terça-feira, abril 13, 2021

Gripen para o Brasil

FAB: Nota sobre acidente aeronáutico em Goiânia

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Com relação ao roubo da aeronave PT-VFI, pertencente ao aeroclube de Brasília, localizado em Luziânia – GO, e ocorrido na tarde de hoje, 12 de março, o Comando da Aeronáutica (COMAER) presta as seguintes informações:

• Ao ser notificado da ocorrência do roubo, o Primeiro Centro Integrado de Defesa e Controle do Tráfego Aéreo (CINDACTA I) informou o Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro (COMDABRA) que, por sua vez, ordenou a imediata decolagem de aeronaves em alerta de defesa aérea.

• O acompanhamento por caças da FAB aconteceu durante todo o tempo em que o PT-VFI permaneceu em vôo, primeiramente, por um MIRAGE 2000 e, posteriormente, por um avião T-27 Tucano.

• Por medida de segurança, o COMDABRA determinou a suspensão de pousos e decolagens do aeroporto de Goiânia, a fim de garantir a segurança das aeronaves em geral e, particularmente, para proporcionar as melhores condições de pouso para o PT-VFI.

• Até o momento em que a aeronave colidiu com o solo, os órgãos de controle de tráfego aéreo e os pilotos da FAB que acompanharam a aeronave roubada não conseguiram contato-rádio com o piloto do PT-VFI.

• Consumado o acidente aeronáutico, o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) conduzirá as investigações necessárias a fim de identificar os fatores que contribuíram para a ocorrência.

• Todos os procedimentos adotados pelo COMAER, através do COMDABRA, foram permanentemente acompanhados pelo Exmo. Sr. Ministro da Defesa Dr Nelson Jobim.

Ouça o diálogo entre o controlador de vôo e o piloto da FAB.

Transcrição do diálogo:

YGQ (PILOTO) – PROSSIGA!
BRASÍLIA – OK, NÓS TEMOS UMA AERONAVE ROUBADA, NA LOCALIDADE DE LUZIÂNIA. A MISSÃO É FAZER PROCURA BAIXA, NA POSIÇÃO QUE ESTÁ SOBREVOANDO NO MOMENTO. PROCURA RADAR BAIXA.
YGQ (PILOTO) – CIENTE
BRASÍLIA – ÚLTIMA INFORMAÇÃO ESTIMADA DA AERONAVE, UNO SETE ZERO 20 MILHAS DE ANÁPOLIS; AERONAVE DE PEQUENO PORTE, VELOCIDADE EM TORNO DE CENTO E SESSENTA NÓS.
YGQ (PILOTO) – CIENTE.
YGQ (PILOTO) – CONFIRME! TÁ SE AFASTANDO DE ANÁPOLIS, ELA?
BRASÍLIA – CONFIRME?
YGQ (PILOTO) – ELA TAVA SE AFASTANDO DE ANÁPOLIS?
BRASÍLIA – ERA UMA PROA DE DUZENTOS E SESSENTA DA LOCALIDADE DE LUZIÂNIA.
YGQ (PILOTO) – CIENTE!
YGQ (PILOTO) – POR ENQUANTO NEGATIVO CONTATO RADAR, PRA INFORMAÇÃO TÁ VARRENDO DO CÉU A DEZENOVE MIL, TÁ INDIA MIKE CHARLIE.
BRASÍLIA – CIENTE!
YGQ – POSSIBILIDADE DE DESCER PRO UNO ZERO ZERO?
BRASÍLIA – AGUARDE COORDENAÇÃO.

NOTA DO BLOG 1: No vídeo acima é possível observar o Tupi voando baixo e o Tucano da FAB em altitude mais elevada. Entre os dois um helicóptero Esquilo da Polícia Militar de Goiás. Abaixo os destroços do Tupi no estacionamento do Shopping.

NOTA DO BLOG 2: As informações divulgadas dão conta que um Mirage 2000 participou das primeiras etapas de busca pelo Tupi utilizando seu radar de bordo RDI com capacidade ‘look down/shoot down’. A baixa altitude do Tupi impedia que o mesmo fosse rastreado pelos radares de terra (assumindo que o transponder estivesse desligado). Sem um acompanhamento de terra e com a limitada capacidade dos radares Cyrano II dos antigos Mirage III do GDA esta ação seria impossível.

Brigadeiro-do-Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez
Chefe do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica
Fonte: CECOMSAER

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Billy

As “toridade” tiveram muita sorte neste caso. Se tivesse acontecido dias antes, durante a visita do principe “CHAVEZ” à Brasília e o sequestrador tomasse a rota para a capital, teriam que tomar uma decisão crucial. Será que 11 GAAe estava em prontidão? O jaguar teria tempo para interceptar o tupi antes deste chegar à “capital da esperança”? Como está a segurança e a ficalização nestes campos de pouso, visto a possibilidade do fato repetir-se, além da constante ameaça do narco-tráfico?

