Home Noticiário Internacional FAB prefere caça sueco a francês

FAB prefere caça sueco a francês

882
233

Gripen NG

ELIANE CANTANHÊDE

vinheta-clippingO caça francês Rafale, da empresa Dassault, ficou em terceiro e último lugar no relatório técnico que o Comando da Aeronáutica entregou ao ministro da Defesa, Nelson Jobim, sobre o projeto FX-2, de renovação da frota da FAB. O Gripen NG, da sueca Saab, ficou em primeiro lugar na avaliação, e o F-18 Super Hornet, da norte-americana Boeing, em segundo.

O resultado tende a gerar constrangimentos no governo e mais atrasos para a decisão final sobre o projeto de compra de 36 caças, ao contrapor a avaliação técnica da Aeronáutica pró-suecos à preferência política do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da área diplomática pela oferta que foi apresentada pelos franceses

A decisão pró-Rafale chegou a ser anunciada em nota conjunta assinada pelos presidentes Lula e Nicolas Sarkozy, em setembro passado, mas o governo brasileiro recuou depois da repercussão negativa na FAB e entre os concorrentes, já que a avaliação técnica nem sequer havia sido concluída.

Agora, o governo está num impasse: ou passa por cima do relatório da FAB e fica com os Rafale, ou desagrada o governo francês e opta pelo Gripen NG. Formalmente, o presidente Lula está liberado para escolher qualquer um dos três.

Conforme a Folha apurou, o “sumário executivo” do relatório da FAB, com as conclusões finais das mais de 30 mil páginas de dados, apontou o fator financeiro como decisivo para a classificação do caça sueco: o Gripen NG, até por ser monomotor e ainda em fase de projeto (se baseia no Gripen atual, uma versão inferior em performance), é o mais barato dos três concorrentes finais.

081215-F-7823A-285

A diferença de valores é tanto no quesito preço do produto como no custo de manutenção. A Saab diz que ofereceu o Gripen pela metade do preço do Rafale, ou seja, algo na casa dos US$ 70 milhões. Afirma que a hora-voo de seu avião é quatro vezes menor do que a do francês, o que a Dassault rejeita: como o Rafale tem duas turbinas, é mais caro de operar, mas teria melhor performance.

Quem vai arcar com todos esses custos, durante os cerca de 30 anos de vida útil do jato, é a FAB, que considera a questão prioritária.

Pesou também o compromisso de transferência de tecnologia. O Gripen NG é um projeto em desenvolvimento que oferece em tese mais acesso a tecnologias para empresas futuramente parceiras, como a Embraer. Há a promessa genérica de produção final no Brasil, mas de resto o Rafale também diz isso. O problema é que o francês é um produto pronto, supostamente com menor taxa de transferência de conhecimento de produção.

O relatório da FAB não considerou como negativo o fato de o jato sueco ser monomotor, já que em aviões modernos isso é visto com um problema menor na incidência de acidentes.

Rafale e AM-39 - foto Dassault e MBDA

Já o Rafale apresentou três obstáculos, na análise da FAB:

1) Continuou com valores considerados proibitivos, ao contrário do que o presidente da França, Nicolas Sarkozy, havia prometido a Lula.

2) O prometido repasse de tecnologia foi considerado muito aquém da ambição Brasileira. Trata-se de um “produto pronto”, que teria, ou terá, dificuldades para ser vendido a outros países a partir do Brasil.

3) A Embraer, consultada pela Aeronáutica, declarou que, se fosse o Rafale, não teria interesse em participar do projeto, pois lucraria muito pouco em tecnologia e em negócios.

O relatório foi feito pela Copac (Comissão Coordenadora do Programa Aeronaves de Combate) e ratificado pelo Alto Comando da Aeronáutica no dia 18 de dezembro.

Jobim voltou ontem à noite a Brasília pronto para se reunir com o comandante da Aeronáutica, brigadeiro Juniti Saito. Oficialmente, para ganhar tempo, a versão do governo é que a FAB ainda não lhe entregou o documento.

