terça-feira, abril 20, 2021

Gripen para o Brasil

USAF se esforça para manter sua frota de T-38 em vôo

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Os membros do 573rd Commodities Maintenance Squadron da USAF, da Base Aérea de Robins, continuam a dedicar longas horas de trabalho para que a formação de pilotos de combate não seja paralizada.
Muitos membros do esquadrão vêm trabalhando 10 horas dia, sete dias por semana, para fabricar um novo atuador de aileron para o jato T-38 Talon, usado para treinar pilotos.
Um T-38 caiu em abril, matando o instrutor e o aluno. Um defeito no atuador do aileron foi declarado como um fator contribuinte na colisão.
O problema ameaça groundear todos os T-38, mas o pessoal do Warner Robins Air Logistics Center e do Air Force Materiel Command e outros dois depósitos, Hill AFB, Utah, e Tinker AFB, Oklahoma, assumiram a tarefa de desenvolver um substituto para o atuador.
Cerca de 32 pessoas estão envolvidas na produção dos atuadores na Robins AFB, e o pessoal do esquadrão espera aumentar a produção para 75 atuadores por semana.
Devido à idade do T-38, os atuadores originais, feitos de alumínio, não estão mais disponíveis, razão pela qual tiveram de ser fabricados a partir do zero.
A USAF opera atualmente 546 jatos T-38, que tem a mesma estrutura básica do F-5 Freedom Fighter.

- Advertisement -

39 Comments

Subscribe
Notify of
guest
39 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Paulo Costa

Outro item que ja foi trabalhado,foi o motor deste jato,
recebeu melhorias,e ficou mais economico,e reduziram
o numero de peças.

J Mitchel

Eles deveriam aprender com a FAB…

Cinquini

“Eles deveriam aprender com a FAB…”

J Mitchel, não se engane, eles já vieram aqui várias vezes no PAMA-SP aprender com os nossos técnicos! Nós somos os páis que tem o maior grau de intervenção na celula do F-5 e em segundo lugar os EUA.

Abraços

J Mitchel

Caro Cinquini
Eu sei, depois da re-construção dos F5E’s do 2o lote devemos ser mesmo. Trocamos logarinas de fuselagem e asa, re-fizemos cablagens elétricas, o motor é todo revisado com peças nacionais, etc..
Sem contar que os Jordanianos, pelo que eu ouvi, serão todos re-integrados a FAB.
At
JM

Ozawa

Os T38 são utilizados em que fase do treinamento desses aspirantes ? Seriam equiparados à fase em que nossos cadetes treinam o A29 ou quando se aperfeiçoam nas unidades de caça com os “mesmos” F5M ? A propósito, não seria o caso da USAF utilizar o T45 da USN, já que SE tratando de treinamento inicial, julgo, como leigo na instrução aérea, não haver muita diferença na concepção dos 2 treinadores.

Cinquini

Mauro, o T-38 tem muito em comum com o F-5B, mas este, já não está mais em operação na FAB. Hoje, temos 4 F-5B, o 4801 está no Musal, o 4802 está no PAMA-SP preservado com marcações da época que estavam operacionais e o 4803 e 4804 estão atrás do hangar dos F-5 “estocados” e pintados com as cores do Mirage IIIE (já estao bem desbotados) e sem marcação da FAB.

F-5B 4802 no último domingo
https://i48.photobucket.com/albums/f243/jcvcinquini/PAMA%202008/19-10-08_1724.jpg

F-5B 4803 e 4804 no último domingo
https://i48.photobucket.com/albums/f243/jcvcinquini/PAMA%202008/19-10-08_1730.jpg

Abraços

Cinquini

Poggio

Osawa, a estrutura da USAF é um pouco diferente. Na AFA deles, que fica em Colorado Springs, não há instrução de vôo como aqui no Brasil. Parte dos cadetes que se graduarem na AFA (aqueles que serão oficiais aviadores) vão para a escola básica IFS, localizada em Pueblo (também no Colorado). Depois disso, eles seguem para diferentes bases para voar ou T-37 ou T-6 Texan II. Só depois é que seguem para o T-38. Essa é a linhagem normal para quem vai para a caça. Multimotores, bombardeio e asas rotativas seguem outro rumo. Respondendo diretamente a pergunta, os T-38 são… Read more »

Ozawa

Grato pelas informações Poggio.

