Feiras de aviação – até quando a falta de graça?

    448
    54

    Por Wilson Rocha Junior

    Sou daqueles que correm à janela a cada vez que ouço o ruído de uma turbina de caça. Enfim, sou um aficionado de aviação militar e aguardo com expectativa o evento de portões abertos da Base Aérea de Canoas/RS, também chamado de EXPOAER, ocorrido uma vez ao ano, a última em 12 de outubro.

    Ocorre que, cada vez mais, sinto a falta de empolgação em prestigiar tal evento, pois o que mais gosto, os aviões militares de alta performance, seguem em exposição estática ou, no máximo, em passagens sem emoção.

    Os caças F-5EM, por exemplo, já perdi a conta dos anos em que ocorre a mesma “apresentação”: um elemento decola, e some (????), retornando pouco depois de uma hora, e realizando cerca de duas passagens sobre o eixo da pista e, pouso.
    Onde está a apresentação com o trem de pouso baixo, a passagem sem aviso, a emoção de ver um “puro-sangue”?

    Antes da modernização, eu achava que a estrutura e demais sistemas de voo estariam comprometidos pelo tempo de uso, limitando o envelope de voo de tais aeronaves. Enganei-me quando vi a mesma performance nos aviões modernizados, e me dei conta de que a mesma coisa ocorria em relação aos AMX da base vizinha, apesar de que a apresentação desses limitava-se a decolar e ir embora.

    Quanta falta de oportunidade em arrancar suspiros do público (sempre em enorme número), aproveitando para demonstrar nosso belo avião de ataque.
    Na última EXPOAER, por exemplo, ocorrido no dia 12 de outubro de 2010, com abertura de portões prevista para as 10h, as filas de carros encontravam-se enormes já antes do horário de abertura, e o que ocorria durante a lentíssima entrada?

    Passagens de aeronaves F-5EM, AMX, Tucano (precursor da Fumaça) e P-95 (que não estava em exposição estática), antes da entrada do público.

    Não entendo o porquê da não determinação superior – simples, por sinal – das aeronaves chegarem somente após a entrada do público inicial, aquele composto dos maiores fãs, suponho.

    Quando entrei na base, o AMX já se encontrava no hangarete. E o ALX estava novamente lá, imóvel. De novo.

    Entendo o esforço hercúleo que faz nossa Força Aérea em abrir seus portões ao público, mas não consigo entender como o ALX não faz uma apresentação decente para o público.

    Aliás, na BACO, nunca fez.

    Ainda que eu tenha tido o privilégio de ver seu protótipo na FIDAE 1998, em vôos diários.

    Sim, há doze anos atrás!!!!

    E ainda que saiba da participação da EMBRAER em demonstrar seus produtos ao estrangeiro, também acho que merecemos o mesmo.

    Exijo ver o ALX em voo de demonstração na Base Aérea de Canoas.

    Mas, claro, não quero que seja surpresa, e nem quero que seja sem sal. E aí vem o outro ponto de meu pedido: que nossa gloriosa FAB passe a adotar uma agenda de eventos, com o horário e tipo de demonstrações a ocorrer naquele dia.

    Nada difícil para quem tem organização aeronáutica, não?

    Pra começar, poderia haver a determinação de que as aeronaves expostas só chegassem à Base após as 10h do dia festivo. E, para o público não sentir apenas o gostinho da coisa, determinar que houvesse alguns sobrevoos, para deleite do público.

    Não adianta contar somente com a Fumaça para salvar o show.

    Chega de feiras sem graça.

    Olhemos para outros países que gostam de dar satisfação para seu público acerca do valor dos impostos investidos.

    Seria o mínimo.

    FOTOS: Wilson Rocha Junior

    54
    Deixe um comentário

    avatar
    54 Comment threads
    0 Thread replies
    0 Followers
     
    Most reacted comment
    Hottest comment thread
    49 Comment authors
    W@shPoletofrancisco de paulaluciano brancoRoberto Kohlhase Recent comment authors
      Subscribe  
    newest oldest most voted
    Notify of
    Marcos T.
    Visitante
    Marcos T.