O ministro já sabe do resultado desde uma viagem que fez com Saito à China e à Ucrânia, no final do ano. Os dois aproveitaram uma escala justamente em Paris para discutir a questão com o presidente da Copac, brigadeiro Dirceu Tondolo Noro, que, conforme a Folha apurou, foi chamado de última hora a viajar à capital francesa para encontrá-los.

É uma das grandes compras em curso no mundo, e pode bater os R$ 10 bilhões.

Em entrevista à Folha em dezembro, Jobim admitiu que tinha interferido para mudar as regras do relatório da Copac, mas sem assumir que a intenção era evitar que a FAB indicasse um favorito que não batesse com o do Planalto.

FONTE: Folha de São Paulo, via Notimp / FOTOS (de cima para baixo, conforme a classificação sugerida pela matéria): Gripen International, USAF e Dassault / MBDA

COMPLEMENTO: ouça o podcast “2010 começa com dois abacaxis militares para Lula” com análise da jornalista que assina a matéria, na Folha Online, clicando aqui. O Portal G1, comentando a reportagem da Folha de São Paulo, acrescentou que “a assessoria do ministério da Defesa disse ao G1 que Jobim só tratará do tema na próxima semana, quando retorna de férias. O Centro de Comunicação Social da Aeronáutica afirmou que a FAB só se manifestará oficialmente junto com o ministério. Apesar da questão técnica, a decisão final cabe ao presidente Lula. Ele pode ignorar a preferência da FAB e escolher qualquer um dos três modelos que seguem na concorrência. A tendência é que o escolhido seja anunciado no início deste ano.” (clique aqui para acessar matéria do G1)

NOTA DO EDITOR: Como dissemos no editorial “F-X2: surpresas em janeiro de 2010?“, a demora na decisão final do F-X2 indicava que havia diferença nas escolhas do Governo e da FAB. O Poder Aéreo, que tem acesso a algumas fontes importantes, também sabia que o F/A-18E/F teria alcançado melhor posição que o Rafale, por isso o título do editorial. Agora é esperar a martelada (ou não) do presidente.

VEJA MAIS:

Subscribe
Notify of
guest
233 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fábio Mayer
Fábio Mayer
10 anos atrás

O que está claro é que a FAB preza o custo operacional, e por esta razão escolheu o Gripen. E a preocupação vai mais longe. O presidente Lula e mesmo a eventual presidente Dilma podem bancar o custo de manter os Rafale (o que eu duvido), mas, e deles em diante, uma vez que são aeronaves para 30 ou 40 anos de uso? Quantas aeronaves estavam estocadas em hangares, entre F-5, A-1, A-4 (na marinha) e helis de todos os tipos? Houve uma época em que a FAB contava com menos de 40% de suas aeronaves efetivamente operacionais. Mais do… Read more »

Ivan
Ivan
10 anos atrás

Amigos,

Muita calma nesta hora!

Sou Gripeiro, vcs sabem, mas acredito que há muita coisa para rolar ainda.

Pode ser inclusive uma manobra, muito bem orquestrada por sinal, para forçar a Dassault uma redução dos preços, já que não temos mais os Russos na disputa.

Tudo é possível.

Contudo eu já dava a disputa resolvida para o Rafale desde 7 de setembro passado, mas agora me parece que o jogo está aberto.

Abç,
Ivan.

JC
JC
10 anos atrás

A FAB eh gato escaldado…alias, as forcas armadas o sao.
E a conta quem vai pagar eh o futuro governo, nao o lulla….
Entao, apesar de preferir o SH, entendo a razao deles em dar prioridade a algo mais barato. E pra industria nao tenho duvida q eh a melhor escolha.

Tiao
Tiao
10 anos atrás

Eu não confio na fonte. Pra mim tudo bem o gripen em primeiro… mas o Hornet em segundo? depois de todas as críticas feitas pelo próprio pessoal da FAB aos americanos? Incluindo o caso do P3Am? sei não

Schneider
Schneider
10 anos atrás

Well, well, guys, a novela tem prosseguimento. O tal do relatório saiu. Agora vamos esperar o presidente Lula meter goela abaixo o Rafale, pois a decisão passa também (o correto seria dizer “principalmente”) pelo aspecto político. Não acredito que os norte-americanos levarão, não importando o que possam oferecer. O governo Lula, apesar do que possam criticá-lo, discretamente está dando o troco por décadas de interferência negativa dos gringos em nosso pais. Muitos países, e o Brasil se insere neste conjunto, estão boicotando sutilmente o EUA. De qualquer maneira, ao meu ver, a Aeronáutica teve o mérito de ter realizado seriamente… Read more »

Deio
Deio
10 anos atrás

Concordo com o Ivan, ainda tem muito chão.

