Home Noticiário Internacional Franceses terão que “engolir” KC-390

Franceses terão que “engolir” KC-390

245
44

Ministro francês chama avião brasileiro de ”carrinho de mão”

Andrei Netto

Os aviões KC-390, projeto de aeronave de transporte militar da Embraer, são para o Ministério da Defesa da França, seu primeiro cliente, nada mais do que um “carrinho de mão voador”. A expressão foi usada pelo ministro Hervé Morin para minimizar a importância da compra de 10 a 15 aviões, anunciada na segunda-feira, em Brasília.

Pelo negócio, que faz parte do pacote de venda de 36 caças Rafale ao Brasil, os franceses devem pagar entre 500 milhões e 750 milhões.

A crítica indireta foi feita por Morin em entrevista à RTL, uma emissora de rádio de Paris. Confrontado com questionamentos sobre a pertinência de adquirir os cargueiros brasileiros, em um momento no qual o consórcio francês, alemão, britânico e espanhol EADS enfrenta sucessivos atrasos e até risco de cancelamento do projeto de avião de transporte Airbus A400M, Morin se saiu com um jargão militar francês, reduzindo a importância da compra. “Nós precisamos do que chamamos um carrinho de mão voador”, afirmou, definindo o KC-390 como “um avião de transporte militar capaz de transportar muito longe”, mas “que não tem o nível de equipamentos do A400M”.

O ministro da Defesa francês definiu o projeto do A400M, apresentado em agosto de 2008 em Sevilha, como “um programa de altíssimo nível”. Para ele, o KC-390 é “um avião em torno de 50 milhões, 60 milhões, enquanto o A400M chega a 100 milhões”. Morin entende que os dois aviões não competem entre si. Essa opinião é contestada por analistas militares, críticos da adoção de várias aeronaves de mesmas características, o que eleva os custos de manutenção da esquadrilha.

Apesar do aparente menosprezo de Morin pelo modelo da Embraer, especialistas em indústria militar acreditam que o equipamento brasileiro tem chances de penetrar no mercado da União Europeia. Em favor do KC-390, pesam os sucessivos problemas industriais do A400M. Lançado oficialmente em 2003, o avião já deveria ter decolado, o que ainda não ocorreu. Em março, a EADS chegou a cogitar o abandono do projeto, antes da intervenção do governo francês, em junho.

MERCADO

Para Jean-Jacques Kourliandsky, especialista em defesa do Instituto de Relações Internacionais Estratégicas (Iris), de Paris, o KC390 tem espaço. “Há um mercado para disputar na Europa no segmento de aviões de transporte. Se será possível ganhá-lo, é cedo para dizer”, avalia. “As dificuldades do A400M geram a expectativa de um fracasso tecnológico ou de atrasos sucessivos. Ninguém conhece os verdadeiros prazos do projeto e até seu abandono já foi cogitado.”

Para o pesquisador, a compra anunciada dos KC390 pelo governo francês faz parte de “conversas globais” mantidas entre Brasília e Paris, que envolvem a venda de quatro submarinos Scorpène, do casco de submarino nuclear, dos 51 helicópteros pesados EC-725 Cougar e dos 36 Rafale. “Em um negócio como esse, é necessário dar para receber, e é possível que o ingresso do KC-390 tenha sido uma moeda de troca.”

De toda forma, estima Kourliandsky, o mercado europeu se abre ao avião brasileiro. “As Aeronáuticas europeias estão tentando encontrar uma alternativa ao A400M.”

FONTE: O Estado de São Paulo, via Notimp

SAIBA MAIS

O Poder Aéreo já havia adiantado estes pontos que, grosso modo, batem com as análises feitas pelos especialistas europeus citados na reportagem acima.

44
Deixe um comentário

avatar
44 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
30 Comment authors
ColtIuri Korolevgerson ( fronteira sul)JacubãoNapoleão Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Marcelo Ramos
Visitante
Marcelo Ramos

Esta doeu ate no meu rim.

Nao confio em franceses, são porcos, são metidos a besta e são incompetentes a sua falida industria belica ja fala por si.

Marcelo Ramos
Visitante
Marcelo Ramos

E ainda querem salvar a Dassault da falencia, eu quero mais e que se f…..

