Home Sistemas de Armas Mais kits de AASM para o Rafale

Mais kits de AASM para o Rafale

146
47

Rafale com aasm - foto Armee de lair

No último dia 18 de fevereiro, a Direção Geral de Armamento da França (DGA – direction générale de l’armement) anunciou oficialmente a aquisição de 680 kits suplementares do armamento ar-solo modular (AASM – armement air-sol modulaire). Segundo informe do Armée de l´air (Força Aérea Francesa), uma parte servirá para equipar os aviões de combate Rafale.

O AASM consiste de kits de guiagem e de aumento de alcance, permitindo lançamentos de bombas a distâncias acima de 50 km (veja mais detalhes em matéria do Blog do Poder Aéreo, a primeira da lista “saiba mais”, ao final da matéria).  Para se adaptar a todas as situações táticas, o armamento existe em três versões. As duas primeiras são as de guiagem inercial/GPS e a de guiagem inercial/GPS acoplado a imageador infravermelho. Ambas já estão qualificadas, e são adequadas a ataques a alvos fixos. A primeira versão já equipa o Armée de l´air desde 2007 , e foi empregada pelo Rafale no Afeganistão (segundo o informe da Força).

Já a terceira versão, guiagem inercial/GPS e laser, voltada para alvos móveis, está em desenvolvimento, com as primeiras entregas esperadas para 2012. Dos 680 kits adquiridos, 380 serão dessa terceira versão.

aasm - foto Armee de lair

FONTE / FOTOS: Armée de l´air (Força Aérea Francesa)

SAIBA MAIS:

47
Deixe um comentário

avatar
47 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
22 Comment authors
guilhermeRonaldo de souza gonçalvesBartolomeuTalesFrancoorp Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
A-Bomb
Visitante
A-Bomb

Ué mas GPS não é tecnologia do grande “satã” Estados Unidos?
E agora?
Cade o equivalente frances ao GPS?
Eles não eram totalmente independentes?

O governo do Mula ja não pode mais comprar os Rafinhas.
Eles tem armamento que utiliza de tecnologia “satanica”.rsrsrs

ezeca
Visitante
ezeca

por favor todos aqui gostariam de
ter plataformas com mais de uma fonte
de armamentos pq a Fraça não compraria
um bom armamento de outro país!!!

ezeca
Visitante
ezeca

inteligência combina com soberanía não
com arrogância.

JULIO ANDRE
Visitante
JULIO ANDRE

NA MINHA OPINIÃO,O BRASIL TERIA COMO CONTRUIR UM CAÇA, TEMOS CIENTISTAS, FALTA INVESTIMENTO, E ALGUMA PARCERIA, MAS QUE TRAGA BENEFICIOS, SE A CHINA ESTA CONSEGUINDO, PQ NOS NAO, TEMOS CIENTITAS NA NASA, NA AEA, EM TODOS OS LUGARES, O OSIRIS FALOU ISSO, PQ NAO ACREDITAR.

th98
Visitante
th98

JULIO ANDRE
pq ñ da pra fazer um caça em tempo habil, só isso

JULIO ANDRE
Visitante
JULIO ANDRE

TH98, ATE CONCORODO COM VC, MAS DEVERIAMOS SAIR DO 0, E ARRISCAR, VEJA O GRIPPEN, NAO É 100% SUECO, SE BEM Q ACHO Q SERIA A MELHOR PLATAFORMA, PORÉM, DEVERIAMOS ARRISCAR, PAISES QUE TEM CAÇAS DE PONTA, NO PASSADO, NAO FIZERAM TD DE PRIMEIRA, ERRAVAM MTO, ATE CHEGAR O Q SÃO HJ, PARCERIA, COM UNIVERSIDADES, FORMAÇÃO DE CIENTISTAS, PARCERIA COM OUTRAS NAÇÕES EM AREAS ESTRATEGICAS, E POR AI VAI.

latino
Visitante

JULIO ANDRE

ja tentamos isso com o amx ,,e veja so o projeto não foi pra frente ,,
sobre o amx
Sempre houve reclamação de que o avião tem pouco motor, que produz muita fumaça e que foi entregue à FAB sem radar e sem canhão .

