terça-feira, setembro 21, 2021

Gripen para o Brasil

Super Tucano no programa ‘Imminent Fury’ Phase I

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

O programa “Imminent Fury”, da seção de guerra irregular da Marinha dos EUA, testou um Super Tucano para missões de apoio aéreo aproximado

Barra de Cinco Pixels

a29-badgeA U.S. Navy testou durante um ano, um Super Tucano como aeronave para apoiar forças de operações especiais de maneira “orgânica”, operando a partir de pistas não preparadas ou rodovias, podendo ser reabastecida e rearmada em poucos minutos para voltar rapidamente à ação.

Um exemplar do Embraer EMB-314 Super Tucano da empresa americana Black Water, recebido através de operação de leasing, foi armado e testado para provar o conceito, na Phase I.

A visão do programa era contar com uma aeronave biposto, com piloto e operador de sensores, que pudesse manter-se na área de operações durarante as missões, com características de grande alcance, boa manobrabilidade e baixa assinatura térmica.

A intenção, na chamada Phase II do programa, era dividir custos entre as três forças (estimados em 44 milhões de dólares), para o leasing de quatro aeronaves e deslocá-las para o combate o mais rápido possível.

Os testes feitos pela Marinha dos EUA buscavam não uma aeronave de CAS (Close Air Support) “per se”, mas uma que pudesse realizar missões de ISR persistente, em apoio a unidades de forças terrestres especiais.

A tripulação da aeronave seria composta por pessoal altamente especializado em FAC, CAS para forças especiais (SOF) e equipamentos de visão noturna.

A prioridade era colocar uma aeronave sobrevoando o campo de batalha para prover CAS 24/7, com capacidade de ataque leve e rádios SATCOM.

COLABOROU: Cinquini

SAIBA MAIS:

- Advertisement -

61 Comments

Subscribe
Notify of
guest
61 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Harry

Caros

ficou beleza com essa pintura com o cavalinho ainda mais ainda

…que pena, mas parece distante essa venda para os americanos…

abs

Harry

Ainda esta em tempo da marinha navalizar o ST

Rodrigo

Infelizmente, seguindo as atuais CNTP vamos perder esta venda para a USN.

Agradeçam ao MRE e demais comunistas do nosso Governo.

GIL

fico bastante contente de ver que sequimos tomando na taraqueta mais uma vez. estão testando, copiando as boas ideias desse excelente (na sua gama) avião para desenvolverem um produto nacional. eles necessitam dele pra ontem, mais esperaram até ter algo deles pra colocar em uso. agora os demais podem sequir sonhando em vender os ST pra eles. se me equivoco no que digo acima, farei questão de lembrar a todos no post sobre a venda desse avião pra eles, porém creio que antes disso a cobra vai fumar (jaja ela já fumou uma vez) vamos ver se fuma de novo.… Read more »

GIL

rodrigo se eles (os yankes) quisessem de verdade comprar nossos ST.

eles teriam amarrado o FX2 (venda F-18/compra ST) e isso eles não fizeram

teriam comprado o melhor avião da sua categoria no mundo e de passo teriam vendido 36 caças pro Brasil.

de concreto não fizeram nada, somente o de costume, prometer e logo meter….

portanto não culpemos os comunistas do nosso governo.

Mauricio R.

Sem o interesse da USAF, necas de pitibiriba que haverá a possibilidade de alguma concorrência na qual o ST pudesse estar envolvído.
Estranho se dizer que os americanos estariam copiando o ST, boa parte do mesmo foi concebida em cima de tecnologia americana.
Em tecnologia, se vc sabe dos por ques, vc tem como copia-la; caso contrário ptos importantes se perdem pelo caminho.

Mauricio R.

“…eles teriam amarrado o FX2 (venda F-18/compra ST) e isso eles não fizeram…”

Essa amarração, na maneira de como os americanos compram materiais de defesa, não existe.