Alfredo.Araujo
Visitante
Alfredo.Araujo

“Marcelo Ramos em 12 set, 2009 às 12:55

Nao confio em franceses, são porcos, são metidos a besta e são incompetentes a sua falida industria belica ja fala por si.”

Lembre-se q a gloriosa industria belica russa, está buscando a falida industria francesa para adquirir navios…

Azul&branco
Visitante
Azul&branco

…” o lulinha vai na frente, sarkozi vai atrás….
carrinho de mão…papá pararapá…” ou ainda
….”o LULINHA vai na frente, o EVINHO vai atrás…
carrinho de mão…papá pararap´´a…” ou chavez, ou lugo, ou fidel….pô a fila não acaba mais????
É O TCHAN!!

Wilson Johann
Visitante
Wilson Johann

Não considero que houve demérito ao avião brasileiro nas palavras do ministro frances. A visão dele está certa, os aviões não competem entre si, e o A-400M realmente é uma aeronave de nivel mais elevado, custando entre US 40 milhões a US 50 milhões a mais que o KC-390. O que favorece o avião brasileiro, apesar de transportar um volume de carga menor. Quanto a ter sido designado como carrinho de mão, não tem nada demais, pois acho que ele quis dizer que a França precisa de uma avião que seja “pau prá toda obra”, como um carrinho de mão,… Read more »

Poggio
Visitante
Poggio

Prezado Wilson

A opinião do ministro francês é a mesma do “Poder Aéreo”. Veja que “nosso” texto, colocamos as diferenças entre eles de forma mais detalahda que na nota acima.

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

Interessante que ninguem notou, mas não há KC-390 p/ ser entregue pois não há aeronave em produção, pois sequer foi congelada a configuração, então sequer voou algum protótipo, pois sequer um foi construído, voado, testado e certificado; não há linha de produção em fábrica, montada p/ tanto. Qnto ao cancelamento do A-400M, isto já foi equacionado, a Inglaterra já beteu o pezinho e voltou atrás e tds os parceiros já se comprometeram c/ a revisão dos custos de desenvolvímento e um novo cronograma p/ o 1º voo. E depois, se der errado, tem C-130J em fabricação seriada, tem C-17A ainda… Read more »

MICA
Visitante
MICA

É apenas uma expressão militar.

http://secretdefense.blogs.liberation.fr/defense/2009/09/kc390-la-brouette-volante-br%C3%A9silienne-dherv%C3%A9-morin.html

“Nous avons besoin de ce que, excusez moi pour reprendre les expressions des militaires – de ce qu’on appelle une “brouette volante”

MICA
Visitante
MICA

É apenas uma expressão militar.

“Nous avons besoin de ce que, excusez moi pour reprendre les expressions des militaires – de ce qu’on appelle une “brouette volante”

Clausewitz
Visitante
Clausewitz

Os Franceses são assim, sempre acham que o deles é o melhor..É só lembrar a segunda guerra , a Alemanha tinha duas divisões de exército a menos do que eles, a mesma quantidade de aviões. Mas, os Alemães em 40 dias estavam em Paris, dividiram o pais em dois e ainda fizeram que eles lutassem pela causa nazista. Claro que o “negócio” Rafale é o melhor pelo simples fato que terá a mão brasileira na montagem! Mas, que são uns bufões e tolos arrogantes, são mesmos!

Bosco
Visitante
Bosco

Também não considero ofensivo o termo ‘carrinho de mão’. Ele poderia ter adotado a expressão ‘carregador de piano’ que também ficaria bem colocada.
Mais relevante que a expressão usada pelo ministro francês é o sentimento extramamente otimista que paira em relação à Embraer e ao KC390. Se o A-400 que já é uma realidade enfrenta problemas, dirá o nosso cargueiro que ainda está em fase de projeto. Otimismo é bom, mas quando acompanhado de um apurado senso de realidade.

Marcelo Ramos
Visitante
Marcelo Ramos

Off topic

@Alfredo.Araujo

Do jeito que você fala ate parece que os russos irao fazer igual aos brasileiros, comprarem tudo que e tipo de equipamento frances, um tipo de supermercado

No caso russo eles se interessaram por um ( 1 ) modelo de navio anfibio de transporte de tropas e talvez uma futura parceria de construção em conjunto.

