terça-feira, novembro 30, 2021

Gripen para o Brasil

A-Darter será disparado pelo Gripen nos próximos dois meses

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

missil_a-darter_gripen

Um novo míssil ar-ar sul-africano será lançado de um avião de caça da SAAF, nos próximos dois meses, disse a Ministra da Defesa Lindiwe Sisulu, a militares veteranos na terça-feira.

Este projeto implicou o Ministério de Defesa no desenvolvimento local de um míssil ar-ar de quinta geração destinado à geração de aeronaves Gripen da SAAF, recém-adquiridas, disse ela à Assembleia Nacional, durante debate sobre a votação do orçamento.

O programa foi co-financiado pelo Ministério da Defesa Sul-Africano e da Força Aérea Brasileira e representou o primeiro programa de defesa cooperativo trilateral, com o acordo Índia-Brasil-África do Sul (IBAS).

“O desenvolvimento deste míssil está progredindo excepcionalmente bem e após quase quatro anos desde o início do programa, o cronograma inicialmente previsto ainda está sendo respeitado”, disse ela.

a-darter

O Gripen

A-Darter no GripenDurante o ano passado, o desenvolvimento progrediu a um ponto onde os testes de mísseis em voo foram concluídos e uma primeira série de testes de orientação foram também concluídos com sucesso.

O primeiro teste de disparo deste míssil a partir de um avião Gripen é esperado dentro dos próximos dois meses.

“Este programa está definido para se tornar um modelo para a cooperação e desenvolvimento conjunto pela África do Sul e outras nações em desenvolvimento.”

Sisulu disse que outro projeto interessante para o Ministério implicou o desenvolvimento de uma nova geração de sistema de comunicação tática para a Força de Defesa Nacional da África do Sul (SANDF).

Uma vez concluído, este sistema será único no mundo e proverá todos os requisitos de comunicação tática para as Armas e garantirá a interação entre todos os usuários.

O sistema de comunicação abrange a comunicação de voz digital no estado-da-arte e técnicas de transmissão segura de informações.

“O programa está progredindo excepcionalmente bem e demonstrações de protótipos dos primeiros rádios foram muito bem sucedidas”, disse Sisulu.

FONTE: News24.com

SAIBA MAIS:

- Advertisement -

71 Comments

Subscribe
Notify of
guest
71 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Wolfpack

Boa notícia, esperamos que a FAB proveito deste investimento, e o integre ao futuro caça vencedor do FX2. Alguma notícia sobre a provável produção deste míssil no Brasil?
Os requisitos deste projeto se equivalem aos do AIM-9X?

robert

Outro prego pro caixao do Rafale…

eaheoahoeiahoaeihioeaea

drcoakroach

Eh interessante tb porque serah uma parceria de emergentes Sul-Sul (Brasil, Africa do Sul e India). Nada contra uma relacao Norte-Sul, apenas uma pequena variacao serah interessante. Os Sul Africanos jah tem MoU p/ o KC-390, se o Gripen for escolhido serao um dos fornecedores, e ai temos o A-Darter.

Excelentes noticias!!

[]s!

Vader

Robert: é só prego no caixão do Rafale, ahuahuahuahuahua… Mas não se engane: está chegando a hora dos bolivarianos do gf fazerem sua última cag… E essa vai ser a AEROJACA…

A pergunta é a seguinte: se o Brasil adquire Gripen, a integração do míssil A-Darter no vetor está pronta. E se adquire Rafale? Alguém se habilita?

Minha opinião: joga no lixo o investimento no A-Darter.

Sds.

Edcreek

Olá,

Sem duvida é um otimo avanço, desde 2007 os Sul-Africanos desenvolvem o missel já para o JAS-39, pelo visto não terão muitos problemas, em integra-lo. Bom para o Brasil já que o projeto avança rapido dessa forma.

