terça-feira, maio 18, 2021

Gripen para o Brasil

Comandante da Aeronáutica inaugura novas instalações em Cachimbo

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

vinheta-clippingO Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro-do-Ar Juniti Saito, inaugurou, na quarta-feira Saito em Cachimbo - foto Cecomsaer FAB(14), o Esquadrão Hóspede e o Hangar Fortaleza, no Campo de Provas Brigadeiro Velloso, na Serra do Cachimbo, Sul do Pará. Estiveram presentes à cerimônia o Major-Brigadeiro-do-Ar Ricardo Machado Vieira, Comandante do Sexto Comando Aéreo Regional (COMAR VI), entre outras autoridades do Comando da Aeronáutica.

O prédio do Esquadrão Hóspede é dotado de salas operacionais para reunião, auditório para 60 pessoas, sala de estar, refeitório e vestiários. Toda esse infraestrutura vai atender os vários esquadrões operacionais que utilizam o Campo de Provas em seus exercícios militares. Já o Hangar Fortaleza recebeu essa denominação pois as estruturas foram trazidas da Base Aérea de Fortaleza. O local possui cerca de 2 mil metros quadrados e será destinado à manutenção de aeronaves. A obra demorou aproximadamente seis meses para ser concluída.

“Sem dúvidas, a estrutura que está sendo inaugurada melhorará significativamente o apoio às unidades aéreas da Força Aérea”, analisou o Tenente-Coronel Jorge José Carmo, diretor do CPBV.

Na oportunidade, o Tenente-Brigadeiro Saito visitou também as obras de ampliação da usina hidrelétrica do CPBV, responsável pelo abastecimento do Campo de Provas. A produção da própria energia representa uma economia anual superior a R$ 500 mil, considerados o valor da energia gerada e os serviços de manutenção executados pelos próprios militares da FAB.

No início de sua história, na década de 50, o então Destacamento de Cachimbo abrigou a primeira usina hidrelétrica da região Amazônia, com capacidade de 37,5KVA. A geração atual é de 800KVA, aproximando-se da demanda média para manutenção das instalações. Com a conclusão das obras, prevista ainda para este ano, a expectativa é aumentar a geração de energia para 2500KVA, cerca de 66 vezes a capacidade do primeiro módulo instalado nos anos 50.

FONTE / FOTO: FAB (CECOMSAER)

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

4 Comments

Subscribe
Notify of
guest
4 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
luiz-sp

Estamos vendo de que não é só de aeronaves vive a FAB , ainda bem que temos recursos para manutenção e construção de bases .

Mas falando nisso o PAMA-SP também esta precisando de uma reforma , pois o piso externo esta bem degradado e com bastante buracos , principalmente quando é a semana da asa , vai muita familia e idosos fica feio chamar visitas com a casa nesse estado .

humberto

Dizem que Cachimbo seria um dos locais para testar a tal bomba nuclear brasileira..Será que existem outros buracos no Brasil como existia lá ?
[]

Tadeu

Sr. Junite Saito.
Já que o senhor está aí bem perto, por favor mande limpar aquela pá de cal que o Collor jogou.
Entendeu?

Osasco

Na foto parece mais que o oficiais estÃo inaugurando um buraco

Reportagens especiais

Viggen, I’m your son! – parte 2

Em 3 de junho de 1992, o Parlamento Sueco concedeu à FMV a aprovação para a encomenda do segundo...
- Advertisement -
- Advertisement -