domingo, maio 16, 2021

Gripen para o Brasil

F-16: pronto para o futuro, quase 40 anos depois do primeiro voo

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

- Advertisement -

62 Comments

Subscribe
Notify of
guest
62 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Francisco AMX

Quer desempenho alto, economia, testado, aprovado? quer F-16B60!
Nada de Gripen, SH, Rafale, Typhoon, M2000, Mig-29…

Na minha opinião já poderíamos estar voando estes falcões a 10 anos…

umas 120 unidades estariam de bom tamanho! todos falcões! nada de M2000, F-5 e AMX!….

e uns 24 F-18A/B modernizados e capazes de lançar um míssil naval, para o opalão!

Fábio Mayer

Já que estamos insistentemenet falando em caça-tampão, que sejam F-16 e não as jacas francesas!

O custo operacional de um F-16 é baixo, o projeto pode ser atualizado para padrões altos e ainda existe linha de produção e logística de peças… para que mais?

Que tal um F-16BRM a partir de MLU(s) comprados por aí? Funcionou com o F5M…

Se o Brasil não é capaz de decidir (e não é mesmo) o projeto FX, pelo menos que tenha bom senso em decidir pelo tampão!

Gumpy

Pra mim, são bem melhores que Gripens e F18s… Estaria de bom tamanho um F16 Block 60 Aesa pro Brasil. Postei uma vez e vou por de novo as vantagens de um caça ter sidestick (manche lateral), como F22, F35, Rafale, F16, Su37. Num combate aéreo aproximado o caça que tiver sidestick tem a vantagem de sobressair, por reduzir muito a fadiga do piloto em manobras desgastantes de altos (gs). Advantages of side-stick: – A main advantage of relocating the control stick to the side is that it no longer obscures, even if only partially, the lower instruments and controls… Read more »

Vader

Caramba, a última imagem diz tudo. Teria sido uma ótima pegar umas três dúzias desse bicho e depois entrar de sola no F-35…

Ah, mas como diz nosso Gênio-Almirante-General-Brigadeiro… seria “demais pra nós”…

Ivan

Xicão,

Nesta matéria vc teria que ser o primeiro a postar… he he he.

Deveria assinar Francisco Fighter Falcon e não Francisco AMX.

Saudações alvi-rubras,
Ivan, do Recife. 🙂 🙂

Robson Br

Vader disse:
27 de setembro de 2010 às 21:06

de vez enquanto concordamos com alguma coisa.
rsrsrs

um abraço amigão

leonardo angelozi

Não adianta, não tem quem não goste do F-16 ele é fantástico e nós presenciamos a sua evolução, a sua história e o mito que essa aeronave se tornou… 🙂 vida longa ao F-16!

Zorann

Realmente uma excelente opção.

Apesar de que até os AT 33 da Bolívia seria melhor negócio que a jaca francesa

Zorann suports AT 33!

Apollo2010BR

Alguem sabe me dizer por que o F16 foi retirado tão precocemente da Fx-2?? Os americanos não nos dariam ( venderiam) os codigo fontes para integrarmor o nosso proprio armamento?? Pois quarta geração por quarta geração, o que importa ao meu ver é tecnologia embarcada mais que o design externo ( vide os MIKES F5M que são de geração anterior) e quantidade, assim tenologia os ultimos f16 são iguais ou melhores aos demais, e preço, o que realmente importa quando se fala em quantidade, os F16s são imbativeis… Abraços a todos, gregos ( Rafale) e troianos ( Gripen)………e hornet tambem… Read more »

Zorann

Fábio Mayer disse:

E quem disse que F-16 é tampão? Já imaginou 120 dessas belezinhas por aqui?

