domingo, maio 16, 2021

Gripen para o Brasil

Array

Sierra Nevada e Embraer prontas para a concorrência LAS da USAF

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

A Embraer anunciou que está se unindo à empresa norte-americana Serra Nevada para construir o seu avião de ataque leve Super Tucano em Jacksonville, Flórida. Ambas as empresas estão de olho no contrato da Força Aérea dos EUA (USAF) que está programado para ser decidido em junho.

A Sierra Nevada atuará como contratante principal e o Super Tucano concorrerá com o Lockheed Martin / Hawker Beechcraft AT-6 no programa Light Air Support (LAS).

O programa fornecerá até 20 aeronaves COIN para uso pelos pilotos afegãos naquele país da Ásia central. A USAF também pretende comprar outras 15 aeronaves para treinar seus próprios pilotos que poderiam ser enviados para o exterior e combater insurgentes ou terroristas.

Acredita-se que o contrato possa ser superior a 35 aviões.

Em um briefing realizado em 31 de janeiro, Acir Padilha, vice-presidente de marketing e vendas da Embraer para o setor de defesa, previu que as vendas globais podem subir até 55 aeronaves. Derek Hess, diretor do programa Hawker Beechcraft AT-6, acredita que o mercado poderia ser ainda maior.

A USAF lançou o contrato LAS em resposta a uma necessidade emergente para treinar os pilotos para missões COIN, CAS, escolta de comboios e reconhecimento armado.

A tarefa do Super Tucano é complexa, pois enfrentará uma aeronave já continuamente fabricada em território norte-americano, sendo oferecida nas versões desarmadas para a USAF e a Marinha dos EUA na formação de seus pilotos.

A Sierra Nevada afirmou que a USAF não não permitiu uma demonstração da capacidade do Super Tucano em manobrar acrobaticamente com carga de armamentos desbalanceada, considerado uma vantagem importante sobre o desempenho do AT-6.

Enquanto isso, a Hawker Beechcraft está se preparando para demonstrar o AT-6 para a Guarda Aérea Nacional, programa este financiado pelo Congresso dos EUA. O modelo demonstrará em breve a sua capacidade de lançar armas de precisão pela primeira vez, após a realização dos testes em outubro passado, diz Hess.

FONTE: Flightglobal

TRADUÇÃO E ADAPTAÇÃO: Poder Aéreo

NOTA DO BLOG: até o momento da publicação desta matéria, a Embraer não havia emitido nenhum comunicado oficial sobre a associação.

- Advertisement -

10 Comments

Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Baschera

Mudaram o nome ?? Agora se chama LAR ?

Originalmente a concorrência se chamava LAAR (Light Attack Armed Reconnaissance) e se previa 100 unidades e orçado em aproximadamente Us$ 2 bilhões.

E só 35 unidades? estão copiando o Brazil … hahahaha…. só falta enrolarem por uns 15 anos….

Porca miséria…

Sds.

Tadeu Mendes

Mama mia Baschera,

Temos que cavar mais a fundo essa informacao.

Segundo tenho entendido, os ST seriam comprados pela USN (100 unidades???) e tambem pela Blackwater (organizacao de seguranca, que na realidade e uma empresa de mercenarios).

Baschera

Tadeu Mendes disse: 2 de fevereiro de 2011 às 21:08 Madona….Tadeu… má no….RSSSSSSSS. O projeto da UsNavy se chama “Imminent Fury” e é independente do da USAF…. seja LAR ou LAAR…. O da UsNavy também previa, originalmente, 100 unidades do ST. A BlackWater (agora se chama Ox) somente serviu de lobista ou laranja para a avaliação (uns dizem cópia….) do Super Tucano pela UsNavy. No entanto, secretamente, diversos pilotos americanos estiveram no Brasil para voar no ST e uns tantos outros o usaram em combate real na Colômbia….. mas a info é classificada e não consta (ainda…) de relatórios disponíveis… Read more »

Groo

O Super Tucano tem alguma vantagem sobre o AT-6 além de já estar em operação e ter sido testado em combate na Colômbia?

Esta é a mesma concorrência em que está concorrendo a versão avançada do Bronco?

O Bronco tem dois motores e, provavelmente, gasta mais combustível, mas tem a vantagem de poder ser usado como transporte leve STOL (suprir e transportar forças especiais) e como Gunship se equipado com uma torre ventral.

tplayer

São dois programas diferentes de compra em que o Super Tucano está concorrendo.

No total podemos ter 135 unidades indo pro tio sam. =D

Mauricio R.

“A BlackWater (agora se chama Ox) somente serviu de lobista…”

Xe Services LLC (pronounced /ˈziː/ zee) is a private military company founded as Blackwater USA in 1997…

“O da UsNavy também previa, originalmente, 100 unidades do ST.”

Nunca passaram de 4, p/ a 2ª fase do Imminent Fury, mas a verba acabou, então…
Nem existe RfI, o que dizer de RfP ou alguma concorrência formal.

ZE

Já como foi dito “ad nauseam”, seria muito bom uns Super Hornet cá, e uns Super Tucano lá.

[ ]s

Mauricio R.

LAAR ontem = LAS hoje.

Baschera

Mauricio R. disse:
3 de fevereiro de 2011 às 1:02

Correto….. postei de memória e esta falhou…..

BlackWater = Xe

Grato.

Sds.

Reportagens especiais

PAMA-SP 2014: Poder Aéreo no Domingo Aéreo – parte 3

Evento mostrou cinco caças F-5EM em diferentes estágios de revisão nível parque. No ano passado, eram dez - Quem compareceu ao...
- Advertisement -
- Advertisement -