Rodrigo

Os gringos devem ter problema mental, porque este avião já está lá faz mais de um ano e não existe um vislumbre sequer de um concorrente a altura. O que aparecem são gambiarras de modelos existentes. Diga-se de passagem quem faz F22 não precisa ficar clonando ST… Os eletrônicos que são o que importa já são feitos por eles e pelos israelenses. Eletronicamente este ST ai das fotos está anos-luz a frente dos nossos. Copiar estrutura do ST ia ser piada. Tenho dados que não posso passar por aqui, como os comunistas e alguns até que você respeita tem estragado… Read more »

Thomas

you don’t buy our F/A-18E … we don’t buy your Tucano – simple as that. 😉

Vader

Americano copiando…

SUPER-TUCANO? Hahahahaha…

E lá americano precisa copiar algo que, tirando a carcaça, é dele????

E lá americano é igual chinês pra ficar copiando idéia????

E realmente, quem faz F-35 precisa copiar Super-Tucano?????

AHAHAHAHAHAH… ah não, assim eu não aguento… 🙂

Caras, eu não canso de me maravilhar com as idiotices que uma certa “tchurminha” diz…

Clésio Luiz

A Raytheon está finalizando o AT-6. Só em sonho eles vão deixar de comprar um produto nacional para comprar um similar estrangeiro.

E mudando para um assunto de futuro, está na cara que para os americanos, VANT não vai ficar no lugar de aeronaves tripuladas nem tão cedo. Essas missões de apoio onde eles pretendem operar esses aviões, nada malhor que quatro olhos e dois cérebros para realizar o serviço.

Jonas

Quer dizer o Super Tucano está sendo testado em guerra? Ou pretende ser testado? Em qual TO? Afeganistão?

Darkman

A compra dos ST pelo yankes seria ótimo para a Embraer.
Mas com a escolha dos Rafalecos pelo MD e GF acho complicado eles comprarem os ST.

Abs.

Fernando Sinzato

Os americanos não compram, porém, para o Reino Unido que está com dificuldades orçamentárias principalmente em sua aviação embarcada, não seria nada absurdo oferecermos uma opção de desenvolvimento do tucano Naval (outros clientes potenciais, Japão, Índia o próprio Brasil – Usar jatos para missões como o afeganistão é anti-econômico) e em troca poderíamos participar do programa UCAV (um dos mais avançados do mundo). Lembrado que eles já operam com sucesso o Short’s Tucano.

Abraços.

Darkman

Caro Vader,

“Caras, eu não canso de me maravilhar com as idiotices que uma certa “tchurminha” diz…”

Faço de suas palavras as minhas é demais !!!!!!!!!
rs..rs..rs…

Abs.

Vader

Thomas disse: 20 de julho de 2010 às 13:21 Dear Thomas: If the purchase of ST’s for the U.S. is tied to the purchase by the Government of Brazil of Boeing Super-Bug´s, I suggest that American friends begin to look for another aircraft to their needs. That’s because if there is one thing that is certain in this world is that, unfortunately for Brazil and the Brazilian Air Force, our neo-communist and bolivarian government will never buy a U.S. fighter. I also suggest that Uncle Sam try in the next government … Things can change pretty soon … Or not… Read more »

josé gabriel

huahuahuahuahuahuahuahuahuahuahua, americano copiando super tucano? huahuahuahuahuahua

ZE

Finalmente, depois de séculos, as Forças Armadas Americanas acordaram para o fato que, via de regra, não se combate em uma arena assimétrica com caças de última geração (é gastar dinheiro, e ter um resultado duvidoso).

No caso em tela, para combater um “exército” maltrapilho e fanático, eles terão que usar vetores como o ST, além de comquistar corações e mentes.

As armas são tão importantes quanto a diplomacia e a lealdade dos diversos clãns.

[ ]s

Edu Nicácio

Lindas as fotos! Esse ST está SHOW DE BOLA…

Aliás, alguém sabe me dizer se a FAB vai parar nessas 99 unidades mesmo? Por que não investir mais US$ 1 bilhão em 10 anos e encomendar logo mais 100???

Abraço.

Bart 22

Darkman
Você não é o cara que diz que helicópteros russos (MIL MI & kamov) são superiores quando comparados os similares ocidentais? rs.

Estranho pois os russos planejam produzir localmente os helicópteros italianos AW-139.

Aliás …
Os russos vão produzir navios franceses de projeção e comando de forças anfíbia (Classe Mistral) …

Os russos vão produzir submarinos U212 …

Os russos vão produzir armas italianas.A Beretta construirá fábricas de armas ligeiras na Rússia …

Os russos … os russos … os russos … esses russos rs.