    Falou tudo!

    Marcos
    Visitante
    Marcos

    Queria fazer uma ressalva quanto a mal organização por parte da EPTC no sentido de organizar o trânsito de forma a evitar este congestionamento no caminho da BACO.

    Paulo Renato Lima
    Visitante
    Paulo Renato Lima

    Falou tudo. No tradicional Domingo Aéreo do CIAAR, já esta ficando chato. A única apresentação decente é a da Esquadrilha da Fumaça.

    Daniel Rosa
    Visitante
    Daniel Rosa

    Realmente….RIDICULO! Em um tópico anterior alguem escreveu que o povo não esta nem ai para qual será o futuro (se é que terá) FX-2! Não está nem ai pq a falta de conhecimento, ou ignorância, para alguns é uma benção! Este seria um belo momento para a FAB atrair a atenção do “zé-povinho”, mostrando o que tem, como usa, para que serve! Conscientização…. Abrir seus portões e deixar os aviões em exposição estática ou “hangarados” não é a forma ideal de mostrar “a que veio” para o povo! Fui a uma exposição no PAMA/SP em 1988… dentro do onibus da… Read more »

    Colt
    Visitante

    Interessante a manifestação do colega.
    Outro dia estávamos comentando no chat que a FAB podia transmitir boletins ao vivo das Cruzex, através de alguma TV estatal ou mesmo através da internet.
    São coisas como estas, assim como as feiras de aviação, que realmente aproximam a sociedade e as Forças Armadas.

    (Colt supports Battlefield BC2)

    Pancho
    Visitante
    Pancho

    Pois é, sou da mesma opinião. Quando a Expo Aéreo Brasil, em suas primeiras versões, era realizada na cidade de Araras, fui voluntário para “empurrar” aviões. Na grade de aeronaves havia, então, uma presença ilustre: o AMX. Fiquei aguardando para poder empurrá-lo até seu local de exposição, mas o mesmo não apareceu, nem sobrevoando o evento. A aeronave que garantiu a emoção do evento foi um Fouga Magister de um proprietário particular, que fez vários rasantes e o dono, um cinquentão gente fina, deixou eu colocar meu irmão mais novo que eu no cockpit da aeronave. Em pirassununga, na AFA,… Read more »

    Marcelo Martins
    Visitante
    Marcelo Martins

    Apoiado!
    Aqui em São José dos Campos ocorre a mesmíssima coisa. Apresentações sem sal e um monte de aviões em exibição estática. O que salva é a Fumaça e alguns pilotos de escolas particulares de demonstração acrobáticas (equipe Oi, por exemplo).

    Soldier
    Visitante
    Soldier

    O que falta, além de um pouco mais de organização para evitar o congestionamento e outras coisas mais, é GRANA mesmo! Cada hora de vôo para os aviões da FAB é precioso em custo. O que falta é dinheiro mesmo… E me parece que o céu a frente não vai ser de brigadeiro não…

    André Castro
    Visitante
    André Castro

    Concordo plenamente ,uma das primeiras vezes que fui em uma feira deste tipo ,no DCTA aqui em São José dos Campos ,sempre tinha um AMX e um Xavante revezando fazendo demonstração ,de um tempo para ca os aviões ficaram imóveis ,sem nada de interessante lembro da primeira vez que eu fui tinha um AMX exposto todo armado ,mais ultimamente fica tudo sem graça , o maximo que vi de legal foi um F-5M decolando e indo embora .

    Gustavo S.
    Visitante
    Gustavo S.

    Falou e disse tudo, mesmo.

    Também vou todo ano, religiosamente, à EXPOAER. A sensação é exatamente essa.