Nao sei como estao as negociações, mas garanto que os presidente russo nao sao tao atrapalhado quando o nove dedos, e se os franceses forem tao arrogantes e prepotentes nas negociações perdem esta parceria com os russos tambem, se ja nao perderam

PUALO SÁ
Visitante
PUALO SÁ

Carinho de Mão é primeira Dama Francesa!!!!

João Curitiba
Visitante
João Curitiba

Os fabricantes de carrinhos de mão também precisam de sua fatia no mercado. Nenhuma obra de engenharia pode ser realizada sem estes pequenos e úteis meios de transporte de material diverso.

Igo
Visitante
Igo

Pessoal,

Na AdlA, carrinho de mão significa avião de transporte puro. Exatamente o que os C-160 fazem hoje. Não foi nenhuma ofensa o que ele falou. O problema é quando se pega uma expressão idiomática e tenta traduzir ao pé da letra. Nego quer encontrar chifre em cabeça de cavalo.

Menos, menos….

Abraços a todos.

Marcelo Ramos
Visitante
Marcelo Ramos

“Nós precisamos do que chamamos um carrinho de mão voador”, afirmou, definindo o KC-390 como “um avião de transporte militar capaz de transportar muito longe”, mas “que não tem o nível de equipamentos do A400M”. Anigo se voce quer um carrinho de mao tera um carrinho de mao, agora se for enfeitar o carrinho de mao ele nao se mais um carrinho de mao e seu custo sera elevado. Por voces franceses serem tão estúpidos e isso que fizeram com o A400M ,enfeitaram tanto que o custo dele subiu, ele se tornou proibitivo e ireal. O ministro Hervé Morin tem… Read more »

Julio
Visitante
Julio

Marcelo Ramos, concordo plenamente com vc. Os franceses sempre foram e ainda são mais que os alemães e ingleses.

RADAR
Visitante
RADAR

carrinho de mao ou não, é um excelente projeto, pra que algo enorme? chega a ser tosco, é fato que quanto maior capacidade de carga, maior será o prejuízo no caso de uma unidade como o A-400 ser abatido ou ocorrer crash, anv´s logísticas são como navios logísticos, não precisam de muita tecnologia, eles precisam é de robustez e agilidade, coisa que o projeto do kc-3090 tem! a embraer está lançada nessa outra fatia do mercado mundial de aeronaves!

kaleu
Visitante
kaleu

Então … o KC390 é um ”carrinho de mão” que voa ????

Continue assim Monsieur Morim … tô adorando as declarações do Pres. da Dassault … e agora do Ministro “bistrô” … continuem falando merd@ … vamo vê até aonde vamos “engolir” isso …

abc
Spock

Wolfpack
Visitante
Wolfpack

Não aprendemos nada com o FX1? Nem o Chaves o Chapolin Colorado anúncia uma aquisição antes dela estar definida. Acerta com os Russos e vai a Moscou só pra dizer alguns besteiras e fechar o contrato com o Medvedev Isso é incompetência para dizer o mínimo. O cara se acha o rei Momo do Carnaval (me desculpem os reis Momos). Ninguém pode com o Molusco, ele manda e faz o que quer sobre quem ele quiser, seja ela a Marinha, Aeronáutica, Poder Judiciário, e por ai vai. É muita retórica isso foi o problema, é muita gente amadora e incompetente… Read more »

kaleu
Visitante
kaleu

Wilson Johann disse :

“Não considero que houve demérito ao avião brasileiro nas palavras do ministro frances.”

Enão o senhor considera a referência a um avião de transporte militar como ”carrinho de mão” o quê ? … seria um elogio ? … não tampe o sol com a peneira, amigo !

Abc
Kaleu

Challenger
Visitante
Challenger

O A-400 é de alto nivel, mas nem voou ainda, si é que vai voar. O A-400 tem cheiro de fiasco, o unico que se igua-la a ele é o C-17 Globemaster, será que os Franceses vão admitir a humilhação de buscar um Avião Americano?

Não importa o nome que se de ao KC-390, importa é que ele seja um sucesso, é perigoso ele voar primeiro que o “Alto nivel” A-400.

Francisco AMX
Visitante

Uma obra não acontece sem o “carrinho de mão”…

QUANTA TEMPESTADE COM UM COPO D´AGUA!

