia, e não somente concentradas na manhã e no final da tarde. Isso dinamizou bastante todo o evento, com um ótimo resultado. Mas era de se esperar que, em caso de alguma mudança de última hora, ocorressem alguns “congestionamentos aéreos”. Assim que o EDA (“Esqudrilha da Fumaça”) pousou, um Mirage 2000 (F-2000 na FAB) realizava uma passagem baixa em alta velocidade. Posteriormente, um Xavante decolava para mais uma apresentação e o Mirage se exibia para o público na pista de taxi.

Além das aeronaves sediadas na própria academia (T-25, T-27, Ipanema e Esquilo), o público presente pôde acompanhar as evoluções de diversos aviões civis e aeromodelos em apresentações aéreas que arrancaram aplausos. No solo havia também um T-6 com as cores da “Fumaça” ao lado de um T-28 Trojan no Instituto Arruda Botelho. Este últimofoi  uma novidade nos céus brasileiros deste ano, exibindo-se também em voo.

Pelo menos um exemplar dos três principais vetores de alta performance da FAB (F-5, A-1 e Mirage 2000)estiveram presentes. O “Pelicano” mandou um C-105 e o 4º/7º um P-95A Bandeirulha. Um R-99 do 2º/6º GAV, embora não fosse uma novidade na AFA, atraiu muitos olhares curiosos.

ATR da Trip Linhas Aéreas

Duas companhias aéreas regionais prestigiaram o evento. A Passaredo trouxe um ERJ-145 e a Trip exibiu o seu ATR.

A grande novidade deste ano foi a apresenção de um VC-2, versão do E-190 da Embraer utilizado pelo GTE (Grupo de Transporte Especial) e que substituiu os antigos 737-200 (VC-96). Também foi muito apreciada a presença de um CH-34 Super Puma do 3º/8º GAV, aeronave não muito comum de ser vista (principalmente chegando em voo, durante o evento, como foi o caso desta edição) pelo público em Pirassununga.

A Marinha do Brasil prestigiou o evento com a exposição de uma aeronave Super Lynx do esquadrão HA-1. Para muitos, foi a primeira oportunidade para observar a torreta FLIR instalada na aeronave. Por outro lado, o Exército Brasileiro (EB), que sempre esteve presente com diversos veículos militares ou helicópteros, desta vez teve uma presença mais discreta. Como passamos a maior parte do tempo no pátio de aeronaves, não vimos nenhum veículo terrestre do EB, mas fomos informados que um veículo blindado Cascavel esteve em exposição.

Somando tudo, esta foi uma das melhores edições dos últimos anos do Domingo Aéreo na AFA. Para quem gosta de aviação militar foi um prato cheio com muitas exibições aéreas, novidades e raridades. É certo que mesmo os mais exigentes tiveram motivos de sobra para sairem satisfeitos – oportunidades não faltaram.

Aguardem para breve mais fotos e informações sobre o evento.

7 COMMENTS

  1. Parabéns à FAB e à AFA pela festa, muito bem organizada, bem servida e policiada. Estava muito boa.

    Para quem como eu nunca tinha ouvido um caça passar no “raso” ao vivo foi impressionante ouvir a potência dos motores do F-2000 e do F-5EM. Até o A-1 “ruge” legal pacas. Todas máquinas impressionantes. Mas bem que podiam ter mandado mais aeronaves. E feito ao menos um rasante no supersônico…

    O E-99 é muito legal. Destaque também para a Esquadrilha Oi e para o pessoal do aeromodelismo, que mandou bem pacas. Sem esquecer do EDA, sempre um show a parte.

    Mas o EB mandou sim um veículo: havia um Cascavel do 2o RCC, aberto a visitação. O que é muito, mas muuuuuuuito pouco para o EB. Lamentável.

    De ponto negativo o sol, que tava fritando o coco. Vi gente passar mal de insolação e ser socorrida pelo pessoal do resgate da AFA.

    A estradinha que vem de Aguaí também é horrível. E os pedágios da Rodovia Anhanguera (6 por menos de 140km rodados!) são de fazer o caboclo desistir de ir.

    De maneira geral foi muito legal a festa. Se tudo der certo ano que vem estarei lá de novo.

    • Vader,

      Obrigado pela informação sobre o Cascavel. Como chegamos bem cedo e saímos bem tarde, ficando a maior parte do tempo na área do pátio de aeronaves, creio que ele chegou e saiu em períodos em que não estávamos na área do público.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here