Home Aviação de Transporte Três KC-130J para o Kuwait, via FMS

Três KC-130J para o Kuwait, via FMS

249
5

C-130 J - foto Lockheed Martin

A Lockheed Martin informou nesta quinta-feira, 27 de maio, que recebeu um contrato do Governo dos EUA para uma venda via FMS ( Foreign Military Sale) de três aviões-tanque KC 130J tanker aircraft para o Kuwait. O valor divulgado do contrato é de 245 milhões de dólares (aproximadamente 449 milhões de reais), e o programa será administrado pela Marinha dos EUA (USN).

Essas novas aeronaves da Força Aérea do Kuwait deverão realizar missões de Reabastecimento em Voo (REVO) para a frota de F-18 do país, reforçando a frota atual de três Lockheed Martin L-100. Os  KC-130J também realizarão missões de transporte e de ajuda humanitária. Segundo a empresa, o  KC-130J tem uma capacidade de fornecer 57.500 libras de combustível em missões REVO, estocados nas asas e em tanques externos. A aeronave também está configurada para receber um tanque na fuselagem, o que acrescenta 24.392 libras de combustível a disponibilizar, por meio do sistema probe-and-drogue (cesta).

A capacidade de transporte de carga dessa versão, segundo a Lockheed Martin, mantém-se a mesma das versões de transporte do avião. As entregas estão programadas para os anos de 2013 e 2014.

FONTE / FOTO: Lockheed Martin

VEJA TAMBÉM:

5 COMMENTS

  1. Pois é. Se tivessem interesse, já teriam fechado um consórcio Gripen NG com a Suécia e outros países, ampliando esse consórcio para fabricação do KC390.

    Mas enquanto a politicanalha não conseguir levar suas propinas e vantagens, dane-se ….

  2. O KC-130j Tem o preço de aproximadamente 81 milhões de dolares, vai ser bom se a EMBRAER conseguir fazer uma versão mais light com pelo menos 10% menos de valor.

  3. O valor divulgado do contrato, não é somente o da aeronave básica, mas inclui as hdus, o tanque extra interno, aviônica diferenciada (rádios e esm), engenharia, sobressalentes e treinamento.

    Vejam como exemplo o detalhamento de uma notificação, anterior ao atual contrato, da DSCA ao legislativo americano:

    “…a possible sale of:

    8 KC-130J Multi-mission Cargo Refueling Aircraft
    with 32 AE-2100D3 Turbo propeller engines,
    8 spare AE-2100D3 Turbo propeller engines,
    4 AN/ALR-56M Radar Warning Receivers,
    4 AN/AAR-47 Missile Approach Warning Systems,
    4 AN/ALE-47 Countermeasures Dispenser Sets,
    20 AN/ARC-210 (RT-1851A(U)) Very High Frequency/Ultra High Frequency HAVEQUICK/Single Channel Ground and Airborne Radio Systems,
    spare and repair parts,
    support equipment,
    publications and technical documentation,
    warranties,
    aircraft ferry support,
    personnel training and training equipment,
    U.S. Government and contractor technical and logistics personnel services and other related elements of program support.”

    (http://www.dsca.mil/pressreleases/36-b/2009/kuwait_09-30.pdf)

    Então, o que faria o ac da Embraer, nas mesmas condições custar menos de adquirir e manter???
    Lembrando que a operação de uma aeronave por uma força militar, é mto diferente da forma de operar do mercado civil.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here