Home Estratégia Aloha, Raptors

Aloha, Raptors

305
51

No dia 9 de julho, foi apresentado o caça que está substituindo os F-15 Eagle na Base de Hickam, no Hawaii: nada menos que o F-22 Raptor. Para uma grande quantidade de espectadores no solo, um Raptor fez evoluções sobre a base, marcando o evento.

O F-22 passa a equipar o 199th FS, 154th Wing (199º Esquadrão de Caça, da 154ª Ala), que também é a primeira unidade da Guarda Aérea Nacional a ser equipada com esse caça furtivo de 5ª geração.

Segundo a Lockheed Martin, fabricante do F-22, o evento também marca uma parceria entre a Hawaii ANG (Guarda Aérea Nacional do Hawaii) e uma unidade ativas da Força Aérea para voar o caça. Isso porque o 19th FS, 15th Wing (19º Esquadrão de Caça) também voará o caça a partir da Base Aérea de Hickam. Uma combinação de pessoal da Hawaii ANG e militares da ativa manterão a frota de Raptors da base, que deverá chegar a 20 caças.

Ainda segundo a Lockheed Martin, os F-22 Raptors servem hoje em sete bases dos EUA. Os voos de teste são realizados em Edwards, na Califórnia. O desenvolvimento de táticas operacionais é feito em Nellis, no estado de Nevada. O treinamento de pilotos é realizado em Tyndall, na Flórida. Já os esquadrões de emprego operacional de F-22 estão baseados em Langley (Virgínia), Elmendorf (Alasca) Holloman (Novo México) e Hickam (Hawaii).

FONTES / FOTOS: USAF (Força Aérea dos EUA) e Lockheed Martin

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
51 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Bruno Fernando
10 anos atrás

Incrível como os caças F-15 já estão sendo substituído no Estados Unidos, isso mostra o quão superiores são no quesito aviação de guerra. O mesmo ficaria ainda por décadas voando em vários países.

Raptor
Raptor
10 anos atrás

Apenas coisa de maluco…

Se os malditos gafanhotos não ficar com a LM, poderíamos transferir suas tecnologias para cá…

O HI no TO oriental, poderia ser a cargo do PAK-FA/Dassault…

O Europeu com o Typoom…

Os répteis conseguiram fazer uma bela lambança…

Adivinha para quem sobrou a responsabilidade de defesa do continente americano….

Malditos répteis…

Michel Lineker
Michel Lineker
10 anos atrás

QUE ? Quem entende o Raptor ?

Mauricio Veiga
10 anos atrás

RAPTOR

Amigo, que confusão!!!

Tente de novo por favor.

Abraço.

Marcos Pesado
Marcos Pesado
10 anos atrás

Há tempos gostaria de compreender como funciona a Guarda Aérea Nacional norte americana. Pensava que ela funcionava como uma organização de 2ª linha, auxiliar, aperalhada com equipamentos de 2ª linha – para os padrões norte-americanos. Mas vejo, segundo o post, que uma de suas uniddades está indo com o F-22! Agora que não entendo mais nada. Alguém poderia esclarecer?

João Augusto
João Augusto
10 anos atrás

Tudo bem que existe um parentesco entre aves e répteis mas raptor não seria ave de rapina? Enfim… Nada melhor que trocar o novo pelo novo. Os havaianos são felizes.

Vader
Vader
10 anos atrás

Os caras equipam a Guarda Aérea Nacional com nada menos que o… F-22 Raptor!!!

Quite a diference huh? 🙂

Edmar
Edmar
10 anos atrás

Caros Amigos.:

Sim um ótimo avião o “F-22 Raptor”!

Mas, será que o “F-35” será tão bom assim também?

A quem diga que o “Typhoon” , o “Rafale” , o “Su 35” são melhores que o “F-35”?