Agora, a questão de custos é tão importante quanto a qualidade do sistema de armas. Se não há garantia de que haverá custeio, seja qual for a aeronave, então para tudo! Não compremos nada e desativemos o que está por aqui!

Sou a favor do Gripen, mas o fato de ter custo supostamente menor do que os demais não garante a ele uma vida digna por aqui.

Duas coisas difíceis de se conseguir:

1. TT das empresas fabricantes dos aviões
2. garantia de custeio por parte do GF.

Abraços

Felipe Cps
Felipe Cps
10 anos atrás

Bem, a verdade é que a análise está bem feita demais para ter sido elaborada apenas com informações do bestunto de uma mera jornalista como a EC. Pra escrever o que ela escreveu há que se ter tido acesso a informes de pessoal gabaritado. Assim, a verdade dolorida para franceses, franchélicos (by MO, rsrs) e o Partido Institucional dos Apoiadores Incondicionais do Governo (vulgo PIAIG) é que, ou Eliane Cantanhede deu o maior “hoax” de toda sua carreira ou, meus amigos, A C A B O U!!!! 🙂 Com um detalhe hein: RAFALE EM Ú L T I M O… Read more »

Thierry
Thierry
10 anos atrás

http://img.over-blog.com/499×342/0/50/29/09//AvionJSFAnalysMd-Nrc080909-copie-1.jpg
dutch air force multicriteria analysis in points (2002);despite the points,the political choice went for the JSF(F35)
look on the chart the F18 and Gripen place compared to the Rafale
http://bruxelles2.over-blog.com/article-22711204.html

Here in Brazil for FAB,Rafale=the worst .Strange.Or Dassault-France didn’t reduce the price enough?
In this jungle competition war, every means is used to disqualify the Rafale I consider as the best advanced fighter of the 3.

Edmar
Edmar
10 anos atrás

Caros Amigos.:

Qual é o alcance do radar do “Saab Gripen NG”?

Alguém pode me responder!!!

Abraços.

Nick
Nick
10 anos atrás

Srs, Lula : Companero Sarkô , sinto muito já era!! 😀 Sério: Lula se quiser pode peitar todo mundo e comprar o Rafale por birra mesmo. É ele quem manda. A palavra final é dele. Mas estamos em um ano eleitoral. Para que se indispor com a FIESP? com a FAB? para que dar “munição” para a oposição? A “Alinça Estratégica” com a França sairia arranhada? não acredito… Ainda tem muitos equipamentos para as 3 forças a comprar e não vai ser os Rafales que vão azedar essa relação. Lula pode fazer duas coisas: Anunciar o Gripen NG(a contra gosto,… Read more »

Nick
Nick
10 anos atrás

errata: Alinça = Aliança… =/

Bosco
Bosco
10 anos atrás

O Gripen tem mais cara de Brasil. Monomotor e barato.
E também pra mim é o que melhor contempla a tão sonhada TT.
Sem falar que é uma plataforma muito mais apta a integrar armas de diversas procedências, inclusive domésticas.
Seu defeito é não contemplar a aliança estratégica.
Se adquirirmos SH ou Rafale com certeza teríamos que ter um mix Hi-LO na FAB. Adquirindo o Gripen não precisamos e toda a frota pode ser padronizada.
No máximo teríamos o Gripen como Hi e o Super Tucano como Lo.

Tiao
Tiao
10 anos atrás

“Edmar em 05 jan, 2010 às 9:35

Caros Amigos.:
Qual é o alcance do radar do “Saab Gripen NG”?
Alguém pode me responder!!!
Abraços.”

Não há resposta possível pois o radar de abertura sintética do caça sueco ainda não existe. Foi contratada a SELEX para desenvolve-lo, mas até agora nada.

Vilas Nobre
Vilas Nobre
10 anos atrás

Sou favorável ao Gripen NG, mas esta reportagem da Folha é ridícula… a FAB fez um relatório técnico de 30 mil páginas para dizer que o NG é o melhor baseando-se apenas em custo de aquisição e operação (bastava plotar isto numa planilha comparativa de 3 colunas…) ? E todos os outros critérios que foram apontados como balizadores da decisão final ?

É claro que o custo é um dos fatores principais no processo de seleção, mas resumir tudo a isto é muito simplório para uma escolha tão complexa quanto esta.

grifo
grifo
10 anos atrás

Isto é a mera confirmação do que muitos aqui já diziam. Em respeito à hierarquia e ao processo, a FAB apanhou calada mas continuou em frente, conduzindo a sua avaliação de forma impecável. Espero que em breve o relatório seja apresentado oficialmente e todo mundo possa ver a diferença entre o que Sarkozy e os lobistas do Rafale falavam para a mídia, e o que *realmente* era oferecido na proposta. E ver também qual é o precinho camarada que os nossos “parceiros estratégicos” estavam pedindo. Vai ser um momento também muito esclarecedor para se ver a quantidade de bobagem que… Read more »

Felipe Cps
Felipe Cps
10 anos atrás

Ah, desculpem-me: em meu comentário, onde se lê “mera jornalista”, leia-se “mera jornalista não especializada”.

Sds.

JC
JC
10 anos atrás

Felipe, gostei do PIAIG. Em outros foruns…especialmente no defesa brasil, tem cada maniaco! Tem cara q se ler alguma insinuacao negativa ao governo ou ao aviao “delles”, te ameaca de morte (ou quase)!

Como aviao, pode ser q o Rafale seja o melhor…pode ser. Mas no geral, levando tudo em conta, acho q a FAB escolheu bem. Adianta comprar BMW e depois nao poder pagar o IPVA e o seguro? Vamos de Vectra com tudo em dia e com os opcionais…

Wilhelm
Wilhelm
10 anos atrás

Parabéns à FAB.
Temos que ser pé no chão!
Algum visionário lá de dentro percebeu que não dá pra construir Sub nuclear, bancar a Copa, Olímpíadas e ter caça de ponta ao mesmo tempo.

JC
JC
10 anos atrás

Grifo, duvido!!! que vao liberar esse relatorio….

Bosco
Bosco
10 anos atrás

OBS:
não estou virando a casaca não. Para os 36 vetores da FAB torço para o Super Hornet por ser um produto acabado, testado e robusto.

Mingado
Mingado
10 anos atrás

Estranho… Muito estranho.

Mas curiosamente, começo a acreditar que a FAB corre o risco de ficar é “a ver navios”, sem qualquer um dos 3 na disputa.

Se o Brasil não tem condições de manter nem F5, não pode manter nenhum dos 3 concorrentes.

E é isso aí, a novelinha está pra terminar com o pior final possível. Acho que o mais adequado a FAB é ficar operando caça dos anos 60 mesmo, é o que está “de acordo” com a gestão militar por parte do governo federal.

Deio
Deio
10 anos atrás

Thierry,

Rafale is not the worst but according to FAB criteria (we don’t know exactly what) it is the less indicate.

I think that the acquisition price and life cycle cost influenced this virtual decision.

Braziliano
Braziliano
10 anos atrás

Depois dessa passei a apostar no F-X3.

Vai começar tudo de novo.

Aguenta coração!

Lucas
Lucas
10 anos atrás

Olha, como o Gripen é um bom avião e tem pouco gasto, acho que seria uma boa ter uns 120 aviões Gripen.

Lucas
Lucas
10 anos atrás

Só que os Gripens que eu quero tem que ter os mísseis Iris-T e Meteor.

robert
robert
10 anos atrás

thierry…
is it the gripen or the gripen ng??

Bosco
Bosco
10 anos atrás

3000 páginas para um relatório?
Com certeza o relatório é menor. Seria inconcebível um relatório desse porte. 3000 páginas deve ser o montante gerado na avaliação que será simplificado no relatório.

Sávio Miranda
Sávio Miranda
10 anos atrás

Acho a opção do Gripen NG bem mais viável. O Rafale é o mesmo caso de quem tem um carro popular e quer comprar um carro médio:(o médio) É mais confortável ? É! Tem melhor performance? Sim! – Mas quem sempre comprou pneu aro 13 vai aguentar o custo de um pneu aro 15? E o ipva? E o consumo de combustível? Custo de manutenção? O Rafale é do c…! Mas… É caro de manter. Comprar 36 e manter 12 voando? O leque de armamentos do Gripen é tão bom quanto os dos outros 2. O Gripen já está pronto… Read more »

Wolfpack
Wolfpack
10 anos atrás

ACABOU PESSOAL, PODE ESCREVER QUE ACABOU. O FX2 SERÁ CANCELADO como foi o FX1. A FAB não mexe no status quo, e sua preferência pelo SAAB Gripen NG atende como muitos escreveram a Embraer (futuro berço para os Fabianos) e a se manter a situação atual da FFAA, nada de se mexer em gastos com previdência, pensão e reservistas. Vamos que vamos. O Lula dará um cala boca no Vanucci sobre a lei revanchista de se investigar os crimes durante a Ditaduras e para não deixar barato dará outro cala boca na FAB e companhia fazendo-se passar pelo vexame de… Read more »

Felipe Cps
Felipe Cps
10 anos atrás

Com a vênia do Aéreo, posto de novo o que já venho dizendo há muito tempo: “Dodecálogo de razões para que o Gripen NG tenha vencido o FX2: 1. Menor preço de aquisição; 2. Baixo custo por horas de vôo, importantíssimo para um orçamento militar altamente oscilante e errático (um infeliz precedente histórico…); 3. Facilidade e menor equipe de terra na manutenção e ressuprimento; 4. Modularidade dos aviônicos (a aeronave pode ser modernizada com mais facilidade, velocidade e menor custo); 5. Transferência tecnológica em tempo real (com desenvolvimento conjunto) de todas as tecnologias sensíveis (precisamente as que o Brasil não… Read more »

grifo
grifo
10 anos atrás

“Here in Brazil for FAB,Rafale=the worst .Strange.Or Dassault-France didn’t reduce the price enough?” Pode escrever em português mesmo meu amigo. Não sei o que você acha estranho. O Rafale perdeu todas as concorrências que entrou, aqui é só mais do mesmo. A Dassault não tem como reduzir o preço. A maior parte do custo vem dos seus fornecedores – SNECMA, Thales, Intel e outros. Existe um limite no que ela pode cortar, quando chega nos custos dos componentes não tem mais para onde ir. Para a FAB no entanto ficou pior ainda o custo de operação da aeronave ao longo… Read more »

Edmar
Edmar
10 anos atrás

Caro Amigo Tiao.:

Eu ouvi ai pela internet que e o radar o “Saab Gripen NG” iria poder detectar um caça voando a 130 Km. Será???

Abraços.

Sávio Miranda
Sávio Miranda
10 anos atrás

Pra que 30 mil páginas? Bastam as poucas linhas que o Felipe CPS escreveu. O resto é só conversa para “francês dormir”…

JC
JC
10 anos atrás

Wolf, soh acaba sem definicao se o lulla nao fizer uso de sua atribuicao e escolher o que ele quer, mesmo indo contra os especialistas da FAB. Acho q ele vai de Rafale assim mesmo…estao tentando achar uma maneira de justificar isso, dai a demora. Minha opiniao. Se ele nao tiver coragem pra isso, ou algum outro motivo, vai de Gripen ou, entao, ai sim, cancela denovo ou enrola pro proximo presidente Serr, ups, ato falho. O pior, pra mim, eh que o meu SH jah era….de vez. A nao ser que o Obama aponte um ICBMzinho pra esplanada e… Read more »

Edmar
Edmar
10 anos atrás

Caros Amigos.:

Será que vai vir o FX 3 ???

Será que vai ser os novos concorrentes:

“Sukhói SU-35″…….”Pak FA T-50″…….”F-35″……..”F/A-18 S H”……Rafale F-3″……..”Mig-35″……..”Saab Gripen NG”……….”Typhoon”………

Wolfpack
Wolfpack
10 anos atrás

Grifo o Gripen NG ganhou quais concorrências até agora. Oferecendo dois pelo preço de um imagino que deveria ter uma performance de mercado melhor. Pois é isso que balisou o FX2, e por isso que digo que o modelo do FX2 foi o equivocado, pois priorizou os custos de operação e para tanto deveri opor vetores com iguais custos operacionais como ocorreu no FX1, logo estariam os F16Blk60, Mig35, Gripen NG, SU27 e Mirage2000-9, os chineses J10 e indianos Tajes. Agora considerar um equipamento como o F18E/F e Rafale em um mesmo balaio, só para a FAB mesmo. Parabéns, agora… Read more »

Wolfpack
Wolfpack
10 anos atrás

Edmar nunca pois a FAB não pode operar um PAK-FA, F35, isso foi sonho de alguém que via alguma mudança estrutural na Força, de dentro pra fora, nada como o que está ocorrendo agora. Teremos F5EM com AIM9B até 2020, pode escrever e isso se sair.

Thierry
Thierry
10 anos atrás

robert

in 2002 in the dutch NL analysis was the Gripen
the swiss 2009 FX2 analysis is also on the Gripen – I never read any words in Switzerland speaking about the “NG” only in Brazil people speak about a Gripen NG
look at that
swiss link
http://www.pro-kampfflugzeuge.ch/f/kosten-f.php

Francisco AMX
Francisco AMX
10 anos atrás

A FAB quer ter custos reduzidos? balela! vou soltar o verbo agora, apesar de não acreditar nesta reportagem, vou classificar a FAB, em seus comandantes atuais e os que já passaram, o que eles fizeram para transformar a força numa instituição eficiente, com o orçamento bilionário que recebe todo ano? nada! continuam a inflar a instituição! continuam a aumentar a folha de pagamento! continuam mantendo um monte de conscritos! continuam promovendo mais oficiais generais que poderiam e precisariam, continum aumentando a conta de pensões e pagamentos extras… adidos militares… e por aí vai! um verdadeiro saco sem fundo! e agora… Read more »

fredy
fredy
10 anos atrás

Em um país com tão limitados recursos para a área de defesa como o Brasil o preço unitário e principalmente os custos de manutenção da aeronave são importantíssimos no processo de escolha. Não tenho dúvida que o rafale é um avião muito capaz, mas seu preço parece estar muito distante dos oferecidos pela concorrência. Some-se a isso a total falta de preparo das autoridades executivas brasileiras na negociação do preço com os franceses. Ora, se vc pretende adquirir determinado produto seria integilente fazer com que o vendedor acreditasse que vc estaria mais enclinado a comprar o produto concorrente, no intuito… Read more »

Tiao
Tiao
10 anos atrás

“Caro Amigo Tiao.:
Eu ouvi ai pela internet que e o radar o “Saab Gripen NG” iria poder detectar um caça voando a 130 Km. Será???
Abraços.”

Em tese e levando-se em conta que a selex já produz radares com componentes semelhantes, talvez. No entanto a capacidade de detecção varia de acordo com o tamanho do alvo a ser detectado e as características deste. Além disso, sem o radar operacional essas informações são meras especulações.
Curiosamente na concorrência indiana a Saab ofereceu um radar israelense da Elta, que acabou por ser vetado pelo governo americano por conter componentes yankees.

Marco Antonio Lins
10 anos atrás

Srs

O que me deixa atonito é vermos tanto dinheiro nesses escandalos, não podermos manter um vetor de alta performace! O Rafale em combate simulado na Arabia Saudita superou todos os outros e ainda deu um sufoco no F-22. Os F-5 tem duas turbinas, o que fazer com eles? Deve ter um custo operacional alto! Não sou conta o Gripen, poderiamos ter eles! Mas não podemos deixar de ter
um vetor de alta performace.Temos Sukhoy,Park-Fa e tantos outros.
Só peço que reflitão bastante

Matheus
Matheus
10 anos atrás

O Lula não irá escolher o Rafale, pois assim estaria dando munição para a oposição e enfraquecendo sua candidata. Mesmo se o Lula escolher o Rafale, tal escolha tem que ser aprovada pelo senado, onde já demonstraram que a escolha da FAB é o que importa.
Caso seja cancelado o FX-2, sairíamos correndo atrás de aviões velhos, pois os Mirage 2000 vão ter de sair em 2015.

Deio
Deio
10 anos atrás

Wolf, um golpe de mestre do Sr Lula seria garantir às três Forças uma garantia de maiores orçamentos para a manutenção das atividades fim. Mas dificilmente fará, seja por desinteresse, seja por impossibilidade prática.

Eu tenho simpatia pelo Gripen, mas não rebaixo o Rafale. O que pega são os custos mesmo. Por isso você tem razão quando sobre as razões erradas do FX2.

Agora é torcer e rezar pra não dar zebra!

Abraço

Wolfpack
Wolfpack
10 anos atrás

Chico AMX, faço minhas as suas palavras, disse tudo e mais um pouco. Para FAB manter o status quo é o que interessa, desafios, bem um SPECTRA é muito para a capacidade destes caras. Gastam horas pintando alojamentos, aquele de mão de tinta sobre a ferrugem, mas a mordomia corre solta, e todos sabemos disso, mas ninguém têm a coragem de encará-los.

Felipe Cps
Felipe Cps
10 anos atrás

Pessoal, qualé, agora que a FAB contrariou vcs a moda vai ser desqualificá-la? Até agora a FAB era “tudo de bom”! Mudou? Oras…

JC
JC
10 anos atrás

“O Lula não irá escolher o Rafale, pois assim estaria dando munição para a oposição e enfraquecendo sua candidata.”

Se ele quer votos pra terrori, ups, outro ato falho!!! candidata delle, o melhor q ele faz eh dizer mais uma vez que o governo nao deve gastar dinheiro com isso e sim com outras coisas, como saude, estradas, etc, aquele papo que os “pacifistas” adoram e quem vende muito bem por ai…

E essa oposicao…sao uns incompetentes, nem saberiam como usar isso contra ele ou ela.

Francisco AMX
Francisco AMX
10 anos atrás

Querem saber! que a FAB fique com os F-5M, A-1M, A-29! já que não vão reduzir e transformar a FA em uma força eficiente e profissional, pq ter caças modernos e capazes? para colocarem nos hangares de aeroclube que tem nossas BAs? onde não tem uma defesa aérea de ponto sequer? visitem uma BA e vcs verão o que eu falo! tem um monte de gente enchendo linguiça e 2 mecânicos trabalhando feito louco! E Se o Gripen NG vencer, quero que venha junto a doutrina da FA Sueca! que foi nesta doutrina que este caça foi concebido! não para… Read more »

Wolfpack
Wolfpack
10 anos atrás

Matheus, segundo o WORLD AIR FORCES DECEMBER 2009, existem 620 F5 (incluindo os nossos) voando por ai, ou estacionados em algum hangar esperando pela FAB para preencher o GAP a partir de 2015, mas pode deixar que a FAB é especialista nisso, e dá um lucro danado pois têm Embraer, Aeroeletrônica e um cabide enorme pendurado nestas atualizações para o F5EM. É um negócio fantástico, mas terão que conseguir mais AIM9B para colocar nas pontas das asas rsrsrsrsrsrsrs, ai só em desmanche mesmo.

Alexandre G.R.S.
Alexandre G.R.S.
10 anos atrás

Prezados,

Mais uma vez, uma estúpida ingerência e uma grande “fogueira de vaidades” coloca em risco mais uma vez esse excelente projeto.
Essa disputa virou jogo politíco. Esquecemos de fato todos os aspectos pertinentes ao crescimento da nação. Tentamos “jogar jogo de gente grande” com métodos adolescentes. Creio que todos são responsáveis por mais essa futura derrocada, tanto governo quanto FAB quanto sociedade civil. Todos quiseram ir ao pote com muita sede e gana.
Faltou diplomacia. Faltou tato. Faltou vergonha na cara.
Estamos virando chacota internacional. Ingrata paródia…

Sds.