sábado, julho 31, 2021

Gripen para o Brasil

C-130 da FAB cumpre missões de combate a incêndio na Chapada Diamantina

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

 

O 1º Grupo de Transporte de Tropa (1ºGTT) realizou no período de 6 a 12 de novembro de 2008, na localidade de Lençóis – BA, no Parque Nacional da Chapada Diamantina, a segunda missão real de Combate a Incêndio Florestal com a aeronave C-130 Hércules no Brasil. A aeronave foi equipada com um sistema modular de combate a incêndio aero-embarcado, ou em inglês, Modular Airborne Fire Fighting System (MAFFS). Para cumprir a missão foram deslocados para o local, além da aeronave, equipamentos de apoio necessários para a operação e 34 militares, entre tripulantes, mantenedores do MAFFS e equipe de manutenção.

Na chegada do 1º GTT o incêndio já havia destruído cerca de 1/3 do Parque Nacional da Chapada da Diamantina. No dia 6 de novembro, após a chegada do Grupo, todo material de apoio como: piscinas para armazenamento de água, retardante e compressor de ar foi montado, de modo a possibilitar o início da Operação no dia seguinte quando foram iniciadas as missões de Combate a Incêndio Florestal, com o lançamento de um composto químico retardante denominado LICET, e de fabricação nacional, pela primeira vez empregado em operações reais. Este produto químico é misturado com água e lançado pela aeronave à frente do foco de incêndio. Seus componentes impedem a progressão do incêndio, facilitando o trabalho dos bombeiros e brigadistas voluntários que realizam o combate no terreno.

Foram realizadas 14 missões durante a Operação, com o lançamento de 13.000 litros da mistura água-retardante em cada saída, totalizando 182.000 litros. Também participaram do combate ao incêndio 4 aeronaves AIRTRACTOR e 3 Helicópteros Esquilo sendo a coordenação dos vôos realizada pela equipe da Força Aérea presente no local. O foco principal do incêndio era uma faixa de 14 Km de fogo que se deslocava 1,7 Km por dia. E o combate ao incêndio contou com a participação de vários órgãos: IBAMA, PREVFOGO, Defesa Civil, Grupamento de Bombeiro de Lençóis, Polícia Militar da Bahia, FAB e a Empresa de Aviação Americasul. A Operação possibilitou ao Grupo agregar mais experiência na capacitação de suas tripulações nesta nova missão e aprimorar as técnicas de Combate a Incêndio Florestal.

Fonte e fotos: FAB

Nota do Blog: em 14 de setembro de 2006, o  C-130 FAB 2451 do 1ºGTT (da Base Aérea dos Afonsos) utilizou pela primeira vez o MAFFS em treinamento realizado na Califórnia – EUA. Na ocasião, a FAB divulgou as fotos acima (as fotos do alto da matéria são da operação na Chapada Diamantina). Participaram da instrução na operação e manutenção do equipamento militares do  1°GTT, do PAMA-GL (Parque de Material Aeronáutico do Galeão) e da CABW (Comissão Aeronáutica Brasileira em Washington). Os vôos de treinamento contaram com  instrutores da Air National Guard, dos Estados Unidos. O MAFFS é um sistema pressurizado que, por meio de um conjunto de cinco tanques, é capaz de dispersar 3.000 galões (11.340 lts) de agente retardante no combate a incêndios florestais. Trata-se de uma tecnologia já consolidada, em operação há mais de 30 anos em diversos países.

A FAB adquiriu dois equipamentos MAFFS, em kits que permitem configurar aeronaves Hércules C-130 para missões de combate a incêncio em curto espaço de tempo. Segundo a Força, o Brasil é pioneiro na América do Sul no emprego desse sistema.

- Advertisement -

40 Comments

Subscribe
Notify of
guest
40 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Corsario-DF

Mais um excelente serviço prestado pela FAB ao povo Brasileiro.
Aqui vai o meu Muito Obrigado a FAB, por zelar por nosso país.

Sds.

Cinquini

Eu sabia da compra, mas nunca tinho visto ele ser usado pela FAB.
A minha dúvida é se esse sistema pode ser instalado em qualquer C-130 ou só nesse.

Abração

Fábio Max

Taí um bom exemplo de equipamento militar à disposição da sociedade, e um grande serviço que nossos militares prestam ao Brasil.

E… caraca! Nunca ouvi ninguém falar mal dessa aeronave, é um daqueles sucessos da aviação, cuja substituição é difícil.

claudio

tá um bom tema para um dossie.
Aviões “bombeiros”

Luciano Baqueiro

Amigos, gostaria de sugerir que postassem esta matéria sobre a CRUZEX :

http://www.defesanet.com.br/fab1/cruzex_7.htm

Acho que dará uma boa discussão.

Lince Arpoador

Putz, demorou!
Quantos milhares de Km2 de matas destruídas e fauna morta foram necessários, para se fazer um investimento deste!
Como falei anteriormente, falta mais pró-atividade!
A fauna e a flora brasileira agradecem aos nossos aguerridos tripulantes da FAB!