    Gbeck
    Visitante
    Gbeck

    Certíssimo, Wilson. Lembro quando eu fazia o curso de piloto privado aqui em Belém Novo (RS), nos anos 90. Tinha o Ebrave, que era um encontro de aeronaves antigas, clássicas e experimentais, com shows aéreos e demonstrações estáticas que envergonhariam qualquer Expoaer. Tinha, inclusive, passagens baixas de F-5, rasante “mesmo” de Boeing da ex Varig, acrobacia com planador, pessoal dando lenha em Cap-10 e Citabria a poucos pés de altitude e etc. Saudades dessa época… Fico imaginando algo assim com a nossa aviação militar. tudo é segredo, não se pode ver ao vivo o que a gente cansou de ver… Read more »

    luiz otavio
    Visitante
    luiz otavio

    afinal, a propaganda é a alma do negócio, quem não gosta de avião…voando. a Fab tem de olhar para isso com mais cuidado.

    Fabio
    Visitante
    Fabio

    Isso é um reflexo do atual quadro da FAB. Uma força aérea mal equipada e sucateada. Vão apresentar o que ?

    ricardo
    Visitante

    Pessoal, aqui em Curitiba ocorre o mesmo. O Cindacta não conversa com o aeroclube, assim, em alguns anos temos mais de uma festa, se sobrepondo e o que pior minando-se mutuamente. Sempre estão por aqui atrações como a Fumaça, esquadrilha Oi e outros, porém noto que cada vez mais os aviões estão distante do público. Nas duas ultimas feiras os aviões da esquadrilha oi ficaram parados a mais de 500 m do público, escondidos apenas para serem vistos por convidados vip de algum endinheirado. O que me chama a atenção é que ficam visíveis apenas para pessoas que eventualmente nem… Read more »

    Alexsandro
    Visitante
    Alexsandro

    Concordo, em minha cidade ocasionalmente vejo aeronaves cruzarem os ceus… é maravilhoso, adrenalina sobe e vc sai correndo até esquece que tem 30 anos… e as crianças então… nem se fala, quem sabe uma destas motivada por uma ” coisa simples, um avião voando” não se torna presidente, MD ou o engenheiro que vai desenvolver uma caça de 15° geração???? a paixão nasce assim… chega de lixo repetido na televisão, todos os dias…

    Parabens pela iniciativa e apoio!

    Cmte.Felix
    Visitante
    Cmte.Felix

    Senhores, Concordo com o autor do texto. Eu ia muito na expoaer de Santa Maria (SBSM) quando adolescente. Sou aviador hoje por culpa dessas exposições e no decorrer dos anos a coisa ficou “calma” demais. Me recordo que na BASM do tempo dos xavantes, uma formação com até 9 aviões decolava e ficava quase 1 hora voando e fazendo looping em formação e diversas passagens baixas nas mais variadas velocidades. Quando tinha um T-25 baseado na base, este era tripulado pelo comandante da base para uma demonstração solo. Teve até um exposição que um comandante morreu numa dessas demonstrações. Até… Read more »

    Milan
    Visitante
    Milan

    Comparando com as imagens da MB nos desfiles…a que conclusão chegamos?

    Ricardo
    Visitante
    Ricardo

    Concordo… realmente tá muito fraco… e olha que nem as acrobacias aereas dos civis estamos vendo mais.

    Segue o jogo… nunca antes na historia desse Pais as forças armadas foram relegadas a um papel terciario (nem secundario) como o que temos visto ultimamente.

    Imperador

    Ira
    Visitante
    Ira

    também concordo, o principal motivo só pode ser $$$, custa combustível, custa gastar as preciosas horas de vôo de cada equipamento e componente das já fadigadas aeronaves ( a maioria, principalmente de caça). Normalmente frequento o domingo aéreo da AFA, e tudo indica nunca presenciarei algum caça a reação da força aérea realizando um simples tonneau, imagine um looping, vôo transônico então… nem pensar… só nos tucaninhos mesmo. Paciência, não tem grana né.