R_Cordeiro

faz tempo que não entro aqui…. mas quando entro vejo que “os malignos yankees querem copiar o super tucano””!!

Ohhhh… imaginem vc´s, daqui amanha copiarão o bandeirulha, a brasilia amarela e até, pasmem… nosso glorioso AMX.

não me surpreendo se já existir algum pseudo-osório sendo desenvolvido as escuras lá nos esteites, imagino que os comunistas-socialistas-xiitas de plantão irão ter um infarto.

jesussss!

abraço a todos!

Alexandre Galante

Os americanos nessa altura do campeonato conhecem mais o ST do que os brasileiros, um ano de testes, com equipamento high-tech… heheh

Eu particularmente fico muito orgulhoso de ver essas fotos, é uma pena realmente a gente não conseguir fechar essa venda, por causa da miopia dos nossos governantes.

Se o Jobim fosse mesmo “experto”, fecharia 36 Super Hornet em troca da encomenda de 100 ou 200 STs.

Os Vespões iriam pro GDA, compra de prateleira mesmo. Os demais esquadrões iriam de “Super Gripen” (E/F) … 😉

Galileu

Porque os Mercenários da Black water e não a USNAVY?

ou

usnavy e black water é mesma coisa, quando interessa?

Robson

Sei que a marinha do Brasil só pode usar aviões para emprego no Nae São Paulo, mais bem que poderiam dar um jeito de usar alguns ST como treinadores armados em São Pedro da aldeia, eu imagino que os pilotos de lá não estão voando o suficiente.

Tito

Estão copiando o ST?

Logo logo eles vão aposentar seus caças de primeira linha e copiar “nossos” F-5MBR. 🙂

Rodrigo

Para ser sincero o que me incomoda mais neste lance do ST, não é nem perder a venda e sim um intercâmbio de pessoal que eu achei bem legal.

Vader

Alexandre Galante disse:
20 de julho de 2010 às 14:24

“Os Vespões iriam pro GDA, compra de prateleira mesmo. Os demais esquadrões iriam de “Super Gripen” (E/F)”

MWAHAHAHAHA!!!

Prezado Galante, você dizendo essas coisas do Gripen NG mata as rafalechetes de infarto broe! Os caras não dormem à noite, ahahahahaha…

E acompanhado de vespões pro GDA ainda? E de prateleira? Ahahahaha, e de onde sairá a graninha pras campanha dos cumpanheiros? Você leva pra tumba junto a esquerdalha, rsrsrs…

Você é mau cara, muito mau, ihihihihi…

Abs.

RL

Seria bom se realmente as palavras do amigo Galante se fizessem valer. Hornets para o GDA “mesmo prateleiras ou transferência miníma de Tecnologia”. Os demais esquadrões ficariam com o Gripão. Em troca, teriamos possibilidades de 100 a 200 ST para os EUA sem mencionar as possibilidades do KC-390. Quando o assunto fosse Suécia, os mesmos ST e os mesmos KC-390 poderiam fazer parte de um pacote em menores proporções. Isso sem mencionar na Inglaterra que esta racionalizando tudo e os ST entrariam na história como uma outra grande possibilidade. E a Itália? Fabricariamos aqui os treinadores avançados M-346 em troca… Read more »

Rodrigo

Robson disse:
20 de julho de 2010 às 14:40

Já tinha visto uns esquemas do pessoal do AF1 voar com a FAB, não sei se foi para frente ou para variar ficou na velha e conhecida falta de dim-dim.

Giordani RS

Essa venda é perdida…e o AT-6 vai receber as melhorias indicadas pela US Navy…ou seja, o que faltar no AT-6 e que o A-16 tem de bom…hahahahaha…

Mas o pior disso tudo, é que pelas fotos, fico pensando: O A-16 é superior ao A-29?

Rodrigo

A venda vai ser perdida porque o lado de cá está embolando demais o meio-campo..

Infelizmente esta é a verdade…

Com os ST montados lá, tudo seria resolvido rapidinho.