Nas especificações o missel é proximo do AIM-9X, mas operacionalmente deverá ser inferior, já que a tecnologia Americana é bem mais avançada, treinada e colocada em pratica, do que a Sul-Africana.

Abraços,

Galileu

Só boas notícias para o Gripen

Curvo

E para o Rafale, alguma boa notícia ???
Sem contar factóides é lógico …

ZE

É isso aí, o A-Darter (que o Brasil está desenvolvendo e será usado pela FAB) está totalmente integrado no Gripen. Assim a FAB não terá que pagar os olhos da cara para integrá-lo.

Só uma pergunta: o A-Darter já está integrado no Rafale?

Uhn, foi isso o que eu pensei.

[ ]s

Vader

Curvo disse:
5 de maio de 2010 às 13:29

Curvo, já já começa a aparecer a “Brigada dos Mártires de Al-Rahfa”, clamando, rasgando as calcinhas e choramingando que o Aéreo é pró-Gripen, que os editores os odeiam, que todo mundo é feio, bobo, chato e pró-americano, e tudo o mais… 🙂

Aí os editores ver-se-ão obrigados a escarafunchar a fórceps em algum lugar do globo terrestre alguma notícia do Rafinha, ainda que requentada e requenguela, para não deixar a tchurmitcha tomando vento na bacurinha…

Lembrando a música da novela: “Vida de Editor é difícil” 🙂

Abs.

Antonio M

Até o míssil Meteor que é francês, foi disparado pela primeira vez de um Gripen em 2006.

Edcreek

Olá,

O a-dater terá que ser reintegrado e homologado novamente em uma hipotetica(e fantasiosa) compra do NG já que serão aviões diferentes, o JAS-39 não é o NG.
Certamente será um custo adicional sendo RAFALE, Super-Hornet ou NG.

Abraços,

LBacelar

ZE disse:
5 de maio de 2010 às 13:30

Prezado Zé…

O mesmo não está integrado no Rafale e muito menos no aviaumzinhuu que não voa, mas tanto o pacote francês quanto o sueco vão contemplar a integração do A-Darter

Cada bobagem que eu leio aqui no blog…

Vader

Ah, em tempo: “em algum lugar do globo terrestre” significa: na França, pois só lá que essa JACA pode ser notícia… Porque será neh? 🙂

Abs.

Wilson Giordani de Souza

Edcreek disse:
5 de maio de 2010 às 13:36

(…)

Certamente será um custo adicional sendo RAFALE, Super-Hornet ou NG.

(…)

É provável. Mas garanto que será mais barato e rápido.

Antonio M

Desculpem, o míssil Meteor não é somente francês, é ‘pan-europeu” ….

Wilson Giordani de Souza

Wilson Giordani de Souza disse:
5 de maio de 2010 às 13:39

Complementando: É provável. Mas garanto que será mais barato e rápido no NG.

Edcreek

Olá,

O missel meteor não é Françês ele é parte de um consocio entre Inglatera, França, Alemanha e Italia. O Comando do desenvolvimento está com os Ingleses.

Abraços,

Galileu

Vader,
a FAB vai usar o a-darter nos temidos F5…hahahah e Mica IR nos rafales, é baratinho e eficiente o Mica IR né ahahahah, dinheiro não é problema afinal estamos no espetáculo do crescimento.

Edcreek, sei lá…..mas pra mim A-Darter e Meteor, é o que há, deixa AIM-9X e AIM-120 no “bolso”

Vader

O que eu quero humildemente saber de algum especialista em armas (viu Bosco? 🙂 ) é:

1. É simples ou barato integrar o A-Darter no Rafale?

2. Há necessidade de re-integrar o A-Darter no Gripen NG, dado que este utilizar-se-á dos mesmos sistemas do Gripen C da SAAF?

Aguardo respostas fundamentadas (não vale da “Brigada”).

Sds.

