quinta-feira, maio 6, 2021

Gripen para o Brasil

Growler derrubou Raptor

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

ea18g_f22kill

ea-18g-growlerO jornalista Stephen Trimble da revista Flight International visitou a Base Aérea de Andrews em 26 de fevereiro e fez a foto acima de um EA-18G Growler com um decalque de um F-22 na fuselagem, que teria sido abatido pela aeronave.
Segundo o jornalista, um piloto disse que o kill foi obtido com um míssil AMRAAM e que o Growler conseguiu o feito usando alguns de seus sistemas de guerra eletrônica para enganar e detectar o Raptor.
O EA-18G é a versão de guerra eletrônica do F/A-18 Super Hornet que, diferentemente do EA-6B Prowler que vai substituir, possui capacidade de combate. Na foto abaixo, um Growler dispara um AMRAAM.
Clique aqui para ver outra ocasião em que um F-22 foi abatido por um F/A-18E.

ea-18g-growler

ea-18g-growler-dispara-amraam

- Advertisement -

146 Comments

Subscribe
Notify of
guest
146 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Storm

Acredito que são muito poucos os pilotos e também aviôes de caça que podem ter a honra de carregar um decalque como este. Mas essa é mais uma prova de que o Raptor não é imbatível.

Agora a pergunta que fica: Qual o equipamento o EA-18 Growler teria usado contra o Raptor. Teria o novo jato da USN conseguido interferir no radar do Raptor ???

Manfred Von Richthofen

Provavelmente o Growler jammeou o radar do F-22 e mandou um míssil AIM-120 na direção da emissão.

Zero Uno

Putz…

Isso vai dar o que falar. Por acaso foi em combate dissimilar?

Espero outras notícias.

Tiago Jeronimo

Não duvido e os que dizem que o F-22 é imbátivel são uns ingênuos, mas o decalque me parece meio fajuto, e outra, não ne lembro de ter visto EF-18Gs com AMRAAMs.

Poderia ser divulgado o link pra nóticia?

Tiago Jeronimo

Agora eu vi o EA-18G com AMRAAMs 😛

Dalton

Tiago…

já que vc viu…nao preciso escrever mais!

abraços

Erich Hartmann

Me desculpem os amantes e ou defensores dessa aeronave fantástica que é o F-22A Raptor,mas será que passados mais de 40/45 anos do uso do SR-71 e cerca de 15/20 anos do F-117 ninguém da Rússia saiba(por meios de espionagem e outros…) como neutralizar ao menos minimizar em muito as capacidades steatlh tão alardeadas pelos norte-americanos?

Erich Hartmann

Sobre o EA-18 SH Hornet ponto para àqueles como eu que creem que o F-22A é uma aeronavem incrível mas de forma alguma extremamente superior as propagandas alareadas por representantes do governo norte-americano de superioridades de 100:1.

Pode ser coincidência,mas ninguém achou corioso o fato do F/A-18 SH conseguir tantos “kills” nesta altura do campeonato nas disputas comerciais(leia-se FX2 também) de vetores com outras aeronaves pelo mundo afora?

Zero Uno

PESSOAL! OLHEM SÓ!!! EA-18G GROWLER DE EXPORTAÇÃO. Por Defesa Brasil 24 de Fevereiro de 2009 A Boeing revelou informações sobre a provável configuração para a exportação do EA-18G Growler. O EA-18G Growler seria entregue sem o seu ITT ALQ-99 (pod para embaralhar informações dos radares inimigos e sistema de cancelamento de interferências), diz Rick Martin, Gerente do Programa EA-18G programa. Em vez disso, iria levar uma variedade de sensores de vigilância e sinais inteligência, incluindo o Northrop Grumman ALQ-218 (V)2, um receptor de rádio frequência, e o Raytheon ALQ-227 para contramedidas de comunicação utilizado para a vigilância eletrônica, diz ele.… Read more »

Tiago Jeronimo

Erich Hartmann outros já usaram esse argumento para irem contra a tecnologia stealth, mas se o argumento fosse verdadeiro a Russia não estaria criando sua propria aeronave Stealth o PAK-FA nem teria tentado reduzir a seção radar de aeronaves já existentes como o SU-35BM.

