quinta-feira, junho 17, 2021

Gripen para o Brasil

Array

WikiLeaks: Documento confirma que Israel destruiu reator da Síria em 2007

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Estado judeu não admite ataque, mas secretária de Estado da época revela bombardeio

JERUSALÉM – Israel destruiu um reator nuclear da Síria em um ataque aéreo, semanas antes de ele entrar em funcionamento em 2007, afirma um documento diplomático dos EUA vazado pelo site WikiLeaks e publicado nesta sexta-feira, 24, pelo jornal israelense Yediot Aharonot.

“Em 6 de setembro de 2007, Israel destruiu o reator nuclear construído secretamente pela Síria aparentemente com a ajuda da Coreia do Norte”, afirmou a então secretária de Estado americana Condoleezza Rice, em documento publicado pelo Yediot Aharonot. “Nossos especialistas de inteligência estão convencidos de que o ataque dos israelenses tinha como alvo na verdade um reator atômico do mesmo tipo do construído pela Coreia do Norte em Yongbyon”, escreveu ela, em mensagem datada de abril de 2008.

“Nós temos boas razões para acreditar que o reator não foi construído para fins pacíficos”, disse ela, acrescentando que o ataque ocorreu apenas semanas antes de o reator começar a operar.

Condoleezza também destacou o segredo em torno da instalação nuclear, com autoridades sírias se recusando a convidar a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) ou a imprensa para visitá-lo.

A Síria sempre negou que a estrutura atacada por aviões de combate israelenses fosse um reator nuclear. O governo sírio apenas admitiu que era uma “instalação militar em construção”. Israel por sua vez nem chegou a admitir oficialmente que atacou o alvo.

O ex-presidente dos EUA George W. Bush afirmou em seu livro de memórias que resistiu à pressão israelense para bombardear o local. Em 2008, o então senador e candidato Barack Obama, atualmente presidente, disse que Israel tinha o direito de bombardear a instalação suspeita na Síria. As informações são da Dow Jones.

FONTE: Estadão

BATE-PAPO ONLINE: Converse com outros leitores sobre este e outros assuntos no ‘Xat’ do Poder Aéreo, clicando aqui.

- Advertisement -

10 Comments

Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Joker

Confirmação do que já havia sido amplamente divulgado, apesar de não por juizo na questão arabé x israelense, vendo apenas operacionalmente, foi com toda certeza um ataque excelentemente orquestrado e executados pela Força Aerea Isaraelense.

Tadeu Mendes

Foi realmente mais uma espetacular facanha estrategica, tatica e operacional da IAF.

Mas sem duvida alguma ,o ataque do computer worm Stuxnet, engenhado pela Unidade 8200 (Inteligencia e Sinais) da IDF (Israel Defense Forces) contra a rede de computadores das instalacoes nuclerares iranianas, entrara para a historia militar como o inicio de um revolucionario metodo de operacoes pre-emptivas.

Feliz Natal aos amigos do site.

Junior (SC)

O próximo será o iraniano, a IAF já treinou e esta só falta os EUA darem o “aval” e eclode uma possível III GM… Quem viver verá.

Renato Oliveira

Grande Tadeu!

WikiLeaks só a confirmu o óbvio, e a IAF novamente mostrou que é a melhor. O Irã que se cuide!

O Stuxnet eu creio tb que foi apenas a ponta do iceberg, e que mais surpresas ainda veremos contra o Irã, isso antes das PGMs começarem a chover por lá.

Meu gravatar (sou um cristão sionista sim rsrs) tirei de

http://www.hyscience.com/archives/f-16I_9.jpg

Am Yisrael Chai!

Charleston

Para quem morou/trabalhou em Foz do Iguacu e demais cidades do Parana, convivendo com mesquitas e o povo arabe e/ou muculmano (sirio ou libanes, ou, ainda o verdadeiro “turco”) e quem morou em Sao Paulo, ao lado do Banco Safra e da Sinagoga, vendo as dificuldades e os cuidados com a seguranca (olhando-se o “fundo” de todos os carros, etc.), prefere nao criar qualquer comentario nem contra, nem a favor. Mas, do ponto de vista da estrategia militar, percebe-se que foi um trabalho tao bem feito que prefere-se nao divulgar o caso nem pelos vencedores, nem pelos vencidos. Salaam, Shalom… Read more »

Rodrigo

Charleston disse: 24 de dezembro de 2010 às 17:30 Eu já morei em bairro onde a colônia judaica é bem numerosa, já fiz inclusive Krav-Magá com eles e mesmo sendo um “estrangeiro”, sempre fui muito bem recebido e tratado. O nro alto de seguranças particulares não era devido ao temor do terrorismo muçulmano e sim a praga dos neonazistas que persistem em sobreviver nesta cidade. Aqui em SP judeus e muçulmanos vivem em perfeita harmonia e não é raro ver muçulmanos comprando em lojas e restaurantes de judeus e vice-versa. Vivem sem nenhum tipo de hostilidade, se existe alguma rusga… Read more »

Mauricio R.

Mais um mitológico ataque aéreo israelense, a Síria ficou quieta e calada.

Renato Oliveira

Grande Maurício!

Se a Síria abrisse a boca estaria cofessando sua incapacidade de impedir a IAF – o que não é vergonha nenhuma, pois acho que nenhum país conseguiria. Mas ninguém quer ser visto como fraco, evidentemente.

Quanto a paz entre os povos, o Brasil tem, felizmente, uma cultura de paz. Tomara que judeus e muçulmanos percebam logo que a melhor política é a da paz. Enquanto isso não ocorre, a IAF prova mais uma vez que seu poder é incontestável no Oriente Médio.

Renato Oliveira

*confessando rs

Tadeu Mendes

Grande Renato, Estamos do mesmo lado. Voce deve saber muito bem que as coisas vao piorar muito, mas muito mesmo. Infelizmente o final dessa “historia” sera desastroso. E muito interessante notar as observacoes dos compnaheiros aqui no site, com respeito as comunidades judia e arabe/mulsumana no Brasil. Parece que a “vibra” da Terra Santa e responsavel pelo vem passando em Israel desde 1948 ate os dias de hoje, e que seguramente vai desencadear um conflito mundial. Quando chegar a hora “ZERO”, as nacoes e povos terao que fazer sua escolha. Desculpem pelo off-topic de meu comentario, mesmo que pareca de… Read more »

Reportagens especiais

Lenda Mach 3: North American XB-70 Valkyrie

Tendo voado pela primeira vez há mais de 50 anos, o XB-70 Valkyrie foi um obra-prima tecnológica do seu...
- Advertisement -
- Advertisement -