quarta-feira, maio 12, 2021

Gripen para o Brasil

Gripen supera as 130 mil horas de voo

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Gripen 130.000h

A frota de caças Gripen já voou mais de 130 mil horas. Atualmente, os caças Gripen operam nas Forças Aéreas da República Tcheca, Hungria, África do Sul e Suécia, além da Escola de Pilotos de Teste do Reino Unido (ETPS)

A Força Aérea Sueca é a maior operadora de Gripens e seu primeiro Esquadrão de Gripens foi inaugurado em 1997. A Força Aérea Tcheca recebeu seus caças Gripen C/D em 2005. Em seguida, foi a vez da Força Aérea Húngara, em 2006. As entregas à Força Aérea da África do Sul começaram em 2008 e continuam.

O número total de horas de voo inclui também os voos de teste, realizados pelo Departamento de Ensaios de Voo da Saab, localizado na cidade sueca de Linköping. Os caças Gripen C/D são constantemente desenvolvidos, recebendo novos equipamentos e software. Além disso, o Gripen NG Demonstrator também já foi submetido a voos de teste.

Primeiro Gripen C a registrar mais de 1.000 horas

A Força Aérea Sueca começou a operar caças Gripen C/D, em 2005. O Gripen de número 39210 foi o primeiro Gripen C a ultrapassar a marca de 1.000 horas de voo, no início deste mês. A aeronave é operada pela Ala F 17, baseada em Ronneby, e recebe manutenção da 171a Empresa de Manutenção de Aeronaves.

FONTE: Saab

- Advertisement -

18 Comments

Subscribe
Notify of
guest
18 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Francisco AMX

he he, noticia ruim pro Rafale, noticia boa da Saab! que mundo maravilhoso esse nosso!

Wilson "Giordani" de Souza

Comentário nada-a-ver: que foto bala! 🙂

[]s

RodrigoMF

É uma pena a SAAB ter oferecido a jaca sueca ao invés do maravilhoso C/D.

R_Cordeiro

empresa de manutenção 171a ??? “171” hahaha 😉

ZE

Dói-me saber que esse ótimo vetor, barato de se operar, não será o escolhido.

Como dito, não há nada que venha a modificar a decisão do Lula.

RUIM PARA A FAB, BOM PARA O GOVERNO BRASILEIRO, ÓTIMO PARA A FRANÇA, PÉSSIMO PARA O BRASIL!

RodrigoMF

Olha Zé eu tenho as minhas dúvidas sobre o custo operacional do NG ser tão baixo quanto a SAAB divulga. Sem escala de produção, não tem milagre, com apenas 36 garantidos ele não ia ficar muito inferior ao Rafale.

É uma pena não utilizarmos o C/D que é um excelente aparelho e com uma escala de produção muito boa.

Pancho

Disseram há algumas matérias atrás que o AESA no Gripen NG é sonho por alguns anos ainda…

Olhem isso:
“uma outra vitória da SAAB foi a do radar Selex AESA Vixen ser considerado para emprego no Eurofighter pelo consórcio fabricante do caça Typhoon. O radar Selex AESA Vixen é usado no Gripen NG.”
Fonte: Defesanet

Agora “jaca sueca” … ah, faz favor neh… que país no mundo todo, que pretende comprar apenas 36 caças, teve a oportunidade de participar do desenvolvimento completo de um caça? aprender como se faz na prática?

Pois é… mas não valorizamos isso…

flaviodepaula

Tbm acho que o preço divulgado pela SAAB não esta muito proximo da realidade, mas mesmo assim acho que deve ser menor que o do F18 e do Rafale.

Seria muito bom para a FAB. Ainda mais sendo barato de operar.

flaviodepaula

Mas, com relação as horas….boa marca.

Estes Gripens C/D são bons, tem uma boa escala de produção, e devem ter muito em comum com os NG.

Alguém sabe qual o custo de operação e de hora/voô deste caça??? o custo é muito diferente do futuro NG???