Portanto a tecnologia stealth ainda é efetiva, é incrivel as pessoas acharem que um País como os EUA continuariam produzindo algo ineficaz só para não darem o braço a torçer.

Almeida

Vai começar a choradeira dos que acham o F-22A “imbativel” e dos que acham que ele nao seja superior a todos os demais só porque nao é “imbativel”. Nem 8 nem 80 né pessoal? Taí a prova de que o Raptor é sim o melhor avião de caça da atualidade mas que outros vetores modernos e capazes, como o Super Hornet, quando bem empregados, podem sim abate-lo. Acredito que o Rafale F2 pra cima também consiga o mesmo feito com o Spectra e o Mica. O problema é que para cada Raptor abatido, a USAF diz que 100 F-15 e… Read more »

João Curitiba

Time se prepara para o campeonato treinando. Esta “derrota” do F-22 com certeza já foi estudada e neutralizada. E se eles têm formas de derrubar um F-22, também o têm para derrubar outras aeronaves. Mas duvido que consiga derrubar um F-22 de novo. Não com este “truque”.

Mirage

To achando agora que até um Xavante com duas .50 em cada asas pode dar cabo do F-22. 🙂

Erich Hartmann

“Tiago Jeronimo em 03 mar, 2009 às 16:18” É vero Tiago,pois muito se fala das vantagems da tecnologia stealth,mas como eu disse antes será que boa parte da eficiência dessa tecnologia ou novo paradígma não está sendo minimizado em favor de consquistas tecnológicas(AESA,IRST etc) de outros “contendores” ? Será que muito pode estar sendo ocultado acerca das capacidades de detecção stealth de Rafales F-3,EF-2000 e o futuro operacional SU-35BM a ser operado em 5 esquadrões na Rússia à despeito dos projetos 5º generation em curso? Agora sobre achar digamos assim que os EUA estariam propagando algo não tão efetivo quanto… Read more »

Tiago Jeronimo

Erich Hartmann,

Vamos brincar de imaginar então, se eu te dissese no ano de lançamento do F-15 que le chegaria em 2009 sem ser abatido uma única vez em confrontos aéreos mesmo participando de todas as guerras travadas nesse periodo e mesmo enfrentando Mig-25s, Mig-29s e Dassault Mirage F-1s você acreditaria ou me chamaria de louco puxa saco dos EUA?

Erich Hartmann

Tiago Jerônimo …Perai você realmente acredita que o F-15 até hoje não foi abatido em combates aéreos( e conta com 100 kills etc)?

(se sim… nem vou continuar a replicar…)

Paulo Taubaté

E se for “PHOTOSHOP”????

Tem gente pra tudo nesse mundo….

Almeida

Erich Hartmann, o Tiago Jeronimo está falando de fatos, você está falando de especulações. Melhor não replicar mais nada mesmo.

Tiago Jeronimo

Pois é Almeida, Erich Hartmann eu não acredito são os dados que existem, você tem alguma informação de fonte confiável que prove o contrário? Se não melhor nem replicar mesmo, não gosto de argumentar com quem acredita em teoria conspiratorias.

O fato que permanece é que você em vez de responder foge as minhas questões demonstrando que seus argumentos são vazios 😉

Henrique Sousa

Treinos, treinos e treinos…

Vc em uma mata escura, farda camuflada, silêncio total, vai ligar seu farolete para procurar o inimigo???

Este e o jogo do F-22, entra mudo e sai calado, não sem antes desferir uns socos e uns ponta-pé. Mas controle aéreo e quase tão importante para ele como suas qualidades “intrínsecas”.