O pessoal tá estérico demais! não estão percebendo que grande parte disso é contra-aatque dos que estão mais atrás na tabela?? não caiam nesta pilha, tentem analisar a coisa melhor…

Abraços

Challenger
Visitante
Challenger

Concordo, que os Francese são arrogantes, perderam uma chance e tanto por não participarem do projeto Eurofighter, por pura “Soberba”.

Mas que o Rafale é uma Super Maquina isso ninguém pode negar.

karlus73
Visitante
karlus73

Embora os Franceses para mim não sejam e como já apelidaram de “flor que não se cheire”… concordo na opinião que não tem nada de mal nessa expressa do carrinho de mão. Se há um projecto que não qual tenho a ideia que vai ter sucesso é este 390. Não tem comparação nem mesmo o Bae 146 versão militar de transporte (Este morre na praia) O problema deste ponto de vista é que franceses vão estar metidos na fabricação. Pelo menos pelo que já li. Estive a analisar história da empresa e sou de sincera opinião… não podem ter a… Read more »

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

Incrível, tem uns e outros cegos pelo mais burro dos nacionalismos ufanistas, que não depreendem que A-400M é uma aeronave diferente do KC-390, tem maior capacidade de carga e foi concebido de acordo c/ as necessidades das forças aéreas européias.
E passados os diversos percalços, não será cancelado em favor de uma aeronave de menor porte e capacidade que sequer existe.

Baschera
Visitante
Baschera

Um tapa na orelha dos que defendem o Rafaleco…..e seu motor de batedeira.
Dizer o que de um cara que come lesmas…. e arrota faisão!!!
Quem já foi a terra dos scargot sabe o que estou falando.
Sr. Hervé Morin, fique então, com sua carroça e puxe direitinho, viu !!

Cara burro, fosse eu, tinha desclessificado esta po… do Rafaleco.

No meu planeta é assim, bateu levou sabre de luz….

Sds.

Baschera
Visitante
Baschera

Sorry….. desclassificado e não “desclessificado”…..

Sds.

Deio
Visitante
Deio

O que significa, afinal, o KC 390 “não ter o mesmo nível de equipamentos” do A400?

O A400 é bem maior, mas nível de equipamentos?!

FN
Visitante

calma turma kc-390 tem tudo pra se o “avião” e carrinho de mão ou não, vão “te” que comprar rsrsrsrsr então é melhor que eles gostem e se não gostarem que peninha deles kkkkkkkkkkkkkkkk
(mas sinceramente não achei assim tão ofensivo o termo)

billy
Visitante
billy

Os franceses saíram do Typhoon, mas já dizem por aí que eles estão prestes a voltar com o rabo entre as pernas. A mala do rafale? adivinha quem vai carregar ???

BVR
Visitante
BVR

A história da dificuldade dos franceses em trabalhar conjuntamente é notória. Por estas bandas, já ouvi e li relatos de como eles são difíceis e arrogantes. Como o histórico depõe contra, era de se esperar um comentário desses. Mas, há a questão da outra interpretação (pau pra toda obra), que na verdade soa mais como elogio. É uma pena não existir a possibilidade de assistir a entrevista, porque assim ficaria mais fácil (observando o gestual e a expressão facial) identificar se o sr. Morin, pareceu minimizar ou menosprezar a aquisição do KC390, visto os momentos delicados pelos quais passam o… Read more »

alessandro
Visitante
alessandro

Nós caimos em uma armadilha organizada pelo nosso “genial governo”. O erro foi na escolha dos finalistas. Os franceses nunca foram confiavéis, nem com seus própios aliados! basta dizer que ultilizaram os seus rafales na ultima “RED FLAG”para “espionar os aviões Americanos” e Russos. Embora a rússia não seja aliada deles. Aprontaram com a argentina nas malvinas!!! Agoram nos empurram um avião que ninguém quer que custa o preço de um caça de 5ª geração.Os americanos Mentem com uma cara de pau incrivel dizendo que vão transferir tecnologia e tem gente que acredita achando que eles vão fazer esforços para… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Deio,
eu imagino que seja relativo aos sistemas eletrônicos táticos, tanto defensivos como os de comunicação e navegação.
O sistema de defesa contra mísseis, pode-se dizer, é do mesmo nível do de um caça atual, como o “Spectra’ do Rafale.
Também existem outros questionamentos:
Será que o KC390 terá sistema ‘fly by wire’?
Será que terá algum nível de redução do RCS?

