segunda-feira, março 8, 2021

Gripen para o Brasil

Array

FAB vai ajudar a trazer atletas africanos para os Jogos Mundiais Militares

Destaques

Defesa aérea da Sérvia atingiu outro F-117 durante a Operation Allied Force

A história de como um jato de ataque stealth F-117 Nighthawk da Força Aérea dos Estados Unidos foi abatido...

HENSOLDT: Sistemas antidrone e de proteção de áreas críticas e estratégicas

Nos últimos anos, a venda de drones cresceu muito no mundo. Esses objetos voadores, cada vez mais comuns em...

FAB coordena Operação Escudo Antiaéreo

Operação aconteceu de forma conjunta entre a Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira No período...
Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Brasília, 04/07/2011 – O Brasil vai oferecer transporte aéreo para viabilizar a participação de 280 atletas de 28 países africanos nos 5º Jogos Mundiais Militares, que acontecem em julho, no Rio de Janeiro. A iniciativa faz parte do “Programa de Transporte Solidário” do Conselho Internacional do Esporte Militar (CISM), entidade responsável pelos Jogos.

Além do Brasil, três outros países – Canadá, Estados Unidos e Itália – ajudarão no transporte aéreo, cujo objetivo é viabilizar a participação de atletas de alto nível originários de nações menos favorecidas. Com a ajuda, mais de 500 atletas, procedentes de aproximadamente 50 países, poderão competir no Brasil.

A ajuda nacional envolverá o uso de duas aeronaves KC-137 da Força Aérea Brasileira (FAB). Os aviões, com 140 vagas cada, pousarão em quatro cidades africanas – Bamako (Mali), Yaoundé (Camarões), Nairóbi (Quênia) e Johanesburgo (África do Sul) –, onde estarão concentrados passageiros de diversos países. O custo da operação foi estimado em 2 milhões de reais.

Com o apoio, o Brasil se posiciona como o país que ajudará o maior número de atletas a participar do evento. Os Estados Unidos, por sua vez, disponibilizarão 170 vagas para competidores da América do Norte e Caribe, em aeronaves destinadas a transportar seus próprios atletas.

A Itália dará oportunidade para que 40 atletas militares do Leste e Sudoeste europeus sejam beneficiados pelos vôos solidários. A ajuda do Canadá, por fim, se dará por meio da concessão de 50 mil dólares canadenses para aquisição de passagens aéreas.

Além do apoio desses países, está prevista ajuda financeira do próprio CISM e do Comitê Olímpico Internacional. Ambas as instituições devem fornecer recursos para viabilizar a compra de bilhetes aéreos por atletas sem condições de arcar com sua vinda ao Brasil.

Maior evento esportivo militar do mundo, os Jogos da Paz vão acontecer no período de 16 a 24 de julho, no Rio de Janeiro.

Assessoria de Comunicação Social
Ministério da Defesa

- Advertisement -

5 Comments

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Vader

Uhhhh, como somos bonzinhos. Além de organizarmos os jogos ainda vamos buscar os pobrezinhos. Deve ser pra aumentar o Ibope dessa porcaria… E que bom que é ser rico né? O Canadá, aquele país pobrecito e subdesenvolvido da América do Norte dá 50.000 dólares. A Itália, uma paisinho igualmente pobre e subdesenvolvido, oferece 40 vagas. Os EUA, com aquela desgraceira de Força Aérea que tem, só da carona em suas aeronaves, leia-se: “a gente passa e pega vocês, pois vocês estão no caminho”. Já a nossa FAB, gloriosa e toda-poderosa, super-equipada e com dinheiro sobrando, e altamente operacional, vai mandar… Read more »

Luis

Mandava um navio qualquer para buscá-los. Seria mais barato e caberia mais gente.

Mauricio R.

E nem sequer se dignaram a providenciar uma aeronave, mais moderna e confortavel p/ a missão.
Nossos bons amigos africanos, voarão de Sucatão.
Espero que o estoque de antítetânica, esteja em dia.

edcreek

Olá,

Hummm não é a Africa do sul que tem novissimos JAS-39 direto da fabrica?

Não concordo com isso, temos muitos problemas para forneçer essa “ajuda”, ainda mais com um país que militarmente não pareçe precisar.

Plagiando mais uma vez o Vader, coisa de Republica Bananeira….

Abraços,

Wagner

Ficaria melhor aquela frase da Nave dos espaçoBobos, a EspaçoBobo 1 :

” Não damos carona para ninguém ”

kkkk !!

Combates Aéreos

Rafale é o melhor em ‘dogfight’, dizem pilotos franceses na Aero India

Se há algo que os Rafales franceses podem fazer melhor, é o combate aproximado (dogfight). Pequeno e ameaçador, o...
- Advertisement -
- Advertisement -