    >Ira apoia tonneaus, vôos em dorso e loopings das aeronaves A-1, F-5 e Mirage nos “domingos aéreos” e similares.<

    Ira
    Visitante
    Ira

    complementanto, aposto que os pilotos também adorariam a idéia das manobras! rsrs

    EspaçoAéreo
    Visitante

    Olá! Tenho a mesma impressão, nossos eventos aeronáuticos estão em colapso. Neste ano fui à EXPOAER na Base Aérea de Santa Maria (BASM) e fiquei decepcionado, a FAB praticamente não voou. Um elemento de AMX decolou e voltou muito tempo depois para um rasante. Lembro alguns anos atrás os AMXs voavam durante quase todo o dia, sempre tinha UH-1H simulando resgate. No evento deste ano, quando cheguei à BASM, ainda pela manhã, praticamente todas aeronaves já estavam estacionadas, somente a Fumaça e posteriormente um Hércules pousaram, o C-130 ainda ficou afastado do público. No tempo dos Xavantes, eu era criança,… Read more »

    Samuel B. Pysklyvicz "Jaguar"
    Membro

    Concordo com tudo falou e disse.

    sardo/rs
    Visitante
    sardo/rs

    O que aproxima as forças armadas de seu povo é a integração. Infelizmente, além de não termos demonstrações aéreas, presenciamos o olhar sisudo de seus integrantes, a falta de atenção e interesse para seus fãs, principalmente as crianças. Por ser policial, inúmeras vezes quando na rua, sou procurado por crianças, que pedem para tirar fotografias, conhecer o interior da viatura, acionarem as luzes de emergência. Sempre os atendo com atenção e carinho, pois certamente do meio deles, sairão aqueles que irão me substituir. Dia desses participei da filmagem de um trabalho escolar, com crianças de 12 anos. Foi fantástico ver… Read more »

    Paulo Taubaté
    Visitante
    Paulo Taubaté

    Tava tão “empolgado” esse ano pra ir ao Portões Abertos do PAMA – SP que nem me dei ao trabalho de sair de casa. Moro na Casa Verde, então lá pelas 9 horas (acho que era isso) a EDA chegou. Toô bem na reta da pista do Campo de Marte, então eles passaram enfileirados, e um a um foram pousando. Depois, mais tarde, passou um F-5, umas três vezes. Vi daqui da janela. Ele passa, faz a curva, se perde no horizonte, e depois volta. Mais tarde, outro som de turbina rasgando o céu, aí nem me levantei pra ver… Read more »

    Paulo Costa
    Visitante
    Paulo Costa

    Quando vai voltar o Show aereo em S J dos Campos ,nos moldes dos anos 70,
    tinha Phanton,Mirage,F-5,Hawk,Harrier,Vulcan,Galaxy C-5,etc
    Um pais que teve um Santos Dummont,Embraer,não tem um show aereo?
    Algum impedimento?Duvido,é só querer e vamos ter o maior da AL……

    Giordani RS
    Visitante
    Giordani RS

    Triste realidade…Fui na primeira EXPOAER na BACO e naquele belo dia de Primavera dois F-5 deram um show! Tonneaus, split S, cubano dentre outras, além daquele toque-arremetida aonde na subida, num tonneau baixo, o piloto comanda o recolhimento do trem. Detalhe, nas manobras, PC brilhando!
    Depois, nunca, mas nunca mais mesmo vi algo semelhante…desisti da expoaer em 2004…,

    defourt
    Visitante
    defourt

    Deve dar raiva mesmo ver uma empresa como a “Oi” em patrocínios aeronáuticos enquanto nossa internet é uma das piores do MUNDO e uma das mais caras. Ao passo que a Força Aérea do País não tem “money” para voar e “mostrar” aquilo para a qual fora criada…

    Faça uma coisa: ô Oi! ô Oi! Oi! ô oi! Patrocine a força aérea brasileira!!!!!!!