Bosco
Visitante
Bosco

Deio,
o A-400M a exemplo de outros (C-17, C-130J) possui até HUD holográfico e o conceito HOTAS incorporado.
Não estou dizendo que o KC-390 também não possa ter esses equipamentos também. Estou só dizendo que o A-400 terá.
Um abraço.

Bruno Rocha
Visitante
Bruno Rocha

Como já disse, é melhor a Embraer esperar a falencia da DASSAULT e da SAAB, assim com uma bela ajudi do governo, poderiam comprar essas empresas (se possivel) e fariamos caças no Brasil. Quemsabe melhores que os deles. Seria um tapa na cara dos Franceses e suécos

hahhahahaha

fui

Deio
Visitante
Deio

Valeu Bosco!

Bem, todavia a questão é a seguinte: um fabricante de um determinado produto se propõe a fazer o melhor do mudo. Mas será que o comprador quer? Outra coisa, ele conseguirá entregar o que prometeu e a tempo?

Parece que a EADS, como já sabemos, tem obstáculos nesta última parte.

Abraços.

Baschera
Visitante
Baschera

Bosco,

Fabricar caças de extrema tecnologia…. só UM aguentou.
Parece que franceses e suécos estão indo se juntar aos russos, embora seja sacrilégio dizer isto por aqui. Mas é a verdade.

PS: Sabia que o Dámocles pode não vir para os nossos Rafalecos ?? E se vier, deverá ter sérias restrições de uso e manutenção somente na França (a peso de ouro, provavelmente) ??

Sds. ao amigo.

Bosco
Visitante
Bosco

É Baschera, eu acho que não teremos nenhum míssil tupiniquin operacional nos próximos 5 anos (sou um otimista por natureza). Assim mesmo me refiro ao A-Darter que vale salientar ninguém sabe em que pé está o seu desenvolvimento. Não ‘engulo’ essa história do Paquistão e dos MAR-1 (espero estar errado) e acho que esse então não sai antes de 10 anos. As bombas guiadas da Britanite pode jogar para daqui a 15 anos. Ou seja, quando comerçarmos a receber o F-X2 em 2015 mais ou menos não teremos nada pra integrar nele com ou sem os códigos fontes. Como o… Read more »

Napoleão
Visitante

O Historico de guerra da França já diz tudo,várias derrotadas,quantas vitorias…….se tiver alguma ,vamos compra avião desses figurões frouxos,que só ficam lamentado suas baixas,se fosse os americanos,que dissesse isto caiam matando a pau.Viram o que fizeram com os Los Hermanos nas malvinas.

Jacubão
Visitante

Bom, se é para ser dessa maneira, não compramos mais o RAFALE, vcs (da frança )não compram mais os KC-390, e os irmãos ( francêses ), colocariam as sucatas C-160 TRANZAL, no lugar que acharem mais conveniente… 😀
Povinho metido a besta….

gerson ( fronteira sul)
Visitante
gerson ( fronteira sul)

to falando…
franceses naum são confiáveis…
só oque falta agora é ter franceses dentro da embraer.

deviamos comprar f18e agora e depois o f35.
que pelo que parece é o caminho que o chile vai seguir.

Iuri Korolev
Visitante

A França é a Argentina da Europa.
Sempre tomaram tinta em guerras contra a Inglaterra e sua arrogância os está empurrando ladeira abaixo.

Colt
Visitante

Sabemos que o KC-390 é um avião com menos carga paga que A-400 Entendo que o francês quis defender um projeto caríssimo. Agora, não vejo demérito na expressão escolhida. Ocorre que esse pessoal fala com a imprensa muitas vezes e lógico que vez ou outra vai falar algo que gostaria não ter dito, mas é assim com todos nós. Quantas vezes ao dia, ou na semana, não ocorre de estarmos em situação em que se pudéssemos voltar atrás faríamos de forma diferente? Não vejo a intenção de criticar o avião brasileiro, mas sim de defender um projeto caro que corre… Read more »