Home Aviação de Transporte Boeing e EADS North America entregam propostas finais para o KC-X da...

Boeing e EADS North America entregam propostas finais para o KC-X da USAF

281
2

As duas empresas publicaram notas a respeito da entrega das propostas finais à USAF (Força Aérea dos Estados Unidos), para a concorrência KC-X que visa a substituição dos veneráveis KC-135. Serão 179 novos aviões para subsitutuir uma frota de 400 antigos. 

Mais uma vez por ordem alfabética (escolha adotada quando fizemos matéria anterior sobre entrega de propostas para o programa  – confira no link da lista ao final), vamos mostrar os pontos principais dos informes das duas concorrentes. Vale a pena comparar os dois textos que promovem as aeronaves, principalmente o que cada um coloca como pontos fracos de seu respectivo concorrente.

A entrega da proposta do NewGen Tanker, da Boeing

A proposta da Boeing oferece uma frota de seus NewGen Tankers, baseados no Boeing 767, um avião multimissão que convere capacidades superiores e consome 24% menos combustível que seu concorrente da EADS. Caso seja selecionado, ele irá economizar dezenas de bilhões de dólares do contribuinte, nos próximos 40 anos, em gastos com combustível. Além disso, vai apoiar 50.000 empregos americanos junto a mais de 800 fornecedores em 40 estados.

Segundo Jim Albaugh, presidente e CEO da Boeing Commercial Airplanes, “os nossos NewGen Tankers serão fabricados utilizando uma abordagem comprovada e de baixo risco para a linha de montagem, similar ao extremamente bem sucedido P-8A da Marinha, que é baseado no 737, com uma força de trabalho americana já treinada e com muita experiência, trabalhando em instalações já existentes da boeing que já entregaram mais de 2.000 aviões tanque e 1.000 aviões comerciais 767.”

A Boeing vem projetando, construindo, modificando e apoiando aviões tanque há décadas, o que inclui a frota de  KC-135, KC-10 fleet, e quatro KC-767J entregues à Força Aérea de Autodefesa do Japão. A Força Aérea Italiana recebeu seu primeiro KC-767 em dezembro e receberá mais três pelo atual contrato.

O NewGen Tanker:

  • Economiza até 36 bilhões de dólares no seu ciclo de vida, em dinheiro do contribuinte, comparado a seu competidor, uma diferença que poderia comprar uma frota adicional de 179 aviões tanque.
  • Tem uma filosofia de controle de voo que deixa a tripulação no comando de todo o envelope de voo, ao invés de deixar programas de computador limitarem a manobrabilidade de combate.
  • Dá aos pilotos da Força Aérea uma cabine avançada e digital, com telas eletrônicas do Boeing 787 Dreamliner
  • Inclui tecnologia de reabastecimento comprovada e uma lança modernizada do NewGen KC-10, com uma capacidade expandida de envelope de reabastecimento, maior taxa de transferência de combustível e sistema de controle eletrônico (fly-by-wire) – todos da empresa que inventou o sistema de reabastecimento com lança (air refueling boom) e produziu os mais capazes e confiáveis aviões tanque.
  • Entrega significativamente mais combustível, carga, passageiros e pacientes que a frota atual de KC-135, em um avião widebody (de fuselagem larga) com um perfil de narrowbody (fuselagem estreita), o que confere à Força Aérea uma flexibilidade que não tem preço, para uma variedade de operações.

 

A entrega da proposta do KC-45, da EADS North America

A EADS North America está oferecendo o CK-45, o único avião tanque da competição que está voando agora e está certificado. O KC-45 será fabricado nos Estados Unidos por 48.000 trabalhadores americanos.

Se a Força Aérea selecionar o KC-45, a EADS North America vai fabricar o avião tanque juntamente com aviões comerciais cargueiros em um novo centro de produção de aeronaves em Mobile, Alabama, utilizando uma base de fornecedores de centenas de empresas dos Estados Unidos, em mais de 40 estados.

“Nossos combatentes, homens e mulheres, merecem o mais moderno, capaz e comprovado avião tanque do mundo, e os trabalhadores americanos merecem os empregos que o KC-45 vai criar para eles aqui em casa, disse Ralph D. Crosby Jr., Chairman da EADS North America.

Devido à sua eficiência e suas capacidades superiores, o KC-45 permitirá que a Força Aérea faça economias substanciais em custos de operação, quando comparado à aeronave conceitual que a companhia Boeing está oferecendo. Nos cenários reais de operação da Força Aérea, o avião tanque conceitual da Boeing vai custar entre 15% e 44% mais, medido no custo de galão de combustível entregue, segundo Crosby.

O custo-eficiência demonstrado é uma razão pela qual, em quatro concorrências, aliados dos EUA escolheram o avião tanque baseado no A330 que a EADS North America oferece à Força Aérea, contra o mais velho avião tanque Boeing 767. Todos os sistemas de reabastecimento do KC-45 têm sido comprovados em voo, com mais de mil contatos de reabastecimento e mais de 1,5 milhões de libras de combustível transferidos a uma ampla gama de aeronaves receptoras.

O avião conceito e os sistemas de reabastecimento que a Boeing está oferecendo à Força Aérea nunca foram fabricados, voados ou testados. Crosby afirmou que “estamos ofercendo um avião de verdade, que já provou o que pode fazer para nossos homens e mulheres que envergam uniformes, sem pedir à Força Aérea e aos contribuintes dos EUA queentrem num grande jogo, numa aeronave que apenas existe no papel.”

FONTES / FOTOS: Boeing (site do programa NewGen Tanker) e EADS North America (site do programa KC-45) – tradução, adaptação e edição: Poder Aéreo

VEJA TAMBÉM:

2
Deixe um comentário

avatar
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
Mauricio R.Luis Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Luis
Visitante
Luis

Tá na hora do MD comprar pelo menos 4 pra FAB, antes que os KC 135 caiam de podre, escolhendo o melhor modelo.

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

Interessante a performace do ac da EADS, alardeiam capacidades fantáticas, p/ uma aeronave que não está em serviço de esquadrão em nenhum algum no planeta.