sexta-feira, maio 27, 2022

Gripen para o Brasil

Valor Econômico: fornecedores para o KC-390 e datas para o F-X2

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Embraer acelera escolha de fornecedores para o KC-390

A Embraer e o Comando da Aeronáutica deram mais um passo, ontem, no programa de desenvolvimento da nova aeronave de transporte militar KC-390, com o início do processo de seleção dos fornecedores de três sistemas estratégicos: auto proteção, sistemas de missão e de reabastecimento em voo. Mais de 50 empresas estrangeiras interessadas em participar desse processo se reuniram, em São José dos Campos, no II Workshop de Offset (contrapartidas tecnológicas, industriais e comerciais) do Projeto da Aeronave KC-390.

No primeiro encontro, realizado em maio, foram iniciadas as negociações com os potenciais fornecedores de outros cinco sistemas considerados estratégicos: equipamentos aviônicos, motor, sistema de manuseio e lançamento de carga e trem de pouso. “A FAB participa junto com a Embraer da seleção dos fornecedores de oito sistemas principais do KC-390, que terão exigência de acordos de offset, pelo alto nível de tecnologia que agregam”, explicou o diretor do KC-390 na Embraer, Paulo Gastão Silva.

O anúncio dos principais fornecedores do KC-390, segundo Gastão, deverá ser feito antes de maio de 2011, quando começa a fase de definições conjuntas do projeto, reunindo todos os parceiros e fornecedores. Algumas empresas brasileiras também já garantiram contratos importantes para o KC-390, mas tudo está sendo mantido em sigilo.

No caso dos motores da aeronave, a disputa envolve dois grandes consórcios: a CFM, uma joint venture entre a empresa americana General Electric (GE) e o grupo francês Safran e a IAE (International Aero Engine), joint venture entre a inglesa Rolls-Royce, a americana Pratt & Whitney, MTU da Alemanha e JAEC, do Japão. Para os sistemas de missão, reabastecimento em voo e de auto defesa do KC-390 , 14 empresas apresentaram ontem suas propostas no workshop, entre elas a BAE Systems, Indra, Sagem, Saab, Thales e Astronautics, entre outras.

Segundo informações divulgadas ontem pelo IFI (Instituto de Fomento e Coordenação Industrial), órgão vinculado ao DCTA (Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial), que auxilia a FAB nas negociações de acordos de offset, o projeto do KC-390 deverá gerar mais de 14 contratos de transferência de tecnologia com empresas estrangeiras selecionadas para participar do desenvolvimento.

Atualmente, de acordo com o IFI, os acordos de compensação em vigor no âmbito da Aeronáutica somam cerca de US$ 4,5 bilhões. Esse número não inclui os projetos futuros da Aeronáutica, como o desenvolvimento de veículos aéreos não tripulados (vants), radares, o substituto do Tucano e do Sucatão (Boeing 767) (sic), já em fase de estudos de viabilidade. O programa de aquisição de caças de combate F-X2, avaliado em R$ 10 bilhões, também prevê acordos de offset. O percentual exigido varia de 30% a 100% do valor do contrato, mas há casos em que os valores ficam acima disso.

No caso do F-X2, o governo brasileiro pretende divulgar antes do fim do ano o nome da empresa vencedora da licitação, que prevê a compra de 36 caças supersônicos. Segundo fonte ligada ao processo, o Ministério da Defesa trabalha agora com a possibilidade de anunciar o resultado em duas datas: ou no dia 23 de outubro (dia do aviador), caso não haja segundo turno das eleições presidenciais, ou durante a realização da quinta edição da Operação Cruzeiro do Sul (Cruzex), que acontecerá no período de 28 de outubro a 20 de novembro, na região Nordeste do país. A Cruzex é um exercício aéreo multinacional, que reúne as Forças Aéreas da Argentina, Brasil, Chile, Estados Unidos, França e meios simulados de força terrestre e força naval.