Nunão

Cinquini, teoricamente em todos, menos nos KC quando estes estiverem com seus tanques instalados (e dá um baita dum trabalho retirá-los, e isso também não faz sentido). Mas o equipamento e a doutrina estão com o 1ºGTT.

robert

parabens a fab!!!
cuidam do nosso espaço e de nossas florestas!!
10!!!

Henrique Sousa

Não sabia que a FAB tinha adquirido esta capacidade. Um excelente serviço à sociedade.

Uma curiosidade minha seria qual a utilização deste equipamento num emprego militar “puro”. Não estou questionando ou criticando, muito pelo contrário, só fiquei com isto na cabeça…..

LeoPaiva

Interessante, também não sabia que a FAB tinha essa capacidade e esse equipamento, uma pena que as TVs não deem grande cobertura a esse tipo de atividade, seria bom mostrar a população um belo trabalho como esse.

Vassily Zaitsev

Parabéns ao 1º GTT por mais essa missão bem sucedida. As nossas florestas agradecem.

E o meu pulmão tb.

Hornet

E o meu pulmão também, aliás, o 1o. GTT podia jogar essa “aguinha” aqui também….tá um calor danado! Hoje mesmo vi dois camêlos se abanando e tomando suco de limão debaixo de uma árvore..que primavera é essa?!!!

abraços

Vassily Zaitsev

Hornet, Falando avião-tanque especializado em combate à incêndio florestal, qual o nome daquele Canadair? Seria CL ou Sl-415. Ele é bimotor e parece o C-160 Transall. Se souber, agradeço. Agora, realmente, tá um calor tremendo, um verdadeiro “céu de brigadeiro”, pelo menos até as 14:00 hs, pois depois disso, hoje, caiu um verdadeiro dilúvio por aqui. Como sou funcionário público e pertenço à Defesa Civil do município onde moro, fiquei preoculpado, pois já tive de ficar até as 4 da matina desobstruindo ruas por aqui. No começo do ano, veio um temporal “daqueles” por aqui e as árvores de uma… Read more »

joaquim

Pois é amigos….o Ministro da Justiça Nelson Jobim (isso eu li na revista Aero Magazine) deveria olhar essa parte. Estamos cansados em ouvir e assistir noticias de que diariamente centenas de focos de incendio em matas virgens são detectados por satelites aqui no Brasil. Contudo, o assunto só fica na detecção e nada mais. A mata continua pegando fogo…Acho que dois MAFFS não adiantam nada….é só propaganda…Deveriam ser pelo menos uns oito kits….Baseados no Campo dos Afonsos, Manaus, Campo Grande e Belem….É só os C-130 chegarem e receber o equipamento……É uma vergonha um pais com uma das maiores areas verdes… Read more »

Hornet

Vassily,

seria esse aqui?

http://en.wikipedia.org/wiki/CL-415

abraços

Hornet

Vassily,

se o que vc pergunta for o que estou pensando é o Bobardier 415, Canadair CL-415…aliás, bem esquisitão esse avião canadense…

abraços

TENENTE

Dá pra jogar um “agente laranja” com esse equipamento? SDS.

Wolfpack

Excelente notícia, mas porque o combate o incêndio não começou antes?
Parabéns a FAB. Sempre via os Bufalos Canadenses combatendo incêndio na Europa e no Canadá, e não entendia o porquê do Brasil não ter tal equipamento. Os C-130 são um espetáculo.

JSilva

A parte boa do negocio é que o MAFFS esta disponivel no mercado desde meados da decada de oitenta e ninguem nem ai para ele.

Tem muito eco-chato, eco-babaca e eco-ladrão no Brasil, mas ninquem se mexeu para fazer com que um equipamento desse fosse comprado antes e em quantidade mais adequada.

Se a atençao do brasileiro com um assunto tão da moda como esse esta nesse nivel, imaginem com o resto….

Flávio

Grande notícia. A
Acho porém que o Brasil deveria adquirir aviões especializados ou mais kits MAFFS, e ter um grupo dedicado a esse combate tão necessário a proteção de nossas matas.
Sds.

Corsario-DF

Mais um excelente serviço prestado pela FAB ao povo Brasileiro.
Aqui vai o meu Muito Obrigado a FAB, por zelar por nosso país.

Sds.

Cinquini

Eu sabia da compra, mas nunca tinho visto ele ser usado pela FAB.
A minha dúvida é se esse sistema pode ser instalado em qualquer C-130 ou só nesse.

Abração

Fábio Max

Taí um bom exemplo de equipamento militar à disposição da sociedade, e um grande serviço que nossos militares prestam ao Brasil.

