quarta-feira, maio 12, 2021

Gripen para o Brasil

EADS confirma venda para o Brasil

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

A Eurocopter, empresa do grupo franco-alemão EADS, vai fabricar no Brasil e vender ao Ministério da Defesa helicópteros militares EC-725 Cougar, com capacidade para até 31 pessoas. A confirmação foi feita ao Estado ontem, em Paris, por uma porta-voz da companhia.

A quantidade de aeronaves e o valor da transação não foram revelados. A produção será feita no País e incluirá a transferência de tecnologia, uma das condições do governo brasileiro.

As informações confirmam a vigência do acordo anunciado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em julho, e reforçam a parceria estratégica militar firmada com o governo da França em fevereiro passado. Além disso, não contradizem, em tese, as especulações de que a União fecharia um outro acordo para compra de aeronaves Mi-35, de fabricação russa. Conforme a Eurocopter, o acordo de parceria com o Brasil prevê investimentos para a construção de uma nova fábrica em Minas Gerais.

Para pôr em funcionamento a nova fábrica, a empresa investirá entre US$ 300 milhões e US$ 400 milhões em sua subsidiária brasileira, a Helibras.

O modelo a ser produzido no país será o EC-725 Cougar, um derivado mais avançado da família Super Puma/ Cougar. A aeronave tem papel de transporte tático de tropas e tem capacidade para 29 soldados e dois pilotos.

Os helicópteros EC-725 Cougar são em média 30% mais caros que os aparelhos AS 523 SC e AS 523 AL, dos quais derivam. O preço de cada unidade, porém, pode variar de acordo com as especificações exigidas pelo comprador. Em fevereiro, durante visita oficial a Paris, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, afirmou que o governo estudava a aquisição de 50 aparelhos, com entrada em operação progressiva a partir de 2010.

Na mesma época, o presidente do Conselho de Administração da Helibras, o ex-governador do Acre Jorge Viana, disse que a Aeronáutica tinha interesse em 20 helicópteros, mas que outros 30 poderiam ser vendidos para o Exército, a Marinha e para a Petrobrás. Segundo a Eurocopter, o início da produção na subsidiária brasileira ainda depende da reorganização nas linhas de produção.

A confirmação não anula as especulações em torno da compra, por parte das Forças Armadas, de 12 helicópteros Mi-35, de fabricação russa, uma transação avaliada em US$ 250 milhões. A aproximação com os fabricantes e com o governo russo foi confirmada pelo ministro Extraordinário de Assuntos Estratégicos, Roberto Mangabeira Unger. Já os acordos com os franceses têm sido defendidos por Jobim.

Fonte: Agência Estado

- Advertisement -

46 Comments

Subscribe
Notify of
guest
46 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
edilson

esta notícia sepulta de vez as especulações a cerca da versão.
sim será o caracal, melhor assim pois como já foi exaustivamente dito se trata de uma aeronave muito melhor que as versões mais antigas.
fica agora a esperança que estas sejam sucedidas por um número maior de aeronaves para ambas as forças e quem sabe acriação do tal comando conjunto…
estas são minhas esperanças…

Alfredo_Araujo

Mauro, esses 50 helicopteros serao 100% fabricados no Brasil?? Nunca vi um acordo como esse.. é comum uma parte ser fabricada no pais q vende e outra parte ser fabricada no pais comprador..

Vinicius Modolo

o indice de nacinalização ficará entre 50 e 60%, sendo nacionalizado basicamente a celula do Heli.

Motor, sistemas e tal tudo de fora…quem sabe um SBAT 70 nacional.

