sábado, outubro 23, 2021

Gripen para o Brasil

Saab recebe encomenda de US$ 670 milhões para sistema AEW&C

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

 

Nome do cliente não foi divulgado. Contrato refere-se a um sistema  Saab 2000 AEW&C, incluindo equipamentos em terra e logística.

Nesta segunda-feira, 4 de outubro, a Saab informou que recebeu uma encomenda para um sistema de vigilância aerotransportado, cujo valor supera 4,5 bilhões de coroas suecas (aproximadamente 670 milhões de dólares ou 1,12 bilhão de reais).

Por solicitação do cliente, não foram anunciadas informações sobre o mesmo. 

O que foi informado pela nota da empresa refere-se ao pedido para entrega de um sistema Saab 2000 AEW&C (Airborne Early Warning & Control – alerta aéreo antecipado e controle), composto de uma aeronave  Saab 2000 equipada com o sistema avançado de radar ERIEYE. O contrato também inclui equipamento terrestre, além de logísica e serviços de apoio.

O informe também destaca que a combinação do sistema de vigilância com os equipamentos em terra provê uma imagem detalhada da situação. Essa imagem pode ser usada em conexão, por exemplo, com vigilância de fronteiras, operações de resgate, assim como combate ao terrorismo e crime organizado (pronunciamento do CEO da empresa, Håkan Buskhe, dá a entender que o cliente em questão poderá utilizar o sistema tanto para fins de defesa quanto de segurança civil).

FONTE / FOTO: Saab

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

29 Comments

Subscribe
Notify of
guest
29 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Francisco AMX

SAAB? esta que não é concorrente da EMBRAER? rsrsrss

Vader

Vende pra caramba essa tal de SAAB hein? 🙂

Vader

Difícil é ver as rafalechetes dizendo que “a SAAB está desesperada”, como se a Dassault estivesse vendendo pacas, rsrsrs…

Curvo

Francisco AMX

No mercado civil ela não compete, mas a Assault (digo Dassault) com o Falcon, “SIIIIIMMM” … hehehehehehe

Persan

Será esta venda no hemisfério sul? Argentina por exemplo???

Vader

Eu voto no EAU…

O Brasil é que não é, ou teria sido usada nossa plataforma a jato, que é diferente da plataforma da SAAB (e portanto com esta não compete), por ter maior alcance e maior velocidade, embora menor tempo “on station”.

Também duvido que seja qualquer de nossos vizinhos de AS.

Sds.

Ricardo_Recife

Quem será? EAU? Apostas nisto Vander? O SAAB 2000 já deixou de ser fabricado no final da década 90. Existem algumas unidades na Suécia para serem transformadas em AEW&C. A SAAB Surveillance Systems é o contratante principal para o programa. A SAAB Aerotech é a empresa responsável pelo desenvolvimento e modificação do 2000 para a configuração AEW&C. A aeronave pode atingir uma altitude de 9.144 m em 15 minutos. A máxima de cruzeiro e velocidade de patrulha da aeronave são 629 km/h e 296 km/h, respectivamente. O alcance máximo é de 3,218 km. Pode permanecer no ar por nove horas.… Read more »

Luiz Ricardo

tbm aposto no EAU ou quem sabe alguem na ásia xD

Baschera

Será que esta plataforma, o Saab 2000, que nem mais é fabricado sendo somente suas células revitalizadas, é tão mais econômico de manter e operar que um ERJ-145 da EMB ?? Segundo já li, os custos de operação das duas plataformas citadas acima são semelhantes, sendo o avião da Embraer de melhor performance e conforto, ao menos na linha civil. Acredito, que as plataformas do Saab 2000, em face de não ser mais fabricado, estejam sendo vendidas com preços muito inferiores ao ERJ-145, só pode ser isto…. Quanto ao possível operador desta aquisição, além do Paquistão, não faço idéia….. pode… Read more »

Ricardo_MGA

Putz, a Boing e a Saab toda semana anunciam venda de alguma coisa, já a Dessaut….

Ricardo Pinto

Hummm

Quem disse mesmo que a SAAB não tinha nada para competir com os R-99 mesmo ?

[ ]´s

ps. nunca confie nos trolls

Regis Campos

Deve ser uma venda para o próprio governo sueco pois se o R-99 faz melhor e por menos ninguém se interessaria por um projeto descontinuado com risco de falta de assistência técnica essencial para qualquer aeronave de porte médio em diante.

Francisco AMX

Vader, como não compete? quem compra um não compra o outro! não fazem a mesma coisa? tu até pode dizer que um atende melhor a determinada exigência, mas dizer que não competem? não dá meu velho!

Sds!

Vader

Regis Campos disse:
4 de outubro de 2010 às 21:12

Prezado, Tailândia ou Malásia (não lembro ao certo) se interessaram e não faz muito…

Francisco AMX

“a Saab informou que recebeu uma encomenda para um sistema de vigilância aerotransportado, cujo valor supera 4,5 bilhões de coroas suecas (aproximadamente 670 milhões de dólares ou 1,12 bilhão de reais).”