Afinal pelo menos os “Typhoon” e os “Rafales” terão mísseis ar-ar “Meteor” que são considerados mísseis de 5 Geração e à quem diga que eles possam atingir aéronaves invisíveis ! ? !

Abraços.

Edmar
Edmar
10 anos atrás

Continuando….

O Brasil precisa de no mínimo 60 caças (sendo 50 monoposto e 10 biposto) para equipar 5 esquadrões estratégicos ( 12 em Canoas RS, 12 em Santa Cruz RJ, 12 em Anápolis GO, 12 em Manaus AM e 12 em Natal RN) e pelo menos serem equipados com mísseis ar-ar “Meteor” (alcance de 100 Km).

Abraço aos Amigos…

A-Bomb
A-Bomb
10 anos atrás

Isso não é nada.
Logo vamos nos equipar com os novíssimos f5 “made Jordânia”.

Esses também são caças novos.
Aliais eles são novos a muitos anos.

Pra que f22 quando se tem f5?

Ivan
Ivan
10 anos atrás

Amigos, Um pouco de atenção à distribuição dos Raptors. O mapa, sempre o mapa. Qualquer um que tenha interesse em assuntos militares, por razões profissionais ou não, precisa ter sempre o mapa na ‘cabeça’. Quando não conhecer a região deve pesquisar. Hoje, com a Internet, ficou muito mais fácil. Antigamente era necessário um Atlas (ainda tenho alguns) ou até mesmo aqueles globos de escola… he he he… meu pai tinha um. Muito bem. Ao ‘olhar’ o mapa dos EUA, percebe-se claramente a distribuição dos 4 (quatro) destacamentos operacionais de F-22 Raptors: * Langley (Virgínia) – costa leste americana, cobre Washington… Read more »

relampago
10 anos atrás

caro A-BOMB, nao se engane ,os nossos F5 sao tao bons quanto qualquer caça de quarta geraçao e inclusive esses defeituosos raptors
que nao podem ver um pingo d’agua rsrsrsrsrsrsr.Esse ou qualquer outro caça nao sao totalmente invisiveis, apenas confundem radares se
passando por pequenos passaros ou desviando as ondas,mas com certesa nossos radares os enquadram e nossos F5 da jordania como
dizem acabam com a festa para tristeza de muitos.

Vader
Vader
10 anos atrás

relampago disse:
13 de julho de 2010 às 11:30

“mas com certesa nossos radares os enquadram e nossos F5 da jordania como dizem acabam com a festa para tristeza de muitos.”

Poxa vida amigo, quando vc fizer uma piada coloque um 🙂 atrás, pra gente entender mais fácil que o amigo está fazendo pilhéria…

Danilo
Danilo
10 anos atrás

kkkk é f……… !

COMENTÁRIO EDITADO

MatheusTS
MatheusTS
10 anos atrás

Ivan valeu ae pela explicação mais no fim todos as Forças aereas de estados são a Força Aerea dos EUA so que de defesa. Eu entendi isso até agora….Acho que isso uma boa estrategia agora me fala os EUA em bases em cada estado??? Porque eles tomam uitos ataques internos terroristas ai todos os Estados teriam pelo menos 1 Grupo de caça?

Raptor
Raptor
10 anos atrás

Perfeito Ivan, Não acredito que haverá dificuldades na defesa do pacífico Norte (tem o Japão), o grande problema é a defesa do pacífico Sul (tem a Austrália ). O Atlântico tanto Norte como Sul, há condições de defesa tanto por europeus como Sul Americanos. A outra questão grave é o Oriente Médio, os iranianos é que são o grande ponto de interrogação. Ivan, se nada se alterou, temos até o ano 30, para nos organizarmos. Mas desconfio que foi alterada para 22. Senhores, apreendam um pouco de história que demonstra que a queda de um império, gera a corrida por… Read more »

Raptor
Raptor
10 anos atrás

Japão e Austrália são aliados…

O problema é Taiwam, quanto tempo será que ela resiste…

Abraços.