Francisco AMX

Será que só o Gripen pode lançar mísseis hoje? vai saber não é… o supercaça Sueco pode muita coisa 🙂

Nada mais natural que se testar seu próprio míssil no seu avião mais capaz… estranho seria eles integrarem o míssil no Rafale, que, até agora, não foi escolhido pelo Brasil…

Sds!

Antonio M

E os franceses participam de consórcio para fabricar um míssil mas, não “podiam” participar do consórcio de um caça?!

vai entender ……

Edcreek

Olá, Galileu

Pensado como Brasileiro é isso que eu quero e espero que aconteça, olhando pelo historicos dos paises envolvidos, será dificil, no caso do meteor acho que ainda pode acontecer, mas no a-darter quase nula a chance, mas veja o lado bom pelo menos não vamos ter embagos só por isso já melhora um pouco a coisa, se quizer-mos ter 1.000 misseis teremos se quizer-mos só 200 sem problemas….Entende?

Abraços,

Antonio M

“…Nada mais natural que se testar seu próprio míssil no seu avião mais capaz…”

Pois é. E ainda por cima fizeram primeiro.

São bons de trabalho esse suecos hein ?!?!?!? Não poderiamos perder essa parceria …..

dantes

Estranha essa noticia… o Grippen não está “groundeado” ?
Bom eles podem até integrar o armamento… em dois ou tres…

Francisco AMX

Dantes, o míssel será lançado com o Gripen no solo mesmo 🙂

Rodrigo

Franceses não embargam…

Fazem isto da forma chique, cobrando absurdamente para vender e integrar, tornando o negócio inviável financeiramente, a MB que o diga.

Ed é meio escroto ler você escrevendo isto, sabendo que você já foi informado da realidade.

Lobo

Vader disse:
5 de maio de 2010 às 13:19

Robert: é só prego no caixão do Rafale…

Continuo achando, cada vez mais, que o RAFALE subiu no telhado.
Impressionante… um caça que já havia vencido a concorrência…

FighterSkill

Então começo a entender a preferencia da FAB pelo Grippen. Tem mais agua no balde que nós sabemos…heheh (como sempre).

Haaaaa…Vader…por mais que odeio falar isto…mas vc diverte o Forum aqui…heheheheh..tem um humor sarcastico…
Sempre é divertido ver vc detonar…uhauhuahauha

Agora sem puxasaquismo: Gripen não é nem vai ser interessante ao Brasil.
Com ou sem Darter.

rodrigo avelar

Quer dizer que só o Gripen é que vai poder lançar o Darter? Logico que não…
Este FX2 já passou de uma piada, ainda vejo a turma brigando pra ver qual é melhor pro nosso País, seja qual for dos 3 ficaremos bem pra trás das grandes potencias, daqui a 10 anos serão obsoletos…
Enterro do FX2 já.
Voltando ao topico, tomara que o Darter seja um sucesso e teamos um grande numero deles equipando os nossos caças.
Este sim foi um grande avanço nosso e não a palhaçado do FX2.

ABS…

Brandalise

“(…) a tecnologia Americana é bem mais avançada (…)” Ateh entendo o seu ponto, Ed, afinal sao tantos exemplos de tecnologia criada, desenvolvida, e melhorada nos EUA… Mas vamos lembrar que bons conceitos nao sao exclusivos dos EUA. Se minha memoria nao me falha, foi o pessoal da IAI de Israel que criou e implementou a ideia do HOTAS, ao longo dos multiplos conflitos que enfrentou na 2a metade do Sec. XX; o Kfir foi o 1o HOTAS operacional, ou um dos 1os. Tb foi a Denel, da Africa do Sul, que concebeu e 1o integrou um HUD em um… Read more »

Edcreek

Olá, Rodrigo

Não fiz mensão sobre embargos de nenhuma origem, disse que com a Africa do Sul não teremos risco de embargos(seja Americano ou Europeu), em detrimento claro a um pouco de qualidade, não disse que Eua embargão ou que a França não embarga.