Ricardo Recife, realmente esta grana acima é proveniente de pobre…

eduardo

Achei estranho o valor. US$ 670 milhões de dólares por um aparelho mais serviços parece muito caro.
Segundo notícia postada no link “Emirados e Saab assinam contrato para AEW” o contrato dos EAU foi de US$ 220 milhões para duas aeronaves mais serviços.
Deve ter mais alguma coisa nesse contrato.

Vader

Francisco AMX disse:
4 de outubro de 2010 às 21:33

Chico, maomeno. O da SAAB tem alcance e velocidade muito menor e possivelmente tenha uma célula mais “antiga”. Alguns usuários não precisam dum jato.

Sds.

Drcockroach

eduardo disse:
4 de outubro de 2010 às 22:00

Vc estah certo Eduardo,

O contrato tb Inclui equipamento de terra e logistica por 4.5 anos.

[]s!

Drcockroach

Lula, Marinho e os planos p/ SBC. “Luiz Marinho, aliás, tem contado com excessivo prestígio junto a Lula no fim do mandato presidencial, sinalizando que o presidente tem planos mais ambiciosos para o prefeito de São Bernardo nos próximos quatro anos. Lula disse que vai “fazer política” em São Bernardo. Fortalecer o nome de Marinho para disputas futuras no Estado de São Paulo provavelmente será uma das ações políticas do presidente.” http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,do-olimpo-para-sao-bernardo-do-campo,619963,0.htm Realmente isto parece que iremos de Gripen. Nao faz sentido todas estas juras de amor e deixar SBC sem o que parece ser o principal projeto deles no… Read more »

Zorann

Quanto ao preço, realmente é salgado. mas não temos informações sobre estes equipamentos em terra, que poderiam ser estações C2 ou outros equipamentos que interagiriam com o Saab 2000

Daniel Rosa

Já passou da hora da Embraer integrar um sistema AEW na plataforma do E-190…
Maior capacidade, maior alcance, talvez até uma asa de maior envergadura, e obviamente, uma variante do radar com maiores capacidades e maior alcance…
Nossa FAB ainda tem poucos aviões AEW. Acho que cinco são poucos ainda. Poderiamos adquirir pelo menos mais 5 do novo modelo, e deixá-los baseados na região norte, e nossas fronteiras quentes…

Edcreek

Olá,

E ainda dizem que a SAAB não concorre com a Embraer, só com muita torçida mesmo para pensar assim.

Toda via como disseram acima, o valor parece demasiado alto.

Abraços,

Paulo Andrade

Vou apenas postar o que já disse anteriormente. Desde que a SAAB assumiu o controle da Ericsson na parte de radares e sistemas, a “parceria” entre EMBRAER e Ericsson/SAAB realizou ZERO de vendas no mercado internacional. Antes do controle tínhamos vendido aviões para Grécia e México se não me engano. Depois disso ZEROOOOOOOO….. E ainda leio aqui que a SAAB não concorre com a EMBRAER. Esses suecos são bons mesmo, tenho que admitir, vejamos: conseguem angariar simpatizantes para um caça que não existe, conseguem zerar um mercado da EMBRAER sem serem concorrentes, conseguem ser militarmente mais elogiados que os franceses… Read more »

Drcockroach

Mindset em Brasilia eh interessante. A EMBRAER quer parceria com a SAAB, nao quer com a Dassault, mas evidentemente precisam aprender com o MinDef como devem conduzir o negocio deles…

[]s!

Paulo Andrade

O setor de defesa da EMBRAER deve vibrar a cada venda de SAAB com radar pelo mundo.

Devem elogiar e muito seus parceiros suecos.

Andre

Aposto na Colombia por 2 razoes: utilizacao em seguranca civil (… dá a entender que o cliente em questão poderá utilizar o sistema tanto para fins de defesa quanto de segurança civil) e por utilizarem as mesmas plataformas da FAB – radar ERIEYE e Super Tucanos.

Wellington Góes

A Embraer já deveria ter comprado/fundido com a SAAB, independente do resultado do FX-2, com isso eliminaria um concorrente, agregaria alguns produtos, mesmo se o NG não fosse vencedor do certame, no futuro este poderia ingressar nas fileiras da FAB, quem sabe da MB, com a ToT absorvida neste atual processo e replicada no desenvolvimento do NG, mas…….

Mauricio R.

Parece que o povo aqui se esquece que o radar Erieye é produto de uma empresa sueca. Houveram alguns negócios pontuais, em comum, mas de resto é “business as usual”, cada um que trate de ganhar o seu $$$ no mercado. A Embraer, se é que esta tem interesse em ter um produto “seu” no mercado, ou investe nos sempre enrolados indianos do DRDO, ou investe em alguma parceria c/ alguém que tenha o necessário nível tecnológico p/ fornecer o radar; ou ainda projete seu próprio radar e vá ao mercado ver se vende. Qnto ao contencioso ERJ-145 X SAAB… Read more »

Wellington Góes

Por isso que ela já deveria ter comprado a SAAB, por não possuir um turbo hélice, além de agregar novas tecnologias, mas como sou um mero entusiasta sobre o assunto, fazer o quê?! Rsrs!!!

FUSÂO JÁ!!!

EMBRAER-SAAB

Últimas Notícias

Voo do Gripen no Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira

Em cerimônia pelas comemorações do Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira, o F-39 Gripen sobrevoou a Base...
- Advertisement -
- Advertisement -