Rodrigo Marques

O F-22 não precisa ter uma “razão de abate” de 100×1 contra os F-18 ou F-15, Rafale, etc… 5×1 já está de bom tamanho, até porque quando esses F-22 entrarem em ação, o inimigo já foi devidamente amaciado por uma chuva de bombas e misseis de cruzeiro, estará cego, desconectado e com sua força aérea praticamente no chão. Não foi assim no Iraque em 1991, que tinha um enorme aparato de defesa, algo que nós, por exemplo, nunca chegamos perto? Não me chutem para o blog naval, mas a única defesa realmente eficaz que temos contra grandes potências, seria uma… Read more »

Tailhooker

A Austrália pedirá parte de seus Super Hornet equipados com cablagem elétrica para serem “convertidos” em Growlers no futuro.
O pessoal da COPAC deveria estar atento a essa possibilidade, no mínimo, interessante, de equipar algumas células para ter a capacidade de receber sensores, softwares e sistemas do Growler.

Tailhooker

Esse decalque é uma jogada de marketing. Só pode ser coisa da |Boeing para divulgar o Growler. Custo a acreditar que um esquadrão operacional tomasse essa deprimente iniciativa de pintar um decalque simbolizando uma vitória simulada.

Francisco AMX

Derrubou nada! 🙂 – querem vender o SH e seu irmão de “Vibe” a qualquer custo! he he, nem dêem bola!

Fábio Max

Não existe avião imbatível.

Marlos Barcelos

O que f-22 abatidos a longas distâncias? é impossível é mil vezes menor que uma andorinha, não parece no radar, não tem como abatê-lo, vai levar 50 anos dominando sozinho os céus, como um míssil vai destruí-lo se não trava nele, os mísseis que possuem radares são inificazes. tanta besteira que eu escutei ( a parte da andorinha foi para ilustrar) mas o resto muitos aqui diziam que era verdade. Ficou provado que f-22 podem ser abatidos a longas distâncias e que não são invencíveis e podem ser derrubados por mísseis que possuem radar, 142 milhões de dólares num f-22… Read more »

Marlos Barcelos

creio que nossos awacs podem localizar também f-22 a longas distâncias e passar essas informações por data link a nossos caças, o que permitiria uma ótima capacidade de defesa de nossa força aérea.

Tiago Jeronimo

Lá vem o Marlos, que pelo jeito que tá falando sabe todos os detalhes sobre o abate.

Raphael

100-1 quer dizer que de vez em quando 1 F-22 eh abatido. Se fosse 100 a 0 ai estaria surpreso que 1 f-22 foi abatido, mais como eh 100 por 1.

Tem no momento 135 F-22 operando na USAF, se cada um so fizer exercicio 1 vez por ano (fazem mais), que dizer que tem uma media de 1.35 Raptors abatidos por ano.

Nao sei como tem gente que toma conhecimento de 1 abatimento por ano eh fala “O F-22 eh igual a um Rafale”.

Espere uma noticia de um outro abatimento de F-22 ai por outubro deste ano.

Vassili Zaitsev

NUnca mais vi a vovódka. Será que o programa espacial dela e do Pavel foi pro espaço???????????

Baschera

Senhores, Vou replicar aqui, sucintamente, esta história do EA-18G e F-22. Até por que, fui eu que a colocou na ALIDE, no tópico “EA-1G Quati” (F.Aérea Brasileira) em 28 de Fevereiro passado. Segue o texto : “A propósito do assunto, desviando um pouco, vejam a interessante foto veiculada na Flightglobal de um EA-18G Growler com um curioso “kill mark” de um F-22 Raptor. A foto foi feita na base Andrews da USAF, após um exercício na base aérea de Nellis.” “Durante o exercício, um F-22 não tardou muito em “adquirir” o Boeing EA-18G Glowler e disparou simuladamente um AIM-120 em… Read more »

Marine

Marlos,

Perai, voce esta afirmando que o Brasil tem tecnologia para “ver” aeronaves stealth nos nossos AWACS?? E ai ainda repassarem isso a F-5BR sendo entao nos capazes de nos defender com uma otima capacidade dos F-22??

Entao vamos vender isso logo cobrando ate a alma da Coreia do Norte, Iran, Venezuela e outros ja que nos temos a chave para prevenir um ataque de F-22 e F-35….

Com todo o respeito amigo, pega mais leva com o ufanismo…

abracao!!