Não me interprete mal, considero real os problemas enfrentados nos ECs, em todas as instancias, e considero as informações bem plausiveis.

Abraço, Santista ta chegando a hora…….

Giordani RS

Não deixem a “imprensa Especializada” saber disso, senão o A-DARTER mela!!!!! Sabem quem vai usar o A-DARTER? Os Mikes…os Mikes… E será que dessa vez a FAB libera alguma imagem de um lançamento ou vão classificar como segredo militar? PS.: Eu sempre achei que o correto fosse Missil, mas a galera anda chamando de “míssel”…daí fui no amansa-burro, digo, Aurélio. Abaixo a forma correta: Missil s.m. Projétil de propulsão própria e dirigível durante todo o trajeto ou parte dele. (Os mísseis são balísticos ou não, conforme sejam ou não dependentes de sua própria gravitação. Conforme seu ponto de lançamento e… Read more »

Nick

O A-Darter é um caso de TT real e que não fica apenas na retórica. Participamos do desenvolvimento, enviamos engenheiros para a Africa do Sul, financiamos parte do programa, e o missil será o WVR da FAB para os próximos anos. Um míssil de 5ª geração All-Aspect. E o melhor, a plataforma de testes será o Gripen, que por acaso também está sendo utilizado para testar o Meteor. Isso tem um nome: SINERGIA. Agora que o pacote de armas do Rafale não comtemple a versão IR do MICO e somente uma quantidade mínima dos RF , para compramos mais tarde… Read more »

Curvo

FighterSkill disse:
5 de maio de 2010 às 15:29

“Agora sem puxasaquismo: Gripen não é nem vai ser interessante ao Brasil.
Com ou sem Darter”

Alguma razão baseada em fatos ???
Não, né ! huuuuuuuun bem que eu desconfiava! huuuuuuuummmm

Brandalise

Interessante como a historia se reinventa. Nos tempos dos contratos com o Iraque, eles financiavam e nos desenvolvemos o Piranha. Agora somos nos financiando a pesquisa, e os Sul-Africanos tocando o projeto (ok, ok, temos uma participacao nisso). Interessante o quanto eles avançaram. Vai ver que lah o Ministro da Defesa nao se mete no trabalho… Agora jah temos o missil. Falta o caça. Neh, Jobim? Pessoal, depois do “pograma” ‘Fome Zero’, aguardem aih mais uma realizaçao do Governo Lulla: Programa Caça Zero! (Deve ser a plataforma deles para garantir a sucessao) Se a coisa continuar assim, vamos ter eh… Read more »

Sirkis

Saudações!

Agora vão falar que o míssil não existe…

Boa Tarde!

Juarezj

Edcreek disse:
5 de maio de 2010 às 13:36
Olá,

O a-dater terá que ser reintegrado e homologado novamente em uma hipotetica(e fantasiosa) compra do NG já que serão aviões diferentes, o JAS-39 não é o NG.
Certamente será um custo adicional sendo RAFALE, Super-Hornet ou NG.

Abraços,

Caro Ed! A integração do A Darter está dentro do pacote NG, o que já não ocorre no Rafale e no F 18, ambos deixam uma janela aberta para esta possibilidade com custos a serem orçados extra contrato.

Grande abraço

Vader

Juarezj disse: 5 de maio de 2010 às 17:03 “já que serão aviões diferentes, o JAS-39 não é o NG” Caro, o Gripen NG terá a mesma nomenclatura do Gripen ABCD. Em poucas palavras: o Gripen E/F é basicamente o C/D com maior espaço pra combustível, melhor aviônica, turbina mais potente e Radar AESA. Mas trata-se da mesma aeronave. Tanto é assim que não será um JAS-40. Quanto à integração do A-Darter, aguardo opinião mais balizada. Mas parece-me que tal integração será senão automática, bastante fácil (e barata) de fazer, eis que os softwares deverão ser, senão os mesmos utilizados… Read more »

Tito

Da-lhe Gripen.