Taz Miranda

Pois é Galante, não seria algo do outro mundo os SH para o GDA e Gripen para o resto, mesmo motor, ia dar abocanhar coisas dos dois mundo, mas…

Quanto ao Super Tucano, máquina simplesmente fantástica. Quem já esteve perto de um sabe o que estou falando e os gringos perceberam isso. Lógico que eles não vão copiá-lo, mas se der na telha deles e dependendo da necessidade e da demora da resposta da industria deles, pode pintar algo de positivo para a Embraer para ser produzido em solo americano, visto que há posto meio sub-utilizado da mesma por lá.

Fabio Mayer

Uma coisa é certa: Nem que Barack Obama avalize, o Congresso dos EUA aceitará que o país adquira o licencamento de um projeto de arma, de um país cujo governo apóia ditadores ladrões com Fidel Castro, Hugo Chaves e malucos radicais (embora não ditadores) como Mahmoud Ahmadinejad e Evo Morales. O ST é um ótimo projeto, mas boa parte de seus componentes é americana, sendo que a aviõnica é israelense. Basta aos EUA copiar a ideia, o que nã é difícil, não é necessário fazer engenharia reversa quando se produz componentes muito mais sofisticados. O Brasil paga o preço por… Read more »

Marine

Ze, amigo depois de seculos o Tio Sam esta aprendendo?! Se esqueceu da derrota dos insurgentes nas Filipinas? Ou as famosas banana wars na Nicaragua, Haiti, Rep Dominicana e outras? Poxa e os minutemen, rangers e outros insurgentes americanos contra a coroa inglesa? Sem contar a completa mudanca do cenario estrategico no Iraque recentemente, de “guerra perdida” a um reducao de violencia em mais de 300%.

SxMarcos

Pessoal.
A dúvida de uns ficou no ar.
Seria possível navalizar o ST?
Qual seria a utilizada dele no NAE? Quais papéis executar?

SxMarcos

Entendam “utilizada” por “utilidade”.

Giordani RS

Fabio Mayer disse:
20 de julho de 2010 às 16:35

Concordo plenamente! Disse tudo!
A política externa brasileira é pífia…beira ao ridículo…era melhor colocar o boneco sinforoso como chanceler a estes dois patetas…

RenanZ

AI a pergunta.

Se eles Pedirem Transferência de Tecnologia dos Super Tucanos, o que o Brasil irá alegar !!??!?!?!?!

Giordani RS

“SxMarcos disse: 20 de julho de 2010 às 16:56 Pessoal. A dúvida de uns ficou no ar. Seria possível navalizar o ST? Qual seria a utilizada dele no NAE? Quais papéis executar?” Acho que navalizar um ST para uso em NAe não seria viável economicamente e até seria desnecessário. Sempre defendi que a MB devesse ter no mínimo três BAe´s, São Pedro D´aldeia(seria uma espécie de Miramar tupiniquim), uma no Sul e outra no nordeste, daí a MB podería usar aviões de asa fixa, como por exemplo os AMX´s AT-1(sabe-se lá como seriam chamados na MB…), capazes de operar/defender a… Read more »

Mikhail Aleksandrovitch Bakunin

E ainda falam que os americanos que são uma negação em geografia! Ao Fernando Sinzato e demais que querem navalizar o ST, para uso inglês ou americano no Afeganistão, por favor vejam antes um mapa da região, o Afeganistão não tem litoral! É igual a Bolívia, não tem acesso ao oceano!
Em caso de compra seria usado em bases em terra.

Giordani RS

Calma Mikhail…não seja tão anarquista…o pessoal só considerou uma possibilidade, e te digo, não dá pra desconsiderar uma versão navalizada, lembre do A-1 Skyrider…do Alizé… Mikhail Aleksandrovitch Bakunin nasceu em Priamujino, no seio de uma família aristocrática. Estudou na Academia Militar de São Petersburgo. Foi oficial da Guarda Imperial, mas renunciou ao cargo e viajou pela Europa durante vários anos, até participar das Revoluções de 1848 e 1849, que eclodiram em Paris e na Alemanha. Foi preso na Áustria e condenado à morte, mas, antes da execução, foi entregue aos russos, que o mantiveram preso durante vários anos. Mandado para… Read more »

