sexta-feira, setembro 24, 2021

Gripen para o Brasil

Fábrica que produziu o Lancaster será fechada na Inglaterra

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

A BAE Systems está prestes a fechar sua unidade em Oldham (Inglaterra) – cujo vínculo com a indústria aeronáutica é histórico e inclui a fabricação de bombardeiros Avro Lancaster.

Propostas para transferir a unidade para Samlesbury até março do próximo ano foram anunciadas esta manhã para os 161 funcionários da fábrica Chadderton.

Na declaração a empresa informa que a “BAE Systems se orgulha de sua longa associação com o site Chadderton.

“No entanto, uma redução significativa na carga de trabalho do site significa que ele não é mais viável para a BAE Systems para continuar a operar a partir do site.

“Podemos confirmar que temos iniciamos hoje consultas sobre a proposta de transferir todos os negócios em curso do nosso site Chadderton para o nosso site Samlesbury progressivamente entre setembro de 2011 e março de 2012.”

A empresa, que arrenda a fábrica, culpou a redução das encomendas, incluindo o programa da aeronave Nimrod, que foi cortado no ano passado.

Um porta-voz disse que esperava transferir muitos de seus funcionários para Samlesbury, mas algumas perdas de emprego serão “inevitáveis”.

O processo fabril no local cessou em 2005, marcando o fim de uma era para a fábrica Chadderton, inaugurada em 1939 pela Avro Ltd que passou a construir metade dos 7.000 bombardeiros Lancaster fabricados durante a Segunda Guerra Mundial. Em seu auge a fábrica empregou mais de 11.000 pessoas.

No pós guerra a fábrica produziu Canberra, York, Lincoln, Tudor, Athena, Ashton, Avro 707, Avro 748, Shackleton, Vulcan e Nimrod.

O nome Avro Ltd deixou de existir em 1963, quando se tornou parte da Hawker Siddeley Aviation Ltd. A empresa mais tarde se tornou parte da British Aerospace, em 1977, quando a indústria foi nacionalizada e mudou seu nome para BAE Systems em 1999.

Lesley Dobson, porta-voz da BAE Systems, disse: “BAE Systems se orgulha de sua longa associação com o Site Chadderton. No entanto, uma redução significativa na carga de trabalho do site significa que ele não é mais viável para a BAE Systems.

“Confirmamos o anuncio de hoje e o início das consultas sobre a proposta de transferir todos os negócios em curso do nosso site Chadderton para o nosso site Samlesbury progressivamente entre setembro de 2011 e março de 2012. Apoio total aos nossos clientes serão mantidos.”

BAE Systems é uma empresa de segurança, defesa e aeroespacial global com cerca de 107.000 funcionários no mundo todo.

FONTE:
BusinessWeek

NOTA DO BLOG: a reportagem acima foi traduzida e adaptada pelo Poder Aéreo. Você poderá encontrar cópias da mesma em outros sites da internet sem os devidos créditos.

- Advertisement -

2 Comments

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Luiz Padilha

Excelente! Vamos ver se este post sairá em outro Blog com “tradução” de outra pessoa. Não seria a 1ª vez. O mais engraçado é que caem fácil nas armadilhas da tradução. Copy and Paste sem checar, dá nisso.

Observador

Lancaster. Este nome trás imagens à mente.

Juntamente com o Stirling e o Helifax, (os outros bombardeiros pesados quadrimotores da RAF) o Lancaster fazia o bombardeio noturno da Alemanha, enfrentando os Messerschmitt Bf 110, caças-noturnos dotados de radar.

Conheci um Ás alemão que voou neste caça. Se me lembro bem, ele conseguiu abater 55 aviões ao longo da guerra, muitos dos quais eram Lancaster. E não fez nem cócegas nos aliados.

É, aquela foi a mãe de todas as guerras…

Últimas Notícias

FOTOS: J-16D com novos pods de guerra/interferência eletrônica

Foram divulgadas mais fotos do Shenyang J-16D, versão de guerra eletrônica do caça multimissão J-16 da Força Aérea de...
- Advertisement -
- Advertisement -