quinta-feira, janeiro 27, 2022

Gripen para o Brasil

P-3AM: até parece novo!

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

- Advertisement -

63 Comments

Subscribe
Notify of
guest
63 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Vinícius Dutra

Se não perder as asas até chegar aqui tá ótimo!

FSNeto

Gente desculpe a minha ignorância, mas quando esse avião chega aqui no Brasil e ele vai pra onde?

Latino

Pra mim vigilância marítima deveria ficar a par da Marinha e não da fab .

sds

Ricardo_Recife

Concordo com o Latino, mas a lei diz outra coisa.

P-3 é melhor o avião de patrulha marítima e guerra antissubmarino para países com grande extensão ao mar.

JOSEF SIMAS Jr.

FSNeto,

Vai para a BA de Salvador.
A primeira unidade, apos os testes de aceitacao e integracao dos sistemas de armas, deve chegar, presumo, em uns 2-3 meses.
Nao sei se os treinamentos das primeiras tripulacoes e pessoal de manutencao vao ser na Espanha ou em Portugal

defourt

Que isso colega.
Esse avião foi restaurado. E ele é respeitado em sua função.

defourt

Quando postei não ainda não havia o Ricardo. Por isso.

Ricardo_Recife disse:
8 de dezembro de 2010 às 17:22

Poker

Estes aviões deveriam ser operados pela Marinha… mas convencer os cabeça dura dos Fabianos seria um trabalho de Hércules…

JOSEF SIMAS Jr.

Vinicius,
Os avioes estao recebendo kits da Lockheed para reforco estrutural que vao garantir uma vida de pelo menos 15 anos.
Nao creio que teremos surpresas desagradaveis.

Poker

É para fazer turismo marítimo, esclarecimento, ou esta coisa carrega algum armamento? A FAB sae como realizar Guerra anti-submarina? Pode fazer parte de uma Força Tarefa Naval ou age por sua conta e risco, tipo o dono da bola???

FSNeto

JOSEF SIMAS Jr. disse:
8 de dezembro de 2010 às 17:28

Obrigado pela informação.

Oba, vai pra minha cidade natal, espero está morando lá no dia da chegada, para poder apreciar um dos melhores aviões na função anti-submarino do mundo.

JOSEF SIMAS Jr.

Talvez sejam, junto com os R-99 e STs, os avioes da FAB mais capazes para a sua funcao especifica. Pena que sejam tao poucos, o ideal seriam 15-18 distribuidos em 3 BAs.

grifo

A FAB sae como realizar Guerra anti-submarina?

Caro Poker, pergunte ao comandante do submarino alemão U-199…

Ricardo_Recife

O que me pergunto é se oito são suficiente para patrulhar um mar aberto de quase 8.000km (dois vão ficar em reserva e um é para treinamento). Os italianos operam 14 para patrulhar parte do mar Mediterrâneo, a Austrália opera 18 para patrulhar o sul da Oceania. Contudo, o Chile opera apenas quatro, apesar de ter uma fronteira marítima extensa. Qual seria a relação ideal entre aviões P-3 e Km’s de distância de patrulha? Deveríamos ter mais ou o número é adequado?

Leonardo

Zero Bala, o serviço deve ter sidfo feito pela equipe do Overhaulin

Observador

Não sei se são suficientes, mas ajudarão sim, e muito.

Vejam só:
Alcance bélico 4 400 km;
Alcance 9 000 km.

Só espero que não sejam apenas modernizados, mas sim armados com harpoons, mavericks. Avião para passear não precisa. Fica com os bandeirulha mesmo.

E tem gente que acha que helicóptero é melhor para a guerra anti-submarina que um avião destes.

Crusader

Ricardo_Recife disse:
8 de dezembro de 2010 às 18:10

Tava pesquisando aqui, e vi que o alcance máximo de um P-3 Orion é de, mais ou menos, 9.000km ( 8,944km )… Bem, a BASV fica, praticamente, no “meio” dessa fronteira marítima… Então, fazendo minhas contas ( que nao são exatas D: ), acho que dá para cobrir…

Mauricio R.

Deveriam ser pelo menos o dobro, pois assim teriámos células suficientes p/ desdobrá-las ao longo do litoral.

Nick

Não vejo problemas em a FAB operar os P-3, desde que não falte o principal : $$$$

Agora seria o momento para iniciar estudos para criar um Patrulheiro/ASW com base na célula do ERJ-195, para substituir esses P3-AM quando derem baixa.

[]’s

Lucas André

A base de Florianópolis já foi totalmente desativada?
Se foi, que falta fará para a nossa patrulha..

