domingo, setembro 25, 2022

Gripen para o Brasil

Força Aérea Italiana bate recorde operacional com o Eurofighter

Destaques

Alexandre Galante
Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Eurofighter Italia

O 4º Stormo da Força Aérea Italiana, que opera o Eurofighter, bateu recorde de disponibilidade em janeiro de 2010, voando 200 sortidas e 260 horas, sendo 130 na última semana do mês.

A 4ª Ala Aérea foi a primeira unidade da Força Aérea Italiana a receber o Typhoon em 2004. Em 21 de de junho de 2009 ela recebeu a certificação da OTAN para cumprir missões de paz junto à NATO Response Force e em outubro atingiu a marca de 10.000h de voo.

- Advertisement -

17 Comments

Subscribe
Notify of
guest

17 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Giordani RS

Gosto muito deste avião. Acompanhei todo o desenvolvimento dele desde os idos dos saudosos Anos 80, as primeiras concepções artisticas, a frança abandonando o projeto, as primeiras imagens, as informações de que nao sairía do papel(qualquer semelhança do A400 é mera coincidência…hahahaha…), o primeiro voo…mas na boa, tenho minhas ressalvas quanto a capacidade operacional desta nave. Alguém sabe dizer, em poucas palavras, se o desenvolvimento dele foi satisfatório ou é outro F-111 da história?

Francisco AMX

Lindas fotos, mas assim como o Rafale ele tende a ficar absoleto em uma grande FA, dentro de 10 anos… efeito SU-50…
outros tendem a nem sair do papel… e outro ainda vai para o quartinho antes do que se espera… dando lugar ao F-35… que já chega tendo um cenário complexo pela frente… vai precisar do seu irmão maior para segurar a supremacia fantástica dos USA!

Sds!

Beretta

Pô Francisco,mesmo que o SU-50 não seja tudo isso esperado ele realmente vai mexer na balança de equilíbrio ao trazer um 5°G ”popular”.Concordo contigo nisso. Mas nem todos podem comprar mesmo que por uma ”pechincha” um caça de U$80mi(se o preço se confirmar) e nem todos precisam(Brasil se inclui nisso no meu ponto de vista).Aviões de 4,5° ainda tem leite pra tirar e muita capacidade operacional por pelo menos mais 15 anos.Não digo que temos que nos acomodar defasados,mas eu acho preferível fazer parte de um programa de um 4,5G atual(como os do FX-2) para se incrementar a capacidade da… Read more »

Ivan

Giordani RS,

O F-111 foi um bombardeiro, ou avião de ataque, de muito sucesso na US Air Force e na RAAF, onde operou.

Seu enorme alcance, sua capacidade de atacar em qualquer tempo, dia e noite, alta velocidade e carga paga eram respeitados por todos, em especial seus inimigos.

Apenas em que pese o prefixo F, de Fighter, nunca foi um autêntico caça, como muitos pretendiam.

Abç,
Ivan, o antigo.

ricjam
João Paulo Caruso

Mudando um pouco de assunto, alguém sabe porque esse avião não está no FX. Penso que é o melhor disponível e custa até menos que o rafale.

Nick

Como interceptador, superior ao Rafale. Mas também ficará (para não dizer que está)obsoleto em alguns anos. Faltou visão na concepção do Eurofighter, Rafale e Gripen NG. Ou chegaram atrasados.

[]’s

hms tireless

Caro amigo João Paulo:

Agradeça à “parceria estratégica”

Rafael

Eu considerava o Typhoon, o melhor vetor europeu, melhor que Rafale que a 4,5ª dos EUA e da Russia, mas depois da derrota acachapante para o Rafale, sua imagem ficou um pouco manchada na minha opiniao, vide o Dubai Air Show, no qual o Rafale só perdeu para o Raptor…Mas sem tem uma coisa que pesa a favor do Typhoon é o fato de ser um consorcio, preços divididos, e de ter varios clientes internacionais e muitas incomendas.

