terça-feira, junho 15, 2021

Gripen para o Brasil

Certificados de aeronavegabilidade no Armée de l´air: a vez dos Mirage 2000-5

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Mirage 2000-5 - primeiro certificado navegabilidade - foto Armee de lair

Na bela foto acima, o primeiro Mirage 2000-5 do Armée de l’air (Força Aérea Francesa) a passar, com sucesso, pelo exame de aeronavegabilidade (examen de navigabilité), na Base Aérea de Dijon. O exame foi realizado entre 3 e 7 de maio, pela unidade de controle de aeronavegabilidade (unité de contrôle de navigabilité – UCN) daquela base.

O Mirage 2000-5 é um caça resultante de um grande processo de modernização realizado em aeronaves Mirage 2000 C.

Todos os 34 caças Mirage 2000-5 da Força Aérea Francesa deverão passar pelo exame, que é um controle documental e inspeção “física” da aeronave, que objetiva avaliar a um dado instante o nível de satisfação de uma aeronave, conforme os requisitos regulamentares, recebendo então o CEN (certificat d’examen de navigabilité – certificado de exame aeronavegabilidade).

Essas campanhas de certificação respondem a um decreto de 9 de dezembro de 2006, que exige que as frotas de aeronaves militares, ou de estado, tenham um certificado de aeronavegabilidade que garanta a conformidade com novas regras de funcionamento e supervisão, cumprindo assim os objetivos de segurança de voo.

Assim, a Força Aérea Francesa iniciou a certificação dos seus aviões em setembro de 2007, como parte do processo de “aeronavegabilidade”. Para o Mirage 2000-5, a Direção Geral de Armamento (direction générale de l’armement – DGA), que é a autoridade técnica do Armée de l’air, emitiu os certificados de tipo em junho (motor) e dezembro (estrutura) de 2009.

O Rafale é outra aeronave que foi objeto de informe da Força, quanto a essa certificação. O informe de dezembro do ano passado tratou da primeira aeronave a receber a extensão da revisão anual do certificado de aeronavegabilidade: o Rafale B327, que opera a partir da Base Aérea de St. Dizier. Mais recentemente, em abril deste ano o Armée de l’air também publicou informe sobre o trabalho de renovação anual dos certificados de seus Alphajets.

FONTE / FOTO: Armée de l´air (Força Aérea Francesa)

- Advertisement -

26 Comments

Subscribe
Notify of
guest
26 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Alex Nogueira

Bem que nossos M-2000 poderiam ser desta versão 🙁

Francisco AMX

Alex,

Quem sabe não vem uns 36 M2000-9 dos Emirates… com apache, mica IR…

Edmar

Caros Amigos.:

Creio que uns 60 caças “Mirage 2000-5” (50 monoposto e 10 biposto) quebrariam um galho por uns 8 a 10 anos caso o FX-2 não se concretize.
O “Mirage 2000-5” é ligeiramente melhor que os “F-16MLU”.

Mais qualquer um dos aviões do FX-2 é superior a este “Mirage 2000-5”.

Abraços.

Francisco AMX

Edmar, o Mirage 2000-5/9 está em pé como F-16B50… superando o falcão em alguns valores… e perdendo em outros… mas no combate aéreo aproximado ele tem alguma vantagem.

Sds!

Ricardo

Olha esse video um mirage 2000 vs Sukhoi da Força Aerea Russa.

http://www.youtube.com/watch?v=81Lcys6nYuw&feature=related

Wolfpack

Ricardo, a desproporção entre o tamanho do Delta e do Su27 no vídeo é algo estúpido…

Jakson Almeida

Meu deus tem gente que defende essas coisas de segunda mão pro Brasil, que mandem pro Irã.Aqui pro Brasil,material de defesa novo(zero bala).

Celso Cruz

entre ñ receber NADA e estes daí, qual é sua escolha? :p

ALDO GHISOLFI

PARA CELSO CRUZ: também penso assim. Temos um imenso espaço territorial para sobrevoar, aumentado pelo Pré-Sal e não temos condições materiais de garantir nada, seja terra, pelo mar, ou pelo ar. A compra de 36 vetores não resolve nadica de nada, apenas nos endivida absurdamente. Gostaria, isso sim, que esse malsinado FX2 fosse liquidado e comprássemos tudo o que pudéssemos de SHs, que arrebanhássemos todos os Mirage 2000 … que fossem encontra dois e investíssemos, aí, sim! de forma maciça no PAK russo. Mesmo porque eu desconfio de que existe algum cambalacho no FX2: um despesa muito maior foi feita… Read more »

Rodrigo

Depois do FX2 a probabilidade da FAB e a MB, escolherem algo francês de forma independente é algo próximo a 0%!

Certificado de aeronavegabilidade = homologação é aquilo que eu falo que o NG não tinha até pouco tempo e por isto não podia sair da Suécia.

A França só tem 34 M2000-5 ?!?!!? Kct…

Francisco AMX

Rodrigo os EAU tem mais versões do MK-5II de exportação… o 9, parece que foram 32 iniciais e outras dúzias, não lembro bem, convertidos para o padrão do 9…

A grécia é dona do último exemplar de M2000-5MKII de série!

Sds!