    Força Aérea Brasileira! ô Força aérea! Pegue este “money” e ensine à Oi como montar um serviço de provedor de Internet !!!!

    E com o que sobrar ainda dará para voar!

    Ira
    Visitante
    Ira

    heheh a esquadrilha “Oi” é bacana, algumas vezes tive oportunidade de conhecer o hangar extreme aqui no aeroporto dos Amarais, em Campinas – SP, onde é feita a manutenção dos T-6, do beech e do mais novo integrante o Albatroz. Sextas-feiras a turma do curso de mecânico do módulo GMP da escola onde estudo vai lá no hangar ter aulas, e algumas vezes eu e minha tuma do mma básico pudermos ir ver também, muito legal! Estão montando mais dois T-6, num futuro serão 5 no total, muito bom!

    Galileu
    Visitante
    Galileu

    Já comentei isso num post a algum tempo! Nem vou mais nos Domingos Aéreos da FAB, perdeu a graça, é rasgar dinheiro, pagar custos da viagem para ir ver a Fumaça e nada mais…. Sim porque ver uma sucata (mirage, F5 e A4) levantar dar uma passagem e não poder puxar nem 4G porque senão cai a asa……¬¬ melhor não ir!!! Dá até pena esses domingos aéreos quando comparados aos dos gringos, até P51 puxa mais Gs ahahahah Não parece, mas isso é grave!! a cada dia se vê menos contato das nossas forças com o povo. Acho que vocês… Read more »

    Marcelo Gonçalo
    Visitante
    Marcelo Gonçalo

    Falouu tudooo, no ultimo domingo aereo do PAMA levei um pessoal, falando que era muito bom etc etc… Graças a Deus apareceu um F5 e um AMX, apresentação relampago. Colocaram o Astronauta para falar mais de uma hora, o coitado ja estava ficando até rouco… Lembro nos anos 90 quando os F5 Passam em formação com o Hercules, Xavante e até passagem baixa de avioes da varig… ooooo tempo maravilhoso, dava gosto infernizar meu pai para me levar cedinho e voltar no fim da tarde. Outro episodio engraçado foi em 2007 quando o F5 não pode decolar de São José,… Read more »

    Andre
    Visitante
    Andre

    Será que ainda veremos um caça, e não a pobre Esquadrilha da fumaça, a fazer algo assim lá no Rio?

    http://www.youtube.com/watch?v=vnaT4ESKaOo

    Andersson
    Visitante

    Tenque ter prestigio do nosso povo brasileiro, mais realmente a FAB ta sucateada!

    Alexandre
    Visitante
    Alexandre

    Falou tudo mesmo, em Campo Grande a mesma coisa, os avioes so voam quando nem abriram os portoes, aqui cada ano que passa diminue o numero de pessoas e alguns só vao para ver a EDA.
    ta muito sem graça por mais que adimiro o trabalho da FAB, tem que ter criatividade, os outros paises se destacam muito melhor nessa parte.

    Cristiano GR
    Visitante
    Cristiano GR

    hehehe Mas, tchê loco! Barbaridade! Como tem gaúcho comentando este post. Até aqui foi a maioria. E tudo gremista.

    Cristiano GR
    Visitante
    Cristiano GR

    Mas vocês estão recalamando de barriga cheia, até hoje nunca vi um F-5 de perto, nem mesmo Xavante, só os espetados. Já entrei na gabine de um C-130 H e no interior, mas nunca vi nenhum caça de perto, e sempre que ouço o barulho de uma turbina corro para a janela ou para rua para ver. Aqui o que passa é AMX, muito raro ST.