Madara "Flanker"

Alguém sabe qual o alcance do radar AGP-79 do super hornet?

O que significa o termo jamming?

Abraços.

Tailhooker

O Stephen Trimble bem que tentou saber mais detalhes deste evento, o qual estão dando uma tamanha importância, mas o piloto que trazia a aeronave desconversou. Esse tipo de rivalidade sadia sempre ocorreu nas FFAA americanas. Isso deve acontecer muito mais vezes do que imaginamos, afinal esses caras sempre estão interagindo. Agora essa discussão de que fulaninho é imbatível ou que o Rafale é melhor que o super hornet que é melhor do que o Gripen, ninguem aqui tem como saber. O que vemos aqui é avaliaçao de entusiastas baseadas nas fichas técnicas e no que os fabricantes dizem que… Read more »

Marlos Barcelos

Marine Os awacs trabalham em várias freqüências e se os awacs tiverem sistemas de baixa freqüência é capaz de detectar um stealth a pelo menos 200 km, foi o que os e2-C na guerra da iuguslávia fizeram e localizaram os f-117 a 180 km de distãncia, como então você acha que o f-18 fez pra detectar e desruir um f-22 com amraam? os stealths funcionam com freqüências determinadas, ou seja com freqüências usuais da OTAN, se modificar bastante estas freqüências os radares são capazes de localizar os caças stealths a longas distâncias, veja a tecnologia stealth desenvolvida pros amx é… Read more »

Marlos Barcelos

freqüências usadas pela OTAN são acima de 2 gigahetz.

Patriota

Talvez não tenhamos tecnologia o suficiente para detectar caças de 5 geração , mas algo me leva a creer que Moscou tem uma carta na manga com relação ao F-22 pois nada é 100% acreditem os pilotos
ainda serão o fator que define a batalha nos ceus por muito tempo.

Hornet

Marine,

Ué, se já podemos abater até os Stealth com os caças modernizados que já temos, então pra que FX2?…hehehe

Já pra derrubar os B-2, o Xavantão véio de guerra dá conta….kkkkk

É, não tem jeito…eu desisto…

abração

Marine

Marlos,

Se fosse tao facil como voce fala, o mundo inteiro estaria derrubando stealths e os EUA seriam o pais mais imbecil da historia gastando esse dinheiro todo pra nada…

Mas como disse o Hornet esse assunto aqui no blog e tao polemico que ja e impossivel ter um debate imparcial e sem “achismos”, entao eu tambem jogo a toalha…

Abracao!

Cinquini

Olha, me dê um fuzil que eu acerti esse F-22 daqui de casa mesmo! rss

Marlos Barcelos

Marine

O mundo não vive derrubando stealths porque os stealths não foram utilizados contra armas modernas, e os stealth é uma vantagem o caça é localizado mais próximo, mas é localizado.

angelo

Após ler os inúmeros comentários, através dos quais aumentei meu conhecimento, gostaria de tecer algumas ilações: Sem dúvida nenhuma o F-22 é um avião fantástico, assim como foram o P-51, o F-100, o F-105, O F-4, o F-16A, cada um dentro de sua época. Mas não nos esqueçamos que o fator humano sempre fará a diferença. Senão vejamos, qual foi o último grande inimigo que os americanos enfrentaram? Acredito que foram os alemães e japoneses. Depois disso “empataram” na Coréia, com Macarthur e tudo, perderam no Vietnã, foram surrados na Somália, sofreram e sofrem no Iraque e ainda por cima… Read more »

Dalton

Madara Flanker..

Como ainda ninguem respondeu, antes tarde do que nunca…

Jamming significa interferir…ou seja, é a emissao de sinais de radio para confundir o radar inimigo.