Seríamos seguramente a mais poderosa Força Aérea da América Latina. Roubaríamos a posição de protagonista do Chile

Sagran Carvalho

Francisco AMX para Ministro da Defesa!!!!
Concordo em grau, numero e genero, depois que o FX2 virou esta novela mexicana de mau gosto. E quanto à solução para a MB…analise perfeita!!!
Opção melhor só se o SH vencer esta licitação e junto vier o F35.

luiz otavio

não sei se é off topic, mas com esse vídeo me lembrei de outro post daqui:

http://www.aereo.jor.br/2010/01/03/su-27-flanker-esse-vai-longe/

se for verdade o ocorrido e se a Venezuela trouxer Su35, sei não…a FAB precisaría daqueles F16 com aqueles tanques nos “ombros” e revo.

Nick

Se a LM tivesse dado aos Vipers o mesmo tratamento furtivo que os F-18 E receberam da Boeing, seria realmente um competidor à altura dos Eurocanards e F-18 E. É a única restrição que faço a esse caça. Mas ae ele provavelmente ameaçaria as vendas do F-35….

Fico imaginando o desenvolvimento do modelo XL , com tratamento furtivo, e as tecnologias de radar e sistemas atuais , seria mais do que suficiente para praticamente todas as Forças Aéreas do planeta. Não teria concorrentes.

[]’s

Francisco AMX

he he Sagran! melhor o Vader! vai limpar tudo! não vai sobrar pedra sobre pedra! rsrsrsrs

Ivan… pois é… Onde o F-16 vai… eu vou! rsrsrsrs

Vader, concordamos bonito nesta!

abraço aos 3!

jakson almeida

Pelo jeito a escolha do F-16 seria unânime para o FX.

Luiz Ricardo

Seria perfeito =)

juggerbr

Nesse eu não tenho defeito para pôr….
Belo, eficiente, acessível, atualizado…
Mesmo que não houvesse ToT.

Raptor

Fazer uma triangulação… Pega-se os Mirages do EAU passa-se para os EUA , os EUA nos passa uns vipers + integração de armas nacionais, e EAU, França, Brasil, EUA, R.U., UE, etc.. partem para o desenvolvimento de um projeto conjunto VANT Ar-Ar a lá F-16 (Bom, Barato, Eficiente).

Klevston kstonboner

Vader disse:
27 de setembro de 2010 às 21:06
Caramba, a última imagem diz tudo. Teria sido uma ótima pegar umas três dúzias desse bicho e depois entrar de sola no F-35…

Ah, mas como diz nosso Gênio-Almirante-General-Brigadeiro… seria “demais pra nós”…

Vader,falou pouco mais falou tudo que eu queria falar e nada mais a acrescentar…Assino embaixo, só a Anta do minist J. não sabe disso.

Mauricio Veiga

FANTÁSTICO!!!

O F16 é uma unanimidade entre todos, indiscutivelmente a melhor opção custo/benefício, pela primeira vez ninguem se desentendeu no site, aleluia!!!

Abraço a todos, vida longa ao FALCON!!!

Luiz Eduardo

Ué?! Agora, não entendi… Francófilo querendo F-16 pra FAB?! E como fica os “embargos duzamericanu”?! E a ToT?! E a MB?!

Era só o que a FAB queria: só uns 120 desses “sulfas” + 48 F-35 … será que é pedir demais??? Pro NJ, infelizmente sim 🙁

Melhor 36 rafales: que vai fazer as potências bélicas do mundo pensarem duas vezes antes de nos invadir e nem vão pensar em se aventurar pelos mares do sul (a OTAN já tá tremendo de medo…) – conforme coment em post anterior (é kd uma viu :-D)

Sds.

Galileu

Pessoal todos sabem e já comentei que a melhor opção para o Brasil é claro, são os vetores americanos!! seja qual modelo for…..

Pegaríamos F16, ou F18 e entraríamos no F35. Mas como todos sabem os políticos daqui cujo não posso me referir mais por censura, são anti-americano (satã) portanto ou é gripen ou é jaca..

Fica uma grandee dúvida será que o F35 irá rancar o posto de cavalo-de-batalha dos F16?? será será…

defourt

F16 para o FX!

Defourt supports F16 !!!