E… caraca! Nunca ouvi ninguém falar mal dessa aeronave, é um daqueles sucessos da aviação, cuja substituição é difícil.

claudio

tá um bom tema para um dossie.
Aviões “bombeiros”

Luciano Baqueiro

Amigos, gostaria de sugerir que postassem esta matéria sobre a CRUZEX :

http://www.defesanet.com.br/fab1/cruzex_7.htm

Acho que dará uma boa discussão.

Lince Arpoador

Putz, demorou!
Quantos milhares de Km2 de matas destruídas e fauna morta foram necessários, para se fazer um investimento deste!
Como falei anteriormente, falta mais pró-atividade!
A fauna e a flora brasileira agradecem aos nossos aguerridos tripulantes da FAB!

Nunão

Cinquini, teoricamente em todos, menos nos KC quando estes estiverem com seus tanques instalados (e dá um baita dum trabalho retirá-los, e isso também não faz sentido). Mas o equipamento e a doutrina estão com o 1ºGTT.

robert

parabens a fab!!!
cuidam do nosso espaço e de nossas florestas!!
10!!!

Henrique Sousa

Não sabia que a FAB tinha adquirido esta capacidade. Um excelente serviço à sociedade.

Uma curiosidade minha seria qual a utilização deste equipamento num emprego militar “puro”. Não estou questionando ou criticando, muito pelo contrário, só fiquei com isto na cabeça…..

LeoPaiva

Interessante, também não sabia que a FAB tinha essa capacidade e esse equipamento, uma pena que as TVs não deem grande cobertura a esse tipo de atividade, seria bom mostrar a população um belo trabalho como esse.

Vassily Zaitsev

Parabéns ao 1º GTT por mais essa missão bem sucedida. As nossas florestas agradecem.

E o meu pulmão tb.

Hornet

E o meu pulmão também, aliás, o 1o. GTT podia jogar essa “aguinha” aqui também….tá um calor danado! Hoje mesmo vi dois camêlos se abanando e tomando suco de limão debaixo de uma árvore..que primavera é essa?!!!

abraços

Vassily Zaitsev

Hornet, Falando avião-tanque especializado em combate à incêndio florestal, qual o nome daquele Canadair? Seria CL ou Sl-415. Ele é bimotor e parece o C-160 Transall. Se souber, agradeço. Agora, realmente, tá um calor tremendo, um verdadeiro “céu de brigadeiro”, pelo menos até as 14:00 hs, pois depois disso, hoje, caiu um verdadeiro dilúvio por aqui. Como sou funcionário público e pertenço à Defesa Civil do município onde moro, fiquei preoculpado, pois já tive de ficar até as 4 da matina desobstruindo ruas por aqui. No começo do ano, veio um temporal “daqueles” por aqui e as árvores de uma… Read more »

joaquim

Pois é amigos….o Ministro da Justiça Nelson Jobim (isso eu li na revista Aero Magazine) deveria olhar essa parte. Estamos cansados em ouvir e assistir noticias de que diariamente centenas de focos de incendio em matas virgens são detectados por satelites aqui no Brasil. Contudo, o assunto só fica na detecção e nada mais. A mata continua pegando fogo…Acho que dois MAFFS não adiantam nada….é só propaganda…Deveriam ser pelo menos uns oito kits….Baseados no Campo dos Afonsos, Manaus, Campo Grande e Belem….É só os C-130 chegarem e receber o equipamento……É uma vergonha um pais com uma das maiores areas verdes… Read more »

Hornet

Vassily,

seria esse aqui?

http://en.wikipedia.org/wiki/CL-415

abraços

Hornet

Vassily,

se o que vc pergunta for o que estou pensando é o Bobardier 415, Canadair CL-415…aliás, bem esquisitão esse avião canadense…

abraços

TENENTE

Dá pra jogar um “agente laranja” com esse equipamento? SDS.

Wolfpack

Excelente notícia, mas porque o combate o incêndio não começou antes?
Parabéns a FAB. Sempre via os Bufalos Canadenses combatendo incêndio na Europa e no Canadá, e não entendia o porquê do Brasil não ter tal equipamento. Os C-130 são um espetáculo.

JSilva

A parte boa do negocio é que o MAFFS esta disponivel no mercado desde meados da decada de oitenta e ninguem nem ai para ele.

Tem muito eco-chato, eco-babaca e eco-ladrão no Brasil, mas ninquem se mexeu para fazer com que um equipamento desse fosse comprado antes e em quantidade mais adequada.

Se a atençao do brasileiro com um assunto tão da moda como esse esta nesse nivel, imaginem com o resto….

Flávio

Grande notícia. A
Acho porém que o Brasil deveria adquirir aviões especializados ou mais kits MAFFS, e ter um grupo dedicado a esse combate tão necessário a proteção de nossas matas.
Sds.

Últimas Notícias

Teste do míssil hipersônico AGM-183A da USAF falha pela segunda vez

Em 28 de julho, o míssil foi acoplado com sucesso ao bombardeiro B-52H, mas quando foi feita uma tentativa...
- Advertisement -
- Advertisement -