O alcance do APG 79 é de cerca de 180 kms!

abraços

Leonardo Angelozi

Gente gente, calma mta calma nessa hora Não há dúvidas que todos nó sabemos que o projeto F-22 é completamente eficaz em combate( senão não seria gasto o q foi gasto e não custaria o q custa a unidade), mas todos nós sabemos também como funciona um radar e também que novas tecnicas e tecnologias são implementadas na área militar todos os dias em todo o mundo, então (desconfio de farça mas também não digo que seja impossivel) que um EF-18 tenha abatido um F-22, apesar do desenho”antiquado¨” do nosso irmao do Hornet, temos que lembrar que os sensores nele… Read more »

Leonardo Angelozi

Isso pode ate ser marketing mas é estranho pelo seguinte BOEING/LOCKHEED MARTIN F-22 E BOEING EF-18

ESTRANHO NÃO!?

kaleu

Caro angelo, para apimentar sua análise, vou acrescentar :- – E antes de invadir o Iraque, fez um bloqueio comercial / econômico de 10 anos ( através da ONU – sua subsidiária ), levando o arsenal do Sadan a obsolência (prejudicando a Ind, bélica BRA), depois disso, semanas antes da invasão, fez a ONU exigir a destruição do seu único poder de reação que eram os misseis de médio/longo ancances, aí sim, depois de ter certeza que enfrentariam Iraquianos de fuzis, caças absolutamente obsoletos, defesa aérea com 15 anos de defasagem, e alguns “estilingues”, os “grandiosos” e “bravos” soldados do… Read more »

Invinvible

Tiago Jeronimo,

Na verdade um F-15 já foi abatido sim. Foi por outro F-15. Isso aconteceu no Japão quando em um treinamento o dispositivo de seguraça que trava o míssil falhou e um Sidwinder foi disparado e abateu outro F-15 do Japão. Não foi um combate de fato, mas aconteceu. Em outras 3 ocasiões F-15 Strike foram abatidos por fogo anti-aéreo.
É importante que eu ressalte que sou fã do F-15. E que ele realmente é um avião 100% em combate.

Leonardo

Bom dia a todos Há um fato que foi esquecido, independentemente da qualidade de um vetor ou outro, existe uma rivalidade grande entre a USAF e a US Navy, desde os tempos do Vietnã, da qual a marinha sempre ou quase sempre levava vantagem sobre a força aérea, onde alguns especialistas defendiam que os pilotos da marinha americana eram mais bem preparados que os da força aérea, inclusive obtiveram melhores resultados em relações vitórias x perdas que seus colegas da força aérea no Vietnã, já levando-se em conta a quantidade de engajamentos que da força aérea era maior neste conflito,… Read more »

Pedro

Olha, o pessoal aqui deve acreditar em duendes mesmo. Tanto os russófilos quanto os americanófilos… O F22 é um vetor excelente, ponto. Mas nada, muito menos ele, o tal SU 35BM ou o PAK-FK, é imbatível. Tanto isso é verdade que o F22 está sim sendo questionado no Senado americano, afinal pra que gastar 250 milhões em um unico avião? O que ele faz? Saltos quânticos? Velocidade da Luz? Invisibilidade Klinghon? Tem canhão de ondas? Vira robozinho? Nada disso. Ademais nada impede que um vetor de 4, 4++ geração, dotado de sistemas modernos, o abata, e pasmem, na mesma proporção.… Read more »

Dalton

kaleu… A maior parte dos misseis scud iraquianos foi destruida durante a primeira guerra do golfo, inclusive por forças especiais americanas e britanicas. Ainda havia misseis scud no arsenal iraquiano quando houve a invasao e temia-se inclusive que transportassem armas quimicas, nada improvavel já que o Saddam nao teve remorso algum em dizimar mais de 5000 curdos com armas quimicas em 1988. O Iraque durante dez anos disparou contra avioes aliados na zona de exclusao, isso saia nos jornais quase que diariamente, abrigava terroristas procurados, nao cumpria as exigencias da ONU impostas a um pais que havia invadido e sido… Read more »

Reportagens especiais

Mock-up do AMX, fabricado pela empresa Aermacchi em 1984, apodrece em ferro velho em São Paulo

O fotógrafo Anderson Kindermann registrou ontem imagens do "mock-up" do jato de ataque AMX, fabricado pela empresa AerMacchi em...
- Advertisement -
- Advertisement -