JULIO ANDRE
Visitante
JULIO ANDRE

LATINO ENTENDO O QUE VC DIZ, MAS VEJAMOS, IRIAMOS APERFEIÇOANDO MOTOR, E OUTRAS COISAS, NO MEU PONTO DE VISTA, TEMOS QUE TER UM COMEÇO, E DAI INVESTIR PESADO, SENAO VEJAMOS, OUTROS PAISES CONTRATAM NOSSOS PROFISIONAIS, QUE TEM UMA BOA FORMAÇÃO E PERDEMOS POR NAO TERMOS UM PARQUE TECNOLOGICO FORTE, QDO FALO EM PARCERIAS, SAO PARCERIAS QUE ACRESCETEM ALGO, VAMOS TOMAR COMO EXEMPLO A TV BRASILEIRA, FOI BUSCAR O QUE TINHA DE MELHOR LA FORA, PEGOU O MEDELO JAPONES, QUE TEM TECNOLOGIA SUPERIOR A NORTE AMERICANA E EUROPEIA, MAS TB VEJAMOS, GRAÇAS AO AMX, TIVEMOS ALGUMA PLATAFORMA, NOS RESTA INVESTIR EM… Read more »

Pedro Rocha
Visitante
Pedro Rocha

Olá senhores! Acredito que haja um erro no texto, pois esse armamento não possui propulsão! Senhores nos estamos desenvolvendo armamentos similares com três sistemas de guiamento por satélite! Para o nosso sistema ficar completo está faltando o direcionamento ativo por imagem para alvos moveis!
Em tempo: Nas nossas bombas guiadas mais uma vez está aparecendo nossa maior deficiência – a plataforma inercial. Essa tecnologia é a mais sensível hoje em dia, espero que a França nos ajude nesse aspecto… Talvez!

th98
Visitante
th98

JULIO ANDRE
gato escaldado tem medo de agua fria

Galileu
Visitante
Galileu

…hahahah não não, esse GPS é o Europeu made in USA

Sei não mais o (Galileu) sistema de posicionamento global da Europa não sai nessa década.

Mais tem problema não eles são independentes dos yankees!! pelo menos é o que os Dr da política nacional diz, ainda bem que temos esses gênios

JULIO ANDRE
Visitante
JULIO ANDRE

MAS O QUE GARANTE QUE OS FRANCESES VÃO REPASSAR ESSA TECNOLOGIA, OU, SE QDO REPASSAREM NÃO ESTARIA DEFASADO, CORREMOS RISCO DE TODA FORMA. NAO TEMOS COMO RECORRER A DIGAMOS, A UMA OMC, COMPLICADO ENTENDER ESSAS PARCERIAS. DE QUALQUER FORMA TEM UM DITADO DE ALEXANDRE O GRANDE, “A SORTE FAVORECE OS AUDAZES”.

Bosco
Visitante
Bosco

Pedro,
no texto não fala de propulsão, mas se falasse estaria correto.
Essa “bomba” possui propulsão sim. O conjunto traseiro é constituído de aletas extensíveis e um motor foguete sólido de baixo empuxo que funciona por cerca de 10 segundos. Aumenta o alcance em lançamentos principalmente feitos a baixa altitude.
Pode ser que exista a opção “sem motor foguete” mas em geral elas são propulsadas, o que as faz ser na prática um “míssil”.
Um abraço.