Ricardo_Recife

Quando um jornalista perguntou a chancelaria do Marrocos porque o F-16 no lugar do Rafale, o oficial foi claro e objetivo: Por que comprar o caça francês se o F-16 faz a mesma coisa e é três vezes mais barato? Ninguém da Assault respondeu ao marroquino. O F-16 é operado por vinte cinco países e foram construídos mais de quatro mil. O F-16 seria um excelente caça para a FAB, poderíamos instalar sistemas da Aeroeletrônica e ter um bom controle dos sistemas de software. É por causa do F-16 que considero a Força Aérea do Chile a mais bem armada… Read more »

Humberto

Creio (eu acho mesmo) que a FAB nao selecionou o F-16, pois este sim era um aviao com o fim marcado, pois a LM tem o F-35 como prioridade e nao mais o F-16 (de repente vendo entrar agua no projeto do F-35 a coisa tenha meio que mudado de figura, sem contar que a linha do F-22 vai terminar). Uma coisa interessante do filminho, o reabastecimento aereo, nunca tinha percebido o uso de cesta, para mim a USAF usava somente a lanca para faze-lo..Isto acontece a muito tempo?? Versao For Export ou uma cabiarra (duvido), a bagaca recolhe (como… Read more »

Giordani RS

O Falcão é um ótimo caça. Escreveu seu nome na história da aviação militar. Suas linhas não são tão belas, mas é eficiente e é isso que importa. Mas poucos esquecem que o sucesso do “remendão” advém do seu poderosíssimo motor. O F-16/79 foi um fracasso justamente por isso, pois o desempenho era por demais “degradado”… Aquela versão em delta do F-16 era por demais fabulosa e só perdeu a concorrência por politicagem da USAF em prol do F-15. Se no “efexisuno” a nação houvesse optado por este…custo de manutenção lá embaixo…hora de voo dentro da realidade…bah, 120 aeronaves destas… Read more »

GSV

Bom dia a todos!

Concordo com a maioria que defendem um tampax que funcione (F-16), vide avionicos modernos, baixo custo etc. Mas e quem vai pagar todo o Lobby empregado no FX-2? Não tem volta, pode ate ser que a profecia Mirage + Rafale se concretize mas F-16 + F18SH seria bão de +.

Sds.

Fabio

O que vcs viram na última cena?

GBeck

Pode-se argumentar que o F-16 está em fim de carreira e etc (o que eu particularmente não acho), mas a Lockeed não acabou com a produção do F-16 pra tentar empurrar F-35, como infelizmente foi o caso do Mirage 2000/Rafale. Acho que o F-16 ainda tem muito espaço, com sistemas no estado da arte, como mostra o vídeo. Pena que não fizeram o mesmo com o Mirage 2000. Um F-16 último tipo e um Mirage 2000-5 ou 9 ainda tem, sim, o seu espaço. O que diferencia são as filosofias de produção/manutenção, o que se reflete nos números de vendas.… Read more »

Humberto

Caro GBeck, Concordo parcialmente com vc. Creio que o F-16 possa sim ainda ser desenvolvido, mas existe um problema de dificil solução. Como os recursos são limitados (quando digo recursos, vai desde o pessoal a laboratórios), uma empresa tem que colocar uma linha de corte, ou seja, a partir de uma determinada data, a prioridade é o novo produto, pois não existe folego para se tocar dois grandes produtos (que em tese são concorrentes) sem aumentar em muito os custos (pois vc teria que duplicar muitos recursos). É dificil tomar este caminho, mas faz parte da vida empresarial.. Creio que… Read more »

GBeck

Humberto,
sim, você tem razão. Também acho que vai chegar um ponto em que o F-16 vai ser cortado, em favor do F-35. E no final, é isso mesmo, no fundo a Lockeed tinha mais fôlego, pelos fatores que você bem colocou. Abraço.

Ivan

Só para contrariar !!! 🙂 A família F-16 tem um sério problema para operar em pistas rústicas, que são normalmente sujas, a ingestão de detritos sugados pelo seu possante motor através da tomada de ar ventral, que fica próxima ao solo, quando em terra. Este problema se agrava quando a força aérea é obrigada a usar pistas de dispersão, em função da força de ataque do oponente ou da falta de infraestrutura do teatro de operações em que terá que lutar. Uma observação interessante, referente a força aérea filandesa, que procura ser sempre operacional, em face a vizinhança: “A Finlândia… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini

“Ivan em 28/09/2010 às 11:53”

Falando em encrenqueiro, uma resposta a essa encrenca que vc mostrou provavelmente será dada nos próximos anos, bem aqui do outro lado da América do Sul.

