quinta-feira, abril 22, 2021

Gripen para o Brasil

Array

‘Air Force One’ e F-16 levam terror a Nova Iorque

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Avião presidencial e escolta aérea fizeram voos rasantes sobre a cidade com propósitos fotográficos

large_law-flying-jersey-city

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, descreveu hoje como um “erro” o voo em baixa altitude feito na segunda-feira por um avião presidencial sobre a cidade de Nova York com fins fotográficos.

“Foi um erro, como já se disse, e não voltará a ocorrer”, disse Obama durante um comparecimento na sede do FBI.

O governante, que segundo a Casa Branca ficou “furioso” quando soube do ocorrido, ordenou a abertura de uma investigação interna para determinar como o voo foi autorizado.

O porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, disse hoje que a investigação estará a cargo do subchefe de gabinete, Jim Messina, e tentará estabelecer “por quem a decisão foi tomada e garantir que algo assim nunca mais volte a ocorrer”.

O voo dos aviões, incluindo o Boeing 747 “Air Force One” usado pelo presidente, causou temor em uma cidade que foi alvo de atentados terroristas com aviões comerciais em 11 de setembro de 2001.

A Casa Branca já tinha apresentado desculpas na segunda-feira, quando, em comunicado, Louis Caldeira, diretor do escritório militar da Casa Branca, afirmou que tinha aprovado a missão sobre Nova York na semana passada e assumia “toda a responsabilidade por essa decisão”.

“Apesar de as autoridades federais terem dado os passos apropriados para notificar as autoridades estaduais e locais em Nova York e Nova Jersey, está claro que a missão criou confusão e transtornos”, disse o diretor do escritório militar.

A missão, cujo propósito era tirar fotografias do avião presidencial perto da Estátua da Liberdade, começou no início do horário de trabalho em Nova York.

O Boeing 747 e um avião de combate F-16 que o escoltava sobrevoaram a Estátua da Liberdade, perto do Marco Zero, onde ficavam as Torres Gêmeas, destruídas pelos atentados de 11 de setembro de 2001.

Milhares de funcionários do bairro financeiro deixaram os escritórios, edifícios foram evacuados e as agências policiais e de emergência receberam vários telefonemas avisando que os aviões estavam voando baixo demais.

O prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, disse que o Governo não tinha avisado da manobra aérea e soube quando começou a receber mensagens no celular perguntando o que estava acontecendo.

FONTE: UOL

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Bosco

Como dizia um velho ditado repetido à exaustão pela minha bisavó: Cachorro mordido de cobra tem medo de lingüiça. rsrs…

Hornet

Bosco,

ou então: gato escaldado tem medo de água fria..rs.

Mas que foi uma ação desnecessária e imprudente, isso foi!!!

Quando eu vi as imagens na TV, na hora me coloquei na pele dos novaiorquinos…que dureza!

abração

Fábio Max

Sinceramente, o indivíduo que pensou nesse “exercicio” é sádico e irresponsável. Devia ser levado a uma corte marcial.

Pedro

A idéia deve ter sido do próprio Obama….Tá andando muito com o lula….

Rodrigo Marques

A estupidez humana não tem limites…

Curiosidade: Fotos do Força Aérea 1 próximo a estátua da Liberdade? Não se poderia fazer uma montagem? Não sou adepto a aceitar teorias de conspiração e afins, mas que essa história está mal contada, está!

Zero Uno

Más que C@@##@@@da. Como podem fazer uma coisa dessas?

Inacreditável…

Leigo - BR7

Lol … Os caras perdem a noção … Tipo: Se fosse aqui no Brasil, o avião presidencial do Lula voando baixo escoltado por 2 Mirrages seria legal e tudo mais.

Mas Puts nós estamos falando de Nova York – EUA … Que coisa mais sem noção …

Danilo

Recentemente um príncipe da Inglaterra, se não me falhe a memória, também efetuou uma ação semelhante à do Air Force One, com o helicóptero Boeing CH-47 Chinoock. Utilizou o helicoptero da Força Aérea ou do Exército (pilotado por ele mesmo) para ir na casa de sua namorada e pousou a aeronave no quintal da casa dela. No noticiário dizia que o príncipe pediu autorização do controle de tráfego para decolar e pousar, mas não recebeu autorização da RAF para realizar tal passeio. Mas tirar fotos do Air Force One, no lugar onde ocorreram atentados terroristas não foi uma boa idéia.… Read more »

Bosco

Como dizia um velho ditado repetido à exaustão pela minha bisavó: Cachorro mordido de cobra tem medo de lingüiça. rsrs…

Hornet

Bosco,

ou então: gato escaldado tem medo de água fria..rs.

Mas que foi uma ação desnecessária e imprudente, isso foi!!!

Quando eu vi as imagens na TV, na hora me coloquei na pele dos novaiorquinos…que dureza!

abração

Fábio Max

Sinceramente, o indivíduo que pensou nesse “exercicio” é sádico e irresponsável. Devia ser levado a uma corte marcial.

Pedro

A idéia deve ter sido do próprio Obama….Tá andando muito com o lula….

Rodrigo Marques

A estupidez humana não tem limites…

Curiosidade: Fotos do Força Aérea 1 próximo a estátua da Liberdade? Não se poderia fazer uma montagem? Não sou adepto a aceitar teorias de conspiração e afins, mas que essa história está mal contada, está!

Zero Uno

Más que C@@##@@@da. Como podem fazer uma coisa dessas?

Inacreditável…

Leigo - BR7

Lol … Os caras perdem a noção … Tipo: Se fosse aqui no Brasil, o avião presidencial do Lula voando baixo escoltado por 2 Mirrages seria legal e tudo mais.

Mas Puts nós estamos falando de Nova York – EUA … Que coisa mais sem noção …

Danilo

Recentemente um príncipe da Inglaterra, se não me falhe a memória, também efetuou uma ação semelhante à do Air Force One, com o helicóptero Boeing CH-47 Chinoock. Utilizou o helicoptero da Força Aérea ou do Exército (pilotado por ele mesmo) para ir na casa de sua namorada e pousou a aeronave no quintal da casa dela. No noticiário dizia que o príncipe pediu autorização do controle de tráfego para decolar e pousar, mas não recebeu autorização da RAF para realizar tal passeio. Mas tirar fotos do Air Force One, no lugar onde ocorreram atentados terroristas não foi uma boa idéia.… Read more »

Reportagens especiais

Mock-up do AMX, fabricado pela empresa Aermacchi em 1984, apodrece em ferro velho em São Paulo

O fotógrafo Anderson Kindermann registrou ontem imagens do "mock-up" do jato de ataque AMX, fabricado pela empresa AerMacchi em...
- Advertisement -
- Advertisement -