domingo, maio 16, 2021

Gripen para o Brasil

Líder Aviação na Labace 2010

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

O jato Hawker 4000, o supermédio mais moderno que existe, é um dos destaques do portfólio que a empresa representa, composto por 13 aviões. A meta é negociar, na feira, uma unidade de cada modelo

A Líder Aviação participará, entre 12 e 14 de agosto, da sétima edição da Labace, segunda maior feira de aviação executiva do mundo, no aeroporto de Congonhas (SP). “Nossa meta é vender, na feira, uma unidade de cada avião do portfólio que representamos. Ou seja: 13 aviões”, afirma Philipe Figueiredo, diretor de Vendas de Aeronaves da Líder Aviação. Em 2009, mesmo em meio a turbulências econômicas, a Líder atingiu a expressiva marca de 24 aviões vendidos.

Para esta edição da Labace, a expectativa é de que a Líder Aviação apresente sete aviões, quase 15% de toda a feira – de acordo com a organização da Labace 2010, são esperadas cerca de 55 aeronaves e 120 expositores –, mas, por razões estratégicas, a empresa guarda até a última hora a relação oficial de aeronaves.

HAWKER 4000 – Modernidade, luxo, flexibilidade, velocidade e economia

Dentre os aviões do portfólio que a Líder Aviação representa, o jato Hawker 4000 é o maior de todos. Fabricado pela americana Hawker Beechcraft Corporation (HBC), líder mundial em fabricação e vendas de aeronaves executivas, a qual a Líder representa com exclusividade no Brasil, é o avião executivo supermédio mais moderno que existe, superando em performance e configuração todas as outras aeronaves da categoria.

Seu valor de mercado é de US$ 21,5 milhões, e a HBC já entregou aproximadamente 40 unidades do jato em dois anos de fabricação. Operando em mais de 12 países ao redor do globo, possui uma impressionante taxa de disponibilidade superior a 90%.

Com tecnologia de ponta e design inovador, o Hawker 4000 apresenta uma excepcional combinação de alcance, velocidade e desempenho de pista, garantindo conforto incomparável em viagens intercontinentais. “O avião ideal para as necessidades do grande empresário brasileiro”, avalia Philipe Figueiredo, diretor de Vendas de Aeronaves da Líder Aviação. “O mercado brasileiro já percebe que uma aeronave é, antes de tudo, um instrumento de trabalho”, completa.

Devido à sua fuselagem construída em materiais compostos, tecnologia considerada hoje vital para o desenvolvimento e futuro da aviação, sua performance é comparável à de jatos maiores – seus baixos custos operacionais e de manutenção, no entanto, o tornam insuperável na categoria de jatos super médios.

O corpo do avião é fabricado com três únicas peças de fibra de carbono, material composto utilizado na fabricação de foguetes e modernos projetos aeronáuticos, que substitui com extrema eficiência o alumínio – a Hawker Beechcraft Corporation foi pioneira na utilização de materiais compostos na aviação civil. A estrutura do Hawker 4000 não possui rebites e utiliza uma quantidade de peças muito menor do que os modelos convencionais. Estas características fazem com que o Hawker 4000 seja 30% mais leve e 70% mais resistente que seus concorrentes fabricados em alumínio.

Além disso, os passageiros contam com uma cabine silenciosa de 1,83m de altura, cujo acabamento é sofisticado e luxuoso, incluindo um completo sistema de entretenimento e comunicação. “A performance e a tecnologia de um jato de grande porte, combinados com economia de um midsize. Esse é o 4000, o melhor jato supermédio disponível no mercado”, afirma Philipe Figueiredo.

O Hawker 4000 apresenta o melhor pacote de aviônicos em sua configuração padrão, com o impressionante Honeywell Primus EPIC, que permite maior controle e segurança na operação através de suas cinco telas de alta resolução. Pode contar ainda com o programa Support Plus, que garante a previsibilidade e a redução significativa dos custos de manutenção, estabelecendo novos patamares na aviação executiva mundial.

- Advertisement -

1 Comment

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Nick

Belo jato, seria interessante se os Legacy estão em competição direta com ele.

Uma matéria comparativa seria interessante.

[]’s

Reportagens especiais

Stealth: por que os europeus demoraram tanto para adotar a tecnologia?

Mesmo depois do desenvolvimento pelos americanos de aviões de combate dotados de tecnologia furtiva F-117A Nighthawk, B-2 Spirit, F-22 Raptor, F-35 Lightning II,...
- Advertisement -
- Advertisement -