Ricardo_Recife
Visitante
Ricardo_Recife

2/4 da tecnologia do J-10 Chengdu não é chinesa.Este usa um conjunto de tecnologias russa, israelense, francesa, e até americana (a Grumman trabalhou em parte do projeto). Caso o governo brasileiro resolvesse participar do desenvolvimento do Gripen NG seria uma oportunidade ímpar, pois permetiria depois, com planejamento de longo prazo, construirmos um modelo completamente desenhado no país. Qualquer dos outros competidores já são projeto completamente amadurecidos, sem possibilidade de evolução a posteriori. Hoje um conjunto de mais de 20 empresas brasileiras já participam do desenvolvimento do NG, inclusive do radar EASA. Infelizmente tal participação deve ter fim, ou redução considerável,… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

O texto fala em “aumento de alcance” que pode ser conseguido tanto com o uso de superfícies de sustentação, propulsão, assim como uma combinação das duas.
No caso da ASSM é uma combinação de propulsão (motor foguete) com aletas extensíveis.
Outro abraço.

JULIO ANDRE
Visitante
JULIO ANDRE

CONCORDO COM VC RICARDO_RECIFE
ISSO QUE EU QUERIA FAZER ENTENDER, O AVIAO CHINES, FEZ PARCERIAS COM VARIOS PAISES, E ESTA DESENVOLVENDO SEU PARQUE TECNOLOGICO. DEVERIAMOS TRAÇAR DIRETRIZES PARA FAZER ISSO ACONTECER, DESENVOLVIMENTO TEM PREÇO.

Bosco
Visitante
Bosco

Nunão,
mas salvo engano parece que “opcional” ficou sendo as aletas SEM o motor foguete.
Pelo menos em todas as fotos que estão disponíveis mais recentemente parece sempre ser o kit com propulsão.
Um abraço.

latino
Visitante

bom uma noticia off topicp

Octávio Costa

O ministro da Defesa, Nelson Jobim (PMDB), não vai tratar da compra dos caças na audiência que ocorrerá esta semana na Comissão de Defesa Nacional do Senado. Responderá a perguntas sobre o Programa Nacional de Direitos Humanos. Aliás, Jobim proibiu a Boeing de trazer para Brasília os F-18 Super Hornet que acompanharão o porta-aviões Carl Vinson em exercício no Rio, no dia 27.

Fonte: NOTIMP

queria ver os f 18 bombadearem brasilia para alegria geral .rs

Bosco
Visitante
Bosco

Nunão,
mas eu falei o contrário. Me parece que o motor foguete está sempre presente. O que parece ser raro e opcional é o conjunto de aletas sem o motor foguete.
Um abraço.

Fabio
Visitante
Fabio

Tomara que o Lula deixe o governo sem anunciar o vencedor. Espero que o Serra entre e feche logo a compra dos Hornets com os Americanos. Essa novela já virou diarreia mental… Ninguem mais aguenta… Rafale é caro ? Ok… Gripen é fraquinho e ainda no papel ? Ok… Entao escolhemos logo o mais viavel dos 3… SUPER HORNET !!! Se o Brasil não aprendeu nada com o AMX não vai ser agora que vai querer construir um Stealth… ACORDA BRASIL !!!

Justin Case
Visitante
Member
Justin Case

Amigos,

Para quem quer se aprofundar, o link que segue conduz a um artigo sobre o uso do AASM para a tarefa SEAD.
O documento está em francês, e o artigo está na página 5.

http://www.guerrelec.asso.fr/archives/lettre39.pdf

Abraços,

Justin

“Justin Case supports Rafale”

ezeca
Visitante
ezeca

séra que somente eu acha que não da pra fazer como a China parte do seu desemvolvimento e em fução de ter uma cadeira no CS o costume de copiar tudo e todos ter + de1 bilhão de pessoas em uma ditadura. se quisermos um caça produzido aqui terimos que entra em um projeto de desemvolvimento de turbinas. Parceria com alguem mais confiável que os EUA depois um caça de treinamento supersónico como a India, fez mesmo dando um passo maior que as pernas, em parcerias com outros paísses como Africa do Sul , Russia ou Argentina que assim como… Read more »

ezeca
Visitante
ezeca

Fabio
Na pior das hipotezes ele escolhe depoís eleição.
mas acho que ainda sai em fevereiro.