FONTE: Valor Econômico (Reportagem de Virgínia Silveira), via Notimp

IMAGEM: Embraer

NOTA DO BLOG: o título da matéria e os destaques em negrito são do Poder Aéreo. O título original do Valor Econômico é o subtítulo da matéria. O uso da observação “sic” no trecho que trata da escolha de um substituto para o “sucatão” (termo pejorativo comumente usado pela imprensa para se referir aos KC-137 da FAB), supõe um erro na observação colocada entre parêntesis no texto original, já que o KC-137 é uma adaptação do Boeing 707, e não do Boeing 767. Vale lembrar que o parêntesis do texto original também pode indicar uma observação ligada ao termo “substituto” e não o termo “sucatão”, embora a proximidade do parêntesis com o segundo termo, e não com o primeiro, indique não ser essa a interpretação correta do texto.

- Advertisement -

30 Comments

Subscribe
Notify of
guest
30 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mauricio R.

“…e do Sucatão (Boeing 767), já em fase…”

Não seria, Boeing 707???

No mais, qnto mais descolado do Irã, melhores as chances de se conseguirem bons acordos de offsets.

Nick

Bom então temos duas datas :

23/10/2010 e 20/11/2010 . Se não anunciar o Rafale nesse período, é aguardar o FX-3 e caças tampão.

Já estão planejando o substituto do T-27?? E quanto ao T-25??

[]’s

Cronista

Ô projetinho porreta esse do KC-390! Parabéns à Embraer e á FAB, que soube capitalizar no apoio ao projeto importantes conquistas para o país! (Nota: aos céticos, o projeto venceu mais uma etapa; tudo bem que não significa que logo logo estará voando pois muita água vai passar debaixo da ponte ainda, mas segue firme e no cronograma!) FX-2: Ô novelinha que não termina! Mas, ainda assim, acredito numa solução e, a cada dia que passa, que a mesma poderá ser surpreendente! Por fim, e fazendo menção ao post sobre a seleção do fornecedor dos motores para o indiano Tejas… Read more »

Cronista

Nick disse em 22 de setembro de 2010 às 12:43
(…)
Já estão planejando o substituto do T-27?? E quanto ao T-25??

Para mim o substituto natural do T-27 seria uma versão “simplificada” do A-29, talvez em sistemas de missão. Faz sentido, e estou teorizando e recorrendo aos amigos do blog, desenvolver outro avião???

ZE

Pô, mais uma data ????

Bem, a data da escolha (se houver) não é importante.

O importante será a chuva de ações na justiça, interceptações telefônicas, dossiês, gravações ambientais, fotos, vídeos…que irão pipocar na mídia !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Vai ser uma festa, um verdadeiro São João fora de hora !

[ ]s

Pedro Rocha

Olá senhores! Eu não sei mas acho que o “Valor” pescou varias matérias de blogs e revistas especializadas para publicar essa matéria! Como tudo que não é publicado por especialistas no assunto essa matéria ficou cheia de besteiras! Prova disto é que colocaram o nome de um dos prováveis candidatos a substituto do KC-137 (senhor Nunão se eu não estou enganado o 707 militar é designado C-137 e não C-135, este foi antecessor da versão civil 707, mas se eu estiver enganado peço desculpas). Quanto ao Tucano (T-27) Improved, segundo a coluna do Aparecido Camazano na Revista Asas, existe um… Read more »

Edu Nicácio

Até agora o KC-390 só me deu alegrias!

BOMBA Brasil! Decola Embraer!

PS – FX-2: será?

Sérgio Araújo

Nick disse:
22 de setembro de 2010 às 12:43

“Bom então temos duas datas :
23/10/2010 e 20/11/2010 . Se não anunciar o Rafale nesse período, é aguardar o FX-3 e caças tampão.”

Ou, se da vontade de Deus, uma surpresa na decisão.
Adoro ter Fé e pensamento positivo.