Fábio Max

Os T38 aparentam mais com os F5B.

Vassily Zaitsev

Pode parecer com o F-5B, ma que fiquem por lá mesmo.

Fábio Max

sim…se for para comprar coisa assim, que venham os F5 chilenos!

Ulisses

É,com a crise econômica,daqui a pouco as FA dos EUA vão estar passando penúria!!!

Abraços

Paulo Costa

Segundo info de foruns,existem alguns T-38 no Pama-sp,vendidos
mas não puderam ser entregues devido a documentação dos mesmos,
ou algo assim,alguem sabe de algo?

Nunão

Paulo, não são T-38. São os F-5B dos quais o Cinquini falou meia dúzia de comentários para cima.
E, de fato, a venda à qual você faz referência gorou – alegou-se razões burocráticas ligadas a uma cláusula de “final user”.

Paulo Costa

Estes aviões das fotos do Cinquini,tem a entrada de ar redonda,
caracteristica do T-38,e não tem a entrada de ar lateral dos F-5.
Voces tem certeza que são F-5?

Nunão

Paulo, o F-5B e o T-38, externamente, são muito parecidos.

Um pouco mais da história deles e os perfis você encontra no site do Rudney Cunha:
http://www.rudnei.cunha.nom.br/FAB/index.html

[…] T-38 Talon, F-5A/B Freedom Fighter e F-5E e F-5F Tiger II são parte de uma família amplamente utilizada de […]

Luciano Baqueiro

Amigos já li que o F-5 é um caso curioso, pois é um caça que derivou de um treinador ( T-38 ), mas no texto diz o contrário. Qual é o correto ? Quem veio primeiro : o ovo ou a galinha, digo o T-38 ou o F-5 ?

[…] pelo Blog do Poder Aéreo a celebração dos 50 anos do primeiro treinador supersônico do mundo, o T-38 Talon.  Apenas aguardamos a publicação da grande quantidade notícias apuradas na LAAD 09 para […]

Paulo Costa

Outro item que ja foi trabalhado,foi o motor deste jato,
recebeu melhorias,e ficou mais economico,e reduziram
o numero de peças.

J Mitchel

Eles deveriam aprender com a FAB…

Cinquini

“Eles deveriam aprender com a FAB…”

J Mitchel, não se engane, eles já vieram aqui várias vezes no PAMA-SP aprender com os nossos técnicos! Nós somos os páis que tem o maior grau de intervenção na celula do F-5 e em segundo lugar os EUA.

Abraços

J Mitchel

Caro Cinquini
Eu sei, depois da re-construção dos F5E’s do 2o lote devemos ser mesmo. Trocamos logarinas de fuselagem e asa, re-fizemos cablagens elétricas, o motor é todo revisado com peças nacionais, etc..
Sem contar que os Jordanianos, pelo que eu ouvi, serão todos re-integrados a FAB.
At
JM

Ozawa

Os T38 são utilizados em que fase do treinamento desses aspirantes ? Seriam equiparados à fase em que nossos cadetes treinam o A29 ou quando se aperfeiçoam nas unidades de caça com os “mesmos” F5M ? A propósito, não seria o caso da USAF utilizar o T45 da USN, já que SE tratando de treinamento inicial, julgo, como leigo na instrução aérea, não haver muita diferença na concepção dos 2 treinadores.

