domingo, junho 13, 2021

Gripen para o Brasil

Adilson Kindlemann fica em 14º na abertura mundial de corrida aérea

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Adilson Kindlemann - Training 2, Abu Dhabi

Ainda não foi desta vez que Adilson Kindlemann conseguiu ficar entre os top 12 que competiram neste sábado (27) na primeira etapa da Red Bull Air Race, em Abu Dhabi. O brasileiro disputou a repescagem com outros quatro pilotos, mas precisava ficar entre os dois melhores para partir para a corrida, que teve como vencedor o atual campeão mundial, o inglês Paul Bonhomme.

Durante a repescagem, Adilson finalizou sua volta com 01:56:57, sendo 28 segundos somados após penalidades (sem as penalidades, o tempo do piloto seria de 01.28.57). “As condições de voo durante a repescagem eram totalmente diferentes das condições dos treinos durante toda a semana. Apesar de ter batido em dois pilões, não cometi nenhum dos erros maiores que infelizmente ocorreram durante a semana de treino. Isso pra mim significa muito, sinto que estou evoluindo”. Adilson foi o 14º colocado na corrida, à frente do russo Sergey Rakhmanin, desclassificado por sair da área demarcada para a pista na baía de Mina Zayed.

Adilson Kindlemann of Brazil in action during the Red Bull Air  Race 1st training on March 24, 2010 in Abu Dhabi, United Arab Emirates.

Adilson afirma ainda ter consciência de que há muito trabalho a ser feito. “Preciso continuar melhorando, passo a passo, e vou trabalhar duro para isso. Todos passaram por isso para chegar onde chegaram, então não tem mágica. Sei que tenho um grande desafio pela frente e vou me dedicar ao máximo, revela confiante. : “Deixo Abu Dhabi motivado, contente com os resultados. Fiquei satisfeito com os progressos que obtive a cada voo”.

97761542DM016_Red_Bull_Air_Nesta primeira etapa da Red Bull Air Race , os pilotos tiveram de lidar com o vento forte de Abu Dhabi, temperatura alta e visibilidade reduzida. A corrida deste sábado ficou marcada por muitos erros e penalidades. Pilotos experientes como o americano Kirby Chambliss e o austríaco Hannes Arch acabaram sendo desclassificados por fazerem voo perigoso em suas voltas no Super 8. Na etapa seguinte, a Final 4, problemas no avião do americano Michael Goulian deixaram o piloto fora da disputa. O campeão mundial Paul Bonhomme acabou se dando melhor e garantindo o primeiro lugar, seguido por Nigel Lamb e pelo húngaro Peter Besenyei.

A Rede Bull Air Race 2010 terá oito etapas . O Mundial teve início neste sábado (27/03), em Abu Dhabi e seguirá para Perth (Austrália) em 18/4 antes de chegar ao Brasil, com os treinos de classificação acontecendo no sábado 8/5, e a corrida no domingo, 9/5. Depois do Rio, será a vez de Windsor (Canadá), em 6/6, depois irá para uma inédita etapa em Nova York duas semanas depois, em 20/6. Outra novidade será a primeira etapa disputada sobre um autódromo convencional, no dia 8/8 no EuroSpeedway em Lausitz, Alemanha. A temporada continua com o retorno a Budapeste na Hungria, em 20/8, e será encerrada com mais um novo destino: Lisboa, em Portugal, em 5/9.

Tricampeão brasileiro de voo acrobático, Adilson possui mais de 11 mil horas de voo no currículo como piloto comercial

Sobre o Red Bull Air Race

Criado em 2003, a Red Bull Air Race é o único campeonato mundial de corrida de aviões reconhecido pela FAI, a Federação Aeronáutica Internacional. O certame já visitou mais de 15 países desde a sua criação, incluindo o Brasil – em 2007, a segunda etapa da temporada aconteceu no Rio de Janeiro, diante de um público de 1 milhão de pessoas na praia de Botafogo.

Quinze pilotos disputam a temporada e voam contra o relógio em um circuito especialmente montado com “Air Gates”, pilões infláveis que demarcam o traçado. Em 2009, o inglês Paul Bonhomme sagrou-se campeão mundial pela primeira vez.

SAIBA MAIS:

- Advertisement -

18 Comments

Subscribe
Notify of
guest
18 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Danilo

Quais aeronaves fazem parte desta Air Race ?

Saudações,

ditongo

olha aí o As brasileiro

Radical Nato

Essa fumaça toda faz parte do Show?