Vinícius Dutra

“Vinicius,
Os avioes estao recebendo kits da Lockheed para reforco estrutural que vao garantir uma vida de pelo menos 15 anos.
Nao creio que teremos surpresas desagradaveis.”
Agradeço a informação pois ouvi dizer que até hoje eles estão com dúvidas a respeito da estrutura das asas.

Complementando o que o Nick disse, poderiam começar a pensar desde já em uma versão turbo-hélice do KC-390 pra substituir esses P-3 quando saírem de operação.

Diego

Nick disse:
8 de dezembro de 2010 às 18:28
“Agora seria o momento para iniciar estudos para criar um Patrulheiro/ASW com base na célula do ERJ-195, para substituir esses P3-AM quando derem baixa.”

Já tem, o problrma é pq a galera gosta de comprar lixo e peça de museu
http://www.embraer.com/portugues/content/aeronaves/p_99.asp

Almeida

Parece, mas não é.

Rafael

Uma pergunta:

não seria mais coerente esses aviões serem operados pela Marinha ????

Poker

Tá bom Grifo, então vc vai voltar aos tempos das diligências e Catalinas. Por favor meu caro. U-Boat 199, é forçar a barra.

RolandTFlackphayser

ÚÚÚÚÚÚÚÚÚÚÚÚÚh……….. Grande avião pras paradas de 7 de setembro e para os modernos submarinos com a fantástica tecnologia ‘noexist’ da nação inimiga do reino de Tonenaih. Falem sério, se formos atacados mesmos pelos EUA, China ou Rússia ou os três juntos (hecatombs) acham mesmo que uma frota de 13 aviões iriam servir para alguma coisa? Nem a Coréia do Norte com todo o seu belicismo e sua bombinha nuclear seriam páreos para toda a força de destruição americana em sua plenitude, e isto não é um elogio. A CN só se salva por ser um tipo de segunda linha da… Read more »

Freire

Pessoal este avião foi inteiro remodelado, é novo, exelente, não sei pq estão reclamamdo.é o melhor em sua categoria.

Brasil.

Bruno

Pro pessoal que tá perguntando do armamento: o P-3AM da FAB será capaz de lançar mísseis anti-navios Harpoon, minas navais e mísseis ar-ar de curto alcance para auto defesa se não me engano.Li sobre os ar-ar em algum lugar, mas o resto é certeza 😀

SKT
Junior (SC)

FAB operando sobre o mar territorial, se encontrarem algo vão ligar para o comandante da FAB, que liga para o comandante da MB, que liga para a Base Naval ou navio que esta na região?
Esse ciume besta da FAB sobre a MB operar aeronaves de asa fixa é pura e simples BURRICE SEM TAMANHO.

Os P3 deveriam ser da MB e não da FAB, no Brasil as coisas são atravessadas mesmo.

João Gabriel

Uma pergunta boba….

Se for preciso,esse P-3,o que a FAB vai operar especificamente,pode levar bombas convencionais e guiadas? isso é claro em uma circunstancia não convencional…

Obrigado e abraços!

Craveiro

Realmente a EMB tem a proposta do P99, mas creio que daqui algum tempo o futuro KC390 poderá ser uma plataforma para substituir os P3.

Baschera

Senhores …… novamente….. o P-99 (EMB-145) não tem bomb-bay e tem alcance operacional menor, além de menor carga paga….

Sobre o P-3BR está OK…. porém acho o número de células (nove) muito pouco, visto que a taxa de disponibilidade é de aproximadamente 50%, ou seja, dos nove, no mínimo quatro estarão em manutenção de algum nível e somente o restante estará operacional.

Sds.

eduardo

gente eu ñ tenho conhecimento qto os srs;mas pq ñ compraram da embraer um avio de parulha maritima?em vez de comprar ,restaurar e mordenizar esse ai,tem alguma explicaçao logica p/ isso ai:

Vader

Ótima aquisição para a Marinha do Brasil…

falcon

A unica coisa que se sabe sobre os P-3AM em questão de armamento é que eles usaram o mk-46.

Tchurma

Essas células foram compradas do estoque da USN e enviadas à Espanha. Foram totalmente desmontadas, remotorizadas, e reequipadas, inclusive com modernos sistemas táticos. Realmente não entendo porque não se invesiu no desenvolvimento de uma versão à partir das plataformas EMB 190, mais adequada a longos percursos que a 145 (à exemplo do P7 Posseidon da USN que baseia-se no B-737). Dessa forma, teriam uma vida operacional maior, teriam manutenção otimizada e talvez, maior interesse no mercado internacional. Isso foi uma burrice sem tamanho, mas como sempre, é melhor do que nada.