Almeida

Estou torcendo para q nao facam “agua” nesta parceria. Alem de 50 unidades de um helicoptero muito bom, embora nao o melhor atualmente, para nossas Forcas Armadas, ira gerar empregos diretos e indiretos de alto nivel no pais, alem de apoiar as operacoes em plataformas off-shore, um de nossos maiores assets. Parabens, finalmente, ao Governo pela parceria e iniciativa. Que o restante do reaparalhamento de nossas FAs continue assim! Digno de nota foi a velocidade com q a parceria esta sendo efetivada: Fevereiro – Anuncio do projeto Julho – Confirmacao oficial pelo presidente Setembro – COnfirmacao oficial pelo fornecedor Sera… Read more »

edilson

As questões ainda não estão fechadas mas a Thales está analisando a produção dos sistemas ai no Brasil.
vale ressaltar que esta variante adota o conceito de glass-cockpit e estará apto a operações noturnas.
quanto aos motores seria muito bom que fossem montados no Brasil.
agora cabe especular, não seria vantajoso o desenvolvimento de uma nova variante do AH-2A ROOIVALK, utilizando sistemas comuns aos dois?
é só uma suposição.

pablo

pessoal, deem uma lida nesse trecho de uma reportagem postada no site do EB… esse trecho responde muitas duvidas postadas aqui… “Esse quadro começará a mudar a partir da próxima segunda-feira, quando o primeiro de uma série de contratos ligados à industria de defesa será apresentado formalmente na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp): o da construção, em Itajubá, de 51 helicópteros EC 725 (mais 20 serão adquiridos pela Petrobras). A fábrica da Helibras receberá da Eurocopter US$ 400 milhões em investimentos para o novo programa, que inclui a transferência completa de uma linha de produção da… Read more »

claudio

tá bom d+ para ser verdade.

RL

Vou fazer uma pergunta de leigo. Peço ajuda dos caros amigos mais experientes como Mauro, Galante, Koneg enfim.

Vocês acredita que em futuro próximo, o EC-725 Cougar, poderá sepultar a atual frota de Helis modelo Huey do esquadrão H-1H da FAB?

Abraços.

Douglas

Bom, qual a opinião da FAB e do EB e da MB. ninguem do comando militar se manifestou. só autoridade civil. eles deveriam apontar pontos de acordo e desacordo. Ja que virão, qual será a suite avionica? Sera apenas transporte e C Sar?? A fabricaçaõ aqui deve seguir o modelo esquilo, estamparia, estrutura fica or aqui, alguma coisa da eletrica e da hidraulica. O resto vem CDK pra montar. Testaram na amazonia? o EB poderia se pronunciar sobre isso. Os Pumas tiveram muitos problemas lá. A Eurocopter poderia mandar pronto agora pra irmos testando e se for o caso tropicalizar… Read more »

joao

Se realmente se concretizar esse projeto,sera um passo gigantesco na direcao correta,com uma velocidade e eficiencia ate agora ineditas no Brasil. Em quanto a distancia da pre-sal,acho que a melhor solucao seria construir um porta helicopteros,o qual poderia ser feito rapidamnte adaptando um cargueiro,apoiado por ums dois navios tanque.

C.Queiroz

Caros amigos, Sr.Mauro, Sr. Douglas e aos outros, o quesito alcance de aeronaves de asa rotativas é algo passivel de ser contornado, onde podemos analizar a simples facilidade de pouso vertical do mesmo, quanto ao modelo ser incompativel com o TO da Amazonia isto é verdadeiro somente com as primeiras versões utilizadas pela FAB, não mais ocorrendo com as novas versões utilizadas pelo EB, como exemplos podemos analizar as operações de ajudas humanitarias na Bolivia onde as aeronaves trabalharam no limite em um ambiente extremamente inospito e hostil, voltando a questão alcance para utilização no campo petrolifero do pré-sal, isto… Read more »

edilson

Gostaria apenas de concluir algo.
alguns colegas questionam-se sobre o porque do EC-725 e não o Nh-90? bem acho que o assunto está encerrado porém gostaria de apenas sublinhar que na altura da escolha da plataforma combate-sar a ser desnvolvida para a força aérea francesa, o Nh-90 chegou a ser cogitado, porém ficou óbvio de que o cougar seria mais adequado, desde que fossem incorporados novos avanços.
Minha opinião pessoal (puro chute) é que virão outros lotes do caracal para completar a frota, mas creio que as asas rotativas das 3 forças vão sofrer transformações em níveis estruturais.

konner

Sr. Edilson,

Sua [“opinião pessoal (puro chute)”], em mim, é uma intuição muito forte.