Cinquini

Mauro, o T-38 tem muito em comum com o F-5B, mas este, já não está mais em operação na FAB. Hoje, temos 4 F-5B, o 4801 está no Musal, o 4802 está no PAMA-SP preservado com marcações da época que estavam operacionais e o 4803 e 4804 estão atrás do hangar dos F-5 “estocados” e pintados com as cores do Mirage IIIE (já estao bem desbotados) e sem marcação da FAB.

F-5B 4802 no último domingo
https://i48.photobucket.com/albums/f243/jcvcinquini/PAMA%202008/19-10-08_1724.jpg

F-5B 4803 e 4804 no último domingo
https://i48.photobucket.com/albums/f243/jcvcinquini/PAMA%202008/19-10-08_1730.jpg

Abraços

Cinquini

Fábio Max

Os T38 aparentam mais com os F5B.

Poggio

Osawa, a estrutura da USAF é um pouco diferente. Na AFA deles, que fica em Colorado Springs, não há instrução de vôo como aqui no Brasil. Parte dos cadetes que se graduarem na AFA (aqueles que serão oficiais aviadores) vão para a escola básica IFS, localizada em Pueblo (também no Colorado). Depois disso, eles seguem para diferentes bases para voar ou T-37 ou T-6 Texan II. Só depois é que seguem para o T-38. Essa é a linhagem normal para quem vai para a caça. Multimotores, bombardeio e asas rotativas seguem outro rumo. Respondendo diretamente a pergunta, os T-38 são… Read more »

Ozawa

Grato pelas informações Poggio.

Vassily Zaitsev

Pode parecer com o F-5B, ma que fiquem por lá mesmo.

Fábio Max

sim…se for para comprar coisa assim, que venham os F5 chilenos!

Ulisses

É,com a crise econômica,daqui a pouco as FA dos EUA vão estar passando penúria!!!

Abraços

Paulo Costa

Segundo info de foruns,existem alguns T-38 no Pama-sp,vendidos
mas não puderam ser entregues devido a documentação dos mesmos,
ou algo assim,alguem sabe de algo?

Nunão

Paulo, não são T-38. São os F-5B dos quais o Cinquini falou meia dúzia de comentários para cima.
E, de fato, a venda à qual você faz referência gorou – alegou-se razões burocráticas ligadas a uma cláusula de “final user”.

Paulo Costa

Estes aviões das fotos do Cinquini,tem a entrada de ar redonda,
caracteristica do T-38,e não tem a entrada de ar lateral dos F-5.
Voces tem certeza que são F-5?

Nunão

Paulo, o F-5B e o T-38, externamente, são muito parecidos.

Um pouco mais da história deles e os perfis você encontra no site do Rudney Cunha:
http://www.rudnei.cunha.nom.br/FAB/index.html

[…] T-38 Talon, F-5A/B Freedom Fighter e F-5E e F-5F Tiger II são parte de uma família amplamente utilizada de […]

Luciano Baqueiro

Amigos já li que o F-5 é um caso curioso, pois é um caça que derivou de um treinador ( T-38 ), mas no texto diz o contrário. Qual é o correto ? Quem veio primeiro : o ovo ou a galinha, digo o T-38 ou o F-5 ?

[…] pelo Blog do Poder Aéreo a celebração dos 50 anos do primeiro treinador supersônico do mundo, o T-38 Talon.  Apenas aguardamos a publicação da grande quantidade notícias apuradas na LAAD 09 para […]

j santiago

como disse o nobre poggio meia duzia de comentários acima , o T -38 é usado pela nasa no treinamento de futuros astronautas , na qual os controles são idênticos aos do Space Shuttle(nave espacial), tal qual pode ser usado como um simulador de vôo no solo ou em vôo real.

Reportagens especiais

Poder Aéreo nos Estados Unidos: Fort Worth Aviation Museum – parte 2

Em nossa visita ao Fort Worth Aviation Museum no Texas tivemos uma grande surpresa: esbarramos com o "mockup" do caça-bombardeiro "stealth"...
- Advertisement -
- Advertisement -