Raptor
Raptor
10 anos atrás

Falta uma base (naval e aérea) com estrutura suficiente na região Norte do Brasil para ligação ou com a Flórida ou Novo México.

Falta a base naval no extremo leste da América do Sul para ligação com o continente africano. As ilhas do Sul, estão em poder dos Ingleses e caso a coisa aperte, eles podem nos ceder para futuras operações no continente africano.

Abraços.

luiz otavio
luiz otavio
10 anos atrás

só não entendo uma coisa, com essas belíssimas máquinas, como o segundo avião atingiu o WTC em 11/09/01, sim, disse o segundo onde já não havia o fator surpresa, e do pentágono, sem comentários, por sorte atingiram a parte recém reformada ou o estrago seria maior, e o motivo na minha opinião, falha humana, negliencia na vigilância.
nas fotos acima, achei bela a segunda imagem, parece-me com o pós combustor ligado e acima de mach1, com aquelas nuvens nas asas, vi em documentário que tal efeito ocorre na velocidade superior a do som.

Rodrigo
Rodrigo
10 anos atrás

Marcos Pesado disse:
13 de julho de 2010 às 10:17

A Guarda Aérea Nacional e a Guarda Nacional são unidades tão bem equipadas como as permanentes.

O diferencial básico é que o pessoal destas unidades dispõem para o serviço militar apenas uma parte do seu tempo.

Tem gente por exemplo que serve apenas por um final de semana por mês.

http://www.ang.af.mil/main/welcome.asp

Dalton
Dalton
10 anos atrás

Luiz…

o Raptor ainda não estava em serviço quando dos ataques de 11 de setembro, mas não teriam feito nenhuma diferença se estivessem…
pois não teriam recebido adequadas instruções, se é que em um ataque daquela natureza houvessem adequadas instruções a serem
dadas.

abs

Ivan
Ivan
10 anos atrás

Dalton disse:
13 de julho de 2010 às 13:53
“se é que em um ataque daquela natureza houvessem adequadas instruções a serem dadas.”

Dalton,
Vc tocou na ferida aberta americana…
Primeiro: a situação DEVERIA ser evitada pelo FBI / NSA;
Segundo: depois dos Boeing tomados, a instrução seria a pior que um comadante poderia dar…

Abç,
Ivan.

Bosco
Bosco
10 anos atrás

João Augusto,
A escolha do nome Raptor se deve mesmo ao dinossauro famoso no filme Jurassic Park e não a aves de rapina ou répteis.

luiz otavio
luiz otavio
10 anos atrás

Olá Dalton,
obrigado pelo aviso, mas não me referi especificamente ao raptor, mas um f15, f16, qualquer um daria conta, além de radares de vigilância, certamente alguém deveria ter notado alguns minutos antes do impacto que o SEGUNDO avião tinha alterado a rota e se deslocava até Manhattan sem responder aos chamados, se fosse abatido certamente faria menos vítimas. realmente mandar o raptor para tal seria um disparate, eu me referia à indústria bélica yankee como um todo, além do suporte, logística, treinamento….
abraços

Ivan
Ivan
10 anos atrás

Raptor disse: 13 de julho de 2010 às 13:12 Raptor, A rigor existe bases navais e aéreas no extremo leste do Brasil. Em Natal, Rio Grande do Norte, há uma base naval na foz do Rio Potengy, logo após o porto. a montante do rio. É uma base para poucos navios e de pequeno porte. Salvo engano, foi deste porto que partiu a valente ‘corveta’ Caboclo para as buscas do vôo 447, que caiu no Atlântico. No Recife, Pernambuco, há uma Capitânia dos Portos dentro do porto do Recife, onde, em que pese possa receber mais navios, é um espaço… Read more »

Ivan
Ivan
10 anos atrás

João Augusto e Bosco,

Inclusive o Velociraptor (Raptor para os íntimos), dinossáuro da família dos Terópodes (carnívoros), extremamente ágil e mortal, com excelente visão, é considerado um dos mais inteligentes (talvez o mais) de sua era.