Meirelles

Pode até ser um bom helicóptero e tudo mais,mas se fossem os AW-101 Merlin no lugar desses…
Sds.

FALCON

Acho q são bons helis , porem acharia melhor se essa parceria fosse com a Sikorsky ,vindo assim os black hawk,p/ min eles são melhores q os EC-725 ,podendo inclusive fabricar umas 20 unidades do modelo navalizado p/ a MB.ABRAÇOS

Gilberto

Segundo a revista exame, de 27/08, pag. 37, “os helicópteros usados hoje não têm autonomia para fazer, cheios, o percurso de 600km de ida e volta das plataformas do pré-sal até a costa. “”ou os helicópteros farão o dobro das viagens ou teremos de construir uma plataforma no meio do caminho para abastecimento””, diz Costamilán.”

Alguém tem palpites de alternativas para a petrobrás, a versão civil do osprey, dirigíveis, teletransporte ou coisa assim?

Flavio

Quanto ao alcance, as próprias plataformas poderiam possuir combustível para os helis. Se 600 km é o limite de translado e o alcance ida e volta é quase isso, se o helicóptero fizesse um reabastecimento na plataforma que estaria embarcando/desembarcando pessoas daria para fazer as viagens sem problemas.

Walderson

Mauro, meu amigo, concordo contigo. Penso que, se as vendas aumentarem, eles darão um jeito de aumentar a linha e o ritmo de produção. Só sei é que eles não perderam vendas. Não viu o que a EMBRAER fará: para o fornecimento ds aeronaves ao Chile, vai retardar um pouco a produção da FAB, mas vai ficar com a encomenda. Gilberto, antes de ler o que vc escreveu, pensei se não seria possível a construção dessas plataformas para reabastecimento. Que bom que não sou o único louco a pensar nisso. Meirelles, se não me engano, li há pouco tempo que… Read more »

Douglas

Não li a última Força Aérea. Vou comprar. algém sabe sobre os helos de ataque? Vão confirmar os Mi russos?

konner

[” Além da fábrica do modelo Gaz Tiger, os empresários estudam também a instalação de uma — unidade de fabricação de helicópteros multiuso. “]

Fonte: http://www.defesanet.com.br/afv1/gaz_tiger.htm

Mauro, lembra desta notícia ?

Ao ler o seu comentário, me lembrei.

konner

Mauro, Lembrei de outra coisa, A Russia tem o Mi-38 que é um projeto da ‘Euromil’, [ Euromil é uma joint-venture da empresa Eurocopter, Mil Moscou Helicopter Plant e Kazan Helicopter Plant. ] é um helicóptero médio multiuso que comporta 30 assentos e 5 toneladas de carga, só que é um progeto novo, e, segundo a Kazan, estará operacional em 2012. Viagei agora … De fato, acredita-se que o Mi-38 será o substituto natural de todas as células dos Mi-17-1 e Mi-8 existentes hoje, creio eu talvez, até de alguns EC725, já que é um progeto de rais mais nova.… Read more »

konner
Cinquini

Senhores, essa semana eu vi um salto de paraquedistas do Cougar do exército e o desembarque de tropas através dele e depois tive a oportunidade de entrar dentro dele e vou falar uma coisa para vcs, essa aeronave supri todas as nossas necessidades! Não tinha um único militar que nao a elogiasse!

edilson

esta notícia sepulta de vez as especulações a cerca da versão.
sim será o caracal, melhor assim pois como já foi exaustivamente dito se trata de uma aeronave muito melhor que as versões mais antigas.
fica agora a esperança que estas sejam sucedidas por um número maior de aeronaves para ambas as forças e quem sabe acriação do tal comando conjunto…
estas são minhas esperanças…

Alfredo_Araujo

Mauro, esses 50 helicopteros serao 100% fabricados no Brasil?? Nunca vi um acordo como esse.. é comum uma parte ser fabricada no pais q vende e outra parte ser fabricada no pais comprador..

Vinicius Modolo

o indice de nacinalização ficará entre 50 e 60%, sendo nacionalizado basicamente a celula do Heli.

Motor, sistemas e tal tudo de fora…quem sabe um SBAT 70 nacional.