Flanker

Sem querer ser chato, mas já sendo, na nota do blog também há um erro, pois nossos KC são -137 e não -135.
Os KC-135 da USAF, e outras forças pelo mundo, é uma versão cargo/tanker feita pela própria Boeing, enquanto nossos KC-137 são células comerciais adaptadas.

Abraço.

NOTA DOS EDITORES:
OPS! CORRIGIDO. OBRIGADO!

proside

Não importa quem ganhe o FX-2, eu quero ver a FAB com aviões novos e não com caças tampões.

Python

Hmm… Rafale na Cruzex e anúncio possível durante o exercício… Tem coisa aí!

Leandro

Ótimas notícias para o KC-390!
Pergunta básica, ele realmente pode substituir o C-130 em todas as operações?
A FAB vai substituir todos os seus C-130 pelos KC-390?
Última do dia, existe a possibilidade do Rafale, ser escolhido, mas não levar a licitação? Gostaria tanto que fosse o F-18 SH…snif snif

Mauricio R.

“…existe um interesse da Índia por aviões de treinamento primário caso o T-27 I vença a FAB fará encomendas do mesmo!” A linha de produção do T-27 já está fechada e a FAB não tem a obrigação de ressucita-la, somente p/ atender aos negócios da Embraer. Não seria mais lógico portanto, oferecer algum T-29 downgraded??? “Os painéis de instrumentos do Tucano ainda são analógicos e hoje todas as aeronaves da linha de frente da FAB são equipadas ou serão com painéis digitais.” Entre o painel analógico de T-27 e a linha de frente da FAB, situa-se um certo T-29 c/… Read more »

ZE

Leandro disse:
22 de setembro de 2010 às 17:28

“Última do dia, existe a possibilidade do Rafale, ser escolhido, mas não levar a licitação?”

E como existe !

O Ministério Público pode, de moto próprio, ou através de um requerimento de alguém, requisitar a abertura de um inquérito…

Tudo no seu devido tempo.

Por agora, vamos esperar o escândalo estourar !

[ ]s

Mauricio R.

A contrapartida portenha…

(http://www.flightglobal.com/articles/2010/09/22/347671/argentina-launches-work-on-ia-73-trainer.html)

“…replacing the service’s Beechcraft B45 Mentor ab initio trainers, the IA-73 is also expected to later succeed the Embraer EMB-312 Tucanos…”

“…being tailored to replace other fixed-wing assets, such as the Beechcraft T-34C Turbo Mentor.”

Rodrigo

Python disse:
22 de setembro de 2010 às 17:26

Tem sim, gente fumando cigarrinho do capeta e delirando no teclado 😉

Rodrigo

Tai coisa para mim que deveria ser obrigatória, para aviões de pequeno porte, são estes para-quedas balísticos…

A coisa ficou preta ?

É só acionar, relaxar e quem sabe até gozar antes de chegar no chão 😀 😀

Mauricio R.

Será que agora vai???

(http://china-defense.blogspot.com/2010/09/y-9-project-rebooted.html)

Um pouco do que pode dar errado, em um projeto de avião de transporte militar:

“…unbalanced department workload, lack of research capability, project planning, funding, in addition to a shortage of parts, limited parts assembly lines and final assembly, and limited test flight capabilities. There were also technology limitations, frequent accidents due to low safety standards, poor quality control, undefined procedures and poor production work flows that led to a serious delay of the project.”

Mauricio R.

“Tai coisa para mim que deveria ser obrigatória,…”

Rodrigo,

As aeronaves da Grob, não sei se tdos os modelos, são certificadas c/ esse para-quedas.

Drcockroach

Nao sei se a informacao procede ou foi simplesmente plantada pelo MD p/ fazer um joguinho com o Nosso Guia (perceba que a jornalista diz que “fontes ligada ao processo, o Ministerio da Defesa trabalha…”. Agora se for p/ anunciar na Cuzex, nao tem como nao ser Rafale pois seria de uma descortesia gigantesca com os militares franceses (talvez merecam…).