Aparentemente caçavam em rede… ou melhor, em bando, o que permitia enfrentar e/ou abater animais maiores.

Abç,
Ivan, o Antigo (mas não pré-histórico).

Raptor
Raptor
10 anos atrás

Ivan, obrigado pelo post. Isto mostra de forma clara a necessidade URGENTE de 2 novas bases navais, no extremo leste sul Brasileiro e outra no Norte/Amazonas e ativação das repectivas frotas. Não é só de aviões, navios, tanques e submarinos que se faz uma defesa efetiva. As instalações são tão ou até mais fundamentais que as próprias plataformas. Se conseguirmos amarrar uma boa estrutura de Defesa no continente americano e europeu, talvez consiguamos através da dissuação, evitar uma bela de uma encrenca mundial (o grande risco do sec.XXI). Se armar para evitar que puxem o gatilho. E se puxarem, ter… Read more »

Raptor
Raptor
10 anos atrás

Outra necessidade seria um maior entrosamento do Brasil com os países da América Latina banhados pelo Pacífico.

Pelo que ando observando, apenas o Chile é que está levando a cabo. Mas sozinhos nossos irmão chilenos não vão conseguir, é necessário apoio dos demais.

Abs.

MatheusTS
MatheusTS
10 anos atrás

NUNÂO não sabia que a USAF tava tão ruim assim treinadores velhor Reabastecedores velhos Caças velhos e sem manutenção (Pelo menos agente mantem nosos caças mesmo poucos eles voam os F-5 e Tucanos e F-2000 sempre estão a dispor de um treinamento ou interceptação) sem falar que o numero de F-22 não chega nem perto dos F-15 e F-16 ultima esperança é o F-35 que ta demorando pra sair.
Boa sorte para os Americanos….
Sobre o avião presidencial deles ta ficando velhinho ja tambm não é??

SABRE
SABRE
10 anos atrás

Ivan,Sou de Belém e posso lhe disser que desde criança sempre sonhei com uma unidade de caça em Belém, localização privilegiada, a base naval fica quase colada a base aerea são vizinhas de rua com um detalhe praticamente as duas ficam de frente para a Baia do Guajára, a base aerea na verdade esta a poucos metros, tanto é que os catalinas ficavam lá e havia locais dentro da baia que eles pousavam , o porto de Belém está com a atividade restrita ao embarque de madeira e gado, praticamente virou um lugar turistico, com bares cinemas (estação das docas)… Read more »

SABRE
SABRE
10 anos atrás

Belém tem uma Base naval bem estruturada, talvez esteja entre as 3 melhores do Brasil, mas o problema é o calado,e existem muitos bancos de areia, a saida dos barcos fica na dependencia do regime de mares, Belém fica bem na foz do amazonas então há muita deposição de bancos de areia, mas a duas horas de Belém existe um lugar no município de Curuça, que possui um dos calados mais profundos do Brasil, tem um projeto para construir um porto, ESPARDATE, mais nunca construiram vai custar talvez mais de 1 bi, os técnicos dizem que as condições naturais são… Read more »

SABRE
SABRE
10 anos atrás

Ivan para finalizar a conversa de navio no aereo 🙂 como belenense eu queria a segunda frota aqui, mas como brasileiro acho melhor no Maranhão, lá fica num lugar bem estratégico, salvaguardando a base aerea de Alcantara, entre o norte eo nordeste em codições ideais de calado, basta construir e fazer uma defesa aerea digna tanto para a base naval com para a base aeroespacial!

Raptor
Raptor
10 anos atrás

Desculpem pessoal, quando disse “novas bases”, quis dizer, bases com condições de funcionamento de operações militares de alta atividade sem restrições.

Abraços.