Acredito que, caso o NG seja realmente muito superior ao Gripen, tanto em performace quanto em custo operacional, poderiamos ter este último como Low da equação. Caso o NG ganhasse o FX2. Um dos poucos problema que vejo é o pouco alcance operacional do Gripen.
Seria esta uma boa ideia?

Saudações

Felipe Cps

RodrigoMF: Na Revista Força Aérea deste mês (60) há uma informação interessante quanto ao preço do Gripen: ele já foi concebido como tendo que ter PELO MENOS metade dos custos do SAAB Viggen, que substituiria. Todo o projeto, desde o princípio, foi pensado em termos de economia de custos. No final da linha de produção chegou a 40% do preço do Viggen. Por isso que se torna bastante provável que o NG atinja seus objetivos de custos: a SAAB tem “precedentes” pra usar o linguajar “Jobiniano”. Outra informação da RFA: o governo sueco comprometeu-se a adquirir 30 unidades do NG,… Read more »

RodrigoMF

O Gripen C/D tem um nro de produção substancialmente maior ao do Rafale, o qual foi atingido no início do projeto. Isto ajudou a trazer o custo operacional para baixo. Embora a SAAB não goste de falar isto, o Gripen que voa atualmente é o Demo que pouca coisa tem a ver com o NG final, principalmente no âmbito estrutural e eletrônico, que nem definido está ainda. Se você não tem de forma concreta nem o que vai usar no avião, como pode calcular o seu custo com exatidão? Se um dia o NG entrar em operação realmente ele terá… Read more »

Justin Case

Defesa Net disse: ““uma outra vitória da SAAB foi a do radar Selex AESA Vixen ser considerado para emprego no Eurofighter pelo consórcio fabricante do caça Typhoon. O radar Selex AESA Vixen é usado no Gripen NG.” Fonte: Defesanet” Amigos, acho que dizer que o citado radar É USADO NO GRIPEN NG” uma forçação de barra absurda. Há seis meses, ninguém tinha ouvido falar da utilização desse radar em avião de caça. A SAAB teve bloquado seu acesso à tecnologia israelense/americana da ELTA. E ainda dizem que há risco no AESA da Thales, que vem sido desenvolvido há uma década,… Read more »

Pancho

“Amigos, acho que dizer que o citado radar É USADO NO GRIPEN NG” uma forçação de barra absurda.”

Somente reproduzi parte do texto como está na fonte, não o modifiquei… Concordo que houve um erro de escrita, mas se trocarmos uma pequena palavra, a frase fará todo os sentido…

Assim: “… O radar Selex AESA Vixen SERÁ usado no Gripen NG”…

Abraço…

Luan

Felipe.

Na propria RFA,fiz que o gripen quando ficou pornto e operacional,mostrou ter o custo 10% MENOR que o previsto.

alias a RFA atrasou mas esta muito boa,só não tive paciecia para ler a materia do Fx que ja cansou haha.

[]’s

Luan

“Fiz” = “Diz”

RodrigoMF

Eu não consigo ter saco para ler a RFA.

É muito chapa-branca pro meu gosto.

Robson Br

flaviodepaula

Vou repetir sua pergunta:

“”Alguém sabe qual o custo de operação e de hora/voô deste caça??? o custo é muito diferente do futuro NG??? “”

ZE

“Robson Br em 27 nov, 2009 às 19:30

flaviodepaula

Vou repetir sua pergunta:

“”Alguém sabe qual o custo de operação e de hora/voô deste caça??? o custo é muito diferente do futuro NG??? “””

O custo do Gripen C/D, para a Força Aérea Sueca, é de cerca de 3.000 DÓLARES por hora.

Estima-se que o custo para o Gripen NG será de cerca de 4.000 Dólares.

Reportagens especiais

Viggen, I’m your son! – parte 2

Em 3 de junho de 1992, o Parlamento Sueco concedeu à FMV a aprovação para a encomenda do segundo...
- Advertisement -
- Advertisement -