Lucas

Realmente… Isso é avião de marinha pra Marinha… FABiano é cabeça dura mesmo…

Baschera

Tchurma disse:
8 de dezembro de 2010 às 21:08

As análises e estudos dos esclarecedores marítimos se inicou no governo FHC….. onde a alternativa aos P-3 era tão somente o EMB 145 P99, descartado pelos motivos que explicitei acima, além do fato de era uma plataforma de um único operador, o México.

Os E-Jets da classe EMB 190 ainda estavam em desenvolvimento, portando nem idéia se tinha (e não se tem ainda hoje, o que há são tão somente idéias de internautas…) de sua utilização como plataforma neste tipo de missão.

Sds.

Ricardo_Recife

50% dos oito sempre estarão operacionais. Levando em conta o cansaço da tripulação, a vistoria depois de longos voos, planejamento, etc…, acredito que pelo menos um deles voará a cada dois dias. Se estiver certo, e tudo que coloquei é chutômetro, acredito que temeremos uma razoável cobertura marítima.

Seria interessante somarmos a patrulha marítima aviões do tipo dos P-95 Bandeirulhas. O Brasília poderia ser uma plataforma para este fim.

Ricardo_Recife

Acho que está deveria ser uma função da Marinha e não da FAB.

Juarezj

Repita isto para o comando da MB que correu da briga quando a 3 anos foi sugerida a transferência da Av, Naval de Patrulha para sua respondabilidade. Sabe porque?? Porque os marinheiro não idiotas, sabem extamente quanto custa manter up datado e com doutrina atualizada este tipo de vetor, que pouco adianta silmulador, pois aeronave de patrulha tem que patrulhar e tem que se desenvolver e aprimorar doutrina em exercicos práticos com SUbs e tudo isto custa muito dinheiro, dinheiro este que os Marinheiros preferem jogar pela janela sonhando com o Top Gun, se quizerem a FAB passa de bom… Read more »

Baschera

Juarezj disse:
8 de dezembro de 2010 às 21:27

Juarez… vc vai para o céu….

Não adianta escrever isto por aqui, tem gente que ou não sabe ou não entende…. se vc lembra já esclarecemos este assunto uma dez vezes nos últimos meses…..

Segue o baile….

Sds.

Vader

Boa Juarez, não sabia dessa não. Espertinha a MB não? 🙂

Mario Blaya

Poker disse: 8 de dezembro de 2010 às 17:33

engraçado que isso aconteceu com os alemães também, Goering não queria ceder nem um pedaço do seu poder!

Gila

Querer q este aviões vão para marinha???fala serio… a força aerea tem total capacidade e com certeza até mais capacidade e experiência para realizar todas as missões que este novo avião pode realizar, quem fala assim ” o p3 vai la acha, avisa o cmt da fab que avisa o cmt da mb que avisa o distrito naval para acionar o navio” so mostra que não entende NADA… não sabe oque a força aérea faz e nem a marinha… vamos aprender alguma coisa antes de ficar dando palpite ” eu acho” eu acho sem saber nada É FACIL DEMAIS…. senhores… Read more »

Fox Bravo

Nossa pela foto ficou muito bonito. Uma excelente aquisição que apesar de ser um veterano ainda esta no top dos melhores no que ele se propõe a fazer. Só para reforçar o corro deveria adquirir mais unidades, e já se pensar no próximo, já que este tipo de aeronave nós já sabemos fazer.

Tchurma

Baschera, me desculpe, mas discordo de você. O que falta a um país como o Brasil é planejamento de longo prazo, metas estabelecidas, com disciplina e comprometimento para alcançá-las. A primeira aeronave da família E-jet, o 170, voou em 2000, ainda durante o governo FHC. O 190 voo em 2004. O contrato dos P3 foi assinado em 29/04/05, ou seja, cinco anos após o início da família E-Jet. Os militares sabiam da sua existência, mas com certeza optaram pelo menor risco, devido às incertezas do ambiente brasileiro. Isso não faz da escolha a melhor ou a mais acertada. Faltou visão… Read more »

adriano

Mais um papelão do nosso Brasil de leis erradas e contrangedoras! Ainda não entendi o porque a vigilãncia marinha não seria de total mandato da marinha??? Desculpem minha ignorancia.

RL

Os bancos de couro estão cheirando novos.

Ehehe..

Cumprindo com um mínimo de eficiencia as tarefas ao gual lhe serão atribuidos, esta de bom tamanho.

Uma pergunta.
Não seria possível instalarmos nos Bandeirulhas, radares argentinos (radar SAR de INVAP) que foram instalados recentemente nos Beechcraft B-200M da armada argentina?

Últimas Notícias

Quanto custa a conversão de jatos A330-200 em A330 MRTT?

Com o anúncio da abertura de licitação da Força Aérea Brasileira para a aquisição de dois jatos A330-200 e...
- Advertisement -
- Advertisement -