SABRE
SABRE
10 anos atrás

Sabe uma coisa que muito me incomoda e saber que não temos uma defesa aerea baseada em misseis de medio e longo alcançe, uma tristeza, todas as nossas bases,e instalações estratégicas são mal guarnecidas, alvo facil,facil,fácil, e doutrina não se faz de um dia para outro, então Milicas, comprem uns misseis terra-ar decentes e usem o mistral para matar urubu no lixão!

SABRE
SABRE
10 anos atrás

Inclua o ingla para derrubar balão no período de São João!

SABRE
SABRE
10 anos atrás

Basta uma bomba em tucuruí e uma em Itaipú que o Brasil vai pra M….e levará anos para se recompor!Triste né? Eu preferia 30 aviões no Fx,e mais uma bateria ante aerea, para tucuruí, uma para Itaipu, uma ,para a base naval no Rio e uma para Alcantara, Brasília não sei se merece ser protegida (Brincadeira 🙂 )

Marine
Marine
10 anos atrás

As Guardas Nacionais e Aereas americanas sao componentes do US Army e USAF. Seus membros sao “reservistas”, servindo apenas um fim-de-semana por mes. Antes da guerra contra o terror era comum terem equipamentos de segunda linha mas desde entao ja que compoem de 20 a 35% das tropas nos TOs do Oriente Medio essa situacao de equipamento ja nao e mais a mesma e hoje os equipamentos estao bem mais nivelados entre as forcas de “ativa” e as “reservistas”. Muitos dos seus membros sao ex-militares da ativa que por diferentes razoes decidiram servir agora part-time ao inves de full-time. Semper… Read more »

Marcos Pesado
Marcos Pesado
10 anos atrás

Obrigado pelos esclarecimentos sobre a Guarda Nacional americana.

SDS

Tio
Tio
10 anos atrás

quanto custa um f22?

Vader
Vader
10 anos atrás

US$ 160 milhões para a USAF, a unidade.

Se fosse exportado, pelo menos US$ 361 milhões a unidade (custos de pesquisa).

Custo total do projeto: a bagatela de US$ 62 bilhões.

http://pt.wikipedia.org/wiki/F-22_Raptor

Bosco
Bosco
10 anos atrás

Sabre,
Se o Brasil investisse no desenvolvimento de um lançador móvel para o Igla dotado de melhores recursos já estaria de bom tamanho pelo menos no que tange ao curto alcance/baixa altitude.
Olha um bom exemplo a seguir feito por Singapura com seus mísseis Igla:
https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/5/5a/M-113_Ultra_IFV_Integrated_Fire_Unit.jpg

SABRE
SABRE
10 anos atrás

Verdade Bosco, mas só entre nós o tanquezinho esquisito 🙂 !Qualquer sistema automático , com um bom alcanse estaria bom, fico puto quando vejo foto de soldado com ingla no ombro, isso é para derrubar helicoptero quando a guerra estiver instalada, agora um sistema anti missil, ou contra aviões de grande performace, tem que ser de aquisição automatica de alvos, e tem que ser um lancador movel que não possua duas pernas! Muito triste!

SABRE
SABRE
10 anos atrás

Espero que até a copa cheguem os sistemas chineses ou russos, que o ministerio estaria anlisando!Não quero 200 caças, quero 100 ,mas um sistema de defesa aerea que em terra não seja baseada em canhões e inglas somente!

josé gabriel
josé gabriel
10 anos atrás

belo caça

sabre: belem é? sou de belem tambem

Deivid
Deivid
10 anos atrás

Ei !!! pensei que o motor dos Raptors tivessem problemas com umidade!!,aaa se é assim ta ai uma boa oportunidade para o Brasil,já que ninguem quer esses caças por que não manda ele para nós hehehehe assim aprendemos a criar aviões incriveis como esse!!

SABRE
SABRE
10 anos atrás

Sim manu Belém du Pará, nascido ,Criado e se Deus quiser um dia falecido aqui!