Almeida

Estou torcendo para q nao facam “agua” nesta parceria. Alem de 50 unidades de um helicoptero muito bom, embora nao o melhor atualmente, para nossas Forcas Armadas, ira gerar empregos diretos e indiretos de alto nivel no pais, alem de apoiar as operacoes em plataformas off-shore, um de nossos maiores assets. Parabens, finalmente, ao Governo pela parceria e iniciativa. Que o restante do reaparalhamento de nossas FAs continue assim! Digno de nota foi a velocidade com q a parceria esta sendo efetivada: Fevereiro – Anuncio do projeto Julho – Confirmacao oficial pelo presidente Setembro – COnfirmacao oficial pelo fornecedor Sera… Read more »

edilson

As questões ainda não estão fechadas mas a Thales está analisando a produção dos sistemas ai no Brasil.
vale ressaltar que esta variante adota o conceito de glass-cockpit e estará apto a operações noturnas.
quanto aos motores seria muito bom que fossem montados no Brasil.
agora cabe especular, não seria vantajoso o desenvolvimento de uma nova variante do AH-2A ROOIVALK, utilizando sistemas comuns aos dois?
é só uma suposição.

pablo

pessoal, deem uma lida nesse trecho de uma reportagem postada no site do EB… esse trecho responde muitas duvidas postadas aqui… “Esse quadro começará a mudar a partir da próxima segunda-feira, quando o primeiro de uma série de contratos ligados à industria de defesa será apresentado formalmente na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp): o da construção, em Itajubá, de 51 helicópteros EC 725 (mais 20 serão adquiridos pela Petrobras). A fábrica da Helibras receberá da Eurocopter US$ 400 milhões em investimentos para o novo programa, que inclui a transferência completa de uma linha de produção da… Read more »

claudio

tá bom d+ para ser verdade.

RL

Vou fazer uma pergunta de leigo. Peço ajuda dos caros amigos mais experientes como Mauro, Galante, Koneg enfim.

Vocês acredita que em futuro próximo, o EC-725 Cougar, poderá sepultar a atual frota de Helis modelo Huey do esquadrão H-1H da FAB?

Abraços.

Douglas

Bom, qual a opinião da FAB e do EB e da MB. ninguem do comando militar se manifestou. só autoridade civil. eles deveriam apontar pontos de acordo e desacordo. Ja que virão, qual será a suite avionica? Sera apenas transporte e C Sar?? A fabricaçaõ aqui deve seguir o modelo esquilo, estamparia, estrutura fica or aqui, alguma coisa da eletrica e da hidraulica. O resto vem CDK pra montar. Testaram na amazonia? o EB poderia se pronunciar sobre isso. Os Pumas tiveram muitos problemas lá. A Eurocopter poderia mandar pronto agora pra irmos testando e se for o caso tropicalizar… Read more »

joao

Se realmente se concretizar esse projeto,sera um passo gigantesco na direcao correta,com uma velocidade e eficiencia ate agora ineditas no Brasil. Em quanto a distancia da pre-sal,acho que a melhor solucao seria construir um porta helicopteros,o qual poderia ser feito rapidamnte adaptando um cargueiro,apoiado por ums dois navios tanque.

C.Queiroz

Caros amigos, Sr.Mauro, Sr. Douglas e aos outros, o quesito alcance de aeronaves de asa rotativas é algo passivel de ser contornado, onde podemos analizar a simples facilidade de pouso vertical do mesmo, quanto ao modelo ser incompativel com o TO da Amazonia isto é verdadeiro somente com as primeiras versões utilizadas pela FAB, não mais ocorrendo com as novas versões utilizadas pelo EB, como exemplos podemos analizar as operações de ajudas humanitarias na Bolivia onde as aeronaves trabalharam no limite em um ambiente extremamente inospito e hostil, voltando a questão alcance para utilização no campo petrolifero do pré-sal, isto… Read more »

edilson

Gostaria apenas de concluir algo.
alguns colegas questionam-se sobre o porque do EC-725 e não o Nh-90? bem acho que o assunto está encerrado porém gostaria de apenas sublinhar que na altura da escolha da plataforma combate-sar a ser desnvolvida para a força aérea francesa, o Nh-90 chegou a ser cogitado, porém ficou óbvio de que o cougar seria mais adequado, desde que fossem incorporados novos avanços.
Minha opinião pessoal (puro chute) é que virão outros lotes do caracal para completar a frota, mas creio que as asas rotativas das 3 forças vão sofrer transformações em níveis estruturais.

konner

Sr. Edilson,

Sua [“opinião pessoal (puro chute)”], em mim, é uma intuição muito forte.