    vinicius
    Visitante
    vinicius

    Senhore vcs deveriam ter visto o portões aberto do PAMA – LS , rsrsrsrrsrs parecia um domingo no parque rsrsrsrsrs tinha de td lá menos avioões duro foi permanecer das 09:00 hs ste as 17:00 e só ver 3 passagens de um T – 25 orgãnico e um ALX que faz manutençaõ naquela base o dia inteirinho e apenas isso ahh sem falar naquele imbecil do tenente que ficava gritando no microfone putz!!!!! foi muito ruim mesmo nao tinha nenhuma aeronave a jato lá só salvou o EDA mesmo assim arroz com feijão de sempre ! eu prefiro não ter… Read more »

    rodrigo
    Visitante
    rodrigo

    Meus amigos, não se sintam ofendidos pois aqui em SP é a mesma coisa…Esse ano a assessoria de imprensa do Campo de Marte não sabia ao certo se haveria a passagem do F5 no período da tarde…Como em outros anos, o que tem salvo o domingo aéreo daqui são o pessoal do exército, policia e corpo de bombeiros…e pasmem tem até stars wars e nesse ano o pessoal do airsoft. Acho uma falta de respeito pois todo ano que vou é a mesma falta de informação, em outros países ocorre a divulgação dos horários das apresentações pela internet e o… Read more »

    Francisco AMX
    Visitante
    Francisco AMX

    Como ousam criticar a FAB! rsrsrsrs

    Wilson, meu sentimento é o mesmo amigo!

    Mas acredito que a FAB tem que esconder seus segredos… F-5M e AMX sem radar… poucos conhecem! rsrsrsrs

    Sds!

    Sopa
    Visitante
    Sopa

    Andre disse:
    5 de novembro de 2010 às 18:13
    “Será que ainda veremos um caça, e não a pobre Esquadrilha da fumaça, a fazer algo assim lá no Rio?”

    http://www.youtube.com/watch?v=vnaT4ESKaOo
    ————–
    Resposta; NUNCA !!

    Marcelo Gonçalo
    Visitante
    Marcelo Gonçalo

    O que mais tinha no Campo de Marte esse ano eram barracas, parecia feira, desde estande de faculdade até bordado, era so andar alguns metros em direção aos hangares que se esquecia que estava em uma festa de aviação. Um avião estacionado sem fazer nada para cada 30 barracas. Posso estar errado, mas só com o dinheiro arrecadado com os espaços para locação de estandes, acho que ja dava ao menos para cada aviãozinho fazer umas duas passagem, enfim, os Portões Abertos do PAMA-SP desse ano mais parecia a versão Aeronautica da 25 de Março…

    Black
    Visitante
    Black

    Pelo jeito ta melhor aqui em Rondônia…é a semana interita com Mi-35 Sabre e Super Tucanos treinando. A-1 e F-5 aparecem uma vez por ano.
    Até uns dois ou três anos ainda vinham os mirage…mas pelo jeito o tempo deles acabou…rs

    Franklin_Natal
    Visitante
    Franklin_Natal

    Concordo plenamente, no mundo todo vemos as pessoas com suas câmeras dando gritos que jamais dariam se não fosse a emoçãod e uma low pass. Fico indignado quando me desloco para a BANT pra ver os aviões da CRUZEX, fui a todas as exposições, em apenas uma tivemos o Cmte da Base operando um AT-26 Xavante e dando show, no demais só foi aeronaves estáticas e esquadrlha, que convenhamos já decorei as manobras e a emoção não é mais a mesma. Protesto, queremos mais respeito ao público apaixonado da aviação.