O mais legal são as Rafaletes, sempre tem uma desculpa na ponta da língua, ou dos dedos como o freguês preferir.

Como uns dizem, segue o enterro (só que do Rafake).

Abs

Giordani RS

Tito disse:
5 de maio de 2010 às 17:30
Da-lhe Gripen.
O mais legal são as Rafaletes, sempre tem uma desculpa na ponta da língua, ou dos dedos como o freguês preferir.
Como uns dizem, segue o enterro (só que do Rafake).
Abs

E no final, Eu como “viúva” do Sukhoi, só tenho a dizer, Sê bem vindo a todos! Gripetes, rafaeles, vespetes…todas viúvas!

Segue o enterro da FX-2…e da FAB!!!

Sirkis

Saudações!

Juarez, muito bem vindo!

Boa Tarde!

Francisco AMX

E existe o míssil? rsrsrsrs brincaderinha!

Que bom que teremos mais uma opção, tomara que seja um míssil eficiente, nem precisa ter um desempenho de AIM-9X…

Uma pergunta: este míssil poderia ser integrado no F-5M e A-1M? com HMD… valeria a pena?

Sds!

carl94fn

1. OEdcreek disse:
5 de maio de 2010 às 13:36
Exatamente o NG não é o Gripen C/D, quanto à integração já foi noticiado que o F-5M vai usá-lo também e não existe nada de incrível em um avião adaptar um míssil são feitos pra isso mesmo.

Um pouco mais sobre o A-Darter:
http://sistemadearmas.sites.uol.com.br/aam/aamdarter.html

**nossa como os defensores do NG são “radicais” menos ódio turma isso não leva ninguém a lugar nenhum são três ótimos caças não exagerem nas criticas…

Tito

Giordani RS disse:
5 de maio de 2010 às 17:50

É amigo, no final todos vamos perder, pode apostar. 🙂

Junior

isso é bom, pelo menos nao vamos pagar caro por um míssil que nem me lembro qual era que veio vesgo que ele via um borrão na frente dele.

sacanagem vender produto estragado

A-DARTER espero que seja melhor do que o AIM-9X

Francisco AMX

Junior, acho brabo! 🙂

Bosco

Vader, só agora entrei neste post e vi suas dúvidas. Antes de mais nada obrigado pelo “especialista”. rsrsr Quem sou eu! Voltando ao assunto, acho que essa é o tipo de pergunta muito técnica que foge aos meus conhecimentos de “entusiasta”. Tudo que disser será puro achismo já que não sou profissional da área de engenharia e não tenho vivência prática na homologação de sistemas aeronáuticos ou de armamentos. Eu só acho é que a integração de qualquer armamento a uma nova plataforma não é simples. Não é apenas questão de adequar os softwares, o que parece ser simples quando… Read more »

G-LOC

“Nas especificações o missel é proximo do AIM-9X, mas operacionalmente deverá ser inferior, já que a tecnologia Americana é bem mais avançada, treinada e colocada em pratica, do que a Sul-Africana.”

O AIM-9X usa o mesmo motor e ogiva do AIM-9M, ou uma tecnologia da década de 80. Se tiver alguma tecnologia superior poderá ser no sensor e mesmo assim pode não significar grande coisa. O motor do A-Darter será mais potente devido ao diametro.

Vplemes

Vader disse:
5 de maio de 2010 às 17:15

Calma Vader, o Juarez estava fazendo justamente o contrário do que você pensa. Leia o post novamente.

RobsonMBr

quanta bobeira,

todos os 3 caças terão que ter esse míssil integrado

Últimas Notícias

Atech levará tecnologia brasileira a eventos internacionais de Defesa e Segurança

Reconhecida como uma 'System House' brasileira, a empresa estará presente na EDEX e  ExpoDefensa 2021 A Atech, empresa do Grupo...
- Advertisement -
- Advertisement -