quarta-feira, maio 12, 2021

Gripen para o Brasil

Embraer entregou 244 aviões em 2009

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Resultado é 20% superior a 2008

e-jets - foto embraer

vinheta-clippingA Embraer entregou 91 jatos para os segmentos de aviação comercial, executiva e de defesa no quarto trimestre de 2009 (4T09), totalizando 244 aviões no ano, número superior à meta de 242 estabelecida. A carteira de pedidos firmes da Embraer totalizou US$ 16,6 bilhões em 31 de dezembro de 2009.

No 4T09, a Embraer entregou 23 E-Jets e três ERJ 145 para o segmento de aviação comercial; seis jatos Legacy 600, 52 Phenom 100, dois Lineage 1000 e o primeiro Phenom 300 para o segmento de aviação executiva; e um jato ERJ 135, dois Phenom 100 e um EMBRAER 190 para o mercado de defesa.

No segmento de aviação comercial, a Embraer assinou no 4T09 contratos com a Oman Air, da região do Golfo Pérsico, para a venda de cinco jatos EMBRAER 175, e com a companhia aérea austríaca NIKI Luftfahrt GmbH, que confirmou direitos de compra para mais dois EMBRAER 190. Nos últimos três meses do ano, a Embraer deu as boas-vindas à Air Astana, empresa aérea do Cazaquistão, que operará dois EMBRAER 190 na Ásia por
meio de um acordo de leasing com a companhia norte-americana Jetscape, Inc.

No último trimestre de 2009, a Embraer iniciou as entregas do jato executivo Phenom 300, da categoria light, certificado em dezembro pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), do Brasil, e pela Federal Aviation Administration (FAA), dos Estados Unidos. Em outubro, a Embraer lançou um novo jato executivo – o Legacy 650, da categoria large – e anunciou o primeiro pedido da Aircraft Asset Management AAM GmbH, da Alemanha, para duas aeronaves desse modelo. Outro destaque foi o crescimento do número de entregas de jatos Phenom 100 – 52 aeronaves no 4T09.

No mercado de defesa, a Embraer anunciou a assinatura de contrato com a Royal Thai Navy (Marinha Tailandesa) para a venda de um segundo jato ERJ 135. O Governo Brasileiro recebeu o segundo jato EMBRAER 190 configurado para cumprir missões da Presidência da República, após a entrega do primeiro avião em setembro. Em dezembro, a Embraer iniciou as entregas de Super Tucano para dois clientes: duas aeronaves foram para o governo da República Dominicana, que encomendou oito aviões, e outras quatro foram para a Força Aérea do Chile (FACH), que receberá 12 aviões.

FONTE: Embraer

- Advertisement -

6 Comments

Subscribe
Notify of
guest
6 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Luan

Mesmo em ano de crise,mas pensar em recontratar os milhares que foram demitidos por medo…nada!

Vai entender.

[]’s

Humberto

A crise mundial continua brava, é claro que os números da Embraer são ótimos contextualizando o mercado atual. O que dá para ver que a opção da Embraer em ir para a aviação executiva foi acertada, creio que fabricação das mesmas demande bem menos gente se comparada aos E-jet (excetuando os dois Lineage 1000). Posso estar errado mas enquanto as vendas dos E-JET não aumentarem substancialmente, não haverá um aumento no numero de empregos pela Embraer.
Creio que o programa FX deva dar um bom impulso nas vagas na embraer..
Abraços

Ivan

Humberto, Com o F-X2 não vejo muito crescimento de postos de trabalho na Embraer, até porque o provável vencedor será o Rafale e a montagem do mesmo só se dará a partir da 7ª (sétima) unidade, lá por 2014 ou 2015, com um crescimento gradual da nacionalização do mesmo. Então, vai demorar. No caso do Gripen NG talvez houvesse maior atividade, já que a intenção declarada da SAAB era terminar o projeto em conjunto com a Embraer, além da promessa de compra de 30 unidades para a Força Aérea Sueca, somadas as 36 do F-X2, sendo todos montados no Brasil.… Read more »

Wolfpack

Resultado é 20% superior a 2008 e 4.000 demissões.
Este resultado é ótimo para lembrarmos que a Embraer é uma empresa privada cujas ações atendem pela sigla EMBR3.SA e que o FX2 e nem a FAB podem se basear em um desejo privado.
ABS

Mauricio R.

De acordo c/ o site flightglobal, a queda nas entregas da Embraer foi de 25%!!!

(http://www.flightglobal.com/articles/2010/01/13/337088/embraers-airliner-deliveries-drop-25-while-net-orders-are-in.html)

“On the sales front the airframer’s airliner models suffered more cancellations than orders during 2009, with the E-Jet family’s net orders standing at -14 and the ERJ-145 on -25.”

Alecsander

Que bom, os comentários voltaram a serem liberados. Bem com relação aos resultados da Embraer, é uma boa noticia, imagine se não tivesse ocorrido esta crise! O resultado só não é melhor devido as demissões ocorridas em 2009. Concordo com o Ivan, o KC-390 será futuramente a melhor alavanca geradora de empregos na Embraer.

Um grande abraço.

Reportagens especiais

Os AMX da FAB no Red Flag 98-3

Os AMX (A-1) brasileiros também mostraram sua capacidade no Exercício Red Flag, em Nellis nos EUA. Em agosto de 1998,...
- Advertisement -
- Advertisement -