sexta-feira, maio 7, 2021

Gripen para o Brasil

Array

Queda dos Rafales: França informa ao Brasil as possíveis causas

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

rafale-m

vinheta-clippingO Governo francês já se pôs em contato com o brasileiro para comunicar-lhe que as primeiras hipóteses sobre o recente acidente de dois caças Rafale franceses indicam que não se produziram problemas nos aparatos.

“Nestes momentos, nenhum elemento é imputável ao Rafale”, assegura o ministro francês de Defesa, Hervé Morin, em entrevista que nesta quinta-feira publica o diário “Le Parisien”.

Levando em conta que a França está em conversas bastante avançadas com o Brasil para a venda de caças como os que caíram ao Mediterrâneo dia 24 de setembro, o ministro ressaltou que mantém a par da investigação seu colega brasileiro, Nelson Jobim.

Morin lhe ligou para dizer-lhe que “nestes momentos nenhum elemento é imputável ao avião e que a totalidade dos detalhes da investigação lhe serão comunicados”.

Após ressaltar que haverá que esperar aos resultados finais das pesquisas, o titular francês de Defesa lembrou que os primeiros indícios apontam a que o acidente aconteceu após uma colisão em pleno voo.

As autoridades brasileiras seguirão com interesse esta investigação em qualidade de potenciais compradoras de 36 caças construídos pela companhia francesa Dassault Aviation como os que se caíram ao mar, à altura de Perpignan.

Os aviões da companhia francesa são os favoritos para ganhar a licitação brasileira, embora concorrem com os caças-bombardeiros Gripen NG da sueca Saad e os F-18 Súper Hornet da americana Boeing.

FONTE: EFE

- Advertisement -

16 Comments

Subscribe
Notify of
guest
16 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rodrigo

Eu não acredito que este acidente tenha sido causado por problemas nos aviões, mas mesmo que fosse um erro gravíssimo de projeto vai ser muito mais conveniente culparem os pilotos.

jose greff

Tem que colocarem buzina nos Rafale, rsrs.
De preferência buzina com TT.

Chacal

Jogo de cartas marcadas,que deveria escolher seria os militares e não esses políticos demagogos do PT

MICA

Descanse em paz Capitão François Duflot.

Os pilotos são corajosas, é um trabalho perigoso.

@Chacal:
A verdade é todos os aviões têm acidentes.

Super Hornet colisões com Super Hornet : 4
hxxp://www.ejection-history.org.uk/Aircraft_by_Type/f-18/F-18.htm
18th October 2002 (4 mortos), 2nd May 2005 (2 mortos), Monday 18th July 2005 (1 mortos), Monday 7th January 2008

Gripen crashs : 5
hxxp://en.wikipedia.org/wiki/Accidents_and_incidents_involving_the_JAS_39_Gripen

Klevston kvowster

Tem que escolher o melhor, avião de papel e avião ultrapassado deveria ter ficado de fora do programa FX2.

Luís Aurélio

Tudo que voa, cai. Até disco voador. ( caso Roswel ).

CADU

Notícia de última hora: Foi descoberto a causa do acidente envolvendo os Rafales da Marinha Francesa. Nossos enviados especiais que estão acompanhando o desenrolar das investigações na França, para a conclusão das investigações sobre o provável motivo do acidente em que dois Rafales se envolveram, chegaram a seguinte conclusão. Devido ao PESADO preço de compra, manutenção e hora-voo dos caças NÃO navais, que estão sendo oferecidos ao Brasil e que equipam as forças aéreas francesas, e com o acréscimo de PESO para a conversão dos caças em NAVAIS, fora todas as pragas de americanos e suecos, por ele já ter… Read more »

Fábio Mayer

Que coisa ridícula!

Rafales caem, como caem SH(s) ou Gripens, ou ainda F-22 ou SU-35 e uscambau!!!

Não é a queda de um avião que o desqualifica numa concorrência, esse ato dos franceses denota é desespero.

ronaldo

ja falei uma vez e repito, parem de usar o argumento do preço no fx-2 porque beira o ridiculo, o brasil como a 9° ECONÔMIA MUNDIAL tem dinheiro pra comprar ate o sorriso dos franceses se quiser, se falta verba em varias áreas isso é um problema de admininstração e não de falta de grana.

Rodrigo

Ronaldo,
digamos que existam todos os recursos que você se refere. Como diz minha mamãe, sabendo usar não vai faltar. Não tem sentido em pagar muito mais caro para usar um produto de qualidade idêntica aos concorrentes que tem um preço bem menor.

Bonança econômica é cíclica, uma hora temos, outra hora não temos dinheiro e na hora que faltar vai ser difícil colocar no ar um avião de custo mais baixo, imagine um Rafale da vida com os seus custos exorbitantes.

JZG_Pedro

Não concordo, ERA cíclica. Ao que parece o país finalmente chegou em um nível de saúde macroeconômia e solidez de instituições que nos coloca onde NUNCA estivemos. E, como vocês devem ler por aí, não sou só eu que digo isso. Ainda que uns economistas de convicções extremistas (dos dois lados) façam análises ruins, ninguém mais discorda que estamos bem melhor agora do que há 15 – 18 anos, economicamente Esse acidente, apesar de trágico, teve uma externalidade positiva p/ nós, que é a França ficar c/ mais c* na mão no FX2. As chances de se conseguir redução do… Read more »

Rodrigo

Realmente a situação econômica é perene, que o digam os países do dito primeiro mundo. Quem não se previne para um momento de contingência se condena a um futuro não muito agradável.

Zeke A6M

Boa tarde. Os nossos excelentissimos parlamentares já vazaram o conteudo da reunião secreta com os representantes do Rafale, ocorrido hoje no senado. “Ao apresentar as características da aeronave francesa, o chefe de Estado maior do presidente da França, o almirante Edouard Guillaud, afirmou lamentar muito que os caças Rafale tenha sido vítima de uma “campanha de desinformação”. Guillaud se refere ao recente acidente com um modelo deste e a desqualificação por parte de alguns setores após o ocorrido. O presidente do CRE, o senador Eduardo Azeredo (PMDB-MG), levantou o ponto de que o avião francês é o mais caro entre… Read more »

ronaldo

o almirante ai ta certo, sai caro desenvolver todo um esquema pra fazer um avião com as proprias mãos, mas no final com uma industria propria eles se garatem pra qualquer guerra que surja no futuro, ja um avião que precisa da turbina de outro pais (As vezes esquecem que essa pecinha magica é que faz o avião voar) se surgir uma guerra contra o interesse do pais forncedor, ou contra algum aliado deste, fudeu geral, é so sentar e chorar.

Juarezj

Tem um bizu rolando por aí que o problema da colisão envolve alimentação elétrica deficiente, acionamento do modo busca radar x inercial, mas é só bizu, por enquanto…

Grande abraço

Leonardo

Não seria SAAB? No ultimo paragrafo está errado o nome da empresa.

Reportagens especiais

Um pouco sobre Seção Reta Radar (RCS) e tecnologia ‘stealth’

O termo "stealth" é conhecido desde 1980 nos círculos de Defesa, mas tornou-se popular na década de 1990, com...
- Advertisement -
- Advertisement -