    Krause
    Visitante
    Krause

    Concordo plenamente com este texto. Moro em Natal e estou ansioso para chegar o evento portões abertos no BANT e ver de perto os tão falados Rafales, que sem dúvidas é o que mais me empolga este ano já que neste evento não acontece nada demais com exceção da apresentação da Esquadrilha da Fumaça. Emoção mesmo só tenho quando estou na janela do meu ap e vejo alguns Mirage e F-5 passarem em rasantes. Tô na espera para ver os Rafales voando por aqaui e confesso que seria ótimo ver um deste voando em apresentação ao público, já que o… Read more »

    A-1
    Visitante

    Parabéns pelo texto, temos que dar um jeito dos bonito do planalto se interessarem um pouco também… e dificil mas temos que tentar….
    abraço

    sergio
    Visitante
    sergio

    Amigos também fico frustrado quando vou a feiras aqui no Brasil , Araras,expoaeroBrasil .
    este ano fui na FIDAE que é um exemplo de feira super organizada os voos de demonstração seguem a risca os horarios divulgados e la tive o prazer de ver até o F22 num voo de demonstração que agradou a todos fora os F16 F5 ( os deles voam como caças não como paulistinhas )C17 .
    Além do mais la pudemos até entrar no cockpit do Typhon e tirar fotos

    Rodrigo
    Visitante
    Rodrigo

    Franklin_Natal disse: 6 de novembro de 2010 às 7:46 Eu sou do tempo, que em Natal tinha show aéreo da FAB todo ano, com aquele ataque simulado na praia do meio, com a Força utilizando munição real( metralhadoras, foguetes e bombas incendiárias) com o Xavante e o Tucano, contra aqueles alvos no mar. Depois um show com os pilotos da BANT; No final o EDA. Eu morava na Getúlio Vargas e assistia de camarote, foi ai que nasceu o meu amor pela aviação. Hoje em dia a falta de shows ou de demonstrações mais ousadas resulta do velho problema de… Read more »

    Madvad
    Visitante
    Madvad

    Eu já reclamei várias vezes disso aqui mesmo no Poder Aéreo. Esse ano no Pama _SP, o que salvou foi um piloto de AMX que estava animado, deu uns 360° sobre o público, e fez umas firulinhas. Deu pra perceber nitidamente que ele estava contente em estar ali, mostrando seu avião para o público, de baixo, de cima, de lado… foi a melhor apresentação. Pq os F-5, vou te falar…como disse antes, parece que os pilotos passam sobre a pista com o autopilot ligado e dormindo dentro da cabine. Fiquei o dia todo lá com a namorada, ela empolgada com… Read more »

    Bruno Gallego
    Visitante
    Bruno Gallego

    Parceiro
    tu falo tudo mesmo mas esqueceu de uma outra coisa…
    Vocês ai do sul (sou de Cuiabá) ainda tem o privilegio de assistir shows aéreos. A ultima vez que a sempre chata esquadrilha da fumaça passou por aqui faz uns 8 anos. NADA MAIS.
    Também pagamos impostos e queríamos ver eles serem usados

    valeu abraço

    Roberto Kohlhase
    Visitante
    Roberto Kohlhase

    Boa tarde, Faço minhas as palavras dos leitores.Sou um apaixonado pela aviação militar desde garoto e tenho acompanhado quase todos os eventos aqui no RJ, e o único que presta é a comemoração do dia da aviação de caça na BASC, porém não é aberto ao público. O que percebo é que cada ano que passa fica pior, o que me faz perder a empolgação. Pesso aqui, acreditando ser um desejo de todos, que a FAB olhe um pouco mais para os eventos internacionais e aprenda a fazer um verdadeiro evento aeronáutico, pois a coisa tá feia. Fica aqui o… Read more »

    luciano branco
    Visitante

    Tudo bem pessoal? saí de São paulo hoje 7 da manhã, alugamos uma van com o pessoal do curso de manutenção aeronáutica e fomos para o DCTA EM São José Dos Campos e tive a maior decepção somente aviões estáticos 5 horas vendo um pessoal com aeromodelo enganando todas as pessoas que estavam lá , ficamos com sono e chegou a esquadrilha com uma apresentação sem brilho, o af-1 nem sequer levantou voo , o pior teve um rapaz que perguntou se eles iriam dar umas passagens o mecânico da fab disse que nao tinha querozene suficiente para isso, aí… Read more »