domingo, junho 13, 2021

Gripen para o Brasil

Array

Índia perde quarto MiG-27 em menos de 12 meses

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Um caça MiG-27 da Força Aérea da Índia caiu hoje em Rajasthan, região ocidental do país. A informação foi dada pela agência de notícias indiana IANS. De acordo com o informe o piloto ejetou-se em segurança.

Esse é o quarto acidente com um MiG-27 na Índia no último ano. O MiG-27 é um caça de origem soviética, mas foi produzido sob licença pela companhia HAL indiana. Um total de 130 MiG-27M (versão indiana do modelo L) foram produzidos sob licença.

No início deste ano a IAF manteve todos os seus MiG-27 no chão após uma investigação apontar um problema em um dos estágios do motor que foi remanufaturado pela HAL, empresa responsável pela manutenção das aeronaves.

FONTE: RIA Novosti/Top news

- Advertisement -

15 Comments

Subscribe
Notify of
guest
15 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
raul

paraguai

rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrs

Paulo Negresco

Alguma coisa está errado ! hahahahaha

paulomaffi

Caixões Voadores?!!!

Nick

Motor remanufaturado?? o.0

Algo como ..recondicionado?? Eita….

[]’s

robert

o problema é dos Migs ou da HAL?

estranho que todo mês cai uns 2 aviões por lá… será falta de treinamento ou falta de manutenção? ou os dois juntos?

Marcos SP Mooca

Impossível não reparar, mas o fardamento destes infantes indianos é deplorável, um padrão totalmente ultrapassado, algo da década de 40, divisas de braço de alta visibilidade, capacetes antiquados, fuzil nacional deles uma mescla de FAL com AK 47( grande, pesado e desajeitado), afinal os BRIC(Forças Armadas) são bem parecidos.

Edcreek

OLá,

Fica evidente que “mexer” com turbina é realmente para poucos no mundo. Lamentavel já que o Mig-27 tem um numero elevadissimo(mais do que toda força Brasileira) de mais de 130 unidades na India sem duvida se toda força desse modelo ficar no chão vai atrapalhar….

Se fosse no Brasil e F-5-M desse boró, estariamos a merçe dos nossos inimigos, hueheuheueuhehe.

Abraços,

Alikev

Dinheiro mal empreendido !!

Giordani RS

Israel também teve um nível de acidentes muito alto, mas era devido ao treinamento, sempre o mais próximo possível da realidade. Li que o treinamento indiano também é bastante puxado, mas ali, além do treinamento tem-se o problema da manutenção.
O MiG-23/27 são reconhecidamente aeronaves “confiáveis” e apesar da Geometria Variável, possuem uma manutenção simples.
Mas como disse o amigo Edcreek, mexer em motor não é bem assim…
Só aqui mesmo alguns acham que vão resolver tudo numa simples transferência de tecnologia…tem que penar muito antes!

Milan

Vem a corroborar com o texto do desenvolvimento da turbina a gás indiana.

Turbina a gás é uma coisa complicada pessoal.

Fabio

Bastava a India mandá-los para o FAB reformar. A FAB é “expert” em reformas de sucatas. MIG 27 by “FAB Upgrade”.

Fonkerr

O Mig 27 (МиГ-27) compartilha basicamente a mesma fuselagem do MiG-23, com pequena diferença no seu nariz inclinado para baixo, que foi emprestado do MiG-23B, resultado da eliminação do radar frontal, melhorando consideravelmente a visibilidade do piloto. Uma coisa chama-se fadiga de materiais causado pelo tempo,nem manutenção resolve esse problema.Projeto antigo dá nisso.

Marcelo M

Já imaginaram com vai ser o Pak fa indiano? rs

RtadeuR

É o preço da coragem .

Pedro

Se os carros indianos pegam fogo sozinhos, o que dirá de seus aviões!

Reportagens especiais

PAMA-SP 2018: pássaros raros no Domingo Aéreo paulistano

Aeronaves incomuns de se ver em São Paulo, como o protótipo do YT-25B Universal II do PAMA-LS e C-98...
- Advertisement -
- Advertisement -