Meirelles

Pode até ser um bom helicóptero e tudo mais,mas se fossem os AW-101 Merlin no lugar desses…
Sds.

FALCON

Acho q são bons helis , porem acharia melhor se essa parceria fosse com a Sikorsky ,vindo assim os black hawk,p/ min eles são melhores q os EC-725 ,podendo inclusive fabricar umas 20 unidades do modelo navalizado p/ a MB.ABRAÇOS

Gilberto

Segundo a revista exame, de 27/08, pag. 37, “os helicópteros usados hoje não têm autonomia para fazer, cheios, o percurso de 600km de ida e volta das plataformas do pré-sal até a costa. “”ou os helicópteros farão o dobro das viagens ou teremos de construir uma plataforma no meio do caminho para abastecimento””, diz Costamilán.”

Alguém tem palpites de alternativas para a petrobrás, a versão civil do osprey, dirigíveis, teletransporte ou coisa assim?

Flavio

Quanto ao alcance, as próprias plataformas poderiam possuir combustível para os helis. Se 600 km é o limite de translado e o alcance ida e volta é quase isso, se o helicóptero fizesse um reabastecimento na plataforma que estaria embarcando/desembarcando pessoas daria para fazer as viagens sem problemas.

Walderson

Mauro, meu amigo, concordo contigo. Penso que, se as vendas aumentarem, eles darão um jeito de aumentar a linha e o ritmo de produção. Só sei é que eles não perderam vendas. Não viu o que a EMBRAER fará: para o fornecimento ds aeronaves ao Chile, vai retardar um pouco a produção da FAB, mas vai ficar com a encomenda. Gilberto, antes de ler o que vc escreveu, pensei se não seria possível a construção dessas plataformas para reabastecimento. Que bom que não sou o único louco a pensar nisso. Meirelles, se não me engano, li há pouco tempo que… Read more »

Douglas

Não li a última Força Aérea. Vou comprar. algém sabe sobre os helos de ataque? Vão confirmar os Mi russos?

konner

[” Além da fábrica do modelo Gaz Tiger, os empresários estudam também a instalação de uma — unidade de fabricação de helicópteros multiuso. “]

Fonte: http://www.defesanet.com.br/afv1/gaz_tiger.htm

Mauro, lembra desta notícia ?

Ao ler o seu comentário, me lembrei.

konner

Mauro, Lembrei de outra coisa, A Russia tem o Mi-38 que é um projeto da ‘Euromil’, [ Euromil é uma joint-venture da empresa Eurocopter, Mil Moscou Helicopter Plant e Kazan Helicopter Plant. ] é um helicóptero médio multiuso que comporta 30 assentos e 5 toneladas de carga, só que é um progeto novo, e, segundo a Kazan, estará operacional em 2012. Viagei agora … De fato, acredita-se que o Mi-38 será o substituto natural de todas as células dos Mi-17-1 e Mi-8 existentes hoje, creio eu talvez, até de alguns EC725, já que é um progeto de rais mais nova.… Read more »

konner
Cinquini

Senhores, essa semana eu vi um salto de paraquedistas do Cougar do exército e o desembarque de tropas através dele e depois tive a oportunidade de entrar dentro dele e vou falar uma coisa para vcs, essa aeronave supri todas as nossas necessidades! Não tinha um único militar que nao a elogiasse!

Reportagens especiais

Na década de 80, o jato binacional AMX era destaque nas revistas aeronáuticas

O avião de ataque AMX, projeto ítalo-brasileiro produzido pelas empresas Aeritalia, Aermacchi e Embraer foi muito badalado pelas revistas...
- Advertisement -
- Advertisement -