Justin Case

Amigos,

Sobre o assunto, vejam reportagem sobre um competidor em Farnborough:

http://www.flightglobal.com/articles/2010/07/20/344686/farnborough-hawker-beechcraft-flies-in-armed-at-6-testbed.html

Abraços,

Justin

“Justin Case supports Rafale”

GIL

aqui a galera entra tripudiando porque eu disse que o tio sam tava copiando o ST. os sabichões dizem que é um absurdo um pais que tem F-22 copiar algo da Embraer. porém a realidade e que o conjunto do ST como tal e o que fez dele o melhor da sua categoria no mundo para muitos entendidos, todos sabemos que as peças principais vem de fora que a gente so poe o recheio posto que somos um país tecnologicamente insignificante, porém esse país com tecnologia a anos luz atras dos yankes consequiu algo que eles ainda estão buscando fazer.… Read more »

Guilherme Poggio

GIL escreveu:

os sabichões dizem que é um absurdo um pais que tem F-22 copiar algo da Embraer.

porém a realidade e que o conjunto do ST como tal e o que fez dele o melhor da sua categoria no mundo para muitos entendidos

Conhecemos bem a capacidade dos EUA. Eles podem produzir algo similar ao ST sem mesmo ter acesso ao avião.

O segredo não é copiar o ST, mas criar um processo industrial que seja, comercialmente, tã competitivo quanto o original. Vale a pena copiar um ST ou comprar o próprio ST ou um outro similar?

GIL

falho meu.

acima disse que a gente só poe o recheio no ST.

quando em verdade queria dizer que a gente so poe a carcaça.

Paulo Costa

Tem um video do St em testes antes de ser entregue a Colombia,
pela primeira vez vejo o ST disparando um missil,deve ser o Piranha
inicial. http://www.youtube.com/watch?v=7tI6y_-MU6c….

Vader

Excelente Poggio. E acrescento: se os EUA não tem hoje um ST não é porque eles são incompetentes, ao contrário do que o amigo Gil quis dizer, mas sim porque há tempo privilegiam e se preparam para um combate em que a aeronave tem de manter superioridade aérea enquanto combate. Só que o combate mudou, a guerra é irregular, contra meia dúzia de farrapos humanos com AK-47, e simplesmente não compensa mais matar formiga com tiro de canhão, botar dúzias de F/A-18E e F-16 a um custo altíssimo para jogar bombas em Taleban e Al Qaeda. Para isso um ST… Read more »

Rodrigo

Algumas coisas que precisam ser colocadas sobre este programa.. O Imminent Fury foi um programa de leasing da EMBRAER de um avião para a Blackwater, que no fim emprestou o avião para a USN testar o seu conceito de COIN; Não existe nenhum acerto de compra neste programa da aeronave emprestada ou de adicionais; Existe um acerto operacional, que eu não posso dizer aqui… Daí a preferência da USN ser total pelo ST, mas o nosso Gov. vai colocar impecilho e problemas com os gringos o quanto puder, até um concorrente deles estar operacional e poderem falar: Tá vendo ????… Read more »

Gilberto Rezende-Rio Grande/RS

Esta lista de comentários está um show de bobagens pró e contra Yankees… 1) americanos não são DEUSES; 2) o problema da venda do Super Tucano para os EUA é que o uso é premente para guerra irregular e apoio aproximado para operações especiais. No entanto quem testou e defende o uso do ST nos EUA é a US Navy mas no contexto de um programa conjunto. A USAF pode esperar o AT-6 Texan II, mas a US Navy não pode JUSTIFICAR comprar só para si uma aeronave que não opera em navios e os Marines aparentemente interessados subiram no… Read more »

Baschera

O Rodrigo está certo……

Pena este programa não conseguir demover a visão esdruxula do GF.

PS: Ainda há pilotos da Navy por aqui…… “copiando” o nosso modo de pilotar !!

Sds.

Baschera

Aliás…… show de bola estas fotos.
A pintura mais bacana que já ví num ST.

Sds.

Últimas Notícias

Pintura comemorativa nas aeronaves da RSAF no 91º Dia Nacional da Arábia Saudita

O 91º Dia Nacional da Arábia Saudita contou com a apresentou das aeromaves Eurofighter Typhoon, Tornado, F-15C Eagle e...
- Advertisement -
- Advertisement -