Fsinzato

“Danilo em 27 mar, 2010 às 16:23

Quais aeronaves fazem parte desta Air Race ?
Saudações.”

Normalmente nestas competições onde a destreza do piloto é mais importante que a máquina em si, utilizam-se aeronaves leves de acrobacia que se encontra no mercado, por exemplo: Extra 300, CAP 232, SU-31 (minha preferida), etc… Vai depender de cada edição e equipe. Não tenho a lista desta edição, mas acho que na página da corrida deva ter mais informações.

Abs.

Fsinzato

Apenas uma curiosidade

Para quem não conhece, a Sukhoi além de Flankers, fabrica aeronaves de alto desenpenho de acrobacia.

O Sr. Mikoyan Gurevich, não.

Abs.

Vader

Fsinzato em 27 mar, 2010 às 18:52:

Pois é Fsinzato… Mikoyan-Gurevich nunca fez aeronaves de acrobacia… 🙂

No mais a prova foi muito legal.

Abs.

Fsinzato

Vader em 27 mar, 2010 às 19:22

“Pois é Fsinzato… Mikoyan-Gurevich nunca fez aeronaves de acrobacia… ”

Com certeza Vader, ele fabricava caças!

Abs.

Bruno Rocha

Fsinzato em 27 mar, 2010 às 18:47

Que eu saiba, existe uma especie de padronização.
Como especificação de peso, potencia e etc.
Isso procede Fsinzato?

Me desculpe a pergunta, é que eu não conheço essa modalidade, já que esse esporte não é muito do meu interesse.

Bruno Rocha

Para mim esses aviões eram todos iguais.

Fsinzato

Bruno Rocha em 27 mar, 2010 às 19:58

As competições desportivas aeronáuticas são regulamentadas pela FAI (Fédération Aéronautique Internationale). Com acontece no automobilismo, existem várias categorias da mais baixa até a F1.

Estas aeronaves são construídas conforme estas especificações, tendo portanto, vários tipos, conforme o construtor.

A que postei são as mais utilizadas em acrobacia de alto desempenho, acredito que sejam as mesmas utilizadas pela RED BULL.

Infelizmente no site, não encontrei em qual regulamento a organização se baseou dentro dos critérios da FAI.

Abs.

Francisco AMX

Mas os brasileiros já não nascem sendo os melhores pilotos do mundo??? segundo alguns colegas aqui sim… vai ver este não é brasileiro da gema… rsrsrsrs – mode ironic off

Sds!

egreg

Parecem até ser de brinquedo… =)

Escafandrista

Os aviões usados na Red Bull Air Race são o Edge 540, da Zivko Aeronautics, e o MXS-R, feito pela MXR Technologies, ambas empresas estadunidenses. Se naõ me engano, o avião pilotado pelo Adilson Kindlemann é o MXS-R.
at+!

Milton Felisbino

Parabéns para o Adilson Kindlemann; muito me orgulha saber que ele esta levando o nome do Brasil a ficar conhecido também na F1 da da categoria aérea, pessoal podem ter certeza que é só esperar; porque é só tempo dele adquirir experiência que iremos ter muitas alegrias.

Ai quando tiver de “folga” no Brasil vem a Boituva/SP saltar de paraqueda; falou (Prof.Milton Cachorro); ou se encontramos em “JACÚ”.

Abraços e sucesso a vcssssssssssss;

Milton Felisbino

Cara esse barsileiro é muito determinado é só dar tempo para ele se adaptar e vcs terão um novo campeaãaaaaaaao.

Fsinzato

Milton Felisbino em 27 mar, 2010 às 21:50

O que o colega Milton ressaltou é importante, é a primeira participação, e não esquecendo, que a Red Bull Air Racer, concentra a nata da nata dos pilotos de acrobacia aérea do mundo, ter um brasileiro entre eles é motivo de orgulho.

Abs.

Milton Felisbino

Só fiquei sabendo hoje que ele estava na competição; mas agora tenho certeza que teremos um novo campeãooooooooooo;

abraços

Danilo

Obrigado aos amigos pelos esclarecimentos !

Abraços,

Reportagens especiais

‘Defesa Store’: a loja online das Forças de Defesa!

Conheça a nossa loja www.defesastore.com.br de produtos referentes aos assuntos tratados nos sites Forças de Defesa: camisetas, canecas, cases de...
- Advertisement -
- Advertisement -