Wolfpack

E se este piloto suicida tivesse conseguido sucesso em jogar a aeronave no Shopping? O comando da Aeronáutica nos deve uma explicação pois não conseguiu impetir o piloto de chegar ao centro de uma grande cidade com esta aeronave e colocar em risco a vida de mais inocentes. Deveria ter advertido o piloto e em caso de recusa de pouso, abatido a aeronave.

Giovani

A FAB fez o que é treinada pra fazer, assim que foi notificada acionou o COMDABRA que por sua vez acionou os Caças.Não da pra adivinhar as atitudes deste infeliz, pelo que eu vi nas reportagens materias sobre o assuntos o MIRAGE 2000 foi para Brasilia Proteger o Espaço Aéreo da Capital Federal e o T-27 Tucano foi interceptar a aeronave e tentar dissuadi-lo de qualquer intenção que ele tivesse. Se o “Maluco” tivesse se dirigido para Brasilia e a FAB sabedora de suas inteções, com criança ou sem crianças teria abatido o avião. Agora porque a FAB não derrubou… Read more »

Giovani

Falta agora a FAB se pronunciar a respeito e Reafirmar A Lei do Abate até para demover qualquer ideia de outro louco que tente uma coisa assim e mostra que a Força Aérea não está de Brincadeira e que qualquer outra aventura como essa terá consequencias.

Hornet

Eu acho que em casos de terrorismo ou em algum caso que se suspeite colocar em risco a Capital Federal (ou qualquer outra cidade) não precisa de lei de abate nenhuma…Isso seria um caso de defesa nacional. A FAB, em casos assim, pode abater, com ou sem Lei do Abate. A lei do Abate foi feita principalmente para casos de contrabando e similares…e pelo visto, vem funcionando muito bem. Já neste caso específico de Goiânia, o comando da FAB cogitou a possibilidade de derrubar o avião, se não foi levada adiante esta alternativa, foi por decisão do comando da FAB… Read more »

adelmo

Uma coisa que eu diconfiava e agora eu tenho certeza moro a 34 anos em Brasília,e agora eu tenho certeza que existe os cidadãos brsileiros de 1ª classe e os de 2ª classe, os que moram em Brasília estão perto dos donos da “Repúclica” pode contar com a defesa do Estado enquanto os cidadão de outro ricões do Brasil estão entregues a sua própria sorte,a negligência e a corvadia das autoridades foram incríveis, se aquele bandido tivesse tomado rumo Brasília seria abatido, agora como foi para uma outra cidade se acorvadarma e jogaram com a sorte,aquela aeronave deveria ter sido… Read more »

Billy

Não entendo, os GAAE não deveriam pertencer a FAB para em coordenação com caças prover a defesa aérea? Os helicópteros de ataque não deveriam pertencer ao EB para apoiarem forças blindadas? A aviação de patrulha não deveria pertencer a MB para melhor operarem com junto com seus navios? Ainda há indícios do desentendimento entre as forças como nos tempos de JK?

Tailhooker

Esse episódio em Goiania foi uma excelente oportunidade para se debater novamente a lei do abate. Como as vítimas foram somente os ocupantes do monomotor, o caso será rapidamente esquecido. Agora, se atingisse em cheio o shopping matando dezenas ou até centenas de pessoas, aí o bicho ia pegar para o Sr. Nelson Jobim e para o Sr Saito. Se ele autoriza o abate e a FAB “mata” um marido enlouquecido mais uma criança indefesa, a opinião pública iria cair em cima dos militares. Se o avião mata mais gente no shopping, a imprensa iria criticar os militares por não… Read more »

ewerson

tenho medo quando as autoridades em dar uma ordem para abater um avião que violou normas claras para voo chega a uma cidade povoada e coloca em risco de vida de uma população, pois moro na froteira do Brasil com a Bolivia e constantemente aviões jogam drogas em territorio brasileiro e não são abatidos.

[…] da República com atuação em Goiás foram a Brasília vistoriar o trabalho da Força Aérea Brasileira para esclarecer o episódio. As investigações do MPF concluirão se a postura dos órgãos de […]

Billy

As “toridade” tiveram muita sorte neste caso. Se tivesse acontecido dias antes, durante a visita do principe “CHAVEZ” à Brasília e o sequestrador tomasse a rota para a capital, teriam que tomar uma decisão crucial. Será que 11 GAAe estava em prontidão? O jaguar teria tempo para interceptar o tupi antes deste chegar à “capital da esperança”? Como está a segurança e a ficalização nestes campos de pouso, visto a possibilidade do fato repetir-se, além da constante ameaça do narco-tráfico?

