domingo, abril 11, 2021

Gripen para o Brasil

Embraer vendeu três jatos usados para companhia aérea de Angola

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

vinheta-clipping A fabricante brasileira Embraer anunciou hoje a venda de três aviões usados à empresa Serviços Executivos Aéreos de Angola (SEAA).

A operação incluiu a venda de modelos ERJ 135 e 145, com 37 e 50 assentos, respectivamente, à nova companhia africana que opera em rotas domésticas, salientou a empresa em comunicado.

“Temos a satisfação de dar as boas vindas à SEAA e à crescente família de operadores que optaram por adquirir aeronaves usadas da Embraer”, afirmou o director da fabricante, Mark Dunnachie.

“Esperamos cultivar uma longa e amistosa relação e temos certeza que nossos jactos regionais terão óptimo desempenho com este novo cliente africano”, disse.

Os três aviões terão como base o aeroporto de Lubango, operando rotas para Luanda, Cabinda, Ondjiva e Saurimo.

“Estamos felizes com a conclusão desta primeira compra de jactos regionais da Embraer para apoiar o início das nossas operações”, afirmou o proprietário da SEAA, Silvestre Tulumba Kapose, citado no comunicado.

Em Julho deste ano, a Embraer lançou a primeira pedra de duas fábricas que a empresa planeia construir em Évora, com início das operações previsto para 2012.

A Embraer é, em consórcio com a EADS, o maior accionista da portuguesa OGMA, detendo ambos 65% do capital daquela empresa portuguesa.

O Estado português detém os restantes 35% da OGMA, através da holding Empordef.

FONTE: OJE/Lusa

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Combates Aéreos

Rafale é o melhor em ‘dogfight’, dizem pilotos franceses na Aero India

Se há algo que os Rafales franceses podem fazer melhor, é o combate aproximado (dogfight). Pequeno e ameaçador, o...
- Advertisement -
- Advertisement -