Mauricio R.

Pelo andar da carruagem entre França e os EAU, os Mirage 2000-9 deste seriam absorvidos pela AA, que colocaria seus -2000-5 a venda no mercado de usados. Ocorre que como mostrado por Taiwan e pela própria experiência da FAB, a manutenção desta aeronave é cara, um pesadelo logístico e de disponibilidade, entre outros motivos devido as palhetas da turbina racharem mto facilmente. Então se é p/ ir atrás de ac usado, sou mto mais os Gripen do excedente sueco ou os Typhoon tranche 1, aeronaves mto mais modernas. Com uma leve vantagem p/ a o ac sueco, pois nos livraríamos… Read more »

Rosan Amaral

Estas aguias são uma oportunidade de ouro para los irmanos argentinos que estariam atualizando o poder de suas forças aéreas.

Aham

Já era. Mesmo com updates de meia vida é um avião dos anos 70 cujo custo operacional vai aumentar com a falta de peças. Daqui a 10 anos quando o Rafale substituir tudo as únicas peças que vão existir do Mirage 2000 vão ser retiradas dos aviões nos cemitérios do mundo.

brazilwolfpack

Na situacao na qual se encontra a FAB,tambem sao uma oportunidade de ouro para nos. Ou ainda existe alguem que acredite no conto de fadas do FX-2?

Edu Nicácio

Porque o consórcio Eurofighter não nos ofereceram os Typhoon como fizeram com a Romênia? Pô, 24 deles por US$ 1 bilhão é pechinca… Mandem logo uns 96 por US$ 4 bilhões, enquanto o PAK-FA não vem…

Ah, nossos políticos…

Carlos Augusto

Não seria mal uns 36 M2000-9 dos Emirates, enquanto esperamos a vinda dos Rafales.

Mauricio R.

“Porque o consórcio Eurofighter não nos ofereceram os Typhoon como fizeram com a Romênia?”

Pq a FAB desclassificou a oferta original da EADS, qndo divulgou a short list.
Quem sabe c/ o enterro do FX-2, apareça uma oportunidade.

grifo


Pq a FAB desclassificou a oferta original da EADS, qndo divulgou a short list.

Além disso, a RFP da FAB explicitamente proibia o fornecimento de aviões usados, uma oferta do tipo que a EADS fez a Romênia não seria aceita.

ALDO GHISOLFI

Porque todo esse processo horroroso para a aquisição de vetores para a FAB quando, para a compra dos meios flutuantes para a MB não houve nada disso?

Flavio

“Francisco AMX disse:
21 de maio de 2010 às 19:18

Edmar, o Mirage 2000-5/9 está em pé como F-16B50… superando o falcão em alguns valores… e perdendo em outros… mas no combate aéreo aproximado ele tem alguma vantagem.”

Francisco, já que são equivalentes, não acha melhor comprar F16B50? é mais barato de operar, manter e a logistica é melhor. Penso isso com base no número de F16 que existem por ai (custo de manutenção menor) , em comparação com o número de Mirages.

Rodrigo

Vou repetir..

A PROBABILIDADE DA FAB ADQUIRIR DE FORMA INDEPENDENTE OU SEJA SEM ENTUBAÇÃO GOVERNAMENTAL, QUALQUER COISA QUE VOE VINDO DA FRANÇA DEPOIS DO FX2 E DO HX É PRATICAMENTE 0%.

Esqueçam M2000-9.

É mais fácil comprarem algo na Rússia, China ou em Marte.

MatheusTS

França uso muito agente ganharam muita grana e tiramos eles da crise militar e eles foram oque mais venderam material belico porcausa de nós que botamos o fogo na lareira se comprarmos os Rafale eles vão as alturas pra mim temos que parar para sempre com os franceses depois disso porque quando chegar a hora deles comprar da gente ele vão sumir.
Mirage 2000 bom caça mais foi feito para uma meta só voar a 2000 Km/h

Francisco AMX

Flavio, claro que acho! sou um defensor do F-16B50/60 na FAB… só me diz onde encontrar F-16B50… não existe meu amigo! são as últimas versões do F-16! o que se encontra por aí são os MLUs… e dos USAF estão no bagaço… e pelos atrasos do F-35 ainda devem permanecer em serviço muitos F-16C dos blocos mais antigos…

Sds!

Francisco AMX

“Mirage 2000 bom caça mais foi feito para uma meta só voar a 2000 Km/h” Amigo, não caia nessa! o M-2000, apesar das propagandas negativas aqui, é uma bela máquina de guerra! o resto é “supositório”… é má fé, são palavras ao vento! até mesmo a suposta má-experiência da FAB é um tanto quanto duvidosa! se a FAB não queria mais Mirages pq deixou o caça 35 anos na ativa? e voando? os fatos não combinam com o que vemos na realidade! assista a vídeos dos suiços, da Força Aérea Helenica contra os F-16 da Turquia…, leia sobre o MIII… Read more »

Reportagens especiais

Poder Aéreo nos Estados Unidos: CAF AIRSHO – parte 2

Como dissemos na primeira parte desta reportagem, no nosso primeiro show aéreo nos EUA não pegamos um tempo muito...
- Advertisement -
- Advertisement -