Wolfpack

E se este piloto suicida tivesse conseguido sucesso em jogar a aeronave no Shopping? O comando da Aeronáutica nos deve uma explicação pois não conseguiu impetir o piloto de chegar ao centro de uma grande cidade com esta aeronave e colocar em risco a vida de mais inocentes. Deveria ter advertido o piloto e em caso de recusa de pouso, abatido a aeronave.

Giovani

A FAB fez o que é treinada pra fazer, assim que foi notificada acionou o COMDABRA que por sua vez acionou os Caças.Não da pra adivinhar as atitudes deste infeliz, pelo que eu vi nas reportagens materias sobre o assuntos o MIRAGE 2000 foi para Brasilia Proteger o Espaço Aéreo da Capital Federal e o T-27 Tucano foi interceptar a aeronave e tentar dissuadi-lo de qualquer intenção que ele tivesse. Se o “Maluco” tivesse se dirigido para Brasilia e a FAB sabedora de suas inteções, com criança ou sem crianças teria abatido o avião. Agora porque a FAB não derrubou… Read more »

Giovani

Falta agora a FAB se pronunciar a respeito e Reafirmar A Lei do Abate até para demover qualquer ideia de outro louco que tente uma coisa assim e mostra que a Força Aérea não está de Brincadeira e que qualquer outra aventura como essa terá consequencias.

Hornet

Eu acho que em casos de terrorismo ou em algum caso que se suspeite colocar em risco a Capital Federal (ou qualquer outra cidade) não precisa de lei de abate nenhuma…Isso seria um caso de defesa nacional. A FAB, em casos assim, pode abater, com ou sem Lei do Abate. A lei do Abate foi feita principalmente para casos de contrabando e similares…e pelo visto, vem funcionando muito bem. Já neste caso específico de Goiânia, o comando da FAB cogitou a possibilidade de derrubar o avião, se não foi levada adiante esta alternativa, foi por decisão do comando da FAB… Read more »

adelmo

Uma coisa que eu diconfiava e agora eu tenho certeza moro a 34 anos em Brasília,e agora eu tenho certeza que existe os cidadãos brsileiros de 1ª classe e os de 2ª classe, os que moram em Brasília estão perto dos donos da “Repúclica” pode contar com a defesa do Estado enquanto os cidadão de outro ricões do Brasil estão entregues a sua própria sorte,a negligência e a corvadia das autoridades foram incríveis, se aquele bandido tivesse tomado rumo Brasília seria abatido, agora como foi para uma outra cidade se acorvadarma e jogaram com a sorte,aquela aeronave deveria ter sido… Read more »

Billy

Não entendo, os GAAE não deveriam pertencer a FAB para em coordenação com caças prover a defesa aérea? Os helicópteros de ataque não deveriam pertencer ao EB para apoiarem forças blindadas? A aviação de patrulha não deveria pertencer a MB para melhor operarem com junto com seus navios? Ainda há indícios do desentendimento entre as forças como nos tempos de JK?

Tailhooker

Esse episódio em Goiania foi uma excelente oportunidade para se debater novamente a lei do abate. Como as vítimas foram somente os ocupantes do monomotor, o caso será rapidamente esquecido. Agora, se atingisse em cheio o shopping matando dezenas ou até centenas de pessoas, aí o bicho ia pegar para o Sr. Nelson Jobim e para o Sr Saito. Se ele autoriza o abate e a FAB “mata” um marido enlouquecido mais uma criança indefesa, a opinião pública iria cair em cima dos militares. Se o avião mata mais gente no shopping, a imprensa iria criticar os militares por não… Read more »

ewerson

tenho medo quando as autoridades em dar uma ordem para abater um avião que violou normas claras para voo chega a uma cidade povoada e coloca em risco de vida de uma população, pois moro na froteira do Brasil com a Bolivia e constantemente aviões jogam drogas em territorio brasileiro e não são abatidos.

[…] da República com atuação em Goiás foram a Brasília vistoriar o trabalho da Força Aérea Brasileira para esclarecer o episódio. As investigações do MPF concluirão se a postura dos órgãos de […]

Combates Aéreos

Ministra da Defesa indiana diz que sabe a identidade do piloto paquistanês abatido

Nirmala Sitharaman admitiu à India Today TV que conhece a identidade do piloto de F-16 abatido pelo MiG-21 indiano A...
- Advertisement -
- Advertisement -