Bosco
Visitante
Bosco

Nunão,
mas o kit de cauda com “motor foguete” TAMBÉM tem “aletas dobráveis”.
Um tem SÓ aletas dobráveis.
O kit de cauda com foguete tem o motor foguete + as mesmas aletas dobráveis.
Sempre veremos as ASSM com as aletas abertas após o lançamento independente de ter motor foguete ou não.
É como a bomba americana Skiper guiada a laser.
http://sistemadearmas.sites.uol.com.br/mis/lgbagm123a.jpg
http://www.designation-systems.net/dusrm/agm-123a.jpg
Um abraço.

OTV
Visitante
OTV

engraçado, a notícia sobre algo técnico, e o povo retoma o FX2.

Wolfpack
Visitante
Wolfpack

A-Bomb, cuidado para não falar besteira… Leia o texto abaixo sobre o sistema de guidagem do AASM: http://www.aereo.jor.br/2010/02/12/aasm/ Características operacionais O AASM é uma arma ar-superfície do tipo “fire and forget” (dispare e esqueça) e “stand-off”, com alcance de 15km para lançamentos à baixa altitude e 50km em altas altitudes. A arma pode ser lançada do Mirage 2000 e pelo Rafale. Cada míssil pode ser mirado em alvos independentes, que serão atingidos com uma precisão de 10m na versão de guiagem inercial/GPS e com poucos metros na versão guiada por infravermelho. O AASM é uma bomba de 250kg que segue… Read more »

Wolfpack
Visitante
Wolfpack

Guiagem e não guidagem…

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Eu sempre escuto falar sobre as qualidades do Rafale e da tecnologia francesa em prosa e verso…

Da forma como ele humilhou os inúteis Typhoon e os orgulhosos F22…

Da transferência irrestrita de uma tecnologia praticamente extra-terrestre…

Mas nunca escuto os Rafalistas explicarem o que aconteceu na Frisian Flag de 2008, onde os alemães com os seus velhos e rodados F4F Phantom II, fizeram uma verdadeira hecatombe nos outrora invencíveis franceses e suas máquinas maravilhosas.

vassili
Visitante
Member
vassili

OTV, 19:43hs,

Verdade.

E tem outro que ainda torce para que os “vespões” do CVN Carl Vinsom bombardeie Brasília, para a total “alegria” nossa………

Eu hein, tô fora desta hipótese doida. Eu concordo que o Brasil deveria enfrentar uma situação de crise séria para dar uma acordada legal na mente do governo e do povo, mas não justamente contra os EUA. Deixo essa opção para o Chávez.

Abraços.

Bosco
Visitante
Bosco

A versão da AASM sem seeker terminal pode ser usada sem o GPS (devido a interferência do sinal, etc) mas teria sua precisão degradada deixando de ter um CEP de 3 a 10 metros para algo como 30 a 50 m para um lançamento de grande altitude, só com o sistema inercial. Não seria ruim, mas pode ser insuficiente para alvos reforçados, além de poder gerar maior dano colateral em alvos urbanos, por exemplo. Já a versão com sistema de orientação terminal IIR, somente o sistema inercial seria suficiente para garantir a precisão até um ponto em que o “imageador”… Read more »

A-Bomb
Visitante
A-Bomb

Wolfpack em 22 fev, 2010 às 19:54

Relaxe Wolf foi apenas uma brincadeira.
Apenas perguntei onde esta o equivalente frances do GPS.
Falei muita besteira?
Não disse que o armamento ficaria não operacional sem ele.
Mas que o mesmo fica com sua eficiência prejudicada isso fica.
Se GPS não fosse importante garanto ao colega que os franceses não usariam.

Sds

Ricardo
Visitante
Ricardo

JULIO ANDRE em 22 fev, 2010 às 15:05
SE A CHINA ESTA CONSEGUINDO, PQ NOS NÃO.

Na china bandido perde a mão ou é fuzilado. Aconteceria isso com a cúpula?

Além disso, o Osíris pensa no seu negócio, e mais nada.