Mas tudo ainda pode acontecer, porque quem decide nao eh o MD.

[]s!

Rodrigo

Anunciar na Cruzex é meio arriscado…

E se a máscara cair de vez e na Cruzex ele não for o avião com capa de superman que as rafaletes afirmam ?

Rodrigo

Desculpem o off, porque nunca vi ninguém colocar desta forma. Cada vez mais a máscara do Rafale vem caindo. Os esclarecimentos do Silvy, mostraram que é um vetor atrasado em 10 anos com os mais modernos da mesma geração; Hoje o Santiago, arrumou mais uma pedrada no programa. Nem os franceses estão suportando os custos operacionais do avião, o motor da problemas demais e é caro demais para manutenir. Acreditar que vai chegar de fato nos 286 é mais desejo que fato. O TCU francês cruelmente destruiu todos os valores do Rafale passados por “insiders” patrocinados pelo GF..60, 64, 80… Read more »

Vader

Excelente comentário Rodrigo. Mas você olvida de levar em conta uma coisa: a AGENDA. O projeto de poder continental. A reconstrução nas Américas do “lebensraum”, o “espaço-vital” que eles perderam no Leste Europeu e na URSS. Quem acha que o comunismo/socialismo acabou é um completo cego. Não só não acabou como está mais poderoso que nunca, pois conseguiu incutir na cabeça do povo sua pretensa morte, coisa que nunca se deu. Já cansei de dizer aqui e alhures: “eles” estão fazendo e andando para o Brasil, sua independência, suas Forças Armadas, sua inserção no mundo, etc. O que eles estão… Read more »

Curvo

Caro Vader e Rodrigo

Dizem que o melhor que o Diabo fez, foi convencer o ser humano que ele não existe !!!!

Marco Passamani

Algo que me intriga é o fato de um dos “critérios” na escolha do FX-2, foi ter a aeronave sem um parafuso feito nos EUA, mas acredito que inevitavelmente teremos o nosso KC utilizando algo feito lá, ou estou errado?

Drcockroach

“Buskhe (Presidente da SAAB) esteve ontem em São José dos Campos, a convite da direção da Embraer, para conhecer as instalações da empresa, com quem vislumbra ampliar a parceria na área de desenvolvimento de caças de quinta geração.”

http://www.fab.mil.br/portal/capa/index.php?datan=24/09/2010&page=mostra_notimpol#7

A EMBRAER convidou o presidente da SAAB? Se encontrou com Luiz Marinho?

??? 🙂

[]s!

Drcockroach

Complementando,

Quem convidou quem aqui eh fundamental. Se ele (SAAB) se convidou, estah ainda acreditando na possibilidade do Gripen, faz parte do jogo; Se foi convidado pela EMBRAER… 🙂

Aonde estao os nossos verdadeiros insiders!?

[]s!

Drcockroach

“Na proposta de venda dos caças apresentada pela Saab já constava a montagem de um centro de pesquisa da empresa no país, a exemplo de outros centros montados na Austrália, África do Sul e Inglaterra, além da Suécia. Mas este centro estava condicionado à compra dos caças suecos. “Viemos informar o ministro sobre nossa decisão de fazer isso mesmo que o governo brasileiro não opte pelo Gripen”, disse Janér. “Ainda não decidimos onde o centro de pesquisa será montado, mas muito provavelmente será em São Paulo por lá haver outros centros de pesquisa interessantes”, adiantou.” http://jcrs.uol.com.br/site/noticia.php?codn=41314 Desistiram do FX-2 e… Read more »

Últimas Notícias

Japão permitirá exportações de caças e mísseis para 12 países

Índia, Austrália, Vietnã, Tailândia, Malásia, Filipinas entre destinos TÓQUIO - O governo japonês planeja permitir a exportação de caças, mísseis...
- Advertisement -
- Advertisement -