O Chile vai receber mais F-16 da Holanda, e não deve tardar muito a aposentadoria dos F-5 Tiger III, que atualmente operam bem lá no sul do País, onde o vento é constante e a sujeira na pista também.

Questão de paciência para ver o que acontece.

Saudações!

Andre

Nunca vi nada igual ao F-16 em termos de performance. Velocidade, manobrabilidade, versatilidade e agilidade sao alguns dos adjetivos que posso atribuir a este aviao.

Grande pequeno!

luiz otavio

Caro Fabio,
o que foi visto na última cena é o F16 escoltando o F35, daí o Vader jogou a ísca e a maioria concordou, sugerem F16 agora de prateleira mesmo para tapar buraco até os F35, e no futuro com os dois juntos não teria para ninguém na AL.

Giordani RS

Ivan disse: 28 de setembro de 2010 às 11:53 A família F-16 tem um sério problema para operar em pistas rústicas, que são normalmente sujas, a ingestão de detritos sugados pelo seu possante motor através da tomada de ar ventral, que fica próxima ao solo, quando em terra. É verdade! É o calcanhar de Aquiles do falcon… A linha de produção do “pequeno notável” irá se encerrar assim que o F-35 for declarado operacional…ou seja, ainda tem uns 10 anos pela frente… Ivan, Por quê é que tudo acaba em “éfexis”? Andre disse: 28 de setembro de 2010 às 11:53… Read more »

Ricardo_Recife

Grande

“Ivan, o Encrenqueiro”.

Acredito que no geral você está certo. Mas, se é para pensar em termos de F-16 vs Mirage 2000, como um novo Tampax, fico com o falcon.

Agora se é para defender uma solução viável para o FX-2, não tenho menor duvida, o Gripen NG/BR é o melhor candidato.

Abraços,

Ricardo, do Recife. “O Rubro Negro”.

Andre

Sou mais o Su-35 associado com o projeto T-50.

Gumpy

Gripen NG/BR é o pior candidato… Gastar $$$ até sair o primeiro protótipo… Pouquíssima comunalidade com Gripens comuns… Gastar mais $$$ em testes de vôos durante uns 6 anos… Produção começar lá pra 2020 com cada unidade cara, defasada e recebimento a passos de tartaruga… Só o Brasil operador do caça… não vai exportar pra ninguém por ser caro…países menores se interessarão pelos F-16 usados… Suécia não entra nessa furada, já que tem um monte de Gripens C que serão retrofitados… India, Dinamarca, Holanda não se interessaram pelo NG… Sonho da FAB é um bimotor com grande alcance… Não quero… Read more »

Gumpy

E lembrando…

Chilenos dispensaram os Gripens pra escolherem os F-16s novos…
Espertos foram eles…não perderam tempo como aqui.

Giordani RS

Gumpy disse:
28 de setembro de 2010 às 13:17
Gripen NG/BR é o pior candidato…

Bah…se ferrou! As “gripetes” vão cair de pau em ti…boa sorte!

Nick

Caro Gumpy,

A última coisa que eu quero é um caça pronto 😀
Só quero caças que ainda vão entrar em operação : Gripen NG, Su-35, F-35 e SU-50 ….

[]’s

Gumpy

Caro Nick,
Gripen NG nunca entrará em produção…
Só em Revell ou no Flight Simulator…rsssss

Andre

Ola Giordani RS,

Nunca presenciei os F-20 pessoalmente. 😉

Sobre FOD, embora soh tenha visto F-16 operando em pista pavimentada, ateh agora nao vi nenhuma preocupacao especial com este aspecto, especialmente quando taxiando. Mas deve ser diferente em ambientes como Afeganistao, por exemplo.