Humberto

Senhores,
Todos aviões vão ficar obsoleto algum dia (dizem que existe uma plaquinha em um fabricante de avião que diz mais ou menos..quando voar, já estará obsoleto), inclusive o F-22, no mais, vcs levam muita fé no PAK (ou 50), não dá para se comparar (ainda) um avião que está operacional com um que começou a voar nesta semana.
No mais dizem que o PAK é uma evolução dos Su-27 (tornaram (ou estão tentando) ele num de quinta geração), se isto rola com os russos, quem disse que não pode acontecer com o Typhoon (nome bonito)??
[]

hms tireless

“Eu considerava o Typhoon, o melhor vetor europeu, melhor que Rafale que a 4,5ª dos EUA e da Russia, mas depois da derrota acachapante para o Rafale, sua imagem ficou um pouco manchada na minha opiniao”

Sinceramente não creio na veracidade da informação posto que só foi divulgada pelos Franceses, que estão desesperados para vender o “queijo podre”. Acho pouquíssimo provável que em um dogfight, onde o EF-2000 possui capacidade supercruise e o Rafale não, o elefante branco francês pudesse sair vitorioso de forma tão avassaladora.

Francisco AMX

Poh, vão continuar negando os Russos? depois de muitos afirmarem que nem existia o SU-50, agora vão dizer que ele é feio, que é um flanker, que não tem nada… que isso, que aquilo… sugiro aos amigos ficarem quietinhos até prova em contrário! rsrsrsrsrs ou podem morder a língua denovo! O Su-50 quer queiram ou não, desde já, muda o cenário mundial da aviação! ele é prova viva do que os russos podem fazer, e do que fizeram, sem sair uma fotinho sequer, durante todo este tempo! somente USA para superar os russos em tecnologia militar e aeronáutica de ponta,… Read more »

jsilva

hms tireless em 03 fev, 2010 às 15:26

Pois acredite amigo, o “queijo podre” não vai virar um caça ruim só porque o governo brasileiro decidiu comprá-lo. É um excelente caça, o Eurofighter que o diga. Vamos aguardar os próximos exercícios internacionais.

Wolfpack

Estas fotos me lembra de Al Dhafra 😛 Sorry!

Luan

Índice operacional é tudo,avião que voa mais destrói mais.

Assim foi na guerra dos 6 Dias,muitos dos aviões que Israel destruio no chão estavam parados não por ocasião(uma boa parte sim),mas por que poucos tinham condições de voar mesmo.

Avião que não voa é destruido no chão!

[]’s

HMS TIRELESS

jsilva

O “fantástico” desempenho do queijo podre francês neste exercício, onde teria derrubado até o F-22 Raptor (vejam a ousadia!), deve-se unicamente à desesperada propaganda gaulesa, desesperada pelo fato do elefante branco ter perdido todas as concorrências que disputou inclusive para caças de geração anterior (vide Coréia do Sul, Singapura e Marrocos)sendo que apenas vai se sarar vencedor no FX-2 no tapetão, contrariando o relatório da FAB. contra fatos não há argumentos!

Giordani RS

Ivan, quando me referi ao F-111 foi em relação a sua gestação. Longa e conturbada. Em se tratando de aeronaves europeias, nada de anormal, mas voltando ao F-111, ele foi uma monstruosidade aérea. Surgiu para ser o primeiro caça faz tudo, deveria atender aos requisitos da USAF e da US NAVY(graças aos céus aquela versão naval foi um fracasso, caso contrário, jamais o mundo conheceria o F-14!), seus motores sofriam com o desenho das tomadas de ar, o peso só aumentava e pasmem, com todo o auxílio da NASA, os estabilizadores horizontais ficavam no mesmo nível das asas! É inegavel… Read more »

Últimas Notícias

IMAGENS: Chegou o navio ‘Minervagracht’ transportando mais caças F-39E Gripen da FAB

O navio multipropósito Minervagracht trazendo mais dois caças Saab F-39E Gripen para a Força Aérea Brasileira já chegou ao...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -