quarta-feira, maio 12, 2021

Gripen para o Brasil

Executivo da EADS acredita que USAF comprará o A400M

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

A400M-foto-AFP

vinheta-clippingO CEO da EADS North America, Sean O’Keefe, enumerou três fatores para que a USAF escolha o A440M como seu próximo avião de transporte estratégico dentro de cinco anos.

O A400M poderia preencher um grande hiato com a “aposentadoria” dos C-5A (a versão mais antiga do Galaxy que não será modernizada), o término do programa C-17 da Boeing e a limitada capacidade de transporte e alcance dos C-130 da Lockheed.

Segundo O’Keefe o A400M seria a única opção da USAF para esta situação que ocorrerá próximo da metade da próxima década.

A manutenção da linha de montagem do C-17 só não foi fechada ainda porque o congresso dos EUA liberou fundos para a aquisição de mais 33 aeronaves. Outras poderão ser adquiridas no ano fiscal de 2010.

O problema é que nem o prórprio programa do A400M está certo. Os parceiros do programa estão negociando com a Airbus o estouro do custo do projeto, avaliado em cinco bilhões de euros. Se o programa de testes ocorrer sem maiores problemas ou atrasos os primeiros exemplares de produção deverão voar em 2012.

FONTE: Flightglobal FOTO: AFP

NOTA DO BLOG: o senhor O’Keefe tem certa razão em dois aspectos. A modernização dos C-5, além de atender a um número pequeno de aviões para as necessidades dos EUA, não eliminará a busca do seu substituto no médio prazo. Também não há em solo norte-americano um estudo de aeronave de transporte estratégico bastante avançado para que o mesmo fique pronto até 2015.

LEIA TAMBÉM:

- Advertisement -

9 Comments

Subscribe
Notify of
guest
9 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
JACUBAO

Esse cara é otimista mesmo. Não acredito nessa possibilidade.

vassili

Poggio, imagino que isto seria motivo para outra briga de bastidores entre as fabricantes norte americanas de aeronaves e a EADS, como acabou de acontecer com o A-330 que competia para ser o substituto do B-707 REVO.

O lobby das empresas norte americanas é muito forte no congresso.

Abraços.

Bosco

Sem querer ser do contra, mas se eu pudesse pedir algo pro Bom Velhinho nesse Natal seria que os EUA reabrissem o programa ATT.
O ATT, pra quem não sabe, daria forma a um avião de transporte tático intrateatro com características furtivas, corpo extremamente largo e com capacidade ESTOL (pouso e decolagem extramamente curtas) ou até mesmo ‘vertical”.
Ele teria a mesma capacidade de carga do A400M.
A proposta da Boeing era dotada de 4 turbohélices montados em asas que podiam inclinar de modo a aumentar a sustentação, permitindo o pouso e a decolagem curta e em terreno despreparado.

Welington

Chega a ser ridículo pensar que os EUA deixarão de comprar produtos de suas empresas nacionais para comprar externamente. Os Americanos são muito patrióticos e isto é o correto, eles valorizam suas empresas. Atualmente estamos vendo o desenrolar do programa KC-X, a Airbus com seu modelo A330 tido como favorito por muito tempo desistiu da concorrência, pois os Americanos estão mudando as regras da concorrência para beneficiar a Boeing com os modelos KC-767 e 777, similarmente ocorre com a aquisição de aeronaves de ataque leve onde dois parlamentares foram ao escritório do secretário de Defesa do país, Robert Gates, pedindo… Read more »

Thierry

Welington, 100% agree with you
Private commercial airlines do not care but when it comes to military equipment,governments when domestic manufacturers can do the job will always choose them.Impossible for a government elect to act againts the nation interests and..its electors-give work here and there to the locals.

Welington

Thierry I agree 100% with you also rsrs, when it comes to military products preference must always be national companies, however well as quoted by you in the civilian market who have the best prices and products that win, because that’s how it works “capitalism civil …
A big hug Thierry …

Thierry

Man is the same everywhere! Too funny for me to discover this Seattle blog and get a quick look at some of the posts he he I had the impression to read someone here hummm ….just kidding,sorry http://blog.seattlepi.com/aerospace/archives/188015.asp and this comment: Posted by unregistered user at 12/12/09 1:55 a.m. “Airbus was created for two reasons: 1. to kill off at least one American airframer 2. become a European socialistic/govt supported jobs programme they have accomplished both goals and then some by thumbing their noses at both WTO rules, cutting corners on craftsmanship, and operating like a street vendor in some… Read more »

Felipe Cps

Thierry em 14 dez, 2009 às 17:54:

“they have accomplished both goals and then some by
thumbing their noses at both WTO rules, cutting corners
on craftsmanship, and operating like a street vendor in
some third world country. Add bribes and lies to the mix
and this pretty much covers the whole story.”

Ahahaha, funny, rsrs… Good to know we´re not alone… 🙂

Abraço.

Thierry

he he the post was for you but I see you have some humour.Good .
Abraço

Reportagens especiais

John Boyd, o piloto de caça que mudou a arte do combate aéreo – parte 3

Depois do caça F-86, os projetistas americanos desenvolveram uma crescente fascinação pela sofisticação nos caças, pela incorporação do avanço...
- Advertisement -
- Advertisement -