Abraco

Almeida

Tô com o Ivan, O Encrenqueiro, e nem é pela encrenca rsrsrs

Preço por preço e performance por performance, eu prefiro a plataforma que pudesse ser desenvolvida e fabricada no Brasil e que tivesse melhores condições de operar desdobrada ou dispersada.

Almeida still supports Gripen.

Vader

Giordani RS disse:
28 de setembro de 2010 às 12:27

“Vai no google e digita F-20…”

Hehehe Giordani, correto. Vc só esqueceu de falar pro amigo sobre a carga paga e o alcance de F-5 que teria o tal F-20…

Abs.

Ivan

Nunão,

He he…

Vai ser interessante ‘ver’ esta encrenca.

Entretanto vc já observou de que lado dos Andes o Chile se encontra?
Será que no lado oeste (Pacífico) venta tanto quando do lado leste (Atlantico)?

Questões interessantes e muita encrenca a vista… ka ka ka.

Abç,
Ivan, do Recife e alvi rubro. 🙂

Fernando "Nunão" De Martini

“Ivan em 28/09/2010 às 14:03”

Venta sim, Ivan!

Na real, ali já é o “cox” dos Andes, pertinho do Estreito de Magalhães. Dá uma pesquisada no campo busca, com as palavras Chile, FACh, F-5, e vão aparecer algumas matérias sobre a operação dos bicudos (e, antes deles dos AT-37) na região. A última que saiu é de dois pilotos da FAB que foram pra lá, fazer um intercâmbio.

Saudações!

Edu Nicácio

Monomotor barato de adquirir e manter, podendo decolar e pousar em pistas rústicas e dispersas (estradas) em todo o território nacional. Seu nome é Gripen!

Go, Gripen! Go!

– Gripen C/D para substituir os M2000 de Anápolis
– Gripen E/F a partir de 2015
– 120 unidades Made in Brazil até 2025
– E parceria com os suecos para um 5ª geração BR

Não queria mais nada…

Almeida

RE: Gumpy disse em 28 de setembro de 2010 às 13:17 Eu acho a sua falta de fé perturbadora. Nao é preciso protótipos para o Gripen E/F, o Gripen Demo e os softwares de engenharia, hoje, dão conta seguramente do recado e fazem este papel muito mais barato. Os testes em voo do Gripen E/F já estão sendo efetuados, cada vez com mais sistemas finais integrados. Já foram testados a plataforma, motor, envelope de voo, radar AESA, integração e lançamento do Meteor e A-Darter, etc. Se optarmos pelo Gripen E/F, já teremos 66 unidades encomendadas, 36 para o FX-2 e… Read more »

Humberto

Com certeza o FOD é uma questão preocupante mas não acredito que seja assim tão critico. É só ver Israel, um ambiente hostil mas o F-16 continua lá firme e forte, posso estar redondamente enganado, mas creio que a infra-estrutura para manter o avião (desde manutenção ao reabastecimento) seja mais complicado que manter uma pista limpa. Tudo bem que são coisas diferentes, mas é só ver as turbinas das últimas versões do 737 ou do novissimo 787, como eles estão perto da pista…
[]

defourt

Interessantíssima as afirmações do IVAN;

Ivan disse:
28 de setembro de 2010 às 11:53 [vale a pena ver]

E tanto quanto as do Humberto ao referir-se sobre ISRAEL pois era sobre quem exatamente eu iria perguntar.

Sabemos que em Israel há “aeródromos” que são verdadeiras auto-estradas e os caças ficam em BUNKER’s ao lado do DESERTO (AREIA);

Penso terem então, mediante as características daquele país desértico, amenizado os problemas a um nível muito aceitável.

Ou

Acabamos de descobrir que o F16 em Israel não pode decolar em tais “pistas”… Pois nada pior, imagino eu, que comer pó; para um caça.

Reportagens especiais

20 anos da Operação Tigre II em Natal

Em 1995 Natal sediou um exercício aéreo de grande importância para a FAB, mas que ficou marcado por uma...
- Advertisement -
- Advertisement -