Home Armée de l´air Após 50 anos abrigando caças Mirage, Dijon prepara-se para a despedida

Após 50 anos abrigando caças Mirage, Dijon prepara-se para a despedida

460
8

No último dia 12 de maio, a Base Aérea de Dijon, na França, celebrou a cerimônia do 50º aniversário da presença de caças Mirage. Foi em 1961 que os primeiros Mirage III C pousaram na base, e novos modelos da família de caças que leva esse nome se seguiram desde então.

Essa história deverá ter um fim ainda este ano, com a mudança do esquadrão de caça  1/2 “Cigognes” para a Base Aérea de Luxeuil. Atualmente dotado de 23 caças da versão Mirage 2000-5, essa unidade de longa tradição na Força Aérea Francesa é uma das que fazem o alerta de defesa aérea do país, 24 horas por dia, 365 dias por ano.

Na foto abaixo, pode-se ver duas gerações de Mirage no pátio da base.

FONTE / FOTOS: Armée de l’air (Força Aérea Francesa)

NOTA DO EDITOR: a tradição da Base Aérea de Dijon em operar aeronaves da família Mirage também tem ligações com as tradições da FAB, especialmente do 1º Grupo de Defesa Aérea, que já operou os modelos Mirage III EBR / DBR e hoje é equipado com os Mirage 2000 C e B. Foi para essa base que foram deslocados os oito primeiros pilotos da FAB a receber instrução nos Mirage III adquiridos para equipar o 1º GDA, no início dos anos 1970, pelo que esse grupo de oficiais aviadores ficou conhecido como “Dijon Boys”.

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
8 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Justin Case
Justin Case
9 anos atrás

Mirage III com canard?
Armée de L’Air?

Abraços,

Justin

Justin Case
Justin Case
9 anos atrás

Pois é, Nunão.

Parece o mesmo 012 suíço, a primeira das fotos do link que você postou.
http://www.lw.admin.ch/internet/luftwaffe/de/home/themen/history/mittelaus/mirds/mirds_fotos.parsys.65165.1.photo.Photogallery.gif
Os franceses participaram do desenvolvimento do canard junto com os suíços e chegaram a instalá-lo no Mirage III NG. Este foi oferecido para vários países. Nos utilizamos algumas das soluções desse projeto.
O anel e a sonda de REVO (entre o radar e o cockpit) foram aplicados no nosso 4929. Será que a fuselagem que veio tinha o mesmo S/N daquele “NG”?
Bom domingo,

Justin

Justin Case
Justin Case
9 anos atrás

O motor 9K-50, assim como um novo radar, surgiram antes da versão NG, eu acho. Esses foram colocados nos venezuelanos.
O tal NG incorporou algumas das tecnologias preparadas para o Mirage 2000, várias delas na área de comandos de voo, que foi muito demandante, para permitir o voo seguro e operacional com aeronave de aerodinâmica instável.
O sistema eletrônico de comando de voo, que fez parte da nossa “modernização”, era de primeira.
Quanto aos canards, acho que somente foram incorporados na Suíça e aqui.
Mas isso é história (com H).
Abraço,

Justin

Justin Case
Justin Case
9 anos atrás

Tem razão, Nunão.

Há mais versões do Mirage III/5 modernizadas com canard.
Algumas delas usaram tecnologias do IAI-Kfir, como o 1º lote chileno (Pantera) e aviões da África do Sul.
O Chile também comprou Mirages usados da Bélgica (Elkan) com canard.
A Venezuela fez mesmo uma modernização completa, com troca de motor, radar e instalação de canards, em contrato com a Dassault.
Grato pela correção.
Abraço,

Justin