Francoorp
Visitante
Francoorp

A-Bomb em 22 fev, 2010 às 12:42

Já tem algum tempo o Brasil assinou o tratado com a Rússia, é ainda um ato genérico, mas dada a complexidade destes sistemas, pode-se dizer que o Brasil entrou no GLONASS, o GPS Russo.

http://panoramaespacial.blogspot.com/2008/11/glonass-rssia-e-brasil.html

Basta ter o ascesso no Datalink da plataforma aerea e das armas para fazer tudo funcionar a maravilhas com o Glonass.

Abçs A-Bomb, já falei demais de FX2….Fui!!

A-Bomb
Visitante
A-Bomb

Francoorp em 22 fev, 2010 às 21:44

Humm boa noticia.
Tudo que nos leve a uma maior independência em se tratando de defesa é muito bem vindo.
Vamos torcer para que a tranferência irrestrita francesa seja verdadeira.

Abcs Francoorp e obrigado pela boa noticia.

A-Bomb
Visitante
A-Bomb

Ricardo em 22 fev, 2010 às 21:21

Na realidade onde ladrao perde a mão pelo seu crime é em paizes Islamicos.
É um costume milinar dos Arabes.

Aqui no Brasil se fusilassem todos politicos corruptos faltaria munição.
Em Brasilia mesmo não sobraria ninguem vivo.

Tales
Visitante
Tales

22mil empregos… ahahahahahah… Muito boa essa!!!
Nem a GM no RS, nem a Ford na Bahia gerou tanto emprego…
Claro, 36 caças vão gerar 22 mil empregos!!!
120, então, vão gerar 70mil empregos… Cada empregado vai ser contratado para botar um ÚNICO rebite….
E tem gente que acredita nessa propaganda…
Os caras devem ter visto muito aquele seriado X FILES (Arquivo X), onde o lema do personagem principal, Fox Mulder, era, justamente “eu acredito”…
Segue o enterro…

Tales
Visitante
Tales

Rodrigo em 22 fev, 2010 às 19:57 “Mas nunca escuto os Rafalistas explicarem o que aconteceu na Frisian Flag de 2008, onde os alemães com os seus velhos e rodados F4F Phantom II, fizeram uma verdadeira hecatombe nos outrora invencíveis franceses e suas máquinas maravilhosas.” Manda aí um link ou uma foto de um Rafale no HUD de um F-4. Dentre as opções, eu posso te mandar um link com a: a) foto de um F-16 no HUD de um Rafale; b) foto de um SH no HUD de um Rafale; c) foto de um Typhoon no HUD de um… Read more »

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Tales, já que vocês gostam de informações do Google e as únicas que conseguem vem dele, coloque lá “Frisian Flag 2008” e não só as informações dos combates você irá ter, como algo muito mais preocupante sobre o lixo francês que vocês tanto amam. O excesso de problemas que ele apresentou durante este exercício, sorte que a Holanda é a ali perto e uma pequena ponte aérea de suprimentos foi criada para suprir as daminhas. Não tem sentido os alemães terem pintado as marcas de vitória, senão fossem reais, menos amiguinho.. Quem tem a necessidade de mostrar as poucas vitórias… Read more »

Bartolomeu
Visitante
Bartolomeu

Mas, afinal, qual é o preço desse kit? Por questões de segurança – risco de embarco, em caso do consumidor entrar em conflito – deve-se ter uma significativa quantidade desses kits em depósito. Como se diz no interior, dinheiro não cai do céu.

Bartolomeu
Visitante
Bartolomeu

Em lugar de “embarco” leia-se “embargo”

Ronaldo de souza gonçalves
Visitante
Ronaldo de souza gonçalves

O Rafael e um excelente caça , e e bom que possa usar um conjunto de armamento de diversas nacionalidades, quanto ao Gps eo glonass acho que o Brasil deveria usar os dois pois no futuro temos que hipotecamente está enfrentando armamentos e contra medidas dos dois lados. Eu tenho convição que a melhor opçaõ para o Brasil e na area defensiva, temos muito para defender e poucos recursos para gastar